Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. A cada dia um merecimento

. O Conhecimento das coisas

. Sonhos e merecimento

. Pessoas

. Sonhar

. Está tudo certo?

. Merecer voltar

. O merecimento da preguiça

. Devoção

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Sábado, 3 de Dezembro de 2011

A cada dia um merecimento

 cada dia um merecimento

A cada hora um esmorecimento

Uma tristeza funda

Que toca e não vai embora

Um desligar da vida palpitante

O alhear do importante

Sem dar atenção a nada

Uma tristeza em crescendo

Um dia o instinto reage

E alheia-se também daquela

Então acontece o que não se espera

Sobra o todo que estava submerso

Emerge uma alegria serena

De quem nem se atreve a sorrir

Quanto mais a rir

Emerge a sabedoria de ser

A serenidade em viver vivendo.


publicado por eva às 00:34

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 1 de Fevereiro de 2011

O Conhecimento das coisas

ste sal é purificado. Aquela água e essa areia já sofreram processos de purificação…

Apenas com ingredientes puros se podem fazer estas experiências, senão não conseguimos resultados úteis, seja como resultados e conclusões credíveis das nossas investigações, seja por não termos capacidade para a purificação requerida.

- Então os resultados são outros e diferentes na razão da purificação dos ingredientes?

- Podem ser até opostos. O nosso entendimento também muda e sofre alterações conforme os resultados.

- E estes por sua vez…

- Por sua vez esses divergem conforme as impurezas, que influem sempre nas etapas que se vão estabelecendo.

- Isso pode transpor-se para a vivência das pessoas?

- Hã?...

- Se considerarmos a eternidade ou o infinito existencial para todos os seres…

- Sim?

- Então, em conformidade com a idade evolutiva assim será a depuração de erros em diferentes vidas e mortes que se vão passando…

- Humm… Se aceitarmos a teoria de várias vidas para um espírito e a eternidade, ou seja a teoria da reencarnação evolucionista, é isso?

- Pois… Como ia dizendo, então, o mesmo acontecimento pode ter conclusões e resultados diferentes conforme o grau de purificação que o espírito atingiu?

- Será! Parece evidente, de qualquer ângulo que se tome a investigação, não é?

- Ou seja… chocamo-nos com reacções que nada mais têm que ver senão com a falta de aprendizagem do espírito. A maldade não existirá, mas apenas a forma deturpada de uma realidade que determinado espírito ainda não apreendeu de modo concertado…

- E uns demorarão mais que outros a aprender.

- Porquê?

- Porque não têm humildade para reconhecer que não têm todo o Conhecimento das coisas e esbarram com a própria vontade de querer ter o que ainda não têm merecimento.

- Somos vítimas da nossa própria ignorância, é o que é!

- E do sofrimento que a dos outros nos causam. Mas esse é, também, o retorno do que já causámos, alhures.

 


publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | favorito

Domingo, 12 de Setembro de 2010

Sonhos e merecimento

- ive um sonho tão bom, tão feliz, que tomara eu se pudesse tornar realidade!

- Os sonhos são muitas vezes prenúncio do que pode acontecer; noutros, somos levados a resolver problemas ou situações mal resolvidas no seu próprio tempo.

- Queres dizer que, pelos sonhos, podemos ir ao passado e ao futuro?

- Quero dizer que muitos sonhos são tratamento de sono.

- Daquelas terapias que nos põem a dormir ou nos hipnotizam?

- Eh Eh! Algo semelhante, porque essas terapias são situações forçadas a realizar-se em determinado sítio e em tempo demarcado com o indivíduo, numa situação de paciente. Pelo sono temos o mesmo, de modo natural e em tempo correcto quanto à acção e ao indivíduo. Uma terapia é exactamente isso – terapia – e pode funcionar mal ou bem, conforme seja apropriada ou não ao estado do paciente à época, ou ao tempo em que é realizada.

- Isso quer dizer que depende mais do indivíduo do que do terapeuta?

- Ou seja, o indivíduo tem que obter merecimento para resolver as situações que atravessa de modo global, na sua causa como em cada uma das consequências suscitadas e poderá ter então acesso ao registo dessas acções no conjunto final.

- Agora estás a referir-te aos registos akáshicos?

- Talvez…

 


publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | favorito

Domingo, 13 de Junho de 2010

Pessoas

essoas que nos dão ganas de estar vivos, de continuar vivo.

Pessoas que nos dão vontade de perguntar porquê estar vivo?

Pessoas que nos dão vontade de perguntar porque são assim? Porque vivem assim? Porque temos que os aturar assim?

E nós, afinal, porque perguntamos isso tudo?

Seremos assim tão melhores? Se somos, porque topamos com esses?

Não deveríamos poder encontrar, e ficar, num paraíso qualquer cheio só de boa gente?

Então o que falha? Quereremos mais do que o devido?

Ou um paraíso assim não existe? Ou apenas não existe para nós?

Então… não seremos assim tão bons nem tão merecedores de paz?

Então o que somos?

- Somos apenas nós connosco e nosso modo de viver. Por exemplo, que vais fazer hoje? Porque não vamos até à praia?

- Porque tenho que trabalhar e ganhar o sustento, ora!

- Vês, é desta variedade de sentires e decisões que vivemos. Recusando e aceitando opiniões, tarefas, etc. Variedade de tarefas e opções. Vivemos em diversidade… ainda.



publicado por eva às 00:34

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2010

Sonhar

 - stou cansada de tanto sonhar!

- Sonhar ou dormir, porque o dormir também pode ser cansativo. São muitas horas numa cama fofa e em que nos afundamos confortavelmente…
- Credo, fizeste-me sentir culpada de dormir e ter uma cama. Como foi possível? Paguei o que está no quarto e é para desfrutar enquanto posso, ora!
- Não foi essa a ideia, foi apenas referir a razão do cansaço descansando.
- Pois, pois! Mas o que foi mesmo cansativo foram os sonhos, que foram muitos e agitados.
- Lembras-te do que sonhaste pela noite fora, ou só do último, como a maioria?
- Acho que me lembro de muito mais que do último, ou então tudo aconteceu só no último. Mas foi muita coisa e muita gente envolvida, que nem se conhecem – incrível!
- Nos sonhos tudo se baralha.
- Nos meus não, eles reflectem as minhas preocupações e os meus sonhos dourados, digamos assim.
- Como?
- Os meus anseios, o que gostaria que acontecesse…
- Ah! Fazes futurologia a gosto e a dormir – que prático!
- Achas que desejo as coisas com muita força e convicção?
- Acho que todos merecemos os sonhos que temos, seja qual for a razão que os elabore e promova.
- Ah! Assim é melhor…
 

publicado por eva às 20:03

link do post | comentar | favorito

Sábado, 9 de Janeiro de 2010

Está tudo certo?

sconder. Esconder-se.

Procurar. Refugiar-se
Às vezes fugir. Correr desenfreadamente.
Que fazer? Que horrível indecisão?
Prosseguir sem questionar. Seguir em frente sem questionar.
Sem questionar-se de nada. Seguir simplesmente.
Não ter remorsos de nada. Pensar que tudo está correcto.
Não se importar com as atitudes erradas. Erradas?
Pensar que não há erros. Apenas falta de qualidade.
Falhas de quem não é perfeito.
Os que sofrem com o erro é porque o merecem.
Logo, não há culpas nem desculpas.
Está tudo certo!
- Achas bem o que ele disse?
- Metade não, metade sim.
- Acho falta de humanismo.
- Ou falta de qualidade…?
 

publicado por eva às 00:38

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2008

Merecer voltar

- Olha, uma casa diferente das outras que já vimos.
- Se é! Tem jardins interiores e as paredes, para o exterior, mais parecem proteger uma fortaleza que uma casa.
- Sim, mas lá dentro, parece um paraíso em que se deixam os jardins só para recolher aos quartos.
- Pois, é verdade. Até a cozinha e a mesa de refeições estão no meio de jardins.
- E a sala, junto à piscina.
- Realmente, mas sempre ouvi dizer que as piscinas não deveriam estar perto dos alicerces das casas, porque… humm… já não me lembro...
- Porque a humidade chegaria à casa facilmente.
- Não sei se era só por isso.
- Só?!
- Seja como for, cadeirões e sofás com mesinhas pequenas estão junto à piscina.
- Tudo lindíssimo!
- O que é curioso é que quase não se vê mobiliário, porque tudo tem a natureza como estrutura principal.
- Sim, sim. O mobiliário é que encaixa no espaço dos jardins.
- Ou seja, é um jardim repartido a servir de casa – se quiséssemos descrever isto que estamos a ver, não é?
- Para terminar a descrição, falta apenas dizer que os jardins estão cheios de flores numa paleta de cores, do amarelo ao encarnado.
- Alegre, sem dúvida.
- Está na hora de ir, já nos mostraram o caminho da saída.
- Vamos! No tempo justo, parece.
- Talvez nos deixem voltar…
- Se o merecermos!

.

.
.

Imagem retirada da net

.
 

Disse Mark Twain: É melhor merecer as honras sem recebê-las, que recebê-las sem merecê-las !

.
.

publicado por eva às 00:21

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 29 de Abril de 2008

O merecimento da preguiça

Ondas rasteiras na praia... flores na varanda, noites de Junho, noites quentes, etc. etc. - são frases, ou melhor, versos de uma canção que vai passando no mp3 .
Antigamente dizia-se "que ia tocando na rádio". Épocas e gerações...
Nós, agora, estamos na praia com as ondas rasteiras, o resto é da canção.
As areias estão mornas e o tempo ameno, que se faz agora sentir, apela fortemente às férias.
Ou a estes fins-de-semana preguiçosos.
A preguiça, depois do trabalho, é descontracção necessária.
A preguiça sem trabalho é vício de ócio.
Entre os extremos fica a virtude - dizem.
Mas um tempo de preguiça depois de tempos de trabalho árduo têm um sentir e um valor que não se compara com a mesma preguiça sem essa gastura .
Talvez porque num caso é merecido e, no outro, nem sequer necessário.
- Ora, aí é que está a diferença: no merecimento!
Quando se atinge um bem - depois de tanto ser desejado - e de que finalmente se pode desfrutar, às vezes, até há um desabar de emoções antes de se conseguir sentir a alegria desse bem!
.
.


Imagem retirada da net
.
.
Disse  Albert Einstein :  O único lugar onde sucesso vem antes do trabalho é no dicionário !
.
.

publicado por eva às 08:14

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2008

Devoção

Obras missionárias, de caridade ou de benfeitorias.
Começam de modo modesto, administradas como casas de família. Com privações, muito trabalho, demasiado cansaço e muita, muita devoção.
Devoção a uma situação determinada e às pessoas envolvidas nessa situação.
Ou seja, devoção à causa.
São de uma ajuda preciosa a todos os que necessitam de um apoio, de um refúgio.
Às vezes até de um esconderijo onde possam descansar física e mentalmente.
Onde se creiam seguros para intervalar das suas preocupações.
Conseguir uma oportunidade para mudar o rumo que as suas vidas tomaram, quase sempre sem perceberem muito bem como, na precipitação de decisões e de acontecimentos inacabados.
E essas empreitadas de boa vontade vão aumentando com ajudantes e ajudados. E, muitas vezes, extravasam as suas responsabilidades criando algum cepticismo por quem antes admirava e confiava no seu trabalho.
Assistimos então à constância do justo querer e justo fazer.
Por outras palavras, tudo o que é de menos deve desenvolver-se.
Mas tudo o que é demais também deve evitar-se. 
.
.
Imagem retirada da net
.
.
Disse a sabedoria popular : é quando nos esquecemos de nós próprios que fazemos coisas que merecem ser recordadas !
.
.

publicado por eva às 22:31

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds