Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Viciosidades

. Todos podemos ser virtuos...

. É para ti mesmo tudo o qu...

. Modos de viver

. AVÉ MARIA’S

. Dilemas

. As Virtudes

. Atrasos

. Humildade e serenidade

. A ignorância e a pequenez

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Sexta-feira, 20 de Abril de 2012

Viciosidades

 - 

-  incrível a facilidade em que o ser se relaxa e faz autênticas rotinas de atitudes mais ou menos viciosas.

- Que queres dizer com isso?

- Que se preocupa e faz render os dias em favor de pensamentos e atitudes que não engrandecem ninguém, pelo contrário.

- Mas essas atitudes têm, com certeza, a ver com competitividade, com sobrevivência no mundo que vivenciamos.

- Pois têm!

- Então…

- Então, parecem acertadas as palavras de Jesus, quando referia que é preciso deixar tudo o que é deste mundo para encontrar outros mundos…

- Mas ninguém deixa família e bens para se tornar eremita ou errante!

- Evidentemente! Mas pode ser virtuoso no dia-a-dia, desapegado de atitudes mesquinhas.

- Talvez, talvez…


publicado por eva às 00:31

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 23 de Março de 2012

Todos podemos ser virtuosos

- dorei! Há muito tempo que não ia a um concerto assim.

- E eu! Ouviste aquele do violino?

- Que maravilha!

- E parecia que eram só um – ele e o violino…

- Uma simbiose perfeita, sem dúvida. Mas os outros músicos não ficavam atrás em qualidade.

- É natural, mas aquele é que fez o solo e portanto as atenções voltaram-se mais para este.

- Evidentemente! Até porque foi o que se percebeu melhor quanto às sonoridades individuais.

- Eheheh, pois se era o solista!!!!

- Pois, pois!

- Despedimo-nos aqui, e amanhã é já dia de trabalho. Acabaram as folgas.

- E as virtudes!

- Essas musicais, porque outras continuam connosco.

- Evidente que todos podemos ser virtuosos ao nosso próprio modo.

- E isso ninguém pode tirar…


publicado por eva às 00:59

link do post | comentar | favorito

Domingo, 27 de Março de 2011

É para ti mesmo tudo o que fazes

ê um mar de intenções

Sê um oceano de virtudes

Sê o melhor de ti

Em cada ocasião

Em cada vicissitude

A cada instante

E serás o melhor para ti

É para ti mesmo

Tudo o que fazes

Confusão a tua

Se pensas que é para outros

Se cogitas que respondes

Se achas que reages a outrem

E a pretensos poderes

Alheios anseios

Tudo o que pensas

E fazes

É a ti mesmo que o fazes

Cuida bem do que és.

 


publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 1 de Dezembro de 2010

Modos de viver

entir remorsos, sentir pena, sentir compaixão por toda a infelicidade.

Sentir que podemos divinizar-nos no sentido construtivo de sentir que podemos ser maravilhosos em virtudes cada vez mais excelsas.

Nunca confundir com o sentimento de arrogância ilimitada que resulta em despotismo atroz.

Sentir esperança de que podemos ser - e temos inúmeras oportunidades para o ser - mais virtuosos a cada dia.

Não confundir com esperanças vãs e milagres ao jeito do que gostaríamos se realizasse.

Sentir que conseguimos ser melhores a cada dia, que conseguimos fazer o bem a nós e ao próximo logo a partir da simplicidade de um sorriso franco ao levantar.

Sentir que o bem é singelo e belo como o céu azul que tantas e tantas vezes se abre sobre as nossas cabeças e nós nem o apreciamos.

Habituarmo-nos a olhar para a luz superior que a todos pode conduzir.

- Pois são, são modos diferentes de viver. Oh, se são!



publicado por eva às 00:31

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 29 de Junho de 2010

AVÉ MARIA’S

 tão bom ser religioso! Ter a quem pedir, a quem confiar as nossas mais prementes aflições e necessidades…

Mas nem sempre somos tão lestos para agradecer a esse quem.

Alguns há que nunca se lembram de formular tal agradecimento sequer.

Mas a qualquer um, em qualquer repartição ou lugar onde nem sequer nos tenham atendido como deveriam – agradecemos – e, quanto mais importante creiamos essa pessoa, mais efusivo é o nosso agradecimento.

…??

A maioria é assim… para pedir – belíssimos pedintes!

E, como em tudo, há a maioria e a minoria.

A minoria tenta fazer o melhor que pode, tenta ser o melhor que consegue e nem sempre apela à religião.

Porque, nesta minoria, também há os que são religiosos, que agradecem ajuda possível e louvam a Deus pelos resultados.

Há os que sabem soletrar cada palavra das orações que rezam, porque já as analisaram e aprovaram o seu significado.

Há os que percorrem lugares santos com humildade…

Enfim, há de tudo… para todos os gostos e tradições…

Resta sempre uma espécie de fé, em si próprio, a comum da rua ou a esmerada em conventos e altares, a que é mais ou menos cega ou a criteriosa, a caprichosa ou a racionalizada.

E ainda há outra Fé, como há outro Amor, como há todas as virtudes em estado sublimado e excelso que estão acessíveis a qualquer um porque pertencem ao íntimo de cada indivíduo e não dependem de mais nada que dele mesmo.

Ou seja, dependem do seu esforço em encontrá-las, promover-lhes o florescer e fazê-las vibrar nessa amplitude maior ou celestial em que o ser projecta o Ser.

 


publicado por eva às 14:16

link do post | comentar | favorito

Sábado, 29 de Novembro de 2008

Dilemas

Uma sala adaptada para receber uma plateia, pela disposição das cadeiras e da mesa.
A mesa teve toalhas mudadas e flores, etc., para ficar arranjada.
Todos os ajudantes destes trabalhos estavam satisfeitos e deram por acabados os preparativos e o convívio que, entretanto, se foi estabelecendo.
Encontros amigos, ou fraternos, fazem cada um sentir-se bem e provocam pensamentos de incredulidade perante as decisões de guerras, guerrilhas, raptos ou qualquer outro tipo de violência.
Como é possível o Homem ser capaz de coisas tão horrorosas e de outras tão belas ou tão úteis à humanidade?
Pressupõem homens de diferentes origens e objectivos. No entanto, o progresso é inato e impossível de deter, seja na Natureza seja no Homem.
Seja nos sistemas celulares mais simples ou nos mais complexos – o progresso ocorre de modo independente como por Lei Universal.
Então – porquê a perda de tempo? Porquê o desperdiçar de vida, sua e dos outros?
- Dilemas pouco consistentes, isso sim.
- Pois, as virtudes são boa semeadura e só por elas o Homem se sentirá, um dia, livre e em paz.
- Só se deixar cair o sub-reptício orgulho e a vaidade gerada.
- Por isso falei de as virtudes.

.
.
.

Maria João Brito de Sousa – Essência
Imagem retirada da net

.
.

Disse  Marguerite Yourcenar:  O nosso grande erro é querer encontrar em cada um, em especial, as virtudes que ele não tem e desinteressarmo-nos de cultivar as que ele possui !
.
.


publicado por eva às 00:31

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Segunda-feira, 27 de Outubro de 2008

As Virtudes

Ahh! As virtudes…
A virtude de bem trabalhar, de bem se dedicar às suas responsabilidades e aos outros.
A virtude de bem desempenhar as suas tarefas em geral ou uma em particular.
Até se ouve dizer «virtuoso» no piano ou no violino, etc., quando considerado excepcionalmente bom.
Enfim, seja na pintura, ou em qualquer demonstração artística em que a qualidade impera, há virtude.
Ou na cultura agrícola de um produto que atinge a qualidade da perfeição, etc. etc.
Outras vezes a designação aparece relacionada com a personalidade do indivíduo.
Em todos os casos, a virtude significa aperfeiçoamento, dignidade, ética – enfim, uma súmula de valores e méritos.
Em todas as situações, também, as virtudes são sinónimo de liberdade.
Liberdade da pessoa em relação ao mundo que a rodeia.
Liberdade em relação a todos os pormenores fúteis que importam e, demasiadas vezes, preenchem as nossas vidas.
Liberdade em relação a hábitos comuns.
Liberdade, ainda, em relação ao dinheiro – não para gastá-lo de qualquer modo. Mas por não se lhe dar mais importância que a de poder pagar estritamente o necessário, não ficando a dever nem, com isso, prejudicar outrem.
Liberdade de tudo, até de si mesmo, e pugnar para ser o melhor possível, sem pensar noutro resultado que não seja a sua franca dedicação de sentimento e habilidade.
Virtude é a elevação do EU.

.
.
.

Galo Ocampo - Vitral na Catedral de Manila
Imagem retirada da net

.

. 
Disse  George Bernard Shaw:  Liberdade significa responsabilidade. É por isso que tanta gente tem medo dela !
.
.

publicado por eva às 00:14

link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito

Sábado, 25 de Outubro de 2008

Atrasos

O som do silvo transformou-se num ronco forte, como vindo das profundezas do ser.
Assustaram-se. O que era aquilo?
Parecia alguém desamparado e suficientemente dolorido para gritar de desespero assim...
Desespero do desengano da vida. Das vidas passadas e das futuras que previa - finalmente.
Desânimo de quem não compreende ainda o valor das virtudes.
Aquelas que devemos cultivar e amar porque nos elevam e porque, como diz o poeta, «se pobre de forças a virtude fosse, até o céu a ela desceria».
Os sons roucos continuavam, agora um pouco mais suaves e misturavam-se de choros.
Por fim tudo suavizou e todo o conjunto de seres adoptou a cor rosa-alilasado.
A seguir flores e mais flores voaram.
- Mas ela apanhou o autocarro sem levar nenhuma.
- Foi porque não as viu.
- Não as viu?
- Não! Há pessoas que passam indiferentes a tudo que não sejam elas e as suas coisas, os seus interesses.
- Que pena…
- Não é preciso ter pena, pois um dia virá que vêem o presente, o passado e o futuro tudo de seguida.
- Porquê a pressa desses, ali?
- Porque esses já vão atrasados.

.
.
.

Paula Lucas - Pétalas
Imagem retirada da net

.

.
Disse  Graham Greene:  Heresia é apenas mais uma palavra para liberdade de pensamento !
.
.

publicado por eva às 20:11

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Segunda-feira, 15 de Setembro de 2008

Humildade e serenidade

Humildade e serenidade – duas virtudes que me segredaram.
Devem ser mesmo virtudes, porque neste frenesim do dia a dia, ter alguma virtude é milagre.
Mas é verdade verdadinha que se tivermos a humildade de não responder a provocações, a «desconversa» acaba logo ali, sem mais delongas nem arrependimentos de falar coisas que não são para se falar, ou até, que nem sequer se sentem. São simples palavras que saem numa torrente destrutiva.
- Pois são, e geralmente fazem muito mais estragos que o alívio do «despejar o saco».
- Ás vezes é isso mesmo. Acumulamos ressentimentos que formam uma montanha de azedume.
- E somos nós as principais vítimas, porque esse azedume desliga-nos da vontade de viver e da alegria. Não estão em causa as razões, mas o mal-estar que se constrói – até por estar convencido de ter razão.
- A dignidade não se ofende com as falsas acusações. Ofende-se com as verdadeiras. É preciso, isso sim, estar atento para confirmar se os ressentimentos não são o sentimento do que já fomos.
- Isso, ohh! Tanta vez é isso.
.
.

.
Karen Yurkovich - Open Arms
(Imagem retirada da net)
.
.
Diz um  Provérbio chinês:  Ser pedra é fácil, o difícil é ser vidraça !
.
.

publicado por eva às 00:33

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 29 de Janeiro de 2007

A ignorância e a pequenez

29 de janeiro de 2007

Salas de arrumação, gabinetes com computadores e vídeos de vigilância. Secretariados para assuntos administrativos.
Quartos para os hóspedes, simples e confortáveis, sem luxos nem esquisitices.
Zonas comuns e pessoal muito atento a todas as situações.
Mesmo assim, há abusos. Há sempre, não é?
Há sempre um meio de torpedear o correcto, o estável.
E é quase sempre por quem menos se pensa.
Por outro lado... coitado!
Porque a sua ignorância não o deixa progredir nas suas virtudes, ultrapassar a sua pequenez, a sua tacanhice e tornar-se um homem bom.
Ser uma pessoa íntegra, um exemplo e orgulho para a família em vez de ser para esquecer que existe ou existiu.
Pudessem as pessoas entender o valor de viver segundo éticas morais e os policiamentos não seriam mais necessários.
Até dá para sonhar com um mundo em que todos cumprissem as suas responsabilidades.
Em que todos se respeitassem tanto a si mesmos como a todos os outros.
Um mundo sem caprichos pessoais, porque a maior das vezes é disso que se trata: da satisfação de caprichos pessoais.
Com a luz da esperança sempre acesa no coração, vamos esperar por esses dias mais equilibrados.

publicado por eva às 19:04

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds