Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Crer, ficcionar, raciocin...

. Julgamentos

. Emoções e raciocínio

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Sábado, 17 de Setembro de 2011

Crer, ficcionar, raciocinar

onstruir uma vida alicerçada em família, trabalho, enfim, no bem de cada um e no do grupo próximo.

Crer em inúmeras coisas na razão da esperança tão pura quão vã.

Ficcionar então a vida, dirão alguns.

Raciocínio lúcido é tão necessário quão suficiente, dirão outros.

Por vezes é a intuição que rege o ser e a ficção nem assoma, o raciocínio mais fino cede…

Intuir conscientemente demanda raciocínio de permeio.

Fé raciocinada, dizem outros ainda.

Parece uma frase mais completa sobre o resumo do processo.

Seguir a intuição é necessário para esta não ser apenas conjecturas de outro, mentalmente influente do primeiro, ou de muitos.

Mentalizações colectivas é o que mais se encontra em grupos pequenos, famílias, associações e afins.

Satisfação de interesses tão pessoalíssimos quão viciosos de toda espécie é anátema de outros tantos.

Possibilitar uma intuição consciente, um conhecimento de si, suas qualidades pessoais e sublimar estas na vida diária é autopromover-se, é pairar acima dos dramas individuais e mundanos.

É reconhecer a força karmica doutras menos auspiciosas para o ser, é saber direccionar-se pela sua própria elevação e prover outros do seu bom exemplo.

A Verdade, essa, na altura certa, já virá ao encontro do ser consciente de si.


publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | favorito

Sábado, 5 de Junho de 2010

Julgamentos

- aus julgamentos – é o que são!

- Talvez, mas todos os fazemos e todos os dias. Faz parte da nossa capacidade mental…

- Fazem parte é da incapacidade mental, isso sim!

- Ok, mas todos julgamos tudo e todos, a toda a hora.

- É precisamente isso que é necessário evitar, porque ao julgarmos os outros estamos a cavar o nosso julgamento.

- A cavar?

- Sim, porque ao julgarmos e deduzirmos que o assunto não é bom nem recomendável inferiorizamo-nos. O nosso ser dilata-se em bem, em benfeitorias, em pensar bem, em agir bem, em benevolência, etc.

- Mas isso é quase aniquilar a capacidade de análise e o raciocínio e…

- Sim e não. Digamos que é o contornar do raciocínio habitual, que segue a direito logicamente organizado. É controlar esse modo de estruturar as ideias, é ajustar os pensamentos à benevolência.

- Ou seja, assumir sempre que o pior possa ter uma boa intenção por trás e seja uma mera consequência impensada. E isso ajuda-nos a…

- Ajuda-nos a não nos deixarmos traumatizar, a expandir tudo o que é bom em nós sem abrir qualquer brecha por onde possa entrar o desassossego, o conflito ou o melindre. Permite-nos ser firmes e felizes no mundo que nos rodeia e que, convenhamos, não é um mundo encantado.

- Não deixamos que nos contagie?

- Nós é que o contagiamos e talvez… quem sabe… poderá tornar-se num mundo mais acertado.

- Acertado de acerto, certo?!

 


publicado por eva às 23:57

link do post | comentar | favorito

Sábado, 17 de Outubro de 2009

Emoções e raciocínio

Sabemos disto e daquilo. Experimentamos isto e aquilo. Juntamos tudo e dessa mistura sai algo que não existia antes, a não ser a mesma forma física que, ano após ano, vai aprendendo e conhecendo cada vez mais.
Então, nessa mesma forma física vão-se revolucionando ou, simplesmente, adaptando novos saberes, novas formas de cogitar e surgem novos pensamentos.
Se a aprendizagem foi construtiva, os pensamentos e raciocínios assim o serão, porque são o reflexo de nós, do nosso íntimo mais educado e instruído.
- Qual é a diferença?
- Por educação tratamos melhor, aprimorando até as emoções e sentimentos que, por vezes, atacam o raciocínio e a lógica selvaticamente, obstruindo um bom e auspicioso pensamento…
- Por exemplo?
- Por exemplo o ciúme, a raiva, o melindre, a angústia, etc. E por instrução, referimos os conhecimentos que nos permitem ampliar a mente em tolerância pelos outros e paz em nós. Aí, podemos, com mais facilidade, reeducar as emoções em benevolência e fazer como o monge budista que desejava, acima das dores dos seus martírios, nunca deixar de ter caridade para com os seus algozes da prisão porque, nessa altura, perderia a preciosa paz no seu coração. As dores físicas não deveriam ultrapassar, precisamente, a esfera física.
- Por exemplo?
- Por exemplo a tolerância pode ser raciocinada por reconhecermos as razões que levam a esta ou aquela tomada de atitude, muitas vezes relacionada com opções por idealismos que acarretam as mais diferentes atitudes.
- Ou seja?
- Ou seja, as emoções e o raciocínio devem andar de mãos dadas para completar a evolução do indivíduo, pois quanto mais elevadas mais evoluída se torna a personalidade.

.
.
.

Cubo de Rubik
Imagem retirada da net
.
.
Disse  Giacomo Leopardi:  Assim como ninguém sente o movimento perpétuo que nos transporta em rotação juntamente com a Terra, também a generalidade dos homens não se apercebe do progresso contínuo que os seus conhecimentos fazem !
.

.


publicado por eva às 10:49

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds