Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Encontrar a felicidade

. Família – significado e s...

. Que bom é...

. (Re)união

. Andarilhando

. Todos irradiamos

. Hábitos

. Pessoas ou animais

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2011

Encontrar a felicidade

m festas, no meio das gentes ou sozinho

Em nevoeiro ou ao Sol brilhante

Em tristeza macambúzia ou alegria estonteante

Em drama vivido em desespero ou em esperança viva

Somos pessoas simplesmente em direcção de progresso

Em níveis desnivelados de evolução

Em busca da felicidade por instinto

Passivos perante a felicidade por intuição

Serenos no deambular por novos mundos

Quando encontramos a felicidade em nós mesmos.


publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 12 de Maio de 2010

Família – significado e significante

stou a milhas de distância.

Pensando bem, estou aqui! Não é fuga, porque tal não pode ser.

Além do mais, se fosse embora teria saudades daqui, dos projectos…

Da família? Essa questão nem se põe! A família, como o nome indica, está sempre junta, ou não seria família! Seria um grupo de pessoas em convívio, ou nem isso, suportando-se apenas…

Família é sagrada enquanto se constitui como grupo familiar. Senão…

Pois claro que estou a falar da família íntima, a da casa.

As famílias são mais ou menos numerosas e mais ou menos afins em sentimentos, interesses e distâncias.

Na maior parte das vezes são os amigos e colegas ou vizinhos que preponderam na situação de extensão da família.

É verdade, sim! O sentimento de família foi exagerado a tal ponto no passado que, hoje, parece compensar esse exagero numa desarticulação quase completa dos valores.

No entanto, estas novas gerações e toda a liberdade que vão tendo e usando estão também a reviver a união familiar a que os nossos avós nos deram exemplo.

Pois há, há excepções – como sempre!

E se não fossem as diferenças e as dicotomias, se calhar não encontrávamos o norte em cada um de nós.

Ou seja, o que queremos ser quando formos grandes?

 


publicado por eva às 00:33

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 26 de Abril de 2010

Que bom é...

ue bom é ter companhia! Às vezes a solidão é atroz…

Assim a noite não é tão escura, nem o dia é tão longo.

Passo muito tempo sentado, vendo pelas janelas os outros de um lado para o outro… a vida a pulsar lá fora.

Que bom que estás aqui, que vens adormecer para o meu colo e me aqueces.

Que bom sentir o teu pêlo sedoso nas minhas mãos.

Que bom sentir que sou útil, que gostas que te faça festinhas, que te dê aquela comida que tanto gostas de lamber nos bigodes, mas que a mim cheira tão esquisito.

Que bom é sentir uma companhia que partilhe a minha casa, os meus momentos.

Que bom é falar contigo e apesar de não me responderes com palavras, acho que consigo perceber as tuas respostas de gato conhecedor dos assuntos que te falo.

Que bom é sentir este relacionar de vidas, este pulsar de vivências.

Que bom é ter uma companhia, preocuparmo-nos por outrem que não o próprio. Que bom é este doar de nós mesmos.

Que importa se não és pessoa. Essas não têm tempo para um velho como eu que já não tem capacidade para trabalhar, ou ser útil aos outros.

Que bom é olhar para os teus olhos meigos que nada pedem e que bom é deixares-te estar ao pé de mim.

Que bom é sentir a tua calma tão semelhante à minha quietude, por não me poder mexer como dantes.

Que bom é sentir que não empato o teu dia mas, pelo contrário, te ajudo a desfrutar as horas. Se calhar tanto como tu a mim.

Que bom partilhar sentimentos e emoções outra vez.

Sinto-me vivo, mas doutro modo, e vivo novamente para a vida!

 


publicado por eva às 00:37

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010

(Re)união

s indivíduos, as pessoas e os animais, reúnem-se em circunstâncias especiais e em princípio por razões de resolução ou melhoria de situações.

Os animais reúnem-se essencialmente por razões de sobrevivência.
As pessoas reúnem-se por qualquer coisa ou por assuntos graves que, em princípio, não deveriam ser tratados apenas por um indivíduo.
Estas reuniões tanto podem ser para banir alguém do convívio como para entreajuda a um ou a muitos.
Seja como for a reunião tem essa característica de união por uma causa, o que equivale a dizer por solidariedade a um ideal. Seja este ideal por violência ou pela paz e benevolência.
A união fortifica quem se une e o distinguir dos objectivos que marcam essa união é uma questão de sobrevivência, do indivíduo e dos seus ideais.
- Então, diz-me de que associações és sócio e dir-te-ei quem és?
- Também…
- Olha vou ser sócio do Alegra-te para viver!
- Isso existe?
- Ora! Ainda não, mas é um projecto.
 

publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010

Andarilhando

- i!

- Olá! Vou de viagem…
- ‘Tou a ver…posso ir tam’ém?
- Poder, podes. Não sei de te interessa, vou andarilhar por aí, na rota dos mosteiros.
- Ah! Se fosse na dos vinhos… ou na dos queijos… ou outra assim…‘deus!
- Adeus, até ao meu regresso!
… … …
- E para que queres tu encontrar mosteiros?
- Por causa da atmosfera deles. Geralmente estão no cimo de colinas ou serras e o ar ali é mais leve, é melhor. Mas não só! pretendo saber o que os levava a querer uma vida assim, retirada e mais natural. Qual a ligação entre essas situações, lugares e gentes… Enfim…
- Natural? Alguns eram cheios de vícios…
- Havia de tudo, como em todo o lado.
- Então a diferença não está no sítio, mas continua a estar nas pessoas…
- Sem dúvida, mas o lugar e o grupo influenciam.
- Sim, sim. Mas a essência e a responsabilidade é de cada um.
- Será mesmo assim tão limpa, tão cabal, essa responsabilidade?
 

publicado por eva às 00:38

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 6 de Outubro de 2009

Todos irradiamos

Encontramos pessoas que parecem ter um toque divino para nós.
Pessoas que, ao se aproximarem, parecem fazer as dificuldades esmorecerem e a vida ser uma plenitude de bens para se viverem e ampliarem o nosso ser a cada vivência.
Pessoas que, ao pousarem as suas mãos em nós, fazem amansar as dores e as mazelas que sentimos tão vivamente horas e horas, mais as sentindo quanto mais as pensamos.
Pessoas que provocam em nós o raiar de novo brilho nos nossos olhos e no olhar no mundo que nos rodeia.
São pessoas especiais ou que, junto a nós, se tornam mais especiais no que elas já são e nos impulsionam para o que nós podemos ser, o que, na maior parte do tempo, nem percebemos.
Porque todos irradiamos a nossa personalidade, menos ou mais radiosa, menos ou mais iluminada…
Mas… certo é que a cada minuto podemos, de modo mais racional ou/e mais amorosamente, irradiar mais e mais amplamente em nós e em redor de nós.
Felizes os que encontraram a fórmula para abrilhantar a sua personalidade pois a cada instante surge uma nova oportunidade ao alcance de qualquer um.
- Convinha, então, ao indivíduo querer ser feliz, brilhantemente feliz, divinamente feliz!

.
.
.

Imagem retirada da net
.
.
Disse Bertrand Russell: Estou convencido de que, se todos forem educados inteligentemente, serão mais expansivos e não terão dificuldade em considerar a felicidade alheia como condição essencial para a felicidade própria !
.

.


publicado por eva às 11:37

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 7 de Maio de 2009

Hábitos

Os animais estão pela casa, porque eram bem-vindos e não havia razão para ali não estarem. Nem sequer havia mais ninguém.
Eles cuidavam dele e ele deles. Raças diferentes ali conviviam em harmonia.
Diria que viviam até com alguma promiscuidade, porque ocupavam todos os sítios sem qualquer restrição.
Até dentro da cama podiam acomodar-se. Enfim, hábitos que remontam ao berço da humanidade e que têm continuado um pouco por cada povo, cada indivíduo – este misturar íntimo de pessoas e animais.
Uma porta dava para a escada amarela e daí podia subir-se mais e mais até chegar ao terraço, virado para o céu – parecia-lhe o topo do mundo.
Flores, pássaros e outros que tais andavam por ali, à volta dele.
- Não era ele?
- Era, mas agora é também outra pessoa.
- Ahh!
- Lá em cima corria um ar fresco, finalmente.
- E ele?
- Ele continuava sozinho naquela casa cheia de animais.
- E plantas!
- Sim, sim!
- Se fosse uma quinta, todos tinham espaço livre.
- Pois, mas não é. E isso restringe as coisas.
- E o outro ele?
- Esse está livre destes pormenores.
- Pormenores?
- Sim, onde esse está, espaço não falta!
.
.

.

Perez - O veterinário
Imagem retirada da net
.
.
Disse  Pe. António Vieira:  Seja o futuro emenda do passado, e o que há-de ser, satisfação do que foi !
.
.

publicado por eva às 23:59

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 21 de Julho de 2008

Pessoas ou animais

Vivemos em sociedades rudes sob aparências finórias.
E a rudeza resume-se, em última e primeira instância, aos instintos sexuais mal-educados e, claro, completamente selvagens.
Selvagens, não, se considerarmos os animais selvagens que cuidam das suas crias e das famílias de fêmeas e machos, como muitos seres humanos não cuidam.
Nos dias de hoje temos informação alargada de casos que não se limitam à nossa vizinhança local ou regional do “diz que disse quem sabe”.
A informação é a nível global e podemos saber o que quisermos ouvir ou ler.
Sabemos que ainda hoje existem tribos que arrasam e supliciam, de todos os modos – inimagináveis – outras tribos vizinhas.
E sabemos que também há indivíduos – por vezes parentes próximos, muito próximos – que, de ar pacato e boa postura social, vão cometendo os crimes mais odiosos e horrendos a crianças ou idosos indefesos.
Os actos são tão incríveis que nem se conseguem crer no imediato momento que se percebem.
Quais são então os selvagens? Pessoas ou animais?
Que sociedade humana é esta, em 2008?
Será humana de humanidade-humanização ou simplesmente de forma humana?
Será necessário passar o 4º ou o 5º milénio para se notarem menos diferenças?
Continuarão os países da Europa a inaugurar novas capitais de sexo, como ultimamente?
O ser humano continuará a ser apenas o instinto sexual “inteligente”?
Não fossem os exemplos de tantos indivíduos maravilhosos a tirar-nos desses horrores e não saberíamos dar a resposta.
 
.
Eva
.
.
.
.

Shirin Ebadi – Prémio Nobel da Paz em 2003
 
Fotografia da agência AFP
.
.

Diz  a Declaração Universal dos Direitos do Homem:  Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos !
.
.

publicado por eva às 18:43

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds