Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Simplicidade de vida

. Pois...

. Coisas simples da vida

. Coisas simples

. Aos simples - Guerra Junq...

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Segunda-feira, 12 de Julho de 2010

Simplicidade de vida

- odos os dias ouvimos ruídos…

- Chamam-se os ruídos da informação!

- Hã?

- Quando a informação não é correctamente expressa, ou está mesmo falseada, vulgo dados martelados, diz-se que tem ruído.

- Não era bem isso, mas também se pode aculturar o termo, porque não?

- Então a tua ideia era?

- A ideia era mesmo o ruído, literal e simplesmente, barulho. Ruído esse que, ao fim do dia, se transforma em enorme dor de cabeça e impaciência, por tudo e por todos, até poder chegar à cama e descansar.

- E os sons?

- Os sons são as melodias que as boas palavras como a música, as canções, a Natureza, canta para nós. E, se tomarmos atenção, podemos gozar o dia apenas enlevados nessas melodias…

- Isso é tão difícil quanto impossível!

- Será… mas às vezes já nada mais resta de interesses comuns, ou materialistas, e esses sons são uma maravilha no nosso dia e no porvir. Nessas alturas somos felizes e percebemos, também, quanto o somos.

- Simplesmente?

- A Felicidade é simplicidade de vida… do mais simples que se puder imaginar…

 


publicado por eva às 00:34

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 8 de Abril de 2009

Pois...

Luzes e desenhos. Imagens e figuras. Cores claras e escuras.
Vozes a discutir e vozes a sussurrar. Falas ociosas e opiniões concertadas.
E os dias vão passando assim…
- Até os anos vão passando e… o que fizeste da tua vida?
- Nada de especial, nem grande alarido fiz. Tentei sempre o melhor de mim e acho que é responsabilidade que chegue.
- Já chegámos à praia. Apesar do vento, está-se bem!
- Oh! Se está! Parecia que o Inverno não se ia embora.
- A areia já está quente. O Sol, todavia, está sem grande força.
- Pois, a vida simples é bela de se viver.
- Os caminhos são simples, mas às vezes só os complicamos.
- Também é verdade que poderia ter mais iniciativa…
- Isso é para todos, a questão é saber qual a iniciativa a tomar.
- Pois…
- Pois…
- Se calhar esta vida é um marasmo?
- Se calhar!
- Não esclareces mais?
- Não!

.
.

.

Claude Fauchère - A praia de Saint Benoist
Imagem retirada da net

.
.

Disse  Alphonse Allais:  A vida quanto mais vazia é, mais pesa !

.
.


publicado por eva às 00:27

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quarta-feira, 4 de Fevereiro de 2009

Coisas simples da vida

Um gato listado está sentado no bando de jardim.
É sempre o mesmo gato e o mesmo banco.
Quando nos vemos, ainda ao longe, ele começa a miar e a olhar para nós, mas não se mexe.
Assim que chegamos perto, salta do banco e vai rebolando na relva à espera das festas habituais.
Todos lhe damos uma dose de festinhas e, então, ele segue o seu caminho.
Mas vai miando e olhando para trás, para nós.
Mais à frente pára e senta-se outra vez à espera.
E a cena vai-se repetindo até irmos, mesmo, embora dali.
Na semana seguinte volta a repetir-se a cena.
- E que tenho eu com isso?
- Absolutamente nada, é conversa ao vento. Apenas apeteceu partilhar esse acontecimento contigo. Achei piada ao gato do jardim.
- Eu não acho piada a nada disso, nem a gatos.
- És sisuda, é o que és. Acho que estes pormenores são coisas boas da vida; são simples e alegram os dias vulgares…
- Mas se já se está a instalar uma rotina?
- Ora, és sisuda e triste!

.
.

.

S. S. tripathi
Imagem retirada da net

.
.

Disse  Johann Goethe:  A alegria não está nas coisas, está em nós !

.
.


publicado por eva às 00:47

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 3 de Junho de 2008

Coisas simples

Ele perdeu os documentos num daqueles dias que achamos melhor esquecer e em que a noite talvez nos dê um merecido descanso.
Então resolveu pôr-se a caminho – retomando tudo o que antes fizera e ainda com os ditos documentos na mão.
E meteu um pouco de papel higiénico no bolso.
- Para quê? Estava aflito?
- Nada disso. Para os ir rasgando e espalhando pelo chão, assim conforme a direcção para onde voavam ele ia confirmar se os documentos teriam voado para ali.
- E encontrou-os?
- Sim, já tarde bem tardia, quase a escurecer. Foi um dia longo para ele.
- Ufff! Há tantos dias assim que até pergunto para que me levantei… Se calhar para dar mais valor aos outros, melhorezinhos…
- Pois, estes dias assim sacodem e tiram-nos da inércia e da insatisfação instalada. Damos então valor às pequenas coisas e à simplicidade dos tempos tranquilos.
- É uma questão de auto-educação, não é? Saber avaliar as coisas simples que nos acontecem e que nos rodeiam…
- Teremos que fazer-nos simples para compreendermos a grande importância de algumas coisas na nossa vida.

.
.
.
Imagem de Pierre Bonnard
.
.

Disse  J. R. R. Tolkien:  Onde não falta vontade existe sempre um caminho !
.
.

publicado por eva às 20:04

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 1 de Janeiro de 2008

Aos simples - Guerra Junqueiro # A Velhice do Padre Eterno

.
Ó almas que viveis puras, imaculadas,
Na torre de luar da graça e da ilusão,
Vós que inda conservais, intactas, perfumadas,
As rosas para nós há tanto desfolhadas
Na aridez sepulcral do noso coração;
Almas, filhas da luz das manhãs harmoniosas,
Da luz que acorda o berço e que entreabre as rosas,
Da luz, olhar de Deus, da luz, benção d'amor,
Que faz rir um nectário ao pé de cada abelha,
E faz cantar um ninho ao pé de cada flor;
Almas, onde resplende, almas almas onde se espelha
A candura inocente e a bondade cristã,
Como um céu d'Abril o arco da aliança,
Como num lago azul a estrela da manhã;
Almas, urnas de fé, de caridade e esp'rança,
Vasos d'ouro contendo aberto um lírio santo,
Um lírio imorredouro, um lírio alabastrino,
Que os anjos do Senhor vêm orvalhar com pranto,
E a piedade florir com seu clarão divino;
Almas que atravessais o lodo da existência,
Este lodo perverso, iníquo, envenenado,
Levando sobre a fronte o esplendor da inocência,
Calcando sob os pés o dragão do pecado;
Benditas sois vós, almas que est'alma adora,
Almas cheias de paz, humildade e alegria,
Para quem a consciência é o sol de toda a hora,
Para quem a virtude é o pão de cada dia!
Sois como a luz que doura as trevas dum monturo,
Ficando sempre branca a sorrir e a cantar;
E tudo quanto a mim há de belo ou de puro,
- Desde a esmola que eu dou à prece que eu murmuro
É vosso: fostes vós o meu primeiro altar.
.

de Guerra Junqueiro
in "A Velhice do Padre Eterno"
.
.
..
♪: Natal dos Simples - José Afonso

publicado por eva às 16:36

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds