Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. De braço dado

. Paralelo inacabado V

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Quinta-feira, 8 de Janeiro de 2009

De braço dado

Ela estava com um vestido branco, de corte largo, no cimo do monte.
O marido ia ter com ela e trajava de escuro.
Ela sentia-se feliz, mas ele não tinha compreendido o que lhe acontecera e, pelo contrário, sentia-se triste.
Alegrou-se ao vê-la outra vez e admirou-a – ela estava como nos bons velhos tempos em que eram jovens e cheios de planos para a família que formavam.
Ainda bem, porque recordava constantemente, e com muita angústia, o aspecto dela na cama do hospital e tão doente.
A coisa boa, desse tempo, foi os médicos terem conseguido dar-lhe remédios que lhe tiraram as dores. Era o seu consolo.
Mas o que era isto que via, então?
A sua querida (Oh! Tão querida) esposa, ali, cheia de alegria e tão radiosa de luz e flores. E que era essa brisa que sentia e que a ela fazia esvoaçar os cabelos e o vestido?
Que era isto tudo?
Ela parecia falar tanta coisa, mas ele só via o movimento dos lábios e aquele brilho dos olhos que tanto amou e tanta felicidade lhe mostraram ao repartirem, juntos, tantos anos de vida comum.
Benditos anos foram esses!
Ela parecia querer mostrar-lhe agora um caminho (?) para as estrelas.
E no céu escuro da noite ele viu desenhar-se uma estrada, em rampa, com aquelas flores que rodeavam a esposa e que foram atapetar não só esse caminho como também as bordas.
Ela também lhe apontava para baixo, para a encosta do monte onde estavam e ele viu os filhos e netos.
Lembrou-se de lhes acenar e dizer adeus, sem saber bem porquê.
Não fez mal, porque eles não demonstraram vê-lo nem entender o que lhes disse.
E… já iam, de braço dado, como antigamente, pela tal estrada…
FIM

- Que dramalhão! Não sei se gostei…
.
.

.

Harald Oscar Sohlberg - Reflexos
Imagem retirada da net

.
.

Disse  Henri Bergson:  A vida é um caminho de sombras e luzes. O importante é que se saiba vitalizar as sombras e aproveitar a luz !

.
.


publicado por eva às 00:39

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Terça-feira, 10 de Junho de 2008

Paralelo inacabado V

Verde safira, tão suave – parece seda.
Dirigimo-nos para lá porque essa clareza atraía-nos. Era tão bela.
Conforme nos aproximávamos ia ficando cada vez mais branca.
E passámos a porta, ou portão, porque era mesmo uma passagem.
Lá, do outro lado, estava uma cidade inteirinha. Casas, ruas, jardins, pontes…
Mas não se viam carros, nem quaisquer outros meios de transporte.
Pessoas passavam por nós com alguma ligeireza e nós fomos andando. Em frente, que é o que se faz quando não se conhece o caminho. Na dúvida, segue-se em frente...
E fomos dar ao jardim que tínhamos vislumbrado do portão.
Era lindo. Enorme e cheio de luz do sol. O que não é muito habitual porque a copa das árvores, muitas vezes encobre o sol.
Agora caem pétalas de flores por cima de todos como se a abóbada as distribuísse assim – por nada.
Alguém nos vem interpelar e, a seguir, conduz-nos à saída.
Porquê?
Então, porque não podíamos estar ali.
Ainda não era tempo!


.
 .

Jardim de Luxembourg.  Fotografia de Arnaud Frich

.
.
Disse  Henri Amiel:  O tempo nada mais é do que a distância entre as nossas lembranças !
.
.


publicado por eva às 16:41

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds