Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Ver a luz

. Luz e luz…

. Céu rosa, sol rosa

. Nosso lar

. Sol e sombra

. Dia de Sol

. A felicidade é um estado

. Um lugar ao sol

. Até ao dia em que

. Dias de sol

. Adeus, até outro dia!

. Vladimir Maiakovski # A E...

. Parece um berlinde a voar...

. As flores de papel voavam...

. Pela estrada, de terra ba...

. Desenhou-se um botão de r...

. No meio de nada, vestida ...

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Sábado, 29 de Dezembro de 2012

Ver a luz

strelas

Brilham na escuridão dos céus

O Sol

Ilumina todos os lugares

Luz

Está brilhante em tudo

Se tu não a vês

O problema está em ti

Olha bem

Observa melhor

O que tu és

E percebendo

E superando em Bem

Tu mesmo

Luz serás…


publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quarta-feira, 29 de Fevereiro de 2012

Luz e luz…

uz e luz…

De dia o Sol

Que abraça e aquece

De noite as estrelas

Que brilham e iluminam…

Luz e luz

Em nossa mente e corpo

Em nossas emoções

Para disciplinadamente

Sermos nós

A luz na Luz.


publicado por eva às 00:37

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 1 de Novembro de 2011

Céu rosa, sol rosa

iajando em um céu rosa atravessámos de um pulo o Sol que era róseo também.

Chegámos a uma terra branca, que nos mostrava vapores igualmente esbranquiçados e que encobriam os nossos pés.

Ah! Estávamos sem nada, nenhuns sapatos e não tínhamos frio, antes dávamos passadas muito cómodas.

Caminhámos assim durante muito tempo, pareceu uma eternidade e não sentíamos o cansaço.

Chegámos a um rebordo sobre o mar, ou algo semelhante ao mar que conhecemos, porque a espuma das ondas chegava até nós em salpicos.

Os nossos cabelos esvoaçavam e, no entanto, não havia vento algum.

Ao longe ouviram-se sinos com sonoridades cristalinas e percebemos que íamos embora.

- Pois, isso mesmo, vamos embora. Não percebo onde está o apito do comboio que parte e como possa sequer assemelhar-se a sinos… quê? Ah, sim…. Cada um ouve como pode… Sinos cristalinos?! Vamos, que hoje é só preguiça, não?...


publicado por eva às 00:38

link do post | comentar | favorito

Domingo, 16 de Outubro de 2011

Nosso lar

laneta de Sol brilhante

Florestas e praias

Serranias e vales

Plantas, animais e homens

Dentre tantos outros

Que não se vêem ou percebem

Planeta azul de águas mil

Águas sujas por mão humana

Águas limpas por decantagem natural

Planeta lar

De todos os que nele habitam

Planeta desfavorecido por muitos

Ajudado por outros

Planeta de nós todos

Planeta de Sol brilhante

Planeta azul de águas mil

Planeta – nosso lar!


publicado por eva às 23:57

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 23 de Setembro de 2011

Sol e sombra

ol e sombra

Praia e serrania

Água salgada ou doce

Areal ou floresta

Água funda ou jorrante

Árvores e folhagens

Ondas do mar alto

Ondas rasteiras da praia

Ventos e brisas

Céu azul ou enevoado

Tudo é a Terra

Tudo podemos desfrutar

Tudo podemos destruir

Tal é o poder do Homem

Tal é a Graça da Humanidade.


publicado por eva às 00:31

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 7 de Junho de 2010

Dia de Sol

mperdoável é faltar a este dia soalheiro…

Faltar em não o gozar, em não desfrutar o mais completamente possível o seu calor e a sua luz.

Os doentes, ou os que não podem sair de determinado local, e por isso nem percebem o valor de um dia de Sol, são os que têm que adiar essa terapia natural do ar quente no rosto, da luminosidade da vida em redor.

Como em tudo, é necessário sensatez para não estragar o que pode ser bom e benéfico para a saúde com excessos deploráveis.

Não é preciso ir longe, basta abrir uma janela e deixar o Sol entrar.

Basta respirar fundo e plenamente o ar que daí vem.

Basta gozar o que a natureza nos dá, oferecendo gratuitamente harmonia em nós.

Alguns poderão retribuir com amor no seu pensamento por essa natureza colorida que espreita para a deixarmos entrar.

E… alguns conseguem deixá-la entrar até no seu íntimo e alegrar-se… A L E G R A R -  S E  mesmo sem motivo aparente.

Sentir alegria invadir a sua mente e o seu corpo, órgão a órgão, transportada nervo a nervo da cabeça aos pés, e vice-versa, até ao céu azul que todos emoldura.

Até amanhã!

 


publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | favorito

Domingo, 2 de Maio de 2010

A felicidade é um estado

lha aí! A luz!

A luz do Sol, pois!

Está a entrar pela janela, que ainda está fechada e, mesmo assim, pode sentir-se o calor.

Abre e apanha um dos raios de Sol que chegou ao parapeito.

Aproveita essa luz e o seu calor que consola o corpo e todo o nosso íntimo.

Agora leva contigo o dia todo e a alegria e carinho que esse calorzinho te pode dar.

Esboça um sorriso para a vida que tens, os problemas que sofres e a tudo em teu redor.

Acorda em ti próprio uma alegria interior.

Não te afanes nem te desgastes – VIVE!

Vive vivendo todos os percalços que vais encontrando, solucionando-os com a luz da inteligência e o calor do amor.

- O Sol deu-te esse fôlego todo? Eu gostaria de fazer tanta coisa com este Sol mas nem consigo umas nem outras. Para mim ele significa a desilusão de não o poder aproveitar como há muitos anos aproveitei. E deveria ter aproveitado mais, isso sim!

- Essa é a situação de muitos – quando temos não apreciamos, apenas quando perdemos algo é que damos atenção a tudo o que tivemos e não valorizámos em tempo útil e imediato.

- Pois foi isso mesmo!

- Então, pelo menos, não repitas esse erro. Aproveita o mais possível todo o bem que vais tendo e as possibilidades de o ter. O resto faz-se notar sozinho. A felicidade é um estado que se atinge e que coisa alguma exterior pode alterar.

 


publicado por eva às 00:04

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 10 de Abril de 2009

Um lugar ao sol

Na melhor das intenções às vezes estragamos ainda mais o que já está mal.
Faz lembrar o «se não fizeres nada, tudo será feito» que tanto enerva quem é jovem e voluntarioso.
A juventude prima por essa força de vontade viva que tudo leva à frente por um ideal.
A idade tem essa particularidade, delega-se a luta na responsabilidade da paciência racionalizada. - E, então, cada coisa no seu tempo e lugar.
- Agora por lugar, já viste o calor e aconchego que parece estar ali, naquele largo.
- Pois, é um lugar que está ao Sol…
- Não, isto é, sim! Mas não era isso. Há lugares que parecem ter o condão de nos fazer sentir bem. E esse é um deles, atraentemente aconchegante e quente.
- Pois, mas estar ao Sol ajuda.
- Tu queres dizer o estar cheio de luz.
- E ao Sol!

.
.
.

Imagem de Scott Stulberg
Imagem retirada da net

.
.

Disse  Francisco Quevedo:  Nunca melhora o seu estado quem muda só de lugar mas não de vida e de hábitos !
.
.

publicado por eva às 22:08

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 1 de Maio de 2008

Até ao dia em que

Provas e sacrifícios, sonhos e quimeras. Tudo isto e muito mais é a vida humana. De todas estas memórias se povoam as mentes.
E depois, bem depois… é preciso curarem-se.

Constantemente é preciso tratar a mente, os pensamentos.
Até que chegue o equilíbrio.
Até que chegue o sentimento de paz.
Até que o coração sossegue também.
Até o sol brilhar outra vez, como que só para nós.
Até ao dia em que as flores têm mais cor.
Em que as cores têm mais brilho.
Até ao dia em que olhamos e a luz de um sol enorme está dentro de nós.
E a nossa luz é igual à luz que vemos lá… lá no céu…
No céu que, de repente, está dentro de nós e torna os pensamentos brilhantes.
E agora quem tem brilho também, somos nós.
– Nessa altura, ainda somos deste mundo?
.
.

.

Imagem retirada do post de 29 de Abril de 2008

.
de  http://bonsay45.blog.com/

.
Disse  Cícero :  Parece-me que arrancam o sol deste mundo, esses que afastam a amizade das suas vidas !
.
.

publicado por eva às 18:57

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Sábado, 10 de Novembro de 2007

Dias de sol

Praia ainda com muitos banhistas.
Não admira, com o sol que tem feito.
Na areia estão toalhas, espreguiçadeiras e pés.
Pés de pessoas que estão paradas a conversar umas com as outras.
Pés de crianças que só estão quietas o tempo de agarrar o lanche que a mãe ou a avó lhes dá.
A seguir é uma corrida para não perderem mais tempo sem jogar com os amigos acabados de conhecer.
Os mais velhos passeiam calmamente à beira da água, para lá e para cá, conversando sobre nada de importante.
Apenas daquelas pequenas coisas que, por vezes, ganham importância desmedida nas nossas vidas.
A água do mar, junto à praia, está serena como um lago.
Nem espuma, nem ondas.
Às vezes, no Verão, não se consegue um dia calmo assim.
Dias que nos pacificam as emoções e os sentimentos mais rebeldes.
Dias de sol interior. No interior de nós.
Talvez alguns de nós vamos conseguir mantê-lo durante o Inverno. 
.
.

 .
Eugène Delacroix
.

♪: Pas de deux (O Lago dos Cisnes) - Tchaikovsky
tags: ,

publicado por eva às 21:33

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds