Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Tanta divisão do tempo se...

. Olhar para trás

. Desilusão e ilusão

. Aproveitar as oportunidad...

. O presente, o que é?

. O bem é o Ser

. Recordações, saudades

. Passado-presente-futuro

. Fronteiras

. Maria João Brito de Sousa...

. Ontem, hoje, amanhã

. Finalmente

. Relações intemporais

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Quarta-feira, 4 de Abril de 2012

Tanta divisão do tempo serve para quê?

 passado, o que é?

O presente, é porquê?

O futuro, dizem que é o quê?

Tanta divisão do tempo serve para quê?

Se nós somos os mesmos

Com roupagens diferentes

Com vidas e famílias variadas

Com aspeto diverso…

Tanta divisão do tempo serve para quê?

Se a vida continua

Por diversas formas

Se o passado encontra o presente

E o futuro encontra-nos sempre

Até sarar das vicissitudes

Pelo amor compreensivo ou compassivo.

Tanta divisão do tempo serve para quê?

Apenas porque a morte ainda existe

E mostra a divisória entre-vidas…

O futuro é preparado por nós

Em cada reflexo do presente

Do que relaxamos

Ou construímos abnegadamente.

O presente é continuação do passado

Ou, se o permitirmos,

A resolução benemérita do passado…

Tanta divisão do tempo serve para quê, afinal?


publicado por eva às 00:50

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 26 de Janeiro de 2012

Olhar para trás

- oje estou em maré de saudade.

- De quê, especificamente?

- Nem sei bem! É como estar a olhar para trás, mas estou a caminhar e a olhar para o chão.

- Não vale a pena, por vezes, apegarmo-nos ao que já passou. No entanto, quando é algo bom, essa lembrança pode ajudar-nos a suportar o peso de dias menos bons.

- Pois, pois…

- Não esqueças de deixar tudo no lugar.

- Hã?

- Recordações são lembranças, o presente está aí para ser vivido com mais ou menos energias nossas. E já agora, o presente vai logo embora para o passado, daí a vantagem de aproveitar o melhor dele.

- Ou seja?

- Apreciar o que tem de bom e que tantas vezes passa ao lado da nossa atenção. Evitar aumentar pormenores com uma lupa de preocupações insistentes.

- Hum… há essa tendência, há! Até logo!


publicado por eva às 00:38

link do post | comentar | favorito

Sábado, 21 de Janeiro de 2012

Desilusão e ilusão

- ue diferença há entre desilusão e ilusão?

- Nenhuma!

- Bem vistas as coisas, uma é a versão pessimista e outra a otimista. Ambas são alteração da realidade.

- Que é a realidade?

- O presente que vivenciamos!

- O passado e o futuro são duvidosos…

- Então que fazer, para não cair em extremos?

- Perceber o presente, gozar o que tem de bom, relativizar o que é desagradável com a fé, em si mesmo e mais além, pensar-falar-silenciar-agir em prol do Bem.

- Isso chega?

- Simplificar já é suficiente!


publicado por eva às 00:32

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2011

Aproveitar as oportunidades

no passado

Tempo presente

Dias do futuro

Assim são nossos pensamentos

Nossas emoções e projectos

O hoje é fruto do ontem

O amanhã será resultado do hoje

Aproveitar as oportunidades que cada hora

Cada instante nos permite

Para melhorar nosso futuro

Para criar nossa felicidade

É também a serenidade de saber ser.


publicado por eva às 19:32

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Segunda-feira, 12 de Setembro de 2011

O presente, o que é?

-  presente, o que é?

- O que está passando imediatamente a passado – toda gente sabe isso, até as crianças!

- Não é só isso, não.

- Lá começas tu a complicar tudo e a desviar conversas…

- Essa agora!

- Então vamos lá ver se não é isso que vais fazer.

- O presente é um tesouro para multiplicar em realizações tão lúcidas e de sã consciência quanto as que pudermos fazer.

- Trabalhar, queres dizer.

- O trabalho dignifica, sabes porquê?

- Nem imagino o que vais dizer!

- Porque enquanto trabalhamos estamos a exercer a nossa concentração de pensamentos e ideais em algo que será útil, tanto para nós mesmos como para outros e, muitas vezes, até poderá ser útil a várias gerações.

- Poético!

- Voltando ao presente, ele representa o tempo que temos para exercer o nosso livre-arbítrio e este é a possibilidade que temos de poder evoluir mais rapidamente em progresso ou liberdade espiritual. Senão evoluímos paulatinamente, como que sonâmbulos desse progresso.

- Já sabia!

- Então porque não és mais ágil e ficas pasmada, deixando os dias decorrerem?

- Ohh! Já sabia que ias complicar tudo!

- Ah! Chamas-lhe isso!


publicado por eva às 20:53

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 18 de Março de 2011

O bem é o Ser

qui onde estamos

Aqui somos

Vivemos, projectamos

O passado passou

Deixou marcas e

O presente chegou

Agora é

Não perder oportunidade

De não errar igual

Mas de bem-fazer

Reconhecendo que

No círculo da vida

O que vai volta.

O corrigido

Projecta bem-estar

E o bem

Regressa à fonte emissora

Que se beatifica então

Renovadamente

O bem é o ser

E o ser é de Bem.

 


publicado por eva às 00:39

link do post | comentar | favorito

Domingo, 2 de Janeiro de 2011

Recordações, saudades

ecordações reflectem muitas vezes saudades indescritíveis de bons tempos, de tempos felizes, que passaram.

E voam longe, muito longe para os alcançar outra vez.

A questão é não ser necessário alcançar nada que tenha ficado no passado, apenas desejar tudo de bom no presente, pois basta essa atitude consciente e lúcida para que esses bons desejos se projectem no futuro.

O futuro é a projecção do que fazemos no presente, se quisermos considerar assim uma repartição do tempo.

Portanto, importa pensar segundo as mais profundas aspirações e agir convenientemente, com a melhor qualidade que pudermos em todos os momentos e em todos os pormenores da nossa vida, hoje mesmo.

Amanhã haverá sempre um reflexo disso, como o passado se reflecte na personalidade que temos no presente.

- Humm… eu gosto de sentir saudades. Parece que valorizo mais os tempos bons e felizes.

- Desde que as saudades dêem gosto ao presente e não o mergulhem em desilusão ou amargura por não ser igual, tudo bem. Deixa de haver conformidade com os acontecimentos actuais, para se viver em estado passivo de recordação. E então saudade pode significar estagnação das qualidades do ser que devem renovar-se e enaltecer-se a cada instante.

- Humm… vou pensar!


publicado por eva às 00:37

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Sábado, 13 de Março de 2010

Passado-presente-futuro

 foi-lhe anunciado que teria um filho…

Já estás a dormir? Não precisas do resto da história?
O que importa é que consegues adormecer rapidamente e ainda tens esse sorriso de quem sonha coisas boas.
Bem, vamos ao resto da manhã. Deixa-me anotar o que é preciso fazer…
- Estás a falar sozinha?
- Se calhar estou. Ou então, fica melhor se considerar que estou a pensar alto, não é?
- É mais seguro, é.
(risos)
- Está uma manhã lindíssima, que dizes se a levarmos a passear, nós a pé e ela de carrinho?
- Digo que pode estar linda, mas está ainda muito frio. Se formos levo o casaco, cachecol e gorro.
- Mais nada?
- E luvas!
- Vê lá se não queres um calorífero ambulante…
- As temperaturas são diferentes em cada um. Eu estou gelada e…
- Nota-se e vais parecer um ET, mas não seja por isso.
- A maternidade não melhorou a minha temperatura, mas não há dúvida que a ti deu nova vida! Só em iniciativa e dinamismo nem sei que diga…
- Por acaso, esta paternidade deu-me a sensação de que a vida pode ser sempre um recomeço, um reanimar de tudo o que temos e o que somos.
- Que podemos ser tudo, ao mesmo tempo?
- Pois, passado-presente-futuro tudo junto.
- Encontraste, então, a tua unidade no tempo.
 

publicado por eva às 00:35

link do post | comentar | favorito

Sábado, 6 de Fevereiro de 2010

Fronteiras

 finalizamos esta conferência garantindo que a maior força cósmica que existe é constituída essencialmente por amor fraternal!

- Ufa! Já estamos perto de casa. Foi cansativa, não foi?
- A conferência? Não achei, mas reconheço que fui divagando pelos entremeios.
- Ah! Assim está bem! Assim aguenta-se quase tudo.
- Não é o que estás a pensar, os devaneios não são por vontade, são incapacidade de concentração, de dirigir a minha atenção. Em suma, são defeito e não pretendidos.
- Não percebo, tu eras a que melhor te concentravas, no que querias e quando querias.
- Pois, mas não sou. Parece que estou sempre cansada, nada me interessa e apenas espero o passar dos dias.
- Tens a certeza que és tu mesma? Pelo que acabas de dizer, nem te reconheço!
- Nem eu me reconheço na maior parte das vezes. Parece que estou aqui e noutro lado ao mesmo tempo.
- E sabes onde é isso que chamas de outro lado? É mais interessante que este teu dia-a-dia?
- Pois nem sei nada de nada, apenas que me sinto um pouco aflita por não poder resolver a minha direcção de pensamentos.
- Bem, se sentes aflição então não é por te encontrares melhor que aqui, portanto não se trata de fuga do presente.
- De modo algum, mas não sei o que é.
- Então só resta esperar para ver onde isso vai dar.
- Pois, obrigada! Isto é, devo agradecer esse conselho? Isso é um conselho a ter em conta?
- Quando não sabemos que fazer, esperamos quietos e atentamente por mais algum indício que possa tornar esclarecedora a situação, mesmo que seja um item mínimo.
 

publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | favorito

Domingo, 20 de Dezembro de 2009

Maria João Brito de Sousa # Um Fantasma no Pinheiro de Natal

 

Era o corpo-presente de uma ausência!
Perfeitamente nítido na sala,
E vestido a rigor... traje de gala
Num lençol de alva e pura transparência.

Mas lá que era fantasma... ah, isso era!
Do alto do pinheiro de Natal,
Olhou-me e acenou. Não me fez mal.
Disse-me: - Noutro Natal! Eu fico à espera...

Sorri-lhe também eu, disse-lhe adeus,
Sumiu-se por caminhos muito seus
E eu ali fiquei, muito orgulhosa...


Fora um presente que era só p`ra mim
Pois mais ninguém na casa o viu assim
Naquela noite gélida, invernosa.
.

. 
in “http://poetaporkedeusker.blogs.sapo.pt/”
.
.
Disse Maria João Brito de Sousa: Não há nada que caiba numa só vida, exceptuando essa mesma vida !
.

.


publicado por eva às 13:39

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds