Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Campos floridos

. Contextos

. A diferença

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Segunda-feira, 3 de Janeiro de 2011

Campos floridos

o que se vê daqui – campos floridos!

Flores e flores atapetando tudo até ao horizonte que a vista alcança.

E depois o céu azul, muito azul e de um azul celeste.

De vez em quando ouvem-se sons mas são indistintos e ora parecem falas de gente, ora parecem música, ora parecem sons da natureza e todos reflectem harmonia com a paisagem que se avista. E…

- Mas, afinal onde estás?

- Estou aqui!

- Aqui, onde?

- Aqui, ora! Bem, deixa-me dizer… encontro-me junto a um rio de água transparente, tão límpida que se vê o fundo perfeitamente. Vou indo junto da margem e chego a outra planície, com árvores e montanhas mais além. Gosto disto, e vê lá tu que estão ali pessoas e parte deles eu conheço, outros não. Não percebo o que fazem, parecem muito ocupados…

- Mas onde estás tu vendo isso?

- Já te disse, aqui mesmo.

- Onde? Se estou ao teu lado e estás quieto de olhos fechados a falar alto…

- Está tudo dentro de mim mas não sei explicar onde, que queres que te diga? é assim!

- Não me faças perder tempo que isso são sonhos, fantasias tuas, etc.

- Não são nada, e são eles que me estão a dizer isso agora, agorinha mesmo. Porque não acreditas em mim?

- Porque não sou assim!



publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 27 de Janeiro de 2009

Contextos

Pessoas pré-concebidas são o que são!
Antes de acontecer, já pensaram e imaginaram as cenas todas como se fosse uma novela.
Depois acreditam tão fielmente em tudo o que imaginaram que conseguem criar, para si, uma realidade a partir dessas cenas.
A partir daí vão interpretar algumas banalidades como sendo a confirmação da sua novela imaginária.
Segue-se a facilidade em poder confirmar as cenas todas, pois tudo é identificado dentro dos parâmetros pré-concebidos.
Às vezes passam-se anos, e outras vezes nem sequer chegam a perceber o logro que criaram para si próprios.
Os outros que, por qualquer razão, fazem parte da dita novela ficam admirados com algumas atitudes estranhas e inoportunas dessa gente fantasista, mas, geralmente, nem chegam a desconfiar de nada.
E assim, os anos vão passando a julgar, ou melhor, a pré-julgar, pessoas e relações de modo erróneo.
Serão os melhores anos da juventude ou os piores da velhice, ou, até, a vida toda na vivência de uma realidade completamente fictícia para os demais.
E ninguém percebe o seu sofrer porque sofrem e alegram-se em relação ao mundo que criaram.
- Mas vivem normalmente entre os outros e são independentes, não é?
- Enfim, são aparentemente normalíssimos, dentro do contexto em que estiverem inseridos.

.
.

.

Scott Kahn - Mensagem
Imagem retirada da net

.
.

Disse  John Irving:  Nós inventamos o que amamos e o que tememos !

.
.


publicado por eva às 00:25

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2009

A diferença

Pobre mulher! Pobres filhos. Ela está louca e cada vez mais vive em fantasias, em fantasias de raptos e sofrimentos.
- Pobres de todos os que estão assim e não percebem. E olha que às vezes parece que, no mundo, estão todos loucos.
- Isso é verdade, há dias que… nem te digo nem te conto…
- Enquanto vão percebendo que são fantasias ainda estão sãos – razoavelmente.
- Sim, a maioria, porém, acha normalíssimas as atitudes que tomam e até se acham no direito de serem superiores aos outros, coitados, com quem lidam.
- Resta saber quem são os verdadeiros coitados…
- Também é verdade. Tanto sofrimento que poderiam evitar se percebessem que é ilusão.
- Mas não foste tu que disseste, algures, que tudo é ilusão?
- Eu e até os cientistas já dizem isso. Os filósofos disseram-no desde tempos imemoráveis.
- Então, não há grande diferença.
- A diferença está nos momentos em que o indivíduo percebe, com lucidez, que a fantasia que vive como realidade acabou, ou, pelo menos, interrompeu.
- Ahh! Deve ser como sonhar acordado e sentirmo-nos no sonho.
- Repito que a questão está no tempo em que se está lúcido para perceber a fantasia ou ilusão que vai vivendo.

.
.

.

Imagem retirada da net

.
.

Disse  Montaigne:  Se chamarmos de monstros ou milagres aquilo a que a nossa razão não consegue chegar, quanto disso se apresenta continuamente à nossa vista?

.
.


publicado por eva às 20:30

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds