Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Evolução contínua

. Os nossos filhos

. Idosos

. Amor de mãe

. Amor e desapego

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Sábado, 22 de Outubro de 2011

Evolução contínua

oje

Tu e eu

Mais os filhos

Mais os pais

Mais os amigos e os outros

Hoje

Todos formamos nossos agrupamentos

Os pais que primeiro o fizeram

Os filhos que já vão formando as suas famílias

Tudo continua

As gentes mudam

Os percursos são semelhantes

O planeta continua o seu percurso

Os lagos, os mares, terras e céus, e as nuvens

Continuam

A paisagem muda a cada estação

E continua

Tudo segue

Nós todos também

As formas diferem

O espírito é o mesmo

Em evolução contínua.


publicado por eva às 00:35

link do post | comentar | favorito

Domingo, 26 de Julho de 2009

Os nossos filhos

A melhor coisa que podemos fazer pelos nossos filhos é trabalhar conscientemente para lhes servirmos de modelo. Ensiná-los através do nosso exemplo, pois assim lembrar-se-ão e até tentarão imitar-nos.
Diante da minha secretária, está pendurado um poema num pergaminho branco emoldurado. Por baixo das palavras «Autor Desconhecido» colei, logo depois de ele nascer, uma pequena fotografia de Matt. É possível que o leitor queira dobrar a ponta desta página para a ler no futuro:
 

Ao Pai De Qualquer Menino


Há olhos pequeninos que estão postos em si e o observam dia e noite,
Há pequenas orelhitas que captam rapidamente tudo o que diz,
Há pequenas mãozinhas ansiosas por fazer tudo o que você faz,
E um rapazinho que sonha com o dia em que será como você.

É você o herói do pequenito, é o mais sábio dos sábios,
No seu pequeno cérebro nunca surgem suspeitas sobre si.
Ele acredita com devoção em si, tudo o que disser e fizer,
à sua maneira ele dirá e fará, quando for crescido, como você.
Há um pequenito de olhos grandes que pensa que você está sempre certo,
Tem os ouvidos sempre alerta e observa-o dia e noite,
Todos os dias, você constitui um exemplo em tudo o que faz
Para o rapazinho que está à espera de crescer
E ser como você. 

.

.
in "A Melhor Maneira de Viver"
de Og Mandino
.
. 
Disse  Og Mandino:  Para além de orientar os filhos através dos exemplos, não há muito que possamos fazer por eles a não ser estar por perto para os levantar do chão sempre que caírem ! 
.

.


publicado por eva às 13:12

link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito

Segunda-feira, 14 de Julho de 2008

Idosos

Ela estava a mudar a pele.
Ninguém sabe onde viveu até agora, nem como.
Mas o estado de sujeira era tal que só óleos medicinais ajudavam a mudar a pele.
Diz que tem frio e encolhe-se. Depois acalma quando ouve as palavras carinhosas das enfermeiras e empregadas.
Olha para tudo cheia de espanto – para a cama, as roupas, a comida…
Não se percebe a idade que tem, mas parece 50-60 anos e talvez seja alourada – o seu estado não permite perceber estes «pormenores».
Hoje em dia, os mais idosos são uma situação social preocupante.
Os filhos e família não podem cuidar deles – pelos horários a cumprir, pelas responsabilidades que tomaram ao formar a sua família, etc., etc.
Outros não querem – pura e simplesmente.
E os idosos não têm como sobreviver na sociedade que nem os vê.
E aos que ainda percebem o que lhes está a acontecer, que se lhes pode dizer?
Para quê trabalharam tanto?
Para quê criaram os filhos?
Para quê ajudaram os netos?
Não foi à espera de retorno com certeza, mas se calhar também não foi para os ignorarem.
Acho que deve ter sido para cumprir as suas responsabilidades e por amor – muito amor.
E amor assim… onde há mais?
.
.
.
Museu do Louvre - Autor desconhecido
.
.
Disse  Friedrich Schiller:  Não é a carne e o sangue que faz de nós pais e filhos, mas o coração !
.
.

publicado por eva às 08:53

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Segunda-feira, 5 de Maio de 2008

Amor de mãe

Ontem foi o dia comemorativo das mães.
A maternidade é algo sublime que a maioria das mulheres pode sentir.
É inexplicável a sensação de um filho a mexer-se dentro da nossa barriga.
É uma ligação tão íntima quanto persistente pelos anos fora.
Eles depois vão crescendo e umas vezes nos desiludem, outras vezes nos consolam.
E nós a eles, de igual modo.
São diferenças de gerações porque a ligação emocional fica.
Hoje li mais uma notícia do pai que sequestrou a filha durante vinte e tal anos e ainda teve sete filhos dela.
Também esta ligação é inexplicável - mas agora no sentido negativo.
O amor maternal ou paternal deveria ser algo mais do que a triste razão de aparecer nos jornais.
Porque também há as mães inexplicáveis.
Resta-nos o apreço por aquelas que dariam a vida para defender os filhos.
E por aqueles que o mesmo fariam até por quem não conhecem, se esses necessitarem de ajuda.
Felizes todos os que conseguem amar com AMOR.
.
.

 
Amor de mãe (imagem retirada da net)
.

.

Disse Khalil Gibran : Sois os arcos, e os vossos filhos as setas vivas projectadas. O Arqueiro vê o alvo no caminho do infinito, e retesa-vos com o seu poder para que as setas possam voar depressa para longe. Que a vossa tensão na mão do Arqueiro seja de alegria. Porque assim como Ele gosta da seta que voa, também gosta do arco que fica !
.

.


publicado por eva às 22:49

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Quarta-feira, 5 de Setembro de 2007

Amor e desapego

Pais e filhos, por vezes, nutrem sentimentos de grande amor e carinho que levam a excessos.
Nestes casos, os excessos costumam ser por quase devoção e certo aprisionamento das liberdades individuais.
Evidentemente que isto é comparável a excessos por amor como por ódio.
Por vezes esses sentimentos de amor – dos mais belos que existem – são laços tão fortes que nem pais nem filhos sentem grande liberdade em afastamentos para escolas ou trabalhos em cidades mais distantes.
Há uma certa necessidade de aprovação do outro pelos actos do primeiro, e toda a vida gira em torno deste eixo de querer agradar, e o estar perto é uma necessidade.
O desapego, também sem excesso, é uma atitude correcta e que deveria ser fomentada sobretudo se há boa saúde, pois nada deveria alterar a normalidade dessas vidas.
O desapego ajustado no relacionamento carinhoso permite a liberdade de movimentos, de vivências sem culpas e um modo mais correcto de viver.
O amor, se considerado excessivo no relacionamento familiar, poderia ser ampliado ao resto do mundo e transformar-se em qualidade e dádiva para os mais carenciados.
Mesmo que nunca se tenha pensado nisso, há muita gente que não faz ideia sequer do que é um amor fraterno, daquele que não quer nada em troca e para o qual a simples visão de um sorriso de bem-estar já é recompensa que basta e sobeja.
O amor já foi cantado, pintado, esculpido, mas o ideal era ser sentido e vivido por cada um, em todas as famílias – próprias ou adoptivas – pois ajuda a viver cada dia com uma nova luz de esperança.
.
.. .
.
.

.

The Letter
.
© 
http://www.wildskiesgallery.co.uk/
.

♪: Mona Lisa - Nat king Cole

publicado por eva às 20:48

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds