Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escritos de Eva

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Escritos de Eva

03
Jan11

Campos floridos

eva

o que se vê daqui – campos floridos!

Flores e flores atapetando tudo até ao horizonte que a vista alcança.

E depois o céu azul, muito azul e de um azul celeste.

De vez em quando ouvem-se sons mas são indistintos e ora parecem falas de gente, ora parecem música, ora parecem sons da natureza e todos reflectem harmonia com a paisagem que se avista. E…

- Mas, afinal onde estás?

- Estou aqui!

- Aqui, onde?

- Aqui, ora! Bem, deixa-me dizer… encontro-me junto a um rio de água transparente, tão límpida que se vê o fundo perfeitamente. Vou indo junto da margem e chego a outra planície, com árvores e montanhas mais além. Gosto disto, e vê lá tu que estão ali pessoas e parte deles eu conheço, outros não. Não percebo o que fazem, parecem muito ocupados…

- Mas onde estás tu vendo isso?

- Já te disse, aqui mesmo.

- Onde? Se estou ao teu lado e estás quieto de olhos fechados a falar alto…

- Está tudo dentro de mim mas não sei explicar onde, que queres que te diga? é assim!

- Não me faças perder tempo que isso são sonhos, fantasias tuas, etc.

- Não são nada, e são eles que me estão a dizer isso agora, agorinha mesmo. Porque não acreditas em mim?

- Porque não sou assim!


27
Jan09

Contextos

eva

Pessoas pré-concebidas são o que são!
Antes de acontecer, já pensaram e imaginaram as cenas todas como se fosse uma novela.
Depois acreditam tão fielmente em tudo o que imaginaram que conseguem criar, para si, uma realidade a partir dessas cenas.
A partir daí vão interpretar algumas banalidades como sendo a confirmação da sua novela imaginária.
Segue-se a facilidade em poder confirmar as cenas todas, pois tudo é identificado dentro dos parâmetros pré-concebidos.
Às vezes passam-se anos, e outras vezes nem sequer chegam a perceber o logro que criaram para si próprios.
Os outros que, por qualquer razão, fazem parte da dita novela ficam admirados com algumas atitudes estranhas e inoportunas dessa gente fantasista, mas, geralmente, nem chegam a desconfiar de nada.
E assim, os anos vão passando a julgar, ou melhor, a pré-julgar, pessoas e relações de modo erróneo.
Serão os melhores anos da juventude ou os piores da velhice, ou, até, a vida toda na vivência de uma realidade completamente fictícia para os demais.
E ninguém percebe o seu sofrer porque sofrem e alegram-se em relação ao mundo que criaram.
- Mas vivem normalmente entre os outros e são independentes, não é?
- Enfim, são aparentemente normalíssimos, dentro do contexto em que estiverem inseridos.

.
.

.

Scott Kahn - Mensagem
Imagem retirada da net

.
.

Disse  John Irving:  Nós inventamos o que amamos e o que tememos !

.
.

15
Jan09

A diferença

eva

Pobre mulher! Pobres filhos. Ela está louca e cada vez mais vive em fantasias, em fantasias de raptos e sofrimentos.
- Pobres de todos os que estão assim e não percebem. E olha que às vezes parece que, no mundo, estão todos loucos.
- Isso é verdade, há dias que… nem te digo nem te conto…
- Enquanto vão percebendo que são fantasias ainda estão sãos – razoavelmente.
- Sim, a maioria, porém, acha normalíssimas as atitudes que tomam e até se acham no direito de serem superiores aos outros, coitados, com quem lidam.
- Resta saber quem são os verdadeiros coitados…
- Também é verdade. Tanto sofrimento que poderiam evitar se percebessem que é ilusão.
- Mas não foste tu que disseste, algures, que tudo é ilusão?
- Eu e até os cientistas já dizem isso. Os filósofos disseram-no desde tempos imemoráveis.
- Então, não há grande diferença.
- A diferença está nos momentos em que o indivíduo percebe, com lucidez, que a fantasia que vive como realidade acabou, ou, pelo menos, interrompeu.
- Ahh! Deve ser como sonhar acordado e sentirmo-nos no sonho.
- Repito que a questão está no tempo em que se está lúcido para perceber a fantasia ou ilusão que vai vivendo.

.
.

.

Imagem retirada da net

.
.

Disse  Montaigne:  Se chamarmos de monstros ou milagres aquilo a que a nossa razão não consegue chegar, quanto disso se apresenta continuamente à nossa vista?

.
.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema

ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2006
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D