Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escritos de Eva

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Escritos de Eva

18
Fev10

Travessia

eva

 uitos deles vêm em barcos, ou barcaças, e vêm por aquele rio escuro…

Saem de sítios diversos e o barco só faz o percurso entre o ponto da partida e o da chegada, sem quaisquer paragens e tentando aguentar-se pelo meio do dito rio escuro.
Os locais de partida são vários e em diferentes lugares das margens, tanto direita como esquerda, mais longe ou mais perto da chegada.
São trazidos, ou arrastam-se conforme podem, até ao ponto de partida que apenas se nota por ter formado uma pequeníssima enseada, ou clareira na margem do rio.
O barqueiro parece ser o mesmo, ou são todos semelhantes na figura e roupa, aparecendo com vestes largas e muito escuras.
A carga é só humana, não trazem mais nada, além dos indivíduos mais ou menos alinhados, geralmente mal trajados e com mau aspecto pelos maus tratos.
Muitos nem percebem ao que vêm, deixam-se levar, sem forças sequer para erguer a cabeça, ou simplesmente o olhar.
Aliás, parece que pretendem mesmo desviar o olhar de tudo o que possa rodeá-los.
Respira-se mal, tudo é escuro e parece confuso. No entanto, isto decorre tudo ao ar livre e tanto de noite como de dia.
Vão chegando e no local de chegada a luz deve provar-lhes que há alguma diferença na sua situação, porque abrindo ou não os olhos, todos vão voltando lentamente os rostos para a luz ténue que os vai iluminando.
Alguns como que acordam e, então, desatam a gritar e a tentar desenvencilhar-se de… nada…
Outros tentam manter uma postura possível (ou raiando o impossível das suas forças), mas outros continuam o seu arrastar.
Todos entram numa sala enorme, iluminada e com outros indivíduos que pretendem um ar digno, mostrar alguma superioridade e orgulho por estarem ali a esperar por estes que agora chegam.
E… coitados! Estes nem sequer percebem que todo o bom aspecto que pretendem encobre situações mais deficitárias que aquelas que vêm chegando…
- Sempre assim foi – mais coitado é aquele que não quer ver!
 

 

28
Mar07

Pareceu-me...

eva
28 de março de 2007

Senti um pequeno solavanco, digamos assim.
Depois, não percebi se estava pesada ou, pelo contrário, leve como uma pena.
Pareceu-me ver uma mão estendida, muito brilhante, até fazia mal à vista o brilho daquela imagem.
Apoiada nessa mão fui capaz de andar e chegar a uma espécie de sala ou salão, pois as dimensões eram enormes.
A entrada era estreita.
Toda essa sala brilhava de luz e em cores do azul claro ao branco.
Os reflexos, por vezes, eram amarelados ou creme.
Ao entrar, a admiração deu lugar a uma vontade de não sair mais dali.
Cansada, tentei sentar-me no chão que, aliás, não se distinguia do resto.
Portanto, acomodei-me como me pareceu possível.
Não sei quanto tempo estive assim, porque pareceu que me acordavam ao de leve, no ombro.
Era outra vez aquela imagem brilhante, que me sorria e me dava outra vez a mão.
Agora ouvia distintamente uma música.
A música transformou-se em canção e a canção em vozes, muito perto de mim.
Mesmo muito perto, junto à minha cabeça e diziam para eu tentar acordar e o que sentia.
Sem esperar pela minha resposta, as vozes eram já só uma voz calma, que me falava de ter passado algum tempo inconsciente e querer saber se podia dizer o meu nome, porque no carro não encontraram qualquer identificação.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema

ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2006
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D