Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Uma oferenda para o coraç...

. Silêncio

. A vida é um caminho em qu...

. Lilás

. Mover montanhas

. O sofrimento seca

. Morrer com dignidade

. Cada um sente quanto pode...

. Simplicidade de viver

. Filme

. O enamoramento da vida

. Um consolo e uma esperanç...

. Vicissitudes

. A diferença

. Um dia... Amanhã

. A luz e o perfume

. Desculpas

. Henriqueta Lisboa # Sofri...

. O sofrimento

. Maltratada até em velha. ...

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Terça-feira, 8 de Maio de 2012

Uma oferenda para o coração

az

É uma oferenda para o coração

O coração que sofre e pena

Por si e pelos outros

Pelo sofrimento em si.

Paz

É uma oferenda para o coração

O coração que vive alegria contínua

Com arrogância sobre a tristeza

Provocando os outros.

Paz

É uma oferenda para o coração

O coração equilibrado

Que enaltece o melhor dos outros

Que alegra suavemente

Que sofre com esperança renovada.

Paz

É uma oferenda para o coração

O coração tranquilo

Em prolongada harmonia.


publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | favorito

Domingo, 22 de Abril de 2012

Silêncio

ritos, confusão, barafunda

Zangas, violência, raiva

Movimentos desordenados

A desculpa é o desespero.

Mas quem desespera

Tem movimentos lentos e maquinais

Ou paralisa

Sofre silenciosamente

Porque já não tem voz

Para emitir um som sequer…


publicado por eva às 00:33

link do post | comentar | favorito

Domingo, 11 de Março de 2012

A vida é um caminho em que não se pára

s vezes o sofrimento deixa-nos secura.

Um desapegar árido, como que em defesa do horror passado.

Outras, é o viver infelicitado por não conseguir sentir felicidade.

Outras, ainda, é o pavor camuflado em anulação de vida plena.

Vida é uma mistura de horror e belo, de pavor, medo e alegria, de dor, sofrimento e relaxe e paz.

A vida é um caminho em que não se pára, apenas nos desviamos, ou não, da retidão, da extensão reta (a menor distância entre 2 pontos – definição matemática) entre a escuridão e a luz que iluminará então o ser, em toda a sua dimensão e significado.

O caminho, a direção é só uma e tende inexoravelmente para a luz.

A luz - o princípio e o fim, o faça-se luz


publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 27 de Janeiro de 2012

Lilás

ilás

É cor de sofrimento

Tonalidade suave da cor

Lilás

Simboliza o deslizar

Pelos acontecimentos

Sem que estes nos atinjam

Mais que a devida medida

Lilás

Suaviza o ser

Nutre a paciência

Facilita a força da persistência

Lilás

É compreensão

É consolação

É matizar a dor

De si e doutrem

Por isso é possível

viver-se em

Lilás.


publicado por eva às 00:40

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 8 de Fevereiro de 2011

Mover montanhas

izemos da mente

Coisas que parecem humanizá-la

Individualizá-la

Mas ela não é uma pessoa

Contendo a personalidade

Contendo a projecção do ser

Aprisionando o espírito numa forma

Onde este não pode ser contido

Aprisionando o espírito em pensamentos

Que não podem sacrificá-lo por muito tempo

A mente sofre incrivelmente

E nesse sofrer o espírito readquire

A sua liberdade

E a mente e o corpo atingem a paz

A paz daqui e a paz dali

A paz que os ultrapassa

Em todo o tempo em todo lugar

A paz infinita e eterna.

 


publicado por eva às 00:37

link do post | comentar | favorito

Sábado, 29 de Janeiro de 2011

O sofrimento seca

eca-se. Seca-se por dentro

O sofrimento seca

O penar é cair a plumagem

É o cair de toda a camuflagem

É ficar a pureza

É restar a essência do ser

É restar tão somente

Será? Será que resta algo?

Às vezes parecem destroços

Apenas uns destroços

Do mal que sentido

Nem a memória acompanha mais

Do bem vivenciado

Apenas a leve recordação

Onde estamos? Que é isto?

Uma vida?

Sei lá! Tenho a impressão que nada sobrou…

 


publicado por eva às 16:46

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 16 de Novembro de 2010

Morrer com dignidade

s vezes desejamos, queremos mesmo, aos que estão em sofrimento sem possibilidades de melhoras desse sofrer, que possam morrer em paz e naquela que, agora, tanto se apelida de dignidade.

Morrer com dignidade!

E se morrer fosse apenas mudar de divisão na casa da eternidade?

Se a morte fosse apenas um item do infinito?

Que significaria então o morrer com dignidade? Seria o pretendido não-sofrer mais?

E se o sofrimento superasse a dita morte?

E se sofrimento, como alegria, vingança, amor, indiferença ou devoção também pudessem ser sentidas infinitamente, além da apregoada morte?

Então, o morrer com dignidade seria não só com o corpo físico intacto mas também com pureza de consciência. Certo?!

- Humm…

 


publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Sexta-feira, 4 de Junho de 2010

Cada um sente quanto pode sentir

á ocasiões em que, pelo horror do trauma ou encantamento da felicidade, somos levados a ver a vida noutra perspectiva completamente diferente.

E tanta coisa que era importante, até imprescindível, desaparece por completo ante a perspectiva de uma doença sem cura, da morte, da separação ou do isolamento mental a que podemos estar sujeitos.

Como encarar então tudo isso? Pois, não há meio de avaliar o sofrimento dos outros e dizer o que deve fazer.

Podemos pedir, em prece, por esse tal ou pelo outro. Podemos desejar-lhe as maiores felicidades, recuperação, direcção, etc.

Podemos fazer nada e tudo… Mas o desgosto ou felicidade de outrem não conseguimos avaliar por nós.

Cada um sente por si, no mais íntimo de si, tudo quanto pode sentir.

E mais, o mesmo poderá sentir diferentemente conforme a situação se repete, ou em alturas de diferentes conjunturas para situações similares.

Enfim, somos, a cada momento, um ser que sente de modo semelhante, mas não igual.

Saibamos sair do isolamento, do insulamento mental e sobreviver em harmonia e paz interior… o melhor possível a cada dia – tão-somente isso!

E cada dia é um novo dia para a esperança de conseguir ultrapassar o bom de nós para o melhor de nós.

 


publicado por eva às 00:37

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 11 de Maio de 2010

Simplicidade de viver

iveremos entre mundos?

E então quais seriam eles?

Mundos de maior sofrimento que aquele que sentimos na própria carne ou aqueles que vimos outros sofrer, ou… sei lá que mais horrores vamos tendo notícia?

Ou, finalmente, mundos de benesse?

- Olha, enquanto vais pensando esses tormentos todos na tua mente eu vou tomar o pequeno almoço, depois vou a correr para o transporte e à hora de almoço aproveito e ainda vou comprar qualquer coisa que me seja completamente inútil e supérflua.

- Inútil? Supérflua?

- Sim, sim! Dessas que não fazem mal a ninguém, apenas à minha bolsa. Inócuas – percebes?

- Mas porquê isso?

- Para me sentir viva, feliz e livre?

- A fazer compras que não precisas consegues isso tudo?

- Sim! A cada um a sua medida, ora!

- Bem… talvez isso seja também a simplicidade de viver…

 


publicado por eva às 00:37

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 7 de Abril de 2010

Filme

 um filme interessante, sem dúvida.

E talvez a maioria de nós viva também na ilusão do que é, de quem é. Criando um mundo em seu redor que não existe, mas para o qual dão tudo por tudo, na melhor das intenções.

Tantas vezes poderíamos ser ajudados se deixássemos, se não fôssemos tão desconfiados.

Porém, os sofrimentos por que se vai passando deixam marcas e muitas delas se refugiam na desconfiança, como se esta fora um seguro contra mais sofrimentos.

E a desconfiança trai como a confiança excessiva, mas é uma reacção simples, ou instintiva.

O instinto da vida, de simples passa a controverso e a maioria das pessoas não entende que isso se deve à intromissão do pensamento sofrido. Ou melhor, ao pensamento perturbado pelo sofrimento.

Somos o que podemos ser.

- Somos, ainda mais, o que queremos ser. Por isso é bom querer bem-querendo.

 


publicado por eva às 13:20

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds