Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escritos de Eva

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Escritos de Eva

02
Mai12

Pão fresco

eva

- á ‘tou eu!

- Olá, bom dia!

- Bom diaaaaaa!

- É muito bom tê-la cá em casa, sempre tão animada. Para uma velha, como eu, isso parece milagre…

- Velha não, velhinha muito querida! Quantas pessoas assim existem por aí? Porque tenho eu a sorte de poder cuidar de alguém como a senhora e ainda ganhar para as minhas despesas?

- Ohhhh!

- Verdade que sim. Para estar aqui consigo eu estou por gosto e os seus filhos ainda me pagam para isso. Assim tenho para os transportes, para a minha comida, roupa, sapatos e até pude comprar no outro dia o traje de estudante. Trouxe-o para ver, quer vê-lo agora?

- Mostre, minha querida! Então, não o veste? Como quer que veja como fica?

- A ideia era ver o traje… mas concordo e vou já vestir…

- Fica-lhe tão bem! Ainda bem que o pode comprar. Olhe, goze-o com muita felicidade!

- Obrigada e a senhora poderia ser minha madrinha, não poderia?

- Não, querida, já não tenho idade para isso, escolha alguém da sua idade…

- Só se for a minha irmã…. Vou ver. Bem, volto já e trago-lhe o pão fresquinho como gosta.

- Até já!

20
Abr08

Natália Correia # Queixa das Almas Jovens Censuradas

eva
.
QUEIXA
DAS ALMAS JOVENS CENSURADAS

.

Dão-nos um lírio e um canivete
E uma alma para ir à escola
E um letreiro que promete
Raízes, hastes e corola.

Dão-nos um mapa imaginário
Que tem a forma duma cidade
Mais um relógio e um calendário
Onde não vem a nossa idade.

Dão-nos a honra de manequim
Para dar corda à nossa ausência.
Dão-nos o prémio de ser assim
Sem pecado e sem inocência.

Dão-nos um barco e um chapéu
Para tirarmos o retrato.
Dão-nos bilhetes para o céu
Levado à cena num teatro.

Penteiam-nos os crânios ermos
Com as cabeleiras dos avós
Para jamais nos parecermos
Connosco quando estamos sós.

Dão-nos um bolo que é a história
Da nossa história sem enredo
E não nos soa na memória
Outra palavra para o medo.


Temos fantasmas tão educados
Que adormecemos no seu ombro
Sonos vazios, despovoados
De personagens do assombro.

Dão-nos a capa do evangelho
E um pacote de tabaco.
Dão-nos um pente e um espelho
Para pentearmos um macaco.

Dão-nos um cravo preso à cabeça
E uma cabeça presa à cintura
Para que o corpo não pareça
A forma da alma que o procura.

Dão-nos um esquife feito de ferro
Com embutidos de diamante
Para organizar já o enterro
Do nosso corpo mais adiante.

Dão-nos um nome e um jornal,
Um avião e um violino.
Mas não nos dão o animal
Que espeta os cornos no destino.

Dão-nos marujos de papelão
Com carimbo no passaporte.
Por isso a nossa dimensão
Não é a vida. Nem é a morte.

.
In “Dimensão Encontrada”
.
.
Disse   José Saramago :  eles querem a guerra, mas nós não vamos deixá-los em paz !
.
.

13
Jan07

Amigos

eva
13 de janeiro de 2007

Conversa de manhã no transporte entre rapazes, jovens de 15 a 20 anos.
- Não tenho nem quero ter amigos. São uma chatice e uma desgraça!
- Uma desgraça?
- Sim, estão sempre a combinar almoços ou viagens ou eu sei lá, tudo do que se lembram. E quando não queremos, abancam lá em casa. Ora às vezes quero estar sozinho.
- Pois não percebo lá muito bem como é que se pode viver sem amigos. Não estou a falar desses aí. Esses são mais aproveitadores do que amigos. Estou a referir-me a Amigos. Aqueles que adivinham pela nossa cara que precisamos de ajuda. Aqueles que encontramos regularmente e cada um paga a sua despesa, se houver despesa. Mas a maior parte das vezes até nem há, pois ficamos a conversar onde nos encontramos ou aproveitamos para passear ou jogar à bola.
- Desses não conheço, nem tenho...
- Pois, mas estes fazem parte da nossa vida. Vêm da escola, da vizinhança.
Estão na minha vida até hoje. E quando faço alguma coisa fora de casa, combinamos e vamos juntos, o que torna as coisas mais agradáveis. No outro dia, fui tirar análises e até ficava mal ir com a minha mãe, embora não me faltasse vontade. Combinei e fui com dois amigos, logo às 8 da manhã. Levantaram-se cedo para me acompanhar. Não precisavam, foi só por amizade. E soube-me muito bem.
- Pelo que dizes até gostava de me juntar ao vosso grupo.
- Por mim... podes vir amanhã ao nosso jogo. É no campo do jardim, logo de manhã, às 9 horas. Um jogador a mais dá sempre jeito.
Quanto à amizade, essa vem com o tempo e "faz-se" sentindo-a. Não se pode marcar tempo para o sentimento.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema

ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2006
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D