Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Como um presente divino

. Pensar, falar, fazer

. O hoje e o amanhã

. Energia universal

. O principal

. Da bisbilhotice à ajuda

. Como gotas num oceano

. Lembranças e recordações

. A verdade

. Livre-arbítrio

. Qualidade de transmissão

. Carlos Torres Pastorino #...

. Ser ou não ser

. Racionalidade e ilusão

. Liberdade de pensamento

. Da queda de água limpa, l...

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Sexta-feira, 25 de Maio de 2012

Como um presente divino

- á fui embora!

- Hã?

- …

- Onde estás?

- …

- Ah! Aí estás tu! Então, vieste para aqui porquê? Para fugires, apenas para te esconderes?

- Para pensar!

- Ohh! Isso pode ser feito em qualquer lugar.

- Não pode não, porque é muito, muito importante. Uma autêntica revolução!

- E podes conversar comigo sobre esse pensamento?

- Posso, se quiseres ouvir…

- Ora, diz então que sou toda ouvidos.

- Descobri que somos eternos, seres infinitos na infinidade do universo.

- E então?

- Então a morte não acaba com coisa alguma, tudo continua.

- E então?

- Então não sei o que posso fazer por mim, por tudo e todos os que acarinho?

- Sempre o melhor que conseguires, sobretudo para não olhares para trás e te arrependeres do que poderias ter feito melhor.

- Isso não chega, sinto um aperto muito grande. Sempre pensei que um dia os problemas se resolveriam, acabariam e poderíamos todos chegar ao céu…

- A validade disso continua, apenas na medida indefinível, infinita e...

- Pois!

- Vamos passear, distrair. Afinal, a paisagem é para desfrutar enquanto aqui estivermos. Amanhã não sabemos onde poderemos estar. Aproveita o presente como um presente divino e desfruta-o. Ama cada momento da preciosa dádiva de vida que tens para tua evolução.

- Humm… 


publicado por eva às 00:32

link do post | comentar | favorito

Domingo, 13 de Fevereiro de 2011

Pensar, falar, fazer

ra está aí um círculo de acção completo.

Primeiro o pensamento, que é a elaboração ou construção ou fortalecimento de uma ideia que simplesmente aflorou na mente.

A seguir podemos fazer jus a esse pensamento e falar dando-lhe seguimento ou falar disciplinando esse pensamento, ou calar.

Depois agimos em conformidade ou disciplinamos o dito pensamento para uma acção racional.

E depois…

- Depois, valha-nos Deus se não estava correcto o que fizemos.

- Bem, as Leis são uma coisa, a vida que escolhemos para viver com descontracção e alegria pode ser segundo as Leis maiores ou outras bem diferentes.

- A cada um a decisão de si

 


publicado por eva às 00:33

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 27 de Dezembro de 2010

O hoje e o amanhã

oje pensamos

Amanhã fazemos em conformidade

Hoje dizemos

Amanhã ouvimos o nosso dizer

Hoje agimos

Amanhã sentimos os efeitos da nossa acção

Hoje nem o pensamos

E o amanhã já está aí preparado por nós

Especialmente de nós para nós mesmos

Alargado entre todos os semelhantes a nós

Nós somos o mundo?

Somos o que apenas somos no mundo

O hoje é já o amanhã em alvorada!

 


publicado por eva às 00:35

link do post | comentar | favorito

Domingo, 21 de Março de 2010

Energia universal

evemos observar as zonas já delimitadas e identificadas do cérebro humano pelos cientistas.

Por elas podemos observar, também, a importância e a localização das nossas dores de cabeça.
Por elas podemos conjugar, e enaltecer, o equilíbrio da nossa mente – a emocional e a intelectual.
- Será que ainda há quem julgue que o principal é o desenvolvimento intelectual?
- Sem dúvida que em sociedades como estas, em que vivemos e desenvolvemos a nossa personalidade, o intelecto é sobrevalorizado em detrimento de qualquer emoção, ou sentimento, que contrarie os objectivos que tenham sido traçados pelo indivíduo, ou grupo, a que se ligue.
- Ou seja, sobrevivemos em sociedade…
- Bem, o pensamento é livre. Por mais influências que tenha, ou sofra, o indivíduo é um ser independente na sua essência.
- Basta querer?
- Infelizmente as coisas não serão tão fáceis de assim definir. Em última instância, basta querer, mas há toda uma conjuntura a ultrapassar e a revelar. Para conseguir identificar, claramente, as realidades e a complexidade de situações que vivemos, ou temos connosco, é necessário conduzir a nossa melhor personalidade com perícia nos caminhos que se vão encontrando e encruzilhando com o passado.
- Porquê isso?
- Em termos emocionais, há que ter em conta – em boa conta! – as capacidades da nossa consciência ou da nossa lucidez. E, geralmente, para resolver as situações torna-se necessário o recurso de uma força energética que ultrapassa tudo, que sustém todas as relações naturais e cósmicas. Uma energia que é divina em si mesma e que ultrapassa os seres, porque é universal.
- Uma energia que os mais simples têm, que é independente de intelectos desenvolvidos?
- Que as crianças humanas demonstram com facilidade e que se presencia na natureza. Aquela que supera qualquer raciocínio mais conveniente ao próprio, mas que amplia a capacidade intelectual focada para a entreajuda. Aquela que advém das virtudes enaltecidas ao rubro e que as reúnem, como feixes de luz grandiosas, na luz suprema que é a luz do Amor.
 

publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 8 de Março de 2010

O principal

uzes e luz. Luz natural e luz artificial.

Luz invisível e luz perceptível.
Luz dos olhos e olhos de luz.
- São trocadilhos?
- Talvez apenas trocadilhos…
- Estás a dormir!
- Nada disso, estou a ver tudo o que disse.
- Agora! Estás a dormir e a falar ao mesmo tempo. E eu é que não tenho tempo para isto. Adeus, vou trabalhar e tu farias melhor se acordasses e fizesses o mesmo, que está a fazer-se tarde.
- Bom dia… Obrigada e até à próxima. Bom dia… Obrigada e até à próxima. Bom dia… Obrigada e até à próxima.
- Chamas a isso trabalho? Parece mais uma repetição!
- Paciência, nem sempre os trabalhos são criativos nem tão interessantes quanto gostaríamos. Este, pelo menos, é ao público e isso distrai-me.
- A mim o público enerva-me, sempre com manias e exigências. Prefiro o emprego lá da fábrica, porque aí tudo segue e nem preciso abrir a boca. Só mexer os braços…
- Repetidamente?! Mas tanto faz! Nos tempos que correm ter onde trabalhar e trazer o ordenado sem atraso é um milagre!
- Esqueces o principal, que o pensamento pode sempre ser enriquecedor, seja qual for a actividade.
- E quanto mais repetida a tarefa, mais ele voa… Não esqueci nada!
 

publicado por eva às 18:10

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 31 de Dezembro de 2009

Da bisbilhotice à ajuda

- A partir de hoje não vou querer saber da vida dos outros! Isso é só bisbilhotice e eu quero algo de positivo na vida.
- Saber dos outros não implica bisbilhotice, pode traduzir-se em solidariedade e fraternidade.
- Pois pode, evidentemente que poderia ser assim, mas a maior parte das vezes não é. Os outros desabafam e a partir daí fica apenas a bisbilhotice dos acontecimentos da vida de outrem.
- Insisto que só ficamos pela bisbilhotice se não formos solidários. Porque podemos ir procurar modos de ajuda mais precisa e razoável para aquele que se queixou, ou simplesmente desabafou.
- Queres dizer tomar iniciativas de assistência, mas isso é uma complicação de papéis e trabalheira dias a fio…
- Pois é, assim como é sempre mais fácil resolver essa trabalheira a dois ou mais, do que solitariamente. Tudo o que mexa com administração e papelada afim é uma tortura e um desespero a juntar ao problema que já existe com toda a sua importância.
- Bem, efectivamente há pessoas para quem preencher impressos já é desgastante…
- Pois, e quem tem essa facilidade já pode ajudar indicando e esclarecendo, tornando fácil o que se apresenta incompreensível, fruto da dificuldade acrescida da aflição do problema que tem em mãos.
- Então, podemos sempre ajudar de modo útil, mesmo que seja de modo indirecto ou singelo.
- Até podemos ajudar simplesmente pensando positivo, pensando que tudo se resolverá e projectando essa visão do problema resolvido mentalmente, dirigindo-o às alturas como uma prece.

.
.

.

Imagem retirada da net
.
.
Disse Rosana Braga: O que as pessoas pensam a meu respeito é problema delas e não meu !
.

.


publicado por eva às 00:34

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 26 de Junho de 2009

Como gotas num oceano

Vista, audição, tacto, olfacto e paladar – são cinco os sentidos que temos e que nos são ensinados na escola.
Mas nem todos se interessam em compreender que, além destes sentidos, temos muitos outros e, quantas vezes, multiplicados destes…
Chamam-lhe sentidos porque são órgãos específicos para determinados sentires, ou sensibilidades.
Dos outros órgãos nem todos sentem algo. Mas todos entendemos que deveríamos estar aptos a sentir com todo o corpo e com todos os poros da nossa pele.
Toda a extensão do nosso ser sente e, até, pressente.
O nosso cabelo pressente… A nossa pele pressente…
A nossa mente faz quase tudo e transmite uma universalidade de impressões a todas as partes do corpo.
- Dizem que transmite também para o ar e para outras pessoas, cogitadas ou ocasionalmente.
- Pois, assim é, e, se pensares um pouco, poderás lembrar que mesmo sem intenção, tal já poderá ter acontecido contigo.
- O que quer dizer isso tudo?
- Quer dizer que somos indivíduos e conjunto uns dos outros. Que tudo o que pensamos, falamos, fazemos e percebemos pode ser recebido, enviado ou criado num conjunto de atmosferas, ou níveis, ou mundos, ou sei lá quantos mais nomes lhes dão…
- Temos assim tanta importância?
- Somos como as gotas de água num oceano. São quase nada mas, sem elas, o oceano não se formava.
.
.
.

Imagem retirada da net

.
.

Disse  Victor Hugo:  É belo modelar uma estátua e dar-lhe vida. Mas é sublime modelar uma inteligência e dar-lhe a liberdade !
.
.

publicado por eva às 23:42

link do post | comentar | favorito

Sábado, 20 de Junho de 2009

Lembranças e recordações

Lembranças e recordações…
- Não são a mesma coisa?
- Talvez não, lembranças e recordações podem ser objectos ou memórias do passado.
- Ah! Pois podem!
- Lágrimas e sorrisos podem ser atraídos por elas, sejam os objectos por onde passámos, sejam as memórias. Fazem parte da vida. Porém, podemos passar anos e anos em lágrimas, mas geralmente não conseguimos perfazer tanto tempo com sorrisos. E no entanto, atendendo aos movimentos e músculos necessários para o efeito, deveríamos ter mais facilidade em sorrir.
- Olha, eu já nem me lembro de dar uma gargalhada, daquelas que saem alto e inesperadamente, como uma exclamação. Imagina agora o sorriso, que é algo mais educado e sereno…
- Tu e a maioria das pessoas perderam o jeito de sorrir. Até o gracejo se tornou, com toda a facilidade, um sarcasmo. Não achamos piada a nada! Mas em compensação, criticamos tudo de modo cada vez mais inquietante e mordaz.
- E depois? Deve ser das nossas corridas contra o tempo, que não temos para nós mesmos.
- Acho que sim, mas este tipo de atitude cria fortes círculos de energias pesadas, que vão envolvendo tudo – das casas aos espaços livres, dos jardins à atmosfera. Todo o planeta está influenciado, presentemente, por uma pesada névoa – a que chamam de Noosfera ou a esfera do pensamento humano – produzida por pensamentos acirrados e, por isso, inúteis e aniquiladores da boa disposição para as pequenas coisas que poderiam transformar o dia.

.

.
Charles Bartlett - O portal
Imagem retirada da net
.
.
Disse  Teilhard de Chardin:  Quando, pela primeira vez, num ser vivo, o instinto se avistou no espelho de si próprio, o Mundo inteiro deu um passo !
.
.

publicado por eva às 00:25

link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

Segunda-feira, 9 de Fevereiro de 2009

A verdade

Verdade das coisas. O que é a verdade?
- A minha verdade sobre este ou aquele assunto – hoje é uma, ontem, se calhar, era outra; quando era criança talvez nem desconfiasse do assunto e no futuro poderei, ou não, mudar de ideia quanto ao dito assunto.
- E então a verdade é o quê?
- É o estar aqui e não noutro lugar – isto é – acho que não estou em dois lugares ao mesmo tempo.
- Nem em pensamento? Porque quando se pensa estabelecem-se relações e co-relações…
- Nesse caso, agora pergunto eu, onde está a verdade?
- A verdade sou eu em todas as idades e situações. Se duvidarmos sempre, onde encontraremos a verdade?
- Humm… Pilatos também perguntou a Jesus o que era a verdade.

.
.
.

Nicolas Poussin - O Tempo subtrai a Verdade à Inveja e à Discórdia
Imagem retirada da net

.
.

Disse  Raymond Aron:  Porque se representa a Verdade nua? Para que cada um a vista como lhe pareça !

.
.


publicado por eva às 00:14

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Sexta-feira, 6 de Junho de 2008

Livre-arbítrio

Fotografias da memória. Porque a memória capta tudo. Absolutamente tudo.
Depois mostra-nos imagens por afinidade com o que queremos pensar ou reflectir.
Ou então, mostra-nos imagens porque quer sugerir-nos qualquer coisa e essa “qualquer coisa” nem sempre é agradável – às vezes, pelo contrário.
Cabe-nos aceitar essas imagens ou ideias. Ou rejeitá-las. Ou ignorá-las.
Seja qual for a nossa opção, é esse comportamento – repetido q.b. – que vai transformar o nosso modo de ver as coisas.
Por exemplo, se aceitarmos as possibilidades depressivas, ganhamos em pessimismo de tristeza.
Se aceitarmos as ideias esperançosas e tolerantes, sentimo-nos optimistas e risonhos mesmo nas adversidades.
É o princípio da liberdade de escolha ou o chamado livre-arbítrio.
Esse livre-arbítrio só se consolida com a persistência da nossa vontade em repetir o mesmo tipo de pensamentos, palavras e atitudes.
E chega agora a tal frase “somos o que pensamos”.
Isso é assustador e maravilhoso ao mesmo tempo, pela responsabilidade que dá ao indivíduo sobre a sua felicidade.
.
.
.
Salvador Dali
.
.
Disse  Edgar Cayce:  Nós somos aquilo que pensamos !
.
.

publicado por eva às 22:00

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds