Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escritos de Eva

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Escritos de Eva

30
Jun09

Outras realidades

eva

Piscinas, divertimentos – Verão e férias.
- Férias para quem pode e onde é possível!
- Isso é verdade! A maior parte nem emprego tem, quanto mais férias.
- Olha, ali! É como se estivessem dentro de uma nuvem e as pessoas estão a ser consultadas e tratadas.
- Não vejo nada, excepto a névoa.
- Lá dentro funciona um hospital e as pessoas estão a ser tratadas, quer sejam coisas simples ou complicadas. Todas as situações são observadas com toda a atenção. Depois cada um segue em conformidade com o diagnóstico. Uns saem, outros ficam internados.
- Numa nuvem?
- É tal e qual como num hospital comum.
- Qual é a diferença, então, para estarem numa nuvem? É para simbolizar um sonho? É do atendimento dado a cada um?
- Bem, o atendimento é cuidado ao extremo e disse que parecia um hospital pelas semelhanças, mas… este não sei onde fica… algures por aí fora, no céu.
- Isso é um sonho teu?
- Não, nada disso. Tu nunca acreditas que as coisas que digo estão ali, mesmo por cima do portão; outras vezes estão à tua frente e não as vês.
- Vamos indo. Cruzamos agora, ufa! Mesmo a tempo.
- Boa tarde! Já podemos entrar? Cá estamos Dr. Ela continua na mesma, não perturba ninguém, mas vive noutro mundo com outras realidades. Se quer que lhe diga, com coisas melhores que as nossas, o que condiz com uma fuga à realidade difícil de todos os dias. Contudo, do modo como leva a vida, atrevo-me a dizer-lhe que já nem sei quem é que anda mais enganado – se ela, ou eu!
.
.

.

Desenho de Mozart Couto
Imagem retirada da net

.
.

Disse  Giovanni Pascoli:  O sonho é a infinita sombra da verdade !

.
.

27
Dez08

Radiografias

eva

- Respira – pára – respira – pára… Pronto, já pode sair. Espere lá fora pela radiografia, sim?

As radiografias ao corpo, desvalorizadas, ou talvez não, por outros exames mais modernos, são as nossas fotografias interiores e em contraste.
Para os ossos – fracturas, etc. – as radiografias são meios importantes de diagnóstico, a não ser que depois não haja quem as saiba interpretar correctamente.
Isto forma um processo em que, mais uma vez, todos os trabalhos são importantes porque uns não valem sem os outros.
Assim como a melhor participação individual não se valoriza se não existir valorização de um todo onde esteja inserida.

De modo semelhante, no nosso corpo, se todas as partes trabalharem bem, o corpo é saudável, senão torna-se frágil à doença.
A mente é a grande coordenadora, tanto na organização de impulsos de informação-respostas, como nas variantes de tristeza e alegria com que essa organização se efectua.
De modo global surge uma cor – que nos identifica ou que revela o nosso modo de ser, e também o nosso modo de estar na vida.
- Ihhh! Isso é que é resumir…
- Pois… Dizem que a ética é a radiografia de cada um, pois traduz a combinação do conhecimento com a emoção. O nosso conhecimento é intuitivo se já foi vivido, e é racional se foi adquirido por opção. Daí o somatório e a questão da ética ser a fotografia espiritual do indivíduo.
- Queres dizer que o comportamento é algo intrínseco e que a maioria nem sequer o suspeita. Além de ter coloração.
- É um modo, ainda mais resumido, de colocar a questão, sim!

.
.
.

Maria João Brito de Sousa – Auto Retrato
Imagem retirada da net

.
.

Disse  Giovanni Papini :  Por inércia, prefere-se repetir os actos dos outros, em vez de procurar, com o esforço do pensamento, os melhores !
.
.

26
Nov08

Às vezes

eva

Casacos, gorros, luvas e demais protecções contra o frio – todos os anos procuramos estes apetrechos contra o frio.
Mas às vezes não há aquecimento que chegue, porque o frio está no interior – no interior fundo do coração – é lá que está esse frio.
O frio da solidão, de não se sentir deste mundo, de sentir-se diferente ou incompreendido…
Um frio da separação do resto dos amigos e conhecidos – o tal só no meio da multidão.
Afinal, todos sentimos as diferenças entre uns e outros e todos nos sentimos uma ou outra vez sós, e isso pode ser bom, também.
E, às vezes, somos sonâmbulos em nós connosco. E dizemos coisas de rajada que nem parecem ser nossas ou sequer terem sido pensadas. E sonhamos e estamos no sonho – todos estamos em algum sonho (estamos mesmo!).
Todos somos semelhantes, mas só alguns percebem claramente estes estares na vida, no dia-a-dia.
E tanto pode ser doentio como maravilhoso, viver vivendo assim!

 

.

.

Imagem retirada da net
.
..
Disse  Giovanni Papini:  A multidão é niveladora e gosta de decapitar, ainda que metaforicamente !
.
.
26
Set08

Será?

eva

Manhãs perdidas. Perdidas ou dormidas.
Quem se deita muito tarde não consegue levantar-se cedo para trabalho útil.
O corpo precisa descansar e durante algumas horas.
Para uns são as grandiosas 8 a 10 horas.
Para outros as mínimas 2 – 3 horas.
Para a grande maioria os sonos duram 4 – 5 horas.
Uns sonham acordados, outros completamente adormecidos.
Por isso uns lembram perfeitamente o que sonharam, outros ficam com os “recados”.
Recados sobre as suas preocupações mais latentes.
Outros não fazem a mínima ideia de nada e dizem que dormiram que nem uma pedra.
Será?
.
.

.

John Anster Fitzgerald -The Stuff that Dreams Are Made of 


Imagem retirada da net
.

.
Disse  Giovanni Pascoli:  O sonho é a infinita sombra da verdade !
.
.
31
Mai08

Paralelo inacabado IV

eva
Areias cor-de-rosa. Sim, cor-de-rosa. E bege também, o bege da cor de areia.
Nesse areal forma-se um remoinho e a areia fica em camadas concêntricas, misturando as cores.
São cores em tonalidades muito suaves de bege e rosa e até se distingue o branco da sílica a brilhar.
Oh, como tudo brilha à luz do sol.
Parece um deserto e está quente, mas não é o calor típico do deserto. E sopra apenas uma brisa muito, muito suave.
Do remoinho, saem pessoas como se chegassem ao cimo de uma escada vertical, muito lá do fundo, e em vez de uma porta chegam directamente à luz do sol no centro do dito remoinho, na areia.
Outros, cá em cima, olham fixamente para esse ponto central e apesar de estarem a salvo no areal conseguem, sem perceber como, mergulhar directamente no remoinho.
E caem. Caem na escuridão. E, ao cair, vão como que voando de braços abertos e com as roupas a esvoaçar. Primeiro descendo para o fundo e depois mantendo-se na horizontal.
Naquele espaço sempre escuro e sem luz aparecem de vez em quando círculos violetas a brilhar. E as pessoas aproveitam e passam pelo seu centro - como se eles apontassem o caminho.
E ao passar por eles é como se mergulhassem, agora, em água. E todos vão passando até chegarem ao outro lado, como se tivessem atravessado um planeta pelo centro.
Lá fora está céu azul e sol outra vez.
- Que viagem longa!
- Longa? Foram minutos e tu conseguiste dormir. Incrível!
.
.
.
Imagem retirada da net
.
.
Disse  Giovanni Pascoli:  O sonho é a infinita sombra da verdade !
.
.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema

ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2006
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D