Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Ver e não ver

. Dito assim soa esquisito

. Tudo a seu tempo

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Quarta-feira, 17 de Abril de 2013

Ver e não ver

- Ó que ‘tou aqui!

- Ahh, viva o relaxe!

- Ora, estava aqui mesmo a olhar p’ra mim!

- Certo, certo! Mas tens autorização para estar aqui?

- Nada, não! Mas também não está aqui ninguém p’ra pedir informação sequer. E quem quer – cuida!

- Bem, se não é teu…

- Mas também não sei de quem é, ora!

- Humm…

- Olha, também vou sentar um pouco, que estou cansada de tanto andar…

- Hei, saia daí! Não vê que é propriedade privada?! Faz favor de ir andando.

- Ok, ok. Não precisa abusar.

- Eu, abusar? Essa é boa! Vá andando, vá sem demora!

- Já fui, ora! Mas… onde ’tás?

- Estou aqui, bem a teu lado.

- Mas ele não se referiu a ti?

- Acho que não me viu… simplesmente isso…

- Mas como não te viu se és bem maior que eu?

- Terás que lhe perguntar.

- Eu? Não quero saber daquele ali, nem nada!

- Não queres saber da realidade de ti?

- Nada, não… achas?! Bom, amanhã, quando tiver mais disposição para isso. E p’ra onde vais tu?

- A teu lado, p’ra onde fores.

 


publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2013

Dito assim soa esquisito

- ois digo-te que era um despenhadeiro muito, muito alto e bravio de passar.

- E como o passaste tu?

- Dificilmente e mal, porque caí desamparado algumas vezes, mas entre as quedas e o caminhando ou deslizando lá cheguei ao fundo. Parecia uma enseada de areia, mas não tinha água nenhuma.

- Mas donde vieste tu para chegar ali?

- Olha que nem sei bem. Sei que entrámos numa gruta, entre montanhas e rochas e fomos andando e atravessando o que pareciam ser secções…

- Secções?

- Pois, dito assim soa esquisito mas era isso que parecia.

- E eram muitos os que estavam ali?

- Oh, sim! Tudo estava completamente cheio e a abarrotar de entes que se atropelavam para passar ou chegar à margem.

- Mas afinal atravessaste um rio? Se dizes margem…

- Nada, não, pois já não te disse que não havia água em lado algum!

- Não entendo nada!

- Pois digo-te que no fim os tais da enseada-clareira entraram para balões que ali pousaram e seguiram neles para o alto do despenhadeiro e dali para longe voando nos céus.

- Então e os outros todos?

- Quais?

- Os das grutas, que sei lá eu?

- Não sei bem, porque muitos deles apareceram no cimo do despenhadeiro, à saída das grutas, e ficaram a observar o que acontecia lá em baixo com os outros e os balões.

- Então e tu?

- Eu voei para casa e estou aqui a contar-te tudo, ora!



publicado por eva às 00:13

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 6 de Setembro de 2011

Tudo a seu tempo

- i, ‘tou aqui!

Ninguém responde…

Será porque não ouvem? Será porque não me ligam?

E porque não me ligam?

- Oi, ‘tou aqui!

Será que deveria explicar que preciso deles? Da sua companhia?

Precisar, precisar, não preciso.

Mas seria muito agradável que me respondessem. Que entendessem que estou aqui ao seu lado. Que nunca os deixaria. Que nunca os abandonaria em circunstância alguma. Que a minha vida sem eles, a minha família, amigos… não tem sentido. Que vivo lutando e sobrevivendo especialmente por eles. Que, por mim, não necessitaria de tanto. Que trabalho e faço o melhor para eles se sentirem felizes.

Como explicar-lhes isto se não me ouvem? E mesmo quando parecem ouvir-me as minhas palavras são água a passar sem se deter.

- Oi, ‘tou aqui!

Mais um que passa sem se deter. Será que ficaram todos surdos? Ora bem, vou pôr-me mesmo à frente a ver se agora me atropelam…

- Oi, ‘tou aqui!

Não compreendo, juro que não compreendo. Que será que aconteceu a todos?

Parece que estou num mundo irreal. Mais um…

- Oi, ‘tou aqui!

- E eu estou a teu lado, mas tu ainda não reparaste em mim.

- Quem és e como estás aqui?

- Como podes observar, vemos e percebemos umas coisas, outras não. Tudo a seu tempo, na oportunidade apropriada.


publicado por eva às 00:35

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds