Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Agora e sempre

. A santidade do ser

. É preciso ver além da his...

. As vidas de todos nós

. Amor, amores

. Ser!

. Bandeiras

. Pesquisas

. Vidas paralelas

. Muitas vidas

. As cores da música

. Partir, chegar

. Convicções de vida(s)

. Florbela Espanca # Lembra...

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2013

Agora e sempre

- etinho, o que fazes hoje farás sempre por ti, por isso sê o melhor que consigas ser em cada momento, em cada ocasião.

- ‘Vó, por isso escolhi esta profissão, para ajudar outros e com isso estou certo que aprenderei o meu próprio caminhar.

- Isso! Agora vai e que Deus te acompanhe.

- Porque está sempre a falar de Deus? Não basta que saibamos o que fazemos, conscientemente despertos no dia-a-dia, sem rotinas nem nada que nos transforme em máquinas?

- Deus para mim significa simplesmente o perfeito e supremo Bem. A Luz, se quiseres.

- Qual luz?

- A Luz da lucidez mental que nos permite vislumbrar os passos que devemos dar nesta vida.

- Mas acha que há mais vidas como esta?

- Todos vivemos modos de vida em conformidade com as ações que vamos realizando e com a verdade que vamos entendendo.

- Humm… então para si, a verdade será também liberdade?

- Sem dúvida. O facto de entendermos a verdade de nós mesmos, connosco, é o passaporte para a liberdade de nós em unidade do Bem.

- Ok, a cada um a sua verdade!

- Sem dúvida...



publicado por eva às 00:32

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 31 de Outubro de 2012

A santidade do ser

 personalidade

O que é?

Como emerge no ser?

Quando está feliz

Ou sempre que é contrariado?

A personalidade é

Soma de muitas vidas?

São o que sobrou de cada uma

Emoções, sentimentos, raciocínios

Aprendizagens.

E capacidades renovadas?

Defeitos, erros, ignorância

Virtudes e renovação constante.

A santidade do ser

É objetivo qualitativo

A ser trabalhado constantemente

Na personalidade do ser.


publicado por eva às 00:37

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 27 de Setembro de 2011

É preciso ver além da história

- lha que é como te digo – tudo se inter-relaciona.

- Agora!

- Verdade! O que vês de pior e de melhor – tudo!

- Nem pensar! Então e a consciência para distinguir o que está bem e o que é mau não vale mais nada? Então os crimes não são punidos, passam a ser agraciados?

- O que digo é que uns se elevam da repetição de vidas, porque estão suficientemente avançados em moral e vão trabalhar em algo caritativo e abnegado de que gostam e que é útil a outros. No entanto muitos repetem sem cessar vidas e vidas até entenderem como se devem comportar.

- Oh! Queres comparar com os castigos da escola, em que repetíamos no quadro as frases que mandavam escrever para não esquecer?

- Isso já não existe há inúmeros anos, mas a ideia pode ser semelhante.

- Olha, vou almoçar e pensar em algo mais construtivo.

- Que tem isto de mal?

- Não me é muito esperançoso, sou do tempo em que os maus são punidos e os bons casam com seus amores puros e têm filhos e… são felizes para sempre e…

- É preciso ver além da história, a Justiça existe, mesmo que não seja ao teu modo.

- Pois, pois…


publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 8 de Julho de 2011

As vidas de todos nós

mor, paixão

Namoro, casamento

Casa dos pais, apartamento a dois

Casa maior de família gerada

São os ciclos de crescimento

De geração em geração

Entre guerras e paz

Entre tempos apressados e os pacíficos

Entre aflições e serenidade

Entre espinhos e pétalas de flores

Entre trovoadas e céu azul

Entre mar alto e orla da praia

Entre tumulto e quietude benfazeja

São as vidas de todos nós.

- E a morte o que é, avó?

- A morte é uma porta grande e pesada ou apenas um véu que permite a passagem para outro lado da vida. Da vida eterna em nós.

- Dás-me do bolo, avó, ou ainda está quente?

- Já se pode provar! Vamos para a varanda, o nosso espaço aéreo, queres? Leva as cadeiras que eu levo o tabuleiro… Então?

- Avó, tens a certeza que esta porta, a da varanda, não é a da morte e que podemos passar?

- Passar para lanchar, com certeza! Netinho, ainda não percebeste bem, pois não?


publicado por eva às 00:31

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 28 de Junho de 2011

Amor, amores

mor, amores.

As nossas vidas são sofridas ou felizes em amores.

No amor que dedicamos às pessoas, aos seres, às coisas.

No amor que projectamos em tudo o que vamos conseguindo, desde trabalho à família e ao conforto.

Em tudo o que nos empenhamos para conseguir.

Muitas vezes é nosso mérito pessoal que recebe dádivas.

Na vida temos mistura de emoções e sensações.

Temos intuições e sintonias.

Somos seres cósmicos e essa amplitude pode ser observada por cada um nesta parcela de existência a que chamamos vida terrena.

A nossa missão é manter os canais de sintonia ligados em humildade, bondade, amor e paz.

A valorização da vida em nossa existência está relacionada com o pote de virtudes que conseguirmos angariar, fortalecer e frutificar.

A felicidade projecta-se.

Somos felizes no Bem.

 


publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 15 de Junho de 2011

Ser!

osas e flores

São nossas vidas

Espinhos e desfolhares

São nossas vicissitudes

Água e Sol

São nossos incentivos

Para a saúde e crescimento

Dias piores e melhores

São diferenças a observar

O que somos e porque somos

Resta saber

Mais do que isso

Resta reconhecer

Para seguir melhor

Para prosseguir

Amparado

Em si mesmo

Somos afinal

O que conseguirmos

Com o que temos e somos

Ser!

 


publicado por eva às 00:33

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 30 de Maio de 2011

Bandeiras

andeiras

Bandeiras das nações

Bandeiras de paz

Bandeiras de reclamações

Bandeiras de amor!

Tanta confusão

Entre emoções e princípios

Entre princípio e fim

Entre objectivos e vontades momentâneas.

Tanto desperdício de dias e horas

Tanto aproveitamento

De cada momento

Mesmo dum instante.

Tanto que por aí há

De mau e de bom

Tudo é evolução

Quando se ultrapassa

Quando chegamos a ver

A luz

Quando se abre o pórtico

O portal de luz

Então nada mais importa

Que não seja

Ser digno de usufruir

Desse lugar de luz

Ou de outros tais.

Nada mais importa

Que não seja isso traduzir

Para todos

Os que ainda não conseguiram vê-la

Em sua vidas

Ver a Luz.

 


publicado por eva às 13:04

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 26 de Outubro de 2010

Pesquisas

lha, olha! Hoje tudo é possível ser copiado, adulterado e trabalhado com afinco e esmero, sem ser necessário recorrer ao ponto zero.

No presente, podemos saber tudo de todos, seja qual for o objectivo dessa pesquisa.

Para o pior ou para o melhor, o acesso às questões públicas e privadas é conseguível e todos podemos sofrer ou lucrar com isso.

Podem fazer-se pedidos a nível mundial para encontrar um dador possível de coincidir com outrem em um pormenor mínimo mas de importância máxima para a sobrevivência de alguém e tudo em tempo útil de execução.

Também pode vasculhar-se a vida íntima de alguém, tanto o comprometido com a sociedade como alguém caritativo e benfazejo.

Hoje, quase tudo é permitido ao homem pelo homem.

A ver vamos se essa liberdade se expressará em arrogância ou humildade do homem para a Humanidade e para o Divino que todos almejamos sentir, quer este seja considerado desconhecido ou bem reconhecido.



publicado por eva às 00:31

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 23 de Setembro de 2010

Vidas paralelas

al e qual! É isso mesmo! Muito bem!

- Humm! Não percebi nada do que ele disse.

- Porquê? Qual é o espanto? Ele não disse nada que já não soubéssemos.

- A questão não é essa…

- Então é a da concordância impossível entre ti e aquelas teorias todas?

- Mais ou menos. Faz-me confusão, não consigo apreender aquilo tudo e ainda menos achar que é assim mesmo.

- Bem, isso, cada um acha o que entender…

- Pois, mas se aquilo tudo é possível não somos mais que peões de um xadrez de nós mesmos e de uma existência total que vivemos, por… hã… episódios?

- O que ele referiu não é nada estranho, apenas pode lançar confusão se ouvido uma ou outra vez. Mas se o indivíduo se debruçar sobre o assunto com seriedade poderá encontrar os pontos de contacto aqui e além e verificar, por si mesmo, a probabilidade, ou exactidão, do que ouviu.

- Sim, mas parece estranho não haver a noção de tempo e espaço como a que temos vulgarmente… que vivemos simultaneamente muitas vidas em diferentes épocas e lugares, envolvendo um mesmo grupo de pessoas mais a diversidade de outras tantas que se juntam, conforme as situações, em prol da utilidade de tudo, para a elevação de cada um do indivíduo ainda bruto à angelitude dele mesmo. Parece esquisitíssimo que todas as atitudes, para não falar dos pensamentos, importam não só nesta vida que todos percebemos como real, como também vão influenciar todas as vidas anteriores, e as futuras, em que essas ditas atitudes têm causa, relação e consequência. Parecem-me surpreendentes esses paralelismos do ser, de cada ser estar sempre vivo de modos diferentes num cosmos constantemente criador e evolucionista. Acho, por outro lado, que tudo é magnífico e que isso tudo até poderia explicar muitas coisas, mas…

- Mas a incredulidade é maior que a compreensão…

- Pois!

- Então usa da razão e da sensatez para encarar e enfrentar analiticamente tudo o que ouves. Agora, atenta que o que hoje é surpreendente, amanhã pode ser vulgar. Observa tudo muito bem no cadinho do entendimento e mantém liberta a mente para ideias novas, criando espaço útil e emergente para as ideias que, hoje e para ti, podem necessitar ainda de comprovação.

 


publicado por eva às 23:35

link do post | comentar | favorito

Sábado, 10 de Julho de 2010

Muitas vidas

ivemos apenas uma vida ou talvez muitas vidas em cada vida…

Ou então poderemos considerar que somos os intervenientes nos episódios de uma novela qualquer…

Ahh! Novela(r) quer dizer – historia(r) da vida.

Os simples serão aqueles que não pensam muito nas coisas do mundo, ou os que vivem humildemente conforme vão conseguindo viver. Serão os mais felizes e os mais sensatos…

Os concorrenciais e espertalhões dos sistemas serão mais felizes, ou nem tanto…

A vida, como a morte, rege-se pelo Amor, pela dádiva constante de si para si próprio, para os outros e para tudo.

Se não nos amarmos, apenas subsistimos.

Se não nos amarmos não podemos partilhar o Amor que não temos, porque apenas se pode dar, ou repartir, o que temos.

E… o que temos floresce sempre, primeiro – durante – e – depois no próprio.

O que se é verdadeiramente é o que transparece em qualquer altura da vida, seja uma situação horrível ou feliz, em relação a qualquer pessoa ou ao nosso redor.

A integridade do eu existe, sente-se e é pressentida pelos demais, seja de modo instintivo ou lúcido.

- E o resto…

- Qual resto?

- Os que acham que convencem tudo e todos?

- O resto… é conversa!

 


publicado por eva às 00:32

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds