Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Afinal, quem somos nós?

. O eixo fulcral

. A verdade

. Paralelo Inacabado VI

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Quinta-feira, 29 de Outubro de 2009

Afinal, quem somos nós?

Afinal, que lugar ocupamos no espaço? Que é a matéria? Quem somos nós? Que tempo universal é o nosso?
- Afinal existe, ou não existe, tempo e espaço?
- Não há absolutismos desses, tudo é relativo e conjuntural. Nós somos uma parcela ínfima que mantém todas as características do cosmos onde existe o planeta Terra.
- Então somos uma… hã… amostra?
- Mantemos as características sublimes de tudo o que sentimos e fazemos num estado por vezes mínimo de evolução, outras vezes num grau muito adiantado de progresso. Isto é, temos em nós uma essência divina que nos permite, através da consciência, escolher o rumo certo para as nossas emoções e forças.
- Então porque há tanta crueldade e martírio entre as pessoas? Porque desfaz o homem a natureza, precisamente a que tudo tem para o salvar, desde o oxigénio aos produtos que curam todas as doenças que o sobrecarregam?
- Porque se acha o homem um ser superior? Porque pensa e raciocina? Porque tem caprichos emotivos e destruidores de tudo o que possa embaraçar a satisfação desses caprichos, ou desejos, e que julga imprescindíveis para sua felicidade? Qual será a resposta a estas questões? Simples capacidade de lucidez de si mesmo?
- Continuamos nas incógnitas sem conseguir respostas?
- Continuamos observando seres e acontecimentos maravilhosos no meio de outros… e esses são a prova que é possível sermos cada vez mais brilhantes em nós próprios, para nós mesmos e para os outros.
.
.

.
René Magritte - A condição humana
Imagem retirada da net
.
.
Disse  William Hazlitt:  O homem é o único animal que ri e chora, porque é o único que se impressiona com a diferença que há entre o que é e o que devia ser !
.

.


publicado por eva às 00:33

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 2 de Setembro de 2009

O eixo fulcral

O ar que se respira e o hábito de o inspirar em longos haustos amplia as nossas capacidades, sejam as físicas sejam as mentais.
Até o nosso optimismo fica mais sensível ao quotidiano que, tantas vezes, nos afasta dos nossos melhores objectivos.
No dia-a-dia deparamos com questões, situações e atitudes tão díspares que não conseguimos evitar a surpresa que nos causam.
Mas é assim mesmo o caminho que cada um percorre ao longo de uma vida, ao longo dos projectos pessoais que se vão traçando.
Para os mais serenos, perante a vida, há também projectos a conseguir, mas a sua qualidade é diferente dos mais vulgares, porque não se prende a conseguir apenas uma casa, carro, chefia ou direcção no emprego e melhoria de tudo, sempre e continuamente o sempre querer-material.
Para esses, os da serenidade, os projectos versam a sua própria evolução mental e espiritual. A capacidade de cultivar e desenvolver mais qualidades pessoais no dia-a-dia. E quanto mais amargo é esse tempo, maior o esforço que deverá ser despendido para o conseguir.
Aí, a serenidade é o eixo fulcral das atitudes, porque é graças a ela que se desenvolveu a paciência e a quieta esperança de que tudo muda constantemente. Apenas temos que deixar fluir…
- Fluir o quê? O tempo, porque tudo muda com o tempo que passa?
- Também! E deixar fluir o nosso próprio ser nesse oxigénio precioso que alimenta o nosso organismo e nos abre espaço mental para outros mundos e ideias.
- Ah! Isso já sei – que é o nosso ideário que nos move e promove a cada dia ou, melhor ainda, a cada instante.

.
.
.

Bernadette Triki - Serenidade
Imagem retirada da net

.
.

Disse William S. Burroughs: O homem moderno perdeu a opção do silêncio !
.
.


publicado por eva às 11:13

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 3 de Abril de 2009

A verdade

Era preciso obter a verdade. A verdade da sua história. Do seu trajecto pessoal.
Porque não se lembrava. Não sabia partes importantes da sua vida.
Teriam sido episódios assim tão traumáticos que preferisse o olvido total?
Ou seriam tão rotineiros que não era necessário lembrar?
Qual destas duas hipóteses poderia ser a sua? Sentia-se, por acaso, assim tão esquecido da sorte?
- Pois não, era medianamente feliz, como toda a gente.
- Mas as lacunas não são falhas de memória?
- Não podem ser?
- Podem, mas têm que ter uma causa.
- E que importa agora a causa?
- Importa para a cura.
- Que cura?
- A dos transtornos que tem!
- Eu?
- Pois!
- Mas eu sinto-me bem assim. Gosto do que sei e lembro, pronto!
- Você ainda não percebeu?
- Que…?
- Que vive sem estar vivo!

.
.
.

Paul Sérusier - Conto Celta
Imagem retirada da net

.
.

Disse William Blake: Se as portas da percepção estivessem limpas, tudo apareceria ao homem como realmente é: infinito !
.
.

publicado por eva às 00:20

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Quarta-feira, 25 de Junho de 2008

Paralelo Inacabado VI

Olhando em frente vê-se uma câmara, daquelas antigas, de filmar.
- E então?
- Então, estamos lá dentro!
- Explicação: é num museu… desses interactivos!
- Olha que não percebo bem. Por acaso o que sei é que a tal câmara está a filmar algo azul céu.
- Se calhar está apontada para lá, não?
- Pois não. Está dentro de um quarto (ou sala), sem visibilidade imediata para o céu. O que eu queria dizer é que é tudo azul – azul claro – pronto!
- Está bem. E depois?
- Depois, cada um de nós começa a ver cenas sucessivas – como um filme – da sua própria vida passada.
- Vão morrer. É isso?
- Ai, ai, ai…
- Desculpa, continua.
- E nalgumas cenas as pessoas perturbam-se e nós não podemos ajudar porque cada um só vê as suas “coisas”.
- Que tal dar carinho…
- Isso é evidente! Está uma onda de enorme carinho que nos envolve a todos e nos consola. Aliás, não temos palavras porque não sabemos do que se trata.
- Ora, sabes que às vezes as palavras são demais!

.
.
.

Imagem retirada da net
.
.

Disse  William Blake:  Aquilo que hoje está provado não foi outrora mais que imaginado !
.
.


publicado por eva às 23:16

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds