Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Sonoridades cósmicas

. Que utilidade tem isso?

. Religiões, crenças e fé

. O corpo físico

. As condições que temos

. Todos temos qualidades qu...

. Crer, ficcionar, raciocin...

. Pela natureza

. Quando o servidor está pr...

. Educar os pensamentos

. Pressentir o ser

. Pontos de ética

. Ajudas

. Confiança em nós próprios

. Instinto e intuição

. Sussurros

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Segunda-feira, 29 de Outubro de 2012

Sonoridades cósmicas

antras

Tradição

Entretenimento mental

Contemplação

De si

No universo de ser

Sons, musicalidade

Sonoridades cósmicas

Intuição

De si

No universo de ser…


publicado por eva às 00:13

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 9 de Abril de 2012

Que utilidade tem isso?

- ue estás aqui a fazer, tão quieto?

- Estou!

- Estás doente? Sentes-te mal ou simplesmente estás à espera?

- Nada, não. Estou!

- Mas… estás o quê?

- Estou – simplesmente!

- Humm… poderias ter a fineza de me elucidar?

- Porquê?

- Porque estou curiosa.

- Não estás preocupada?

- Apenas curiosa, se consegues falar, resmungar… estás bom de saúde, então posso ficar só curiosa que não fará diferença ao teu estado.

- Humm… ok!

- E…?

- Estou aqui a observar tudo à minha volta e a pensar, só para mim, o que isto tudo quererá dizer.

- Que utilidade tem isso?

- Para mim é a possibilidade de deslindar porque faço tanta coisa maquinalmente.

- Fantástico! Consegues isso simplesmente com a observação dos outros?

- Pois é isso mesmo. Por eles revejo os meus atos, até os meus pensamentos. É incrível como somos educados pela sociedade, muito mais que pela família.

- Isso é para quem assim segue padrões de vida aceitando-os, simplesmente. Outros há que os racionalizam e os seguem porque concordam com eles.

- Assim como aquelas declarações contratuais que ninguém lê mas assina para poder seguir adiante com o seu trabalho, sem mais empecilhos.

- E que muitas vezes está certo e outras tantas se arrepende… É útil compreender, dar importância ao racionalizar e ao intuir simultaneamente.

- Humm… pronto, vamos embora, já não faço mais nada aqui, agora.


publicado por eva às 00:53

link do post | comentar | favorito

Domingo, 26 de Fevereiro de 2012

Religiões, crenças e fé

uitas, pessoas refugiam seus penares em religiões ou práticas religiosas ou rituais.

Os rituais que se prendem às crenças, às esperanças de uma justiça tão especial como pessoal, individual.

A fé, essa está muito acima destas conceções.

Ela é fidelidade a um ideal.

É o desenvolver de uma intuição especial que provoca a elevação do indivíduo a outras esferas consciênciais.

Fé implica pureza, purificação de pensares, palavras e atitudes.

Fé refere sobriedade, individualidade, a tal centelha divina em nós.

Longe de sermos alguma divindade, temos em nós a essência de um bem supremo, de um amor sublime, de uma luz rara e de pureza desconhecida ainda da ciência.

A Fé religa o indivíduo à sua génese, à essência de ser.


publicado por eva às 18:09

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 28 de Outubro de 2011

O corpo físico

 corpo físico

É uma responsabilidade

De cada um

Em cada situação

Conforme o tempo justo

Para decidir

Por si

Sem maneirismos nem fantasias

Sem vaidades nem deformações

Sem tolices mas acertadamente

Realmente decidindo

Investigando e intuindo

Sentindo com toda a sensibilidade

O que é

O que deve conseguir

O que poderá ser

Saudavelmente

Equilibradamente

Em harmonia com o que tem

Partindo da sua própria matriz

Para sua projecção etérea

Para cumprir

Para viver plenamente

O que veio viver

Subtilmente intuição realizada

Em si.


publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 6 de Outubro de 2011

As condições que temos

- abemos tudo.

- Se calhar não sabemos nada.

- Sabemos bastante.

- Se calhar nada que baste.

- Sabemos muito.

- Talvez, mas do que precisamos então é de os aplicar.

- Sabemos o que precisamos.

- Isso seria o recomendável.

- A maior dose de conhecimentos não se aplica visivelmente.

- Mas são necessários para empreender a vida de modo valioso.

- Os conhecimentos não têm fim.

- Têm seguimento, das experiências passadas para o desenrolar dos nossos papéis em tarefas visíveis e invisíveis.

- O nosso envolvimento intuitivo, como o nosso desprendimento material, são as condições que temos para balançar o equilíbrio em nossas vidas.


publicado por eva às 00:39

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quarta-feira, 28 de Setembro de 2011

Todos temos qualidades quase desconhecidas

ai ou mãe, todos temos qualidades quase desconhecidas que nos facilitam as tarefas que passamos a ter em mãos.

Há um não sei quê de algo que está em memória e nos alerta a cada instante do que é razoável fazer.

E de geração em geração, entre o instinto e a intuição, vão sendo geradas e criadas inúmeras espécies de vida.

A vida humana traz enormes contrastes de situações que poderiam ser simplesmente naturais. O intelecto nem sempre actua de modo moralizado.

Na natureza temos uma diversidade encantadora e que poderia ser mantida em natureza, em vez de ser trazida para cativeiro por coleccionadores de qualquer coisa que dê o rendimento esperado.

Em tudo é bom manter o respeito pelo outro, pelos outros.

Todos temos um lugar, mesmo com as notícias ameaçadoras do crescimento desusado.

Talvez o maior problema seja o desrespeito desusado.

O Sol continua a nascer para todos a cada alvorada.

Talvez possamos seguir-lhe o exemplo e tratar os assuntos com respeito, tolerância, mas também firmeza nos propósitos. Defendendo os mais infelizes e desamparados da depravação no quotidiano e não apenas nos filmes.

A integridade da moral e da bondade pode sempre singrar ajudada pela sensatez.

E o mundo amanheceria tão iluminado quão risonho e beatífico.


publicado por eva às 20:12

link do post | comentar | favorito

Sábado, 17 de Setembro de 2011

Crer, ficcionar, raciocinar

onstruir uma vida alicerçada em família, trabalho, enfim, no bem de cada um e no do grupo próximo.

Crer em inúmeras coisas na razão da esperança tão pura quão vã.

Ficcionar então a vida, dirão alguns.

Raciocínio lúcido é tão necessário quão suficiente, dirão outros.

Por vezes é a intuição que rege o ser e a ficção nem assoma, o raciocínio mais fino cede…

Intuir conscientemente demanda raciocínio de permeio.

Fé raciocinada, dizem outros ainda.

Parece uma frase mais completa sobre o resumo do processo.

Seguir a intuição é necessário para esta não ser apenas conjecturas de outro, mentalmente influente do primeiro, ou de muitos.

Mentalizações colectivas é o que mais se encontra em grupos pequenos, famílias, associações e afins.

Satisfação de interesses tão pessoalíssimos quão viciosos de toda espécie é anátema de outros tantos.

Possibilitar uma intuição consciente, um conhecimento de si, suas qualidades pessoais e sublimar estas na vida diária é autopromover-se, é pairar acima dos dramas individuais e mundanos.

É reconhecer a força karmica doutras menos auspiciosas para o ser, é saber direccionar-se pela sua própria elevação e prover outros do seu bom exemplo.

A Verdade, essa, na altura certa, já virá ao encontro do ser consciente de si.


publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 11 de Março de 2011

Pela natureza

ela natureza chegamos lá

Lá onde a unidade emerge

Na natureza nos imbuímos

Desse sentir uno

Pela natureza observamos

Nosso horizonte e escalada

Pela natureza chegamos lá

Lá onde a unidade emerge

Pela natureza sentimos

A união com animais, plantas

Terra, mar e céu

Pela natureza intuímos

A igualdade que existe

A diferença que persiste

Afinal…  apenas

Porque tudo produzimos

Com nossas acções

Infelizes ou mais felizes

Mas quando quisermos

Com toda facilidade

Pela natureza chegamos lá

Lá onde a unidade emerge!

 


publicado por eva às 00:35

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 19 de Julho de 2010

Quando o servidor está pronto

ons… vozes lá fora… vozes cá dentro… onde?

Intuição… intuições… que são?

Instinto é reacção vital para preservação do corpo, da vida, da família, dos bens…

Intuição é comunicação com sabedoria.

Sabedoria de outros por nós ou de nós mesmos.

Intuímos, então, sobre a vida que temos e sobre tudo o que pretendemos.

Uns ligam importância à intuição, outros ignoram-na prepotente ou incredulamente.

Uns sentem-na em plena força e pujança, outros dizem que não a sentem porque não a reconhecem.

Para a reconhecer é preciso reaprender a sentir intimamente o corpo, os órgãos, a forma de elaborar os pensamentos, é preciso parar a corrida do quotidiano.

Sobretudo, é preciso saber esperar no silêncio interior de si para que ela reapareça.

Primeiro volta só para espreitar. Depois, ainda timidamente, aflora à vista desarmada com uma pequena sensação leve e boa.

Então, se há espaço mental para sobreviver, a intuição volta paulatinamente.

Ou seja, seguindo um dito antigo, quando o servidor está pronto o serviço aparece

 


publicado por eva às 00:31

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 10 de Março de 2010

Educar os pensamentos

pensamento é a globalização das emoções e sentimentos?

- O pensamento é a formalização da emoção, do sentimento, etc. É a construção que estrutura a emoção, o instinto ou a intuição. É uma força descomunal que projecta qualquer destas em redor do ser pensante e no espaço mais grandioso.
- Seja o pensamento mau ou bom?
- Seja um pensamento negativo ou positivo para quem pensa, ou para o objecto do pensamento.
- Digamos, então, que o pensamento é uma conclusão de…
- O pensamento é uma formulação, inclusive da ideia. Ou seja, será como que uma afirmação.
- Então somos o que pensamos? Como disse Jesus – se o pensas já o fizeste!
- Tal qual. Mas também é possível educar os pensamentos, mesmo quando os mais habituais já surgem tão imediatos que parecem nem sequer terem sido cogitados. Podemos, sempre, reformular outros, em seguida, que disciplinem o anterior e o moralizem.
- Propositadamente – queres dizer?
- De modo lúcido podemos educar os pensamentos, dos menos moralizadores aos mais rebeldes. E assim, podemos ir ajeitando a personalidade que pretendemos para nós, sendo nós próprios a nossa influência e não deixando ser influenciados de modo diverso à nossa vontade pelos outros ou pela envolvência discordante.
- Mais o junta-te aos bons e serás como eles?
- As companhias têm as suas influências, sobretudo se o permitirmos e até onde deixarmos ter.
 

publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds