Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Ver a luz

. Luz e luz…

. Infinitudes

. Temos uma estrela própria

. Caminho das estrelas

. Estrelas

. Não sentiste?

. Aquilo que vemos

. Um ponto no Universo

. Estrelas

. Reencontros

. Maria João Brito de Sousa...

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Sábado, 29 de Dezembro de 2012

Ver a luz

strelas

Brilham na escuridão dos céus

O Sol

Ilumina todos os lugares

Luz

Está brilhante em tudo

Se tu não a vês

O problema está em ti

Olha bem

Observa melhor

O que tu és

E percebendo

E superando em Bem

Tu mesmo

Luz serás…


publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quarta-feira, 29 de Fevereiro de 2012

Luz e luz…

uz e luz…

De dia o Sol

Que abraça e aquece

De noite as estrelas

Que brilham e iluminam…

Luz e luz

Em nossa mente e corpo

Em nossas emoções

Para disciplinadamente

Sermos nós

A luz na Luz.


publicado por eva às 00:37

link do post | comentar | favorito

Domingo, 20 de Novembro de 2011

Infinitudes

lanetas, estrelas, Universo.

Infinitudes

Que nos tornam ínfimos

Que nos transportam em outras medidas

Sem medida

Em outros tempos

Sem horas nem dias

Em outros espaços

Sem lugares comuns

Para outros lugares.

Afinal quão comezinha é nossa vida.

Mas temos o agora a passar

Temos as nossas responsabilidades

Para bem tratar.

Temos a nossa dimensão

Para qualificar

Para ampliar

Para nos projectarmos mais além

No infinito ser de cada um.


publicado por eva às 00:43

link do post | comentar | favorito

Sábado, 8 de Outubro de 2011

Temos uma estrela própria

- strelas, o que são para ti, netinho?

- São luzes no escuro, ‘vó.

- Isso mesmo! São luzes no escuro.

- E sabes ‘vó, gosto de dormir com a janela sem cortinas para quando acordo de noite poder vê-las e assim não tenho medo porque elas parecem brilhar só para mim.

- Mas sabes um segredo… o escuro não existe. A luz primeira é branca, que depois se desdobra em todas as cores e tonalidades que podes ver.

- Mas eu vejo o escuro, ele é de que cor então?

- O escuro é a falta de luz, a luz que não vemos. Se nessa altura fechares os olhos verás a luz branca na mesma.

- Não vejo não, por isso é que me assusto.

- Ahh! Nada receies porque o medo tolhe. Fecha os olhos e pede para o teu Anjo da Guarda te guardar e mostrar a estrela que brilha só para ti.

- Só para mim?

- Pois todos temos uma estrela própria.

- Ela brilha no céu à noite, como as outras?

- Essa brilha dentro de nós, está sempre connosco e habita no coração.

- É branca, ‘vó?

- É branca mas às vezes mostra-se rosa se sentimos especialmente amor ou carinho, ou mostra-se azul se precisamos ser fortes e defender-nos, ou mostra-se amarela quando precisamos conhecer mais coisas da vida…

- Ah! Nos exames preciso mais dela amarela, pois pois!

- Então, netinho, não precisas ter medo de nada, tens sempre uma estrela muito especial dentro de ti.

- Então vou estar sempre cheio de sorte, euromilhões e tal?

- Que ideia! A estrela tem um brilho especial porque é para coisas especiais, para nos ajudar quando precisamos em alturas muito difíceis, quando nos sentimos abandonados, atarantados com tanto problema e…

- E à noite quando acordo!


publicado por eva às 00:33

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 17 de Fevereiro de 2011

Caminho das estrelas

- embras-te daquele filme do Caminho das Estrelas, ou Cometas, ou algo assim?

- Das Estrelas, ohh, senhores, santa ignorância!

- Para quê tanta perturbação? Era qualquer coisa referida aos céus, pronto! O que conta é a ideia que fica, ora!

- Bem, pelo menos isso ficou correcto, sim senhor.

- Olha lá e quem é esse senhor de que falas constantemente, hein?

- Então…

- Como vês, todos temos uns problemas de ignorância a tratar. O melhor e mais útil será prosseguir a conversa. Pois desse tal filme fiquei com a ideia de toda a vida insuspeitada que pode haver para lá do céu estrelado que vemos à noite.

- Já agora com batatas fritas!

- O quê?

- O céu, se já vai estrelado…

- Ai ai!

- Pronto, pronto, não te afobes! Para lá das estrelas que vemos em abóbada já todos sabemos, nesta altura dos acontecimentos, que pode haver de tudo e de nada, se pensarmos nos buracos negros.

- Qual! Se estão já a discutir há algum tempo que, não havendo nada inútil no universo, esses são mas é a inversão, o contrário, o outro pólo do que existe no outro lado, a dissemelhança.

- Ah, não sabia!

- Bem, algo de útil aqui – já ficaste a saber hoje algo mais que ontem.

- Pois, talvez, quem sabe?

- Hã?!

 


publicado por eva às 00:31

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 10 de Fevereiro de 2011

Estrelas

ês…

Vês as estrelas

Vês o céu

Vês a sua beleza

Vês que têm seu mistério

Vês os contornos de imagens

Que alguns chamam signos

Vês nelas astronomia e astrologia

Vês nelas o que mais ninguém vê

Vês a possível contemplação do infinito

Vês o impossível ser possível

Vês nelas a contemplação de uma lei maior

Vês bem até de olhos cerrados

Vês nelas o que mais ninguém vê!


publicado por eva às 00:39

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 7 de Julho de 2010

Não sentiste?

- uves os sons?

- Que sons?

- Parecem melodias ao longe, muito ao longe. Por isso chego a pensar se não serão só na minha cabeça ou se os outros também as ouvem?

- Sinto muito, mas não ouço nada. Espera! Sim senhor, tens razão, parecem vir de uma feira, ou assim. São músicas regionais.

- Não, nem por isso, parecem mais angelicais. São melodias suavíssimas, parecem embaladas por uma brisa… E já viste as estrelas, pequeninas, e lindíssimas que vêm nessa brisa, agora mesmo. Não viste? Envolveu-te a cabeça, o rosto e passou pelo meio dos teus cabelos…

- Senti foram os cabelos a voar com o vento, isso sim!

- Qual vento?

- O que soprou mesmo agora, não sentiste?

- Estava distraída a ver tanta beleza e cores… A maioria dessas estrelinhas brilham, com se fosse em cima de uma écharpe em cores variadas, todas em tons pastel. São quase indescritíveis. Dava para ficar todo o dia a vê-las…

- Podes ficar e eu vou indo…

- Pois tal não é fácil, porque vão desaparecendo tão suavemente como chegaram.

- Então deixa de sonhar acordada e faz sinal para o autocarro parar, que já vem ali. Tem um bom dia!

- Tu também e um dia todos poderemos ver o mesmo…

- Achas tu!

- Tenho a certeza! Até amanhã!

 


publicado por eva às 00:33

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 12 de Outubro de 2009

Aquilo que vemos

O céu azul é cheio da luz e do brilho do Sol. O céu negro é iluminado, apenas, pela Lua e os milhares e milhares dos pontinhos luminosos das estrelas.
Chamamos estrelas ao que já sabemos serem as estrelas: planetas, cometas e toda a variedade de astros celestes, incluindo os lixos e derivados.
Sabemos também que aquilo que vemos pode nem mais existir, em virtude da velocidade de propagação da luz até à sensibilidade da visão humana.
- Não é do olho, ou olhos?
- Os olhos são os órgãos especialmente dedicados à visão que vê, essencialmente, por capacidade mental. Por isso muitos cegos vêem e outros vêem com os olhos fechados.
- Mas vêem o quê?
- Vêem formulações mentais de imagens, tanto por si próprios como inferidas por outros, devido, por exemplo, a transmissões de pensamento.
- Isso tem a ver com a realidade.
- Tem a ver com a realidade num sentido lato, o que não é exactamente igual à realidade do quotidiano, das pequenas tarefas e necessidades imediatas.
- Isso ultrapassa-me completamente.
- Nem por isso. Todos nós somos seres com imensas capacidades mentais que, na grande maioria dos casos, não só não suspeitamos sequer da sua existência como não as utilizamos correctamente. Essas capacidades chegam a ser notáveis, mas também desapreciadas, em muitos de nós. E outros tantos gostariam de as saber utilizar noutras grandezas de que apenas suspeitam as possibilidades. É através da ética moral que se atingem outros níveis, sem percursos desagradáveis, e até funestos, em termos de lucidez.

.
.

.
Dupla visão - Cara ou Flores
Imagem retirada da net
.
.
Disse  Victor Hugo:  A alma humana necessita mais de um ideal que da realidade. É pela realidade que existimos; é pelo ideal que vivemos !
.

.


publicado por eva às 23:37

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

Um ponto no Universo

- Olha, já viste as estrelas no céu?
- Pois claro! O céu é lindo, escuro e com as luzinhas das estrelas por todo o lado. Quando não se vêem, geralmente é porque está enevoado.
- Estou a falar de agora, neste momento.
- Agora é dia pleno.
- Sim e vêem-se as estrelas também. Bem, algumas, não tantas como à noite…
- Óptima vista! - Porque eu não vejo nenhuma. Nem uma sequer!
- Ora, ora! Ali, se olhares com atenção, vês um brilho branco e não o luminoso que se vê à noite.
- Ah! Isso são estrelas? Então, efectivamente, são bastantes as que se podem ver durante a luz do dia.
- Calma, também se vêem planetas, como por exemplo Vénus, a que chamam a estrela da manhã ou estrela da tarde, porque se vê melhor ao amanhecer e ao entardecer.
- Bem, e depois…
- Depois, já pensaste que somos apenas um ponto no mundo do Universo. E já pensaste tudo o que acontece neste ponto diminuto que somos e no que é afinal a nossa vidinha para essa imensidão cósmica?
- Vendo assim as coisas…
- Que somos? Para quê tanta zanga, tanto arrebatamento, tanta emoção por minuto se, olhando para cima, para o céu, percebemos que somos apenas um ponto!
- Porque são as nossas lutas, os nossos mais queridos bem-quereres.
- Dizes bem – são as nossas lutas – e elas só devem persistir quando forem a nossa evolução!

.
.

.

CD de Enya - Paint The Sky With Stars
Imagem retirada da net
.
.
Disse  Eça de Queiroz:  Não há ideia mais consoladora do que esta - que eu, e tu, e aquele monte, e o Sol que, agora, se esconde, são moléculas do mesmo Todo, governadas pela mesma Lei, rolando para o mesmo Fim !
.
.

publicado por eva às 23:07

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

Estrelas

Estrelas e constelações de todas as cores, e não brancas como habitualmente as vemos no céu escuro e estrelado da noite.
Voamos todos e todos queremos agarrá-las – tocá-las – sentir o seu brilho e luz em nós.
Temos a ideia que isso é possível e que seríamos mais felizes se conseguíssemos sentir em nós essas cores radiosas.
Alguém nos adverte que tal não é possível, que cada um é livre de conseguir para si a luz que pretende alcançar.
E ainda nos adverte que, uma vez conseguida, essa luz não serve para outro chegar e ficar com ela.
Não! A luz é intrínseca a cada um, é conseguida com muita abnegação e amor; pode iluminar tudo à sua volta e tornar-se pretendida por outros que não a têm, porque o que é admirado é também muitas vezes cobiçado.
Porém, essa luz, que tanto queríamos sentir, pode ser alcançada por todos, e até aqueles que hoje estão distraídos ou angustiados a poderão alcançar um dia.
.
.
.

Fotografia do telescópio espacial Hubble
Imagem retirada da net
.
.

Disse Edith Wharton: Há duas maneiras de espalhar a luz: ser a vela, ou o espelho que a reflecte !
.
.

publicado por eva às 00:28

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds