Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Pela igualdade muitos gri...

. Pensamentos-lixo

. Ramos e pacotes

. Cada minuto

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2011

Pela igualdade muitos gritam

estas e festejos

Ruas vazias e lixo a transbordar

 Mesas com fartura para uns

Nem mesa sequer para outros

Na desigualdade vamos prosseguindo

Sem olhar para trás

Pela igualdade muitos gritam

Mas os que dela precisam mesmo

Não têm voz

Estão apáticos no sentir

Que sem ser lixo

Também transbordou

E em silêncio

Continuam a sobreviver…


publicado por eva às 21:47

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 19 de Setembro de 2008

Pensamentos-lixo

Borbulhas de picadas de mosquito, melgas e aparentados são «chatas!» e perfeitamente torpes.
Dão-nos comichão em todos os lugares em que se alojam e seja onde for que estejamos.
Para conseguir esses problemas basta estar em lugares públicos ou apanhar com poeiras.
Entre as ferroadas e as reacções alérgicas da pele, que se propagam rapidamente, surge o desassossego e uma ida urgente ao hospital.
Um desassossego torpe que nos mostra as nossas limitações físicas...
De vez em quando há um médico a fotografar as zonas infectadas com todo o cuidado e concluímos, mais uma vez, a prodigalidade da «mosquitagem» (mais um termo que não existe!) no Verão.
- Eu, só de ver, já me sinto em semelhança… Estes sentires são autênticos lixos mentais que urge limpar – como qualquer lixo.
- Queres dizer, ir dar uma volta longe, longe.
- Não, quero dizer para, calma e pacientemente, enfrentar os pensamentos-lixo, colocá-los numa mesa de análises e corrigi-los o melhor que se puder.
- Não estás a confundir os métodos? Os pensamentos ainda não são bactérias nem quaisquer outros produtos de laboratório.
- Talvez sim, talvez não. Escolhe a resposta.
.
.

.
Imagem retirada da net
.
.
Disse  Bill Watterson:  Interrogo-me qual a razão porque pensamos mais depressa do que falamos. Possivelmente é para podermos pensar duas vezes !
.
.

publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 4 de Janeiro de 2007

Ramos e pacotes

4 de janeiro de 2007 

Atchim, atchim, aaaatchimmmmm - mas olhem que eu não estou constipado!
De vez em quando é assim, não consigo evitar! Mas não estou constipado!
- Pois eu estou e, desta vez, atacou-me a garganta, a malvada...
- Quem?
- A gripe!
- Ah, essa dá para tudo. Dores nas costas, no peito, dor de cabeça e nos músculos todos. Às vezes nem dá para mexer.
- Eu também estou engripado mas o que me dói é o estômago. Até tenho vómitos.
- Pois eu estou óptimo. E quero chegar assim aos cem.
- E que fazes para isso?
- Todos os dias tento lembrar o agradável e o desagradável.
Dos primeiros, faço um ramo de flores.
Dos segundos, faço um pacote e deito no lixo.
Isto tudo em imaginação, está claro.
Depois, respiro fundo várias vezes e começo a viver o meu dia pondo toda a dedicação naquilo que faço.
Às vezes chego triste ao fim do dia, outras vezes muito satisfeito comigo mesmo porque fiz aquilo que achava que deveria ter feito.
- Isso também resulta para curar gripes ou, pelo menos, melhorar?
- Não faço ideia. É só tentar e logo se vê se resulta...
Mas o resultado é sempre bom.
Nem que seja por outra razão que não a tua gripe.
tags: ,

publicado por eva às 11:36

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2006

Cada minuto

18 de dezembro de 2006

Ruas escuras, lixos espalhados.
Animais que se habituaram a comer por ali e, ao mesmo tempo, comendo os restos, acabam por limpar as tais ruas escuras, onde ninguém vai.
Quem lá vai, fica!
Ficam-se pelas soleiras das portas, abandonando o corpo e a mente à bebedeira, à sujidade...
Aspecto repugnante, se fossem vistos à luz do dia.
Pessoas mais sujas que os caixotes do lixo.
Alguns perguntam-se se já morreram; outros, simplesmente onde estão...
Mas, na realidade, eles continuam lá. Só que estão a ser amparados pelas luzes do auxílio.
Da higiene, da limpeza, dos remédios para os estados febris. Do agasslho e da comida quente ou da bebida aquecida.
O conforto do calor, da comida, da amizade... Sim, é isso mesmo!
Esta luz que agora apareceu nos candeeiros da rua, há muito apagados, é a luz que extravasa dos corações.
Dos nossos corações por todos vós.
A vida não é para esperar a morte. É para se viver.
Viver do modo mais digno possível.
Do modo mais brilhante que o amor pode dar.
Brilhando na vida pela alegria de dar boas palavras, de bem fazer até só que seja com um sorriso. Merecer viver cada minuto.
tags: ,

publicado por eva às 19:32

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds