Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escritos de Eva

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Escritos de Eva

09
Dez11

Igualdade de oportunidades

eva

- á não há distinção entre homens e mulheres nas tarefas e isso é muito bom!

- Não sei se é bom, mas sei que é uma necessidade. As mulheres têm que fazer trabalhos de força para os quais não parecem muito destinadas fisicamente. E os homens têm que fazer trabalhos delicados para os que, de igual modo, não parecem naturalmente muito vocacionados. Mas é o que se torna necessário e por isso toca a arregaçar as mangas e começar a trabalhar.

- Não gostas da igualdade que isso representa?

- Gosto da ideologia e partilho-a para todos os seres, com as excepções óbvias. Por exemplo, sei que os ratos têm direito a viver, mas afasto-os das minhas coisas porque eles representam falta de higiene e fácil propagação de doenças graves.

- Para ti, qual dirás ser o problema com igualdade de oportunidades de emprego?

- Dito assim – nenhuma! Visto e observado caso a caso digo-te que pode haver muito abuso a coberto dessa igualdade. Só isso!

- Mas os abusos são de cada um, não das leis.

- Tudo bem! Talvez haja então grandes falhas na fiscalização e salvaguarda dos casos mais frágeis.

- Estás a referir a escravidão encoberta?

- Ou seja, estou a referir que é conveniente defender os mais fracos dos grandes interesses, tão próprios das sociedades.

- Tudo mais sensato, então.

- Pois! Sem caridade nem respeito não temos progresso algum.

18
Nov11

Há lugar para todos

eva

 nossa liberdade

Limita-se

Pela liberdade doutrem

Pelo respeito

Às características doutrem.

Pela dignidade

Das nossas próprias necessidades

E boa personalidade

O espaço é recíproco

Há lugar para todos

Há água e alimentação para todos

É benéfica a partilha

Querer dividir irmãmente

Com quem precisa

Seja esse uma pessoa, animal, planta ou outro ser

Pois todos co-habitamos

Neste planeta

Hoje por este, amanhã por aquele

Fraternalmente.

Aos poucos, lenta ou rapidamente

Os bons exemplos

São para ser seguidos

E a liberdade de cada um

Será aumentada, um dia,

Pela liberdade de vida, para todos,

Em Paz.

08
Dez07

Desculpas

eva
Favores que se retribuem em jeito de agradecimento.
Tratamentos que se fazem em troca de problemas que se causaram.
Comidas, doces, prendas que se dão, em ofertas plenas de satisfação.
Sentir aqueles dias de dever cumprido.
Que se alguma falta houve no passado, a boa acção de hoje balança e traz boas relações no presente.
Mas, na maior parte das vezes, não é suficiente se a intenção for uma simples troca de favores.
É deixar agradecido quem um dia suportou agravos, atitudes rudes e, porque não dizê-lo, cruéis, nalguns casos.
Oferecendo, há retribuição como um modo de pedir desculpa sem pedir.
O que falta então?
Nessas situações, como noutras, falta o respeito pelo sofrimento do outro.
Falta a consideração pela sua dor, falta o amor generoso de querer, de preferir que seja mais feliz que nós mesmos.
E pedir, oh!, pedir desculpas é tão gratificante para quem pede, sentindo-as.
É um descanso tão grande.
Uma paz e tranquilidade que parece que nasceu um céu – um paraíso – dentro de nós.
Todos cometemos erros e só são completamente ultrapassados quando as vítimas desses erros, e a sua felicidade, nos importam mais que a nossa própria.
Nessa altura um abraço é suficiente.
É amizade, é sermos mais que nós.
É sermos o melhor daquele «nós» de que ainda desconhecemos a capacidade. 
.
.

 .
Antonella Affronti
.

13
Out07

Os amigos

eva
A amizade, para as pessoas, está na razão da sua “capacidade” social.
Isto é, a maioria deseja formar uma família, cuidar da educação dos filhos, etc. etc.
E as relações de amizade vão-se perdendo com os anos, os horários… e nem sempre se preenchem esses relacionamentos ausentes com outras amizades.
Ficam então as que se fazem no local de trabalho ou das relações decorrentes do trabalho.
Mas aquele sentimento de ter amigos para partilhar tempos, actividades ou problemas e opiniões nem sempre persiste.
É como se ficassem fora de moda nas novas rotinas a que nos dedicamos.
No entanto, as amizades geram sentimentos de igualdade, de humildade e reciprocidade (pelo menos).
Dão uma sensação de liberdade de comentários que também é necessária.
Na família somos o apoio, a trave mestra que não pode falhar e onde temos sempre abrigo.
No grupo de amigos temos a troca de sentires afins. Encontramo-nos semelhantes nos problemas e pode formar-se um grupo para juntar as famílias, dividindo tarefas por todos e permitindo a todos mais tempos livres e divertidos.
Os filhos convivem, zangam-se, fazem as pazes e vão compreendendo o que são deveres e direitos com toda a facilidade e confiança.
Os amigos são uma trave de apoio à estrutura familiar.
Em todo o lado, a sensatez, o respeito e a honestidade podem valorizar o amor familiar.
Em tempos tão apressados não podemos esquecer que outros tantos sentem e partilham situações semelhantes à nossa e, todos juntos, poderemos evoluir e valorizarmo-nos reciprocamente. 
.
.

Georges Seurat

.

07
Set07

Perspectivas

eva
Um passeio de helicóptero permite ver a paisagem de modo e de perspectivas completamente diferentes do habitual para a maioria.
Todos os tipos de transporte são úteis e cada um dá a sua perspectiva nas viagens que empreendemos.
Horários e trabalhos são deveres, e felizes os que os têm e ainda mais felizes os que se sentem úteis ao próximo e a si mesmos.
As várias visões e perspectivas que vamos tendo nas nossas vidas, permitem também viver com conhecimentos mais complexos.
O conhecimento é então um entendimento em escala alargada. E a vida floresce de vidas das quais, durante anos, não tivemos consciência.
A vida, nas diferentes acepções conhecidas, mais as que se prevêem vir a ser descobertas, dão uma perspectiva de cada mundo que as rodeia e onde se inserem.
O respeito pelas outras vidas é também o respeito pela nossa própria, em todos os níveis que se desdobram.
- Ora aí está uma conclusão interessante: respeitar os outros é, enfim, respeitar-se a si próprio como um ser íntegro e conhecedor de si.

. .

.

Fotograma do filme  E. T.

.

18
Jul07

O individualismo e a natureza

eva
18 de julho de 2007

Estradas de Verão! Cheias e inundadas da luz forte do sol.
Até o chão brilha com a força da luz e do calor.
As casas parecem ainda mais brancas e reluzentes.
É um país onde ainda se respira paz.
A paz vem de dentro, do coração, e as pessoas daqui ainda são simpáticas e de boa convivência. Como dizia uma antiga canção, "são todos primos e primas".
Actualmente o individualismo torna-se cada vez mais marcante, entre a comodidade e a segurança pretendida, mas nem sempre alcançada.
Os filmes e as notícias do resto do mundo alertam para que as guerras são cada vez mais arrasadoras e o bem-estar uma fantasia.
E a vida passa a viver-se em forma de ilusão, em computador.
Tudo o que é exagerado não é saudável.
Sempre que possível, devemos voltar-nos para a natureza e para a simplicidade de vida.
Deve ser por isso que se chama “planeta vivo” a todos os programas que retratam o respeito pela natureza e a sua boa influência na saúde física e mental das pessoas.
Assim como é importante o respeito pela natureza, também urge respeitar os seres vivos, sobretudo os mais indefesos.
Pode ser que o Homem aprenda a respeitar-se também.
...............................................

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema

ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2006
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D