Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escritos de Eva

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Escritos de Eva

15
Mar13

Mulheres, homens e crianças

eva

- ulheres, homens e crianças – são a humanidade. Somos nós!

- Que queres dizer com isso?

- Que somos uma espécie na natureza deste planeta, além das plantas, animais…

- Minerais, pedras...

- Areias, rochas, unicelulares, oxigénios, azotos…

- Lindo! Mas todos sabemos isso, ou não sabemos?

- Creio que às vezes as pessoas são mais animalescas que humanas.

- Isso é de veres as notícias e vibrares em aflição com o que te mostram. Analisa e vais ver também o que a humanidade faz de bom.

- E achas que faz alguma coisa?

- Faz, faz! Só em tecnologias para a saúde são coisas de génio.

- Para as guerras e martírios de indefesos, também!

- Talvez seja de tudo informar e enaltecer o melhor, em vez de repetir vezes sem conta as desgraças. Para estas era mais útil, talvez, a impressão de que algo se ia fazendo para impedir mais e mais vítimas. Há sempre mecanismos para melhorar as situações infelizes relegando os cargos e vendas/lucros fantásticos.

- Humm… melhorar as intenções humanitárias – dizes tu.

- Nem mais! Todos podemos ser maravilhosos – todos!

 

26
Jan13

Modos de viver

eva

odos de viver há

Que não são dignos

nem de cães nem de gatos

Modos de viver há

De que os animais não merecem

E quando isso acontece

Quando a dignidade se vai

Quando animais e plantas

São desprezados…

Que dizer dos humanos

Que são escravizados

De corpo ou de mente

Quem terá essa autoridade

De amesquinhar

Tudo em que toca

O bom, o belo

O Amor e Concórdia

A Paz entre todos os seres

A Paz do planeta

Modos de viver há

Que não são vida…

Sejamos em Paz

Em nossa mente

E em nossos corações

Aí a superioridade

Do modo de viver…

08
Dez12

Que fazemos nós de nós?

eva

umanidade

Homens e mulheres

Velhos e crianças

Que fazemos nós de nós?

Animais e plantas

Crescendo, evoluindo

Animais há que enlaçam

Seus filhotes ao colo

Os ensinam sem cessar

Até aprenderem a ser adultos

Animais há que escolhem

Um companheiro

Para toda a vida

E se este morre

Continuam sozinhos.

Animais e plantas

Trocam energias

Com o ambiente

E protegem os seus.

Homens

Que fazemos nós de nós?

Do planeta, a nossa casa?

Humanidade delineou Humanismo

Homens

Somos UM.

19
Fev12

Épocas e cânticos

eva

pocas, hábitos e linguagens apropriadas aos costumes de cada uma.

Épocas da história da humanidade, do planeta que começou antes dela…

Épocas dos estudos da música e do canto.

Canto que é uma evolução dos primeiros sons guturais da humanidade.

Corais de indivíduos que gostam de cantar e que assumem posturas de equilíbrio, perante um grupo, para os melhores resultados.

Cânticos que se elevam no ar e nos transportam a outros mundos por veículo de belas sonoridades.

Canções mais populares e, portanto, mais abrangentes de resultados.

Exercitar a voz é uma atitude tão positiva como evoluída por nós mesmos.

Atenção ao resultado que queremos para nós mesmos, em cada ocasião particular da nossa vivência, pois ele acontece em vibração íntima.

 

Libera - Sanctus
16
Dez11

Somos ainda assim

eva

arti outrora

Cheguei agora.

Agora mesmo

Cheguei a mim

A ti, aqueloutro.

Cheguei e vi

Olhei e observei

Quis ajudar e tremi

Quis esquecer e não consegui

O que decidi lembrar

Aqueceu meu coração

Sou assim.

Somos ainda assim

Um dia o ser humano

Será melhor que os animais mais brutos

Mais evoluído que os mais sensíveis

Mais respeitoso e caridoso

Para o sofrimento doutro ser

E dele mesmo

Será mais conhecedor do transitório

Do que importa ser

Um dia o ser humano

Será um anjo.

28
Nov11

Época sem época

eva

stamos em época de compras.

Compras à parva e compras necessárias.

Compras caridosas e compras deixadas por comprar.

Época de sacrifícios sabendo porquê e não entendendo o porquê.

Idades que não têm muitos anos mais e ainda menos forças para ganhar o sustento.

Idades em que se deveria sobreviver à custa de tanto esforço e trabalho feito pela vida afora.

Idades que não têm utilidade política porque já não se deslocam para o voto.

Estamos em época sem época.

Estamos pelo menos em nós próprios e na fé que nos permite esperar cada dia um dia melhor.

Estamos na esperança de que alguém se lembre dos mais desfavorecidos em caridade fraterna.

Estamos na esperança que a humanidade pare a louca correria de viver em luxos e viagens e olhe para os que já nem conseguem sobreviver.

Estamos na esperança que a humanidade insana se dignifique respeitando o bem-estar comum e o progresso de todos.

Estamos na esperança de mais além do que a humanidade possa conceber de humanismo.

23
Set11

Sol e sombra

eva

ol e sombra

Praia e serrania

Água salgada ou doce

Areal ou floresta

Água funda ou jorrante

Árvores e folhagens

Ondas do mar alto

Ondas rasteiras da praia

Ventos e brisas

Céu azul ou enevoado

Tudo é a Terra

Tudo podemos desfrutar

Tudo podemos destruir

Tal é o poder do Homem

Tal é a Graça da Humanidade.

26
Mai11

O princípio simples

eva

s casas são refúgio. As cabanas, os palácios, são exageros.

O lar é consolação das famílias.

As quintas são subsistência familiar.

As florestas são oxigénio.

As fontes, rios e mares são água e sal.

As árvores de fruto são alimento.

A natureza tanto dá e também tanto retira com as suas hecatombes.

Uns resistem, outros não.

Tudo é alvo de transformação, de transmutação.

Tudo se adapta.

Talvez o homem um dia se adapte a viver em comunidade, sem querer a supremacia.

Talvez os homens um dia queiram viver em paz.

- Para isso têm que começar pelo princípio, que é sentir paz em si próprios. São os indivíduos que formam pequenas e grandes sociedades em consonância com os pensares prevalecentes.

- Pois tudo começa pelo princípio simples. Tão simples que, por vezes, nem é notado.

- Paz! Paz para todos.

 

23
Jan11

Alvorada

eva

a alvorada da história da Humanidade temos que considerar…

- Uff! Porque será que estes historiadores apenas consignam a alvorada humana e o aparecimento e progresso dos homens em termos físicos?

- …?? Porque eles são historiadores?

- Evidentemente. Mas ainda hoje há seres que, convivendo connosco nesta época da Humanidade, ainda estão na noite do seu ser, aliás, nem conseguem prever o dia que mais tarde se iluminará. Para eles a vida é uma noite consecutiva, um negrume de interesses.

- … Mas…

- Para eles, como para muitos de nós, nascerá uma alvorada e então tudo se iluminará em seu redor e, neles mesmos, a sua essência brilhará noutra luz, noutro entendimento.

- …?? O cérebro altera-se?

- A mente projectará bons sentimentos seja por quem for, seja pelo que for, porque não conseguirá sentir de outro modo que não seja vibrando em energias de Amor tão puro quão grandioso.

- Por enquanto e para mim – viva o amorzinho que tenho lá em casa e vai sair para o trabalho.


07
Out10

Do hábito da leitura

eva

- Mas… ele está sempre a ler?

- E então, qual é o problema?

- Nenhum. É estranho, apenas isso.

- Ora essa!

- Sim, tens razão, era bom costume, agora é uma excepção. Que queres? São os tempos que mudam os hábitos.

- Ainda hoje muito se estuda e muito se lê.

- Sim, mas os jogos e a internet põem mais pessoas à frente do computador que à frente dos livros.

- Há livros que se podem ler no computador e ainda têm a vantagem de se ajustar a letra e o brilho à comodidade dos olhos que vão ler.

- Sim, pois…

- Em todas as épocas há quem queira e procure mais conhecimentos além dos que tem, ou imagina ter. Em todos os tempos essa busca teve diferentes modos de se concretizar. Umas vezes foram conversas entre sábios, homens-velhos ou anciãos, escritos em forma de figuras, algarismos ou letras, agora são através do computador-dvd-pen; no futuro será por outro meio ainda mais útil.

- Tens assim tanta esperança nas pessoas? Há guerras e guerrilhas por toda a parte e por nada que mereça as vidas que se perdem dos inocentes…

- Tenho fé na Humanidade, sim! Enquanto houver pelo menos um indivíduo com integridade e ética elevada, acho que vale a pena esperar melhores opções da Humanidade neste planeta.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema

ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2006
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D