Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Homens e animais

. Linguagem universal

. Exactidão

. Regalos

. Brisas

. Comunicação

. Diálogo

. Nuances da partilha

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Domingo, 3 de Fevereiro de 2013

Homens e animais

ós humanos falamos

e em diferentes línguas

nos fazemos entender

Os animais sonorizam

Em latidos e uivos

Rugires, miados e pios

E se fazem igualmente entender

Entre eles e nós

Então o que é necessário

Ao entendimento?

Será a emoção

A intenção sonorizada?

Ou deverá ser uma estrutura

- o pensar -

Em som concentrado?

Ou bastará

A vontade de entendimento?


publicado por eva às 21:39

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 19 de Abril de 2011

Linguagem universal

- igo que o toma lá é linguagem universal.

- Digo-te que não. Há gente séria em todo o lado.

- Não tem a ver com seriedade mas reconheço que também não sei dizer porque é assim.

- Queres dizer que há sonoridades linguísticas que são universais?

- Não sei se será assim… Vê por exemplo a palavra amor, que é igual em português e castelhano, mas diferente de amour em francês, love em inglês, amore em italiano, liebe em alemão, etc. Logo aqui em meia dúzia de comparações tens apenas duas iguais. O resto são sonoridades e escritas diferentes. E todos percebem o significado mesmo sem conhecer as línguas.

- Será que te referes à entoação? Aos gestos que acompanham as palavras?

- Talvez… mas parece que é mais um significado intuitivo. À semelhança do que acontece com as palavras desagradáveis – são entendidas em qualquer língua.

- Pois, pois! Olha, estou cansada e vou sentar-me.

- Vamos sentar e descansar, sim. Depois podemos ir a pé para casa, devagarinho.

- Isso! Ainda bem que falamos a mesma linguagem que assim é mais fácil e sem dúvidas.

- Um dia falaremos apenas pelo pensamento.

- Credo, não sei se quero tal coisa!

- Pronto, descansa então agora um bocadinho. A seguir voltamos a casa.

- Isso!

 


publicado por eva às 00:39

link do post | comentar | favorito

Domingo, 13 de Março de 2011

Exactidão

- lá, bom dia!

- Bom dia? Boa tarde!

- Ou isso, não sejamos picuinhas!

- Ora essa, sejamos exactos!

- E onde leva tanta exactidão? Levantei-me agora, logo, é… bom dia!

- A exactidão leva a que falemos e nos entendamos.

- Isso é ilusão pura, nem falando a mesma linguagem isso acontece. Até se diz que há um falar e dois entenderes…

- Acho que temos que ser fiéis aos nossos princípios e…

- Nem princípios nem fins!

- Então…?

- Então podemos manter-nos fiéis ao nosso bem-estar, nada mais!

- Achas?

- Pois claro!

- Bem, o que parece certo é que a cada um a sua medida…

- Isso sim, concordo. E agora então… boa tarde!

 


publicado por eva às 00:35

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quarta-feira, 12 de Janeiro de 2011

Regalos

- oje podemos ir às compras, não podemos?

- Quais compras?

- As de Inverno, claro!

- Mas… não tarda é tempo de Primavera…

- Pois, pois, mas os saldos de Inverno são agora e quem não pode comprar antes, talvez o possa fazer agora….

- Quem não comprou quando precisou não deve poder comprar agora, também. Quem precisa e tem para comprar, compra, simplesmente.

- Será, mas pelo menos pode comprar-se algo nos saldos, ou não?

- Oh! No estilo de estrear uma comprinha nas feiras…

- E então? Alegra o dia, alegra o coração!

- Bem, às vezes é necessário tão pouco para alegrar!

- Engraçada a linguagem tão-pouco. O tão implica grandeza e o pouco, o contrário.

- Exactamente a ideia, a grandeza do pouco. Que tem de errado?

- Parece mais lógico a pobreza do pouco…

- Por favor! Na pobreza e na alegria mantém a Paz e estarás sempre bem. Há dificuldades horríveis na pobreza como na riqueza, há bênçãos felizes para uns e para outros nesta e noutras vidas.

- Felicidades para todos, então! Bem, e se possível com compras regalo para todos!

 


publicado por eva às 00:33

link do post | comentar | favorito

Domingo, 21 de Novembro de 2010

Brisas

- osto muito de brisas!

- Eu não, prefiro a calma de um dia de Sol.

- Pois eu acho que dão outro tom, outra qualidade ao dia.

- Eu continuo a preferir um dia de Sol bem quente.

- Bem, a cada um as suas preferências, sem dúvida!

- Pois, eu também acho!

- Ah! E gosto muito dos pacotinhos onde vêm…

- Chamas pacotinhos a cada dia ou a cada vez que a brisa se sente?

- Sente? Pois sim, sem dúvida que são bem sentidas por quem gosta.

- Eu continuo a preferir um dia de Sol bem quente.

- De qualquer modo as brisas não são incompatíveis com um dia de Sol quente.

- Pois não são, mas o calor é amenizado por elas.

- Sem dúvida, as brisas amenizam tudo, os pensamentos, o corpo, o paladar, a boca e até a pele parece mais macia com o seu doce. Ah! São tão relaxantes! Fazem os momentos se tornarem inesquecíveis…

- Bem, tanto não direi, aliás, nem sequer pensei nunca assim a respeito das brisas. E preferes as Primaveris ou as Outonais? As primeiras são mais bruscas e as Outonais são mais serenas, não é?

- As brisas que eu digo comem-se em qualquer estação!

- Hã?

- Eu estava a referir as brisas doces da pastelaria.

- Então? E eu também! As de Outono são as minhas preferidas, não percebeste isso?

- Eu não estou é a perceber como esta conversa existe. Estamos a conversar. Não estamos?

- Como sempre!

 


publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 31 de Outubro de 2010

Comunicação

- enho que ir aprender linguagem gestual.

- Porquê?

- Porque não sei nada sobre essa e poderá ser útil, um dia.

- Essa é boa! Assim não páras de aprender e nunca praticas o que aprendes.

- Nada disso, apenas vou ficando mais apta a cada dia que passa.

- Apta – para quê?

- Apta para todo o tipo de serviço social que me possa aparecer, ora!

- Mas que tem a linguagem gestual para aprender se são apenas um conjunto de gestos que pretendem significar palavras e frases?

- Bem, os gestos são normalizados, ou universais, se quiseres…

- Humm…

- Além disso acho que dará algum conforto a quem necessite mesmo dessa linguagem para comunicar o facto de perceber que mais alguém conhece esse tipo de comunicação e está disposto a interagir no momento oportuno.

- Humm…

- Que queres dizer com o teu humm?

- E onde vais aprender? Quanto custa? Quanto tempo é?

- Não sei ainda.

- Quando souberes diz.

- Hã? Humm! (risos)

 


publicado por eva às 00:35

link do post | comentar | favorito

Sábado, 13 de Fevereiro de 2010

Diálogo

alas por monólogos ou nenhuma fala são pressupostos de que algo vai mal.

E que vai mal a nível social, pois o mutismo constante não é saudável.
Por outro lado o falar palrando sem parar, é igualmente sintoma de algo errado.
É bom o equilíbrio entre o som e o silêncio, entre o pensar e o dizer, entre o monologar e o dialogar.
- Aliás, faz parte do rol das torturas e demais sacrifícios a proibição da fala.
- O ser humano desenvolveu a expressão da linguagem como um dos meios de comunicação fácil e sadia entre outros da mesma espécie. Os que têm deficiência de expressão ou audição sofrem bastante com isso, assim como aqueles a quem são infligidos sacrifícios nesse sentido, ou por imposição de outrem ou por auto-defesa, etc.
- Falar será então um incentivo que pode ser utilizado como terapia e esperar daí auspiciosos resultados.
- Os psicólogos usam muito esse método e com bons resultados, na generalidade.
- E tu, então, que sabes isso tudo porque és tão calada?
- Bem, não tenho nada para dizer de útil…
- Diz à mesma, porque o inútil para ti pode ser utilíssimo para outrem.
- Pois será… mas acho que a voz fica – e seca – na garganta.
- Ora, disparate! Vamos já beber qualquer coisa e isso passa imediatamente, até consegues esquecer o que ias fazer… é uma questão de dar tempo ao tempo.
- Mas isso é alguma terapia?
- Agora podes calar?!
 

publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2010

Nuances da partilha

uando saía, ou melhor, antes de sair, olhava atentamente a imagem, ou observava-a, e lá ia para os seus afazeres, ou deveres.

- Porque estás a explicar tudo?
- Porque há quem não saiba os significados recorrentes da sua própria língua mãe.
- Pois que vá ao dicionário!
- Esse livro não é utilizado pela maioria das pessoas. Agora é a net e o que lá não está, à primeira consulta, não existe.
- Bem, nem esse nem outro livro. Estamos na era da informática, a era do clique. Ou está lá o resultado da procura ou simplesmente se considera que tal não existe.
- O problema é que por razões de falha cultural não se encontra metade do que se poderia encontrar. Se soubermos procurar de modos variados, efectivamente, a net é um mundo de informação.
- Melhor, é o mundo de informação actual.
- Aí está uma nuance que a maior parte não observou ainda, a diferença desses artigos, adjectivos ou pronomes. Enfim são modos de dar as matérias, assumindo os significados imediatos ou os mais amplos da linguagem.
- Os temas de estudo são dados conforme a bagagem cultural do professor e o seu empenho em partilhar esses conhecimentos.
- Pois, pois, porque o interesse de quem ouve vai colar-se a esse empenho.
- Aí tens um dos princípios de quem instrui e de quem é instruído, ou um dos mecanismos de troca recíproca.
- Porém, quem aprende também partilha ao mesmo tempo o que tem e aquilo que é, com os que o rodeiam.
- Em muitos casos essa é uma das razões conscientes do óbice – não querer ser conhecido…
 

publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds