Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Conforto

. Um jardim

. Reaprendizagens

. Grupo de trabalho

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Domingo, 24 de Junho de 2012

Conforto

- ou à praia!

- Para quê?!

- Hã?

- Para quê vais à praia se temos tudo igual, um solário, uma piscina, cama para estender, jardim, etc. Que mais queres?

- Bem, quero ir à praia com os meus amigos e sujar-me na areia, molhar-me na água gelada e… ah! sim, perder horas encafuada num carro em fila para chegar lá. Dizem que é uma autêntica aventura!

- Por isso mesmo é que nós temos tudo aqui e com todo o conforto.

- Ah! Mas isto não tem a graça que oiço dizer…

- Pronto, então vai…

- Hummm… Estás a pensar em quê?

- Estou a pensar como as coisas se interpretam de modo diferente. Quantos não gostariam de ter conforto! Quantos são escravizados todo o resto de suas vidas em troca dum saco de batatas, ou míseras moedas, que darão conforto à família restante, se calhar, por uns dias apenas...

- Ora, afinal, qual é o preço do conforto? - Essa é a tua ideia, ou não é?


publicado por eva às 20:29

link do post | comentar | favorito

Sábado, 11 de Setembro de 2010

Um jardim

um sonho! O jardim do bairro perto de casa, ou um jardim em redor da própria casa é um conforto e um regozijo.

Sim, sim! Também acoberta os grupinhos mal-queridos pela vizinhança e que tudo destroem à sua passagem.

Enfim, como sempre, há quem desleixe, ou destrua, e há quem ame, ajude e valorize.

A cada um a responsabilidade de seus pensamentos e acções.

Sim, sim! Mesmo quando são influenciados pela energia do grupo, cabe a cada um a sua responsabilidade. Mas o menor ou maior grau de responsabilidade será diferente conforme a situação vivida individualmente.

- Assim como a justiça?

- A justiça é Divina. O que temos neste mundo, ou seja, a este nível de evolução, são um conjunto de regras, ou leis, que preconizam o seu cumprimento em igualdade de situações.

- Ah! Temos um projecto de justiça!

- Melhor que nada! E voltando ao jardim, é um must poder sentar num banco e desfrutar da paisagem, das brincadeiras de crianças, de todos os que vão passando e passeando. Escolher um livro e ir lendo, despreocupadamente.

Estar num jardim de modo solto – é uma maravilha!



publicado por eva às 23:51

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2008

Reaprendizagens

Nem se endireita. Anda todo curvado nas suas caminhadas.
E ela também. Mas outra, acolá, caminha inclinada para o lado esquerdo.
A inclinação dela é tal que tem de ser acompanhada e a enfermeira aproveita para lhe ir perguntando quantos gatitos se vêem ali, na relva
Passados uns minutitos ela responde, mas o número ainda não está certo.
Reaprendizagens cheias de esforço e paciência.
Aqui, podem ver-se situações de coragem humana…
O Sol aparece com mais força e as flores, com o vento, vão soltando-se dos ramos e vão caindo no chão.
Os tais gatitos brincam com tudo o que encontram e contribuem para a alegria de quem os observa.
Está na hora do lanche e o grupo reúne-se para desfrutar das doçuras culinárias.
A seguir faz-se outra caminhada mais prolongada, enquanto o tempo não arrefece.
Nessa altura, a alternativa são os jogos de mesa – damas, xadrez, dominó e cartas.
E então é o encontro para uma (boa) competição.

.
.
 .

Alfred Brunel De Neuville - Kitties in the Garden
Imagem retirada da net
.

Disse  Michael Stevens:  Podes dizer a um cão para fazer qualquer coisa. A um gato podes apresentar-lhe uma proposta razoável !
.
.

publicado por eva às 00:41

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sexta-feira, 25 de Maio de 2007

Grupo de trabalho

25 de maio de 2007

- Olá, tás bem? Há tantos meses que não nos víamos!
- É verdade, o tempo continua a voar…
- Pois, já não sei bem, mas acho que foi desde aquele grupo de trabalho...
- Acho que sim! Bem, um grupo de trabalho que não mostrou trabalho nenhum!
- É o que faz tanta mania administrativa! Fazia lembrar a anedota dos remadores da canoa que todos queriam coordenar e nada de remar.
- Às vezes, ou se calhar quase sempre, a mania das formalidades empecilha a produção do próprio trabalho.
- O mais ridículo de tudo é que, neste caso, os trabalhadores tinham o trabalho feito mas não havia a quem o entregar.
- Sim, sim, eu lembro-me. Os coordenadores desapareceram e foi desmarcada a reunião da entrega das partes trabalhadas e da avaliação teórica do texto conjunto.
- Incrível como as manias pessoais conseguem anular tanto trabalho.
- A questão é sempre a mesma e já está estafada de tão velha: enquanto as pessoas não cederem das suas pretensões em favor do bem maior do grupo, não há produção de nada.
- É! Só se guerreiam e escudam uns nos outros.
- Para aproveitar alguma coisa ou para fazer um bom trabalho é preciso, sem dúvida, “querer dar”, mais que “querer receber”.
- O engraçado é que depois, sem pretender receber, a maior parte das vezes recebe-se e muito.
- Se é! Bom, até qualquer dia e haja a esperança de que tudo se resolva pelo melhor.

publicado por eva às 08:55

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds