Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Desejos

. Campo mental

. As boas-vindas

. Sensações

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Terça-feira, 29 de Setembro de 2009

Desejos

Desejamos tanto, ou tanta coisa…
Desejamos por nós… e pelos outros… na proporção possível a cada um.
Desejamos fácil ou ardentemente as coisas mais fúteis como as essenciais.
O nosso discernimento, em relação à importância das coisas para nós, é uma enorme escala de valores que varia quase constantemente.
Porém, pode haver obsessões dedicadas a este ou àquele desejo em particular.
E as situações são quase sempre mais prejudiciais ao indivíduo do que construtivas.
Quando desejamos algo com empenho, esse algo chega a ser a ideia principal de um dia, de dia e noite, de vários dias ou de períodos alargados como a dedicação de anos ou parte da vida do indivíduo.
Se o desejo for sublime, então o período da vida a ele dedicado sublima-se também.
O problema é que a maior parte das vezes são desejos comezinhos e até desestruturantes dos valores da personalidade.
Daí o contributo que poderiam dar de positivo, transformar-se em desequilíbrio psíquico e noutras desordens mentais a cada dia mais funestas para a harmonia de uma personalidade saudável.
- Que dizer, então, da quantidade de comprimidos que as pessoas tomam para conseguir levar o seu dia-a-dia, com as responsabilidades que assumiram e lhes dão o pão para elas e família.
- Remédios, prostração física e mental, etc., são dramas da sociedade de hoje, quer o indivíduo seja sociável ou se isole, de modo imperceptível ou notório.
- Mas a medicina está aquém destas soluções, ou é impressão minha?
- A medicina e terapias não podem fazer mais que ajudar o indivíduo e isso pode ser o essencial como alternativa ao problema. Contudo é ele mesmo que deve arranjar as forças e a direcção correctas para gerir os seus conflitos e a sua vida. Deve ler literatura apropriada, aprender a conhecer-se e atender a si próprio com tempo dedicado a si e ao seu conhecimento íntimo.
- O que gostaria de ser?
- Ou como gostaria de ser e, afinal, como é realmente neste momento. O que desejaria para si e qual a diferença que encontra; depois deveria estabelecer as diferenças, arregaçar as mangas e atirar-se ao trabalho da recuperação de si mesmo por si próprio.
- Isso é fácil?
- Ninguém falou em facilidade, mas uma vez conseguido o objectivo, o equilíbrio instala-se e sente-se felicidade no íntimo do ser.

.
.

.
Fotograma de "Being There" (Bem-vindo Mr. Chance)
Imagem retirada da net
.
.
Disse  Mahatma Gandhi:  Faça da sua vida o reflexo da sociedade que deseja !
.

.


publicado por eva às 19:42

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 5 de Junho de 2008

Campo mental

Cabeça perdida. Cabeça louca. Desvairada. Alucinada.
Que fazer quando não há concentração?
Quando queremos prestar atenção e só observamos por um instante.
A seguir não sabemos que é feito das observações e entretanto continuam a falar para nós.
Às vezes à espera de uma resposta.
Que fazer quando queremos pensar e reflectir mas, no instante (porque é só um instante) seguinte, estamos com as ideias completamente alheias à situação.
Que fazer quando a cabeça não dá mais?
E se insistimos, começamos a ter dores na fronte, em todo o lado sentimos pulsar aquele peso do cansaço… a dor latente…
Que fazer? Talvez dormir e descansar; pode ser só cansaço.
E a cabeça, afinal, está cheia – a abarrotar – de ideias e pensamentos.
Não param, parecem estar numa corrida louca para quê?
- Não sei!
- Respira pausadamente. Pensa em flores, no céu azul, no mar até ao horizonte. Amplia o campo mental ao mesmo tempo que, a respirar melhor, também o oxigenas. Melhora bastante!
- Amanhã talvez. Agora… vou dormir!
.
.

.

Imagem retirada da net

.
.

Disse  Mahatma Gandhi:  Vive como se fosses morrer amanhã. Aprende como se fosses viver para sempre !
.
.


publicado por eva às 22:45

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quinta-feira, 10 de Abril de 2008

As boas-vindas

A humildade de aquietar-se, quando apetece responder naquele tom desabrido em que nos falam.
A humildade de usar a oportunidade de melhorar-se.
A humildade de querer ser feliz sem ser a qualquer preço.
Saber que é menos do que pensava ser, ou queria ser.
Entender que tudo é relativo; não ceder nem à angústia nem à depressão.
Mas ceder ao trabalhar da sua personalidade , melhorando-a, como ao ferro.
Ao moldar-se está a a robustecer a personalidade no modelo que idealizou para si mesmo.
- Estás a escrever isso aí p'ra quê?
- Para a festa de logo à noite. Não te lembras? É a festa de boas-vindas daquela senhora ali.
- Boas-vindas? Mas ela está cá, nunca saiu.
- Saiu, sim. Saiu da solidão e da depressão que aniquila a esperança. Saiu do orgulho que pensava ser amor-próprio e dignidade, para perceber, com humildade, que bastava ter boa dose de vontade para ser quem pensava que era.
As boas-vindas são para a sua alegria de viver.
.
.

.

Marcel Marceau
.

.

Disse  Mahatma Gandhi :  olho por olho e o mundo acabará cego !

.

.


publicado por eva às 13:49

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 24 de Março de 2008

Sensações

"Chove chuva" e, por qualquer razão, lembro-me sempre do filme do Bambi a olhar espantado para a primeira chuva da sua vida.
A natureza, naquele género de filmes, é retratada na sua beleza e esplendor.
A chuva lava tudo, mas também encharca tudo.
- Tudo, menos as ideias, por isso posso continuar a trabalhar - mentalmente.
- Pois! Os trabalhos que exigem mais esforço físico, no exterior, nestes dias não valem nada. Nada, nadinha! As árvores não se podem tratar e a terra não se pode mexer, porque a chuva não deixa assentar nada.
- Mas dá para preparar aqueles cozinhados bem cheirosos.
- Sim, sim, vou já assar os chouriços e ver se o pão ainda está quente.
- E eu vou fechar a porta, senão como posso concentrar a mente, com a casa a cheirar a petisco?
- Sempre ouvi dizer que trabalho é trabalho...
- Sim, mas a pessoa ainda sofre emoções.
- Ahhh! Pois sofre, sofre! Mas também é verdade que deve pensar com o coração - educadamente!
.
.
 
Georges Braque
.
.
Disse  Mahatma Gandhi :  vive de forma mais simples de modo que os outros possam simplesmente viver !
.
.

publicado por eva às 14:02

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds