Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Provas de vida

. Aventuras do dia-a-dia

. Comportamentos

. As prendinhas de Natal

. Escravidão de crianças

. Maria Teresa Horta # Meu ...

. Palavras

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2009

Provas de vida

Nas provas de vida por que vamos passando, quando falta a saúde de modo mais dramático e sofredor, acabamos por rever o que somos.
O que somos na significância da nossa intimidade. Aquele sítio que resguardamos tão bem dos olhares alheios e onde, por vezes, nem o nosso próprio olhar lá chega.
O que somos realmente e, sobretudo, o que gostaríamos de ter sido?
Nesta altura, há o penoso observar do tempo que fugiu, ou evaporou mesmo, entre os nossos dedos.
Nessa hora não temos o registo das horas do presente, mas as do passado e como passaram… e como as deixamos passar…
Quanta inércia, quanto acomodar de situações e quanta luta desgastante para, afinal, estar ali assim…
De toda a vida o que resta, então, são os nossos sentimentos. Os sentimentos que nutrimos pelos outros mais outros, pelos outros mais familiares, mais íntimos e por nós mesmos.
O trabalho que fica por acabar… o que vai sobrar de nós, então, para a posteridade?
- E porque tem que sobrar algo? Porque não passar invisível pela linha da vida, pelos outros, invisível até para nós próprios? Quem se lembrará de nós? E que lembrança será essa – de gastura e alívio, ou de fraternidade e saudade? Afinal, que significamos para a família e para a sociedade? Afinal, que somos? O que fizemos para melhorar o nosso pequeno raio de acção e o mundo, a partir da irradiação desse? Que ensinamentos pedagógicos, ou didácticos, deixamos? Se morrêssemos hoje, que diferença teremos feito para o resto dos dias de vida dos nossos familiares e amigos? Que somos no cômputo total da nossa vida?
- Bem, outra questão se coloca ainda: que queremos, poderemos, ou conseguiremos ainda ser?

.
.

.

Cartaz do filme Bem-vindo, Mr. Chance
Imagem retirada da net
.
.
Disse Madre Teresa de Calcutá: O que você levou anos para construir, alguém pode destruir de uma hora para outra. Construa, apesar disso. Perceba que, no final das contas, é entre você e Deus. Nunca foi entre você e as outras pessoas !
.

.


publicado por eva às 00:32

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008

Aventuras do dia-a-dia

Eles vêm trazendo as suas bandeiras.
São as bandeiras de países e a verdade é que sempre que estamos fora das fronteiras, as bandeiras e as simbologias nacionais adquirem valores mais fortes em nós e nas nossas recordações.
Esses símbolos passam a carregar também a soma das nossas emoções.
Então tudo se torna diferente, porque até o sítio mais desagradável se torna ameno, se nos mostra algo da nossa terra longínqua.
São identidades físicas e, como dizia alguém a quem o trabalho afastara da sua terra, as emoções eram muitas e o coração batia muito rápido sempre que se aproximava da sua terra ou se encontrava sequer nessa direcção.
A nossa casa paterna, como a nossa terra, recolhe e guarda igualmente muitas das nossas mais importantes emoções.
Conheci um casal que, ao ir habitar uma nova casa, encontrou escrito numa parede um resumo da vida dos anteriores habitantes e os desejos de felicidades para os habitantes seguintes.
Eles também se propunham escrever, na continuação do texto e na mesma parede, o resumo das suas vidas, ali, para o próximo habitante, tal fora o agrado da descoberta e da ideia. Era um fio de emoções que se seguia a cada frase que se lia.
A casa ficou mais acolhedora e trouxe uma espécie de amizade entre eles e os que escreveram as mensagens, mesmo sem nunca se terem realmente conhecido.
Partilharam, desse modo, numa parede, as suas aventuras e felicidades por intermédio de uma casa comum.
Enfim, aventuras do dia-a-dia.

.
.
.
Imagem retirada da net
.
.
Disse  Madre Teresa de Calcutá:  As palavras de amizade e conforto podem ser curtas e sucintas, mas o seu eco é infindável !
.
.

publicado por eva às 00:32

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

Comportamentos

Jesus e seus ensinamentos são dados na catequese, mais que em casa dos pais.
Há algumas gerações atrás, estes ensinamentos serviam de educação à criança, ouviam-se na casa dos pais e nas missas ou cerimónias religiosas.
Porque Jesus representava um modo de viver e encarar a vida.
Jesus torna-se o Cristo, ou Messias, ou Profeta, ou um especial enviado de Deus na Terra precisamente por todo o significado que o seu modo de vida adquiriu.
Exemplo de comportamento individual – desde o vigiai os pensamentos, porque só por eles já se pode pecar, até o amar os outros como a si mesmo.
Exemplo de comportamento social – desde o aquele que for mais puro que atire a primeira pedra até aos homens de pouca fé que, ao duvidarem da sua capacidade de curar, foi como duvidar das capacidades de Deus.
Exemplo de comportamento respeitador de tudo o que o rodeava – desde o adoptar polidamente dos hábitos do dono da casa que o recebia até a sagração da natureza em todos os lugares onde passava.
Comportamento recto e condizente com as suas opções – desde a expulsão dos usurários no Templo até à sua humilde submissão aos desígnios divinos, ficando à espera que o viessem prender e condenar.
As suas palavras e atitudes eram conhecidas e conversadas em casas cristãs, de pais para filhos.
No entanto houve sempre problemas a todos os níveis, iguais e piores que os de hoje em dia.
- Para quê, então, a diferença do exemplo de Jesus?
- A diferença está em saber, mesmo que seja no fundo do coração, que é possível viver com ideais sublimes.
- E morrer!
- E que não interessam as consequências, pois se há quem siga ideais e morra por eles, como deixar de admitir que se pode viver dando exemplo de rectidão e bondade?- Maomé morreu, de repente, a rezar, não foi? E Moisés de doença na velhice… E a Madre Teresa de doença e velhice… e…

.
.

 .

Salvador Dali - Ascensão
Imagem retirada da net

.
.

Disse  Madre Teresa de Calcutá:  Todas as nossas palavras serão inúteis se não brotarem do fundo do coração. As palavras que não dão luz aumentam a escuridão !
.
.


publicado por eva às 00:24

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 25 de Novembro de 2008

As prendinhas de Natal

O Natal ainda há-de vir e já se ouvem os que se fazem convidados.
Estes são os que utilizam a época natalícia para irem buscar dinheiros a outros, como se esses lhes fossem devedores de alguma coisa.
Não são necessitados, propriamente dito, mas têm o problema de gastar muito mais do que recebem e achar que podem resolver essa situação de mil maneiras inimagináveis.
Às vezes é preciso nervos de ferro e uma paciência de Job…
No entanto, vem aí uma época lindíssima e não podemos deixar que alguns pobres de Cristo a desvirtuem.
É época de prendas, mais de ofertas carinhosas que de prendas luxuosas.
Está agora na altura de começar a fazer, preparar ou comprar as prendinhas dedicadas especialmente a cada pessoa - seus gostos e necessidades.
As ofertas serão a tradução do nosso carinho, mais que do nosso dinheiro.
Então será possível fazer uma troca de Amor em todos os lugares que o possam festejar e desejar que a cada Natal nasçam mais lugares felizes e alegres festejos entre as gentes.
- Que sonho!
- Pois, às vezes temos que começar por sonhar…
.
.
.
Imagem retirada da net
.
.
Disse  Madre Teresa de Calcutá:  O importante não é o que se dá, mas o amor com que se dá !
.
.

publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008

Escravidão de crianças

Não vi e vi, parece que vi só de saber e… as lágrimas caíram.
O assunto das imagens era o tráfico e escravidão de crianças, vendidas pelos pais por pouco dinheiro.
Um dos casos foi por alguma comida, durante uma semana. E nem quiseram saber se o filho que vendiam poderia ser muito mais que isso, ao ajudá-los na lida do campo.
Outras vezes são as raparigas escravizadas e violadas repetidamente para estarem continuamente grávidas e os bebés serem imediatamente traficados, para tudo (mesmo tudo) o que se possa imaginar.
Enfim – a decadência humana em esplendor!
Sei bem que as sociedades têm culturas próprias.
E que o contrário é igualmente verdadeiro – isto é, que todos são passíveis de se aculturarem.
Que não há mãos a medir em certos sítios – as pessoas vivem em piores situações que os animais.
Que há pessoas que têm bons quocientes de inteligência e que actuam, por vezes, de modo tão degradante que os animais lhes são superiores em dedicação e carinho pelos semelhantes.
Hoje, em finais de 2008, vê-se o quê sobre desigualdade de condições humanas por esse mundo? Vêem-se adultos a obrigar crianças a fazer coisas que eles, adultos, não querem fazer.
E vêem-se e… ahh, pois vêem! Vêem-se grupos, equipas de pessoas excelsas que sacrificam o seu bem-estar para socorrer todos os casos que podem.
São uma gota no oceano? – pois são!
Mas é gota a gota que se formará – um dia – um oceano de paz e dignidade humana.
Bem hajam os que dão o melhor de si e conseguem ajudar outros tão carenciados e, ainda, dar ânimo e esperança aos que desesperam e fraquejam.
- Olha ali! Está uma criança com uma flor enorme em amoroso agradecimento.
- Onde?
- Acho que é doutro nível…
- Hã?

.
.
.

Imagem retirada da net

.
.

Disse  Madre Teresa de Calcutá:  Sei que o meu trabalho é uma gota no oceano, mas sem ele, o oceano seria menor !
.
.


publicado por eva às 00:23

link do post | comentar | favorito

Domingo, 7 de Setembro de 2008

Maria Teresa Horta # Meu Amor

.
Meu  amor      meu amor
meu  profundo  segredo

meu  secreto  recanto
meu  labor
mais  sedento

meu  amor      meu amor
minha  sede  mais
pura

meu  corpo
meu  invento

meu  futuro  lamento
minha  grande  ternura
.
.
de Maria Teresa Horta
in “Minha Senhora de Mim”
.
.
.
Disse  Maria Teresa Horta:  Como é possível perder-te sem nunca te ter achado !
.
.

publicado por eva às 00:59

link do post | comentar | favorito

Sábado, 21 de Junho de 2008

Palavras

“Trabalho feito não cansa!”
- Lá isso é! O pior é quando o cansaço já se instalou e não se consegue trabalhar.
- Queres dizer, ficas no ponto zero, quanto mais atingir o ponto um?
- Ahhh! Exactamente, e não é de preguiça que falo. É de cansaço pesado. Pesado de sono não dormido.
- Também há cansaço por estar vivo…
- Pois, mas não é disso. No entanto algumas pessoas parecem estar simplesmente à espera que o tempo passe.
- Ou de morrer! Porque deixam de se sentir úteis e pensam que já não valem nada.
- O que não é verdade porque valem pelas memórias que têm e são capazes de transmitir. Não só falando delas e de suas vidas, mas com o exemplo que dão nas atitudes que hoje têm e até no que transmitem com o seu sorriso.
- Sim, conheci pessoas que não podiam falar e o seu sorriso, ou o seu olhar, era tão ou mais eloquente que a fala para muitos.
- Oh, há tantos que falam sem saber… falam, simplesmente.
- Outras vezes, também há palavras que são valiosas como o ouro. Há que saber escolhê-las.
 
.
.

.

de Carlos Drummond de Andrade

.

no Museu da Língua Portuguesa

.
.

Disse  Madre Teresa de Calcutá:  As palavras de amizade e conforto podem ser curtas e sucintas, mas o seu eco é infindável !
.
.


publicado por eva às 23:14

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds