Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Reforma

. Os deveres cumpridos

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Segunda-feira, 18 de Outubro de 2010

Reforma

opra uma brisa… bem, talvez seja mesmo vento o que sentimos.

Já é altura de um casaquinho e se calhar umas meiazinhas para os mais pequeninos ou os mais frágeis, por doença ou pela idade.

- Idade da reforma?

- Que é isso? Se é da reforma do trabalho pago por outrem ela poderá existir; se falamos da reforma do trabalho individual ou da reforma íntima da personalidade, estas não existem propriamente porque trabalhamos sempre e até cada vez com mais afinco e dedicação.

- Talvez porque trabalhamos para nós mesmos…

- Porque sentimos que nos faz bem continuarmos a movimentar e agilizar o corpo físico, como a libertar a personalidade de atavios de ditas conveniências.

- Resumindo – nunca paramos!

- Ora essa! Que dizer dos intervalos que vamos fazendo e que, se forem bem estruturados no dia-a-dia, são tão preciosos como qualquer trabalho para a melhoria individual?

- Então – sempre o equilíbrio!

 


publicado por eva às 19:44

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 11 de Janeiro de 2007

Os deveres cumpridos

11 de janeiro de 2007

Hoje, quando acordei, não sabia (outra vez) em que dia estava.

A cama era a mesma, o quarto também. As horas eram as habituais.
Isto é, não preciso distinguir os dias de trabalho dos outros porque já não trabalho.
Resultado: como acordo mais ou menos à mesma hora, todos os dias têm o mesmo horário pois, já agora, aproveito esse acordar.
Isso pressupõe uma semelhança entre as manhãs.

Daí a dificuldade sentida de não saber em que dia estou exactamente.
Porém, mantenho actividades diferentes para cada dia de modo a poder afastá-los da monotonia. Por isso, hoje tive que olhar com mais atenção para o relógio que tem o calendário (e até a temperatura do quarto).
É lindo, prateado e electrónico, claro!
Bom, já descobri o dia.

Portanto, hoje a manhã é dedicada às limpezas do chão e arrumações e, portanto, só vou tomar banho depois.
O banho é um assunto importante no meu horário diário.

Isto porque gosto de o tomar logo que acordo e não no fim da manhã, como vai ter que ser hoje.
Em compensação, faço-o muito mais prolongado e relaxante, com a desculpa do cansaço que as limpezas provocam.
As tardes são só para o que me apetece fazer: passear, ler, sair ou ficar em casa.

É uma vida muito simples. Mas garanto que é só aparência.
Na verdade, os meus dias são muito mais preenchidos do que quando trabalhava.
O problema é saber em que dia me equaciono perante a agenda.

A partir daí é a dedicação pelas tarefas que tenho programadas que as vão prolongar na memória.
Na felicidade dos deveres melhor cumpridos pelo gosto em fazê-los.
tags: ,

publicado por eva às 19:59

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds