Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escritos de Eva

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Escritos de Eva

28
Fev12

Fraternidade, igualdade

eva

 desejo de igualdade

Provém de íntimo sentir

Do amor fraternal.

O desejo de igualdade

Provém do pretender

Medida justa no comportamento

Como no pensar entre todos.

O desejo de igualdade

Promove a sustentação da vida

No indivíduo como no ser

No planeta como no universo.

O desejo de igualdade

Superintende o progresso

De tudo, do todo.

O desejo de igualdade

Entendendo a interligação global

Sobrepõe-se à felicidade individual

Para ser a sublimação da vida

Na existência cósmica.

01
Jan12

Novo Ano

eva

- ue dizes ao novo ano? Novos projectos?

- Nem pensar! Não ouves o que se diz? Estamos em crise.

- Pois estamos, sobretudo se amesquinharmos a nossa vida por questões de política económica. Somos nós os pobres e temos que poupar – pronto! Outros há que não precisam disso… Paciência para nós e paz em nossos corações.

- É assim que resumes a situação caótica?

- É assim que a consigo encarar. Não poupo mais do que poupava, simplesmente porque não tenho mais.

- Mas eu gastava em férias, roupas, etc.

- Eu não! Até a comida já está racionada há muitos anos.

- Então a tua crise é anterior a esta, nacional.

- Ahhh! Sem dúvida! E se pensares melhor vais perceber que assim é para a grande maioria. Conta os que ficam sem casa por tostões… os que ficam sem família por caprichos não satisfeitos… os que fogem sem saber para onde… os que gostariam de se esconder de violadores e arrogantes de toda a espécie… os que gostariam de poder escolher simplesmente trabalhar a sério em vez de esgrimir vontades e sevícias de quem exerce arrogante chefia… os que gostariam que as declarações financeiras pudessem ser a realidade de cada um mais que a sabedoria de bem preencher folhas… os que gostariam de vive e deixar viver – simplesmente…

- Estás a sonhar com paraísos, ilhas em mar turbulento!

- Quem sabe? Gostaria, isso sim, que pudéssemos viver realmente em igualdade simples, partilhando a simplicidade de viver.

- Ohh, só isso?!!

- Só!!! (risos joviais)

09
Dez11

Igualdade de oportunidades

eva

- á não há distinção entre homens e mulheres nas tarefas e isso é muito bom!

- Não sei se é bom, mas sei que é uma necessidade. As mulheres têm que fazer trabalhos de força para os quais não parecem muito destinadas fisicamente. E os homens têm que fazer trabalhos delicados para os que, de igual modo, não parecem naturalmente muito vocacionados. Mas é o que se torna necessário e por isso toca a arregaçar as mangas e começar a trabalhar.

- Não gostas da igualdade que isso representa?

- Gosto da ideologia e partilho-a para todos os seres, com as excepções óbvias. Por exemplo, sei que os ratos têm direito a viver, mas afasto-os das minhas coisas porque eles representam falta de higiene e fácil propagação de doenças graves.

- Para ti, qual dirás ser o problema com igualdade de oportunidades de emprego?

- Dito assim – nenhuma! Visto e observado caso a caso digo-te que pode haver muito abuso a coberto dessa igualdade. Só isso!

- Mas os abusos são de cada um, não das leis.

- Tudo bem! Talvez haja então grandes falhas na fiscalização e salvaguarda dos casos mais frágeis.

- Estás a referir a escravidão encoberta?

- Ou seja, estou a referir que é conveniente defender os mais fracos dos grandes interesses, tão próprios das sociedades.

- Tudo mais sensato, então.

- Pois! Sem caridade nem respeito não temos progresso algum.

05
Jun11

Desejos comuns

eva

az, amor, saúde, felicidade.

São os desejos comuns

Dinheiro e elevada posição social

São as ambições comuns

Vontade de fazer trabalhos

De boa qualidade

Vontade de repartir os bens

Por outros menos favorecidos

São os desejos de alguns.

Entre os ricos e os pobres

Que houve e sempre há

Também foi sempre notado

A partilha

De quem mais tem pelos outros

Seja essa partilha

De conhecimentos

Seja de entreajuda

Afinal

É desse equilíbrio que se observa

A verdadeira igualdade.

A decisão

Essa!

É antes de mais, pessoal.

 

11
Mar11

Pela natureza

eva

ela natureza chegamos lá

Lá onde a unidade emerge

Na natureza nos imbuímos

Desse sentir uno

Pela natureza observamos

Nosso horizonte e escalada

Pela natureza chegamos lá

Lá onde a unidade emerge

Pela natureza sentimos

A união com animais, plantas

Terra, mar e céu

Pela natureza intuímos

A igualdade que existe

A diferença que persiste

Afinal…  apenas

Porque tudo produzimos

Com nossas acções

Infelizes ou mais felizes

Mas quando quisermos

Com toda facilidade

Pela natureza chegamos lá

Lá onde a unidade emerge!

 

27
Jun10

Palavras raras

eva

raças. Gracioso. Obrigada. Agradecida.

Palavras cada vez mais raras na utilização quotidiana.

Porquê? Porque não estamos agradecidos? Porque não nos sentimos agradecidos a nada? Ou porque não há nada a agradecer?

A situação está em nós? Ou em quem conhecemos?

Será que não sentimos nenhum favorecimento dos outros para nós porque somos tão bons em egocentrismo… ou porque estamos tão abatidos que nem notamos o que acontece em redor… ou porque nos isolamos e alheamos de tudo em redor… apenas somos nós connosco…

Será que apenas convivemos com quem não se convive em igualdade mas… a quem se prestam informações da nossa vida… convivemos com outros porque tememos, receosos, a sua fúria se não lhes contarmos a nossa vida e a de quem vive connosco…

Conviver é conviver em igualdade de prazer nessa companhia, sem necessidade de contar seja o que for… apenas observar e comentar partilhando a vida em redor… sem qualquer maledicência, sem oportunismos… apenas o partilhar desconhecimentos ou ignorâncias assim como conhecimentos e ensinamentos.

Conviver é partilhar emoções e conhecimentos úteis para os intervenientes.

Conviver culturalmente… conviver em abundância de conhecer com sabedoria.

Quem convive, então?

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema

ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2006
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D