Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Temas de conversa

. Perdão hoje

. Mudanças em paz

. Carnaval

. Tempos

. Forças

. No centro da casa, na pen...

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Quarta-feira, 25 de Janeiro de 2012

Temas de conversa

- abias que se fala em eras de peixes, aquário e que sei eu mais o quê?

- Humm… talvez…

- ‘Tás a ouvir?

- Humm… ‘tou… talvez…

- Oh! Adeus vou ler isto tudo melhor.

- Humm… talvez…

- Humm… ouviste o que disseram?

- Do quê?

- Humm… que vivemos em tempos divididos por eras, e que estamos a entrar na de aquário?

- Já falámos disso!

- Hummmm… já?

- Pois, e não ligaste nenhuma!

- Humm… então sabes dizer que interesse tem isso para mim?

- Não!

- Humm… pois eu sei! É para ter um tema novo para falar!!!!!

- Hummmmmm… digo eu!


publicado por eva às 00:37

link do post | comentar | favorito

Domingo, 28 de Novembro de 2010

Perdão hoje

ntem estava ali e eles não

Ontem eles foram lá e eu não

Hoje é outro dia, outra oportunidade surgirá

Outros dias virão, outras épocas, outras gerações

E então outros todos se reunirão

Então os tempos serão outros e serão melhores

E serão mudados nas pessoas e nas vontades

E muito trabalho será feito em sã consciência

Sem intromissões nem garatujas

Dias virão cheios de luz

Da Divina Luz na liberdade do ser

De poder ser livre em felicidade

Em poder ser como quer ser

E querer ser simplesmente o melhor de si.

 


publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sábado, 22 de Maio de 2010

Mudanças em paz

h! As palavras… as palavras levam-nos longe, para onde a memória e a imaginação alcança levar…

Matinas – quando eu me levantava e o Sol ainda ia nascer. Convencia-me que era já daí a uns minutos mas, às vezes, passavam boas horas. Ou tal parecia, pelo sono que ainda tinha.

O lavar da cara era importantíssimo para o despertar…

As vésperas e as suas toadas de sinos, a seguir era o jantar, bem cedo para depois se estabelecer o convívio familiar na sala, com a televisão ligada, nem sempre exactamente para o que eu gostaria, mas os canais, na altura, não eram muitos e preferíamos, até, alguma algazarra de convívio à tv, diminutivo por que era tratada na altura.

Os tempos mudaram muito e o tal convívio hoje está mudado também. Algumas das pessoas já faleceram e a família foi mudando… Está mudando e acrescentando…

É assim que deve acontecer, em tempos de paz.

Paz exterior e paz interior.

Em paz, as mudanças e actualizações são bem-vindas e tornadas úteis.

Até nós nos tornamos úteis a nós mesmos e aos outros, de maneiras actuais que pouco ou nada têm a ver com o modo como vivíamos.

A mudança tem energia própria – e a que nós lhe damos também conta!

 


publicado por eva às 18:25

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 16 de Fevereiro de 2010

Carnaval

empos certos. Relógios acertados.

Chegadas e partidas cronometradas e a dividir o espaço aéreo.
Tudo se move.
Todos se movimentam em colunas de sentido contrário – ora porque chegam, ora porque partem.
Qualquer um deles mal tem tempo para falar, quanto mais conversar.
Ruídos característicos e sons, musicais ou de avisos ao microfone, ouvem-se por todo lado.
Em cada um reina o silêncio.
Não o silêncio íntimo e salutar, mas o silêncio da mudez interior, do isolamento e do mutismo.
O dia e a noite sucedem-se sem qualquer alteração, que não sejam as naturais.
Afinal, não é mais que um mundo inserido noutro mundo, girando desencontradamente.
- E ninguém dá por isso?
 

publicado por eva às 19:53

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 19 de Janeiro de 2010

Tempos

ada pessoa tem o seu ritmo de vivência que varia em função da idade e das suas acções.

O perdoar, o prosseguir em frente segundo uma moral elevada, o saber olhar para os outros com um sorriso – compreensivo que seja –, o olhar para si mesmo com carinho, tudo são chaves de paz interior.
E cada um vive segundo os seus tempos, encadeando situações angustiosas com satisfação de progresso.
Até amanhã, por hoje é tudo!
- Ora, desta aula gostei. Se bem percebi, posso ser como quero que estou bem para aquilo que sou. Tanta preocupação, tanta ânsia são… nada!
- Mas nunca ninguém obrigou a nada, sempre foi assim.
- Mas ainda não percebeste que a maior parte das pessoas não tem iniciativa para este género de coisas; que é muito mais simples seguir alguém que admiramos do que admirarmo-nos connosco mesmos.
- Mas sem iniciativa…
- Para aquilo que é fácil, para o comum, o erro?
- Melhor diria, para o habitual e para tudo o que dedica seu amor. Aí é capaz dos maiores sacrifícios e de bem-fazer o que seria impensável noutras circunstâncias.
- Acreditas mesmo na Humanidade?
- Qual é o melhor – não acreditar ou crer nas boas potencialidades do ser humano?
- Ah! Se é assim que te posicionas quanto às questões…
 

publicado por eva às 00:38

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quinta-feira, 14 de Janeiro de 2010

Forças

orças para tentar de novo. Para tentar sempre o progresso ou, simplesmente, caminhar em frente sem detença.

É o que diz a canção!
E ainda diz que cada um pode sentir em si próprio quando chega o momento em que tudo pode mudar. E em que o próprio pode mudar também tudo em seu redor, influenciando tudo e todos.
- Onde ouviste essa canção?
- Está na lista das tuas selecções e já há algum tempo… Há vários e muitos meses.
- Não sei qual é…
- Tens que dar atenção à letra que, aliás, são mesmo poemas. E eu gosto muito de poemas. Mas tenho que admitir que em nova não os compreendia sequer. A linguagem era como que trocada, para mim. Não falavam, ou escreviam, de modo escorreito e isso atrapalhava a minha leitura, quanto mais o entendimento.
- Eh eh! Isso é o geral. E as aulas sobre literatura ainda menos ajudavam.
- Até queriam que os declamássemos em frente à turma, aos nossos colegas. Era um autêntico drama.
- Pois era, mas agora é tudo muito diferente.
- Sinais de mudança dos tempos. Também é bom esse sentir.
- Parece a tal canção… ou o tal poema.
 

 


publicado por eva às 00:39

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 10 de Maio de 2006

No centro da casa, na penumbra da sua figura em contraluz,

10 de maio de 2006

No centro da casa, na penumbra da sua figura em contraluz, esperava.
Esperava, por anos de espera, desencontros, sofrimentos.
Esperava um ajuste de contas, fosse qual fosse. Desde que terminasse o seu desespero.
Raivas, ânsias, remorsos, choros desesperados também.
Mas acima de tudo a vontade de ser feliz.
Acima de tudo a crença em Deus.
Na divindade que todos sentimos a chamar por nós em algum momento da vida.
Que representa a possibilidade de sermos felizes. Por cima de tudo.
Acima de todas as coisas.
Acima do que conhecemos ou não.
Todos sentimos, de algum modo, o direito de ser feliz.
Mesmo que isso implique (e geralmente implica mesmo) uma regeneração completa de, e em nós próprios.
Noutro apartamento uma mulher solitária.
Solitária por dentro. Orgulhosa por fora.
E os filhos, ainda na adolescência, clamavam por paz e amor.
Mas também pela família que eram.
Ela só, ligava todas estas partes.
Fiquem todos na paz divina de Deus.
O passado passou enfim.

publicado por eva às 09:13

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds