Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escritos de Eva

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Escritos de Eva

02
Nov10

Questões kármicas

eva

- abes que te digo? Que muitos há que sabem usar a força energética dos seus pensamentos e pensam deliberadamente o que lhes apraz, sem olhar às consequências.

- Isso quer dizer que…

- Isso quer dizer que segundo as leis divinas, ou cósmicas, podem produzir-se acontecimentos na própria vida por força da vontade e livre arbítrio; contudo, a maioria, em vez de usar as novas habilidades para o bem comum aliado ao seu próprio bem, usam-nas para o que lhes dá mais prazer.

- Humm…

- Forçam as bestialidades mais cruéis, torturantes e ultrajantes do outro, muitas das quais não têm coragem de fazer fisicamente à frente da sociedade. Sabem, de cor e salteado, que só é atingido quem ainda o pode ser por questões kármicas, mas ainda não perceberam que o contrário também é verdadeiro.

- Humm…

- Ou seja, que pode ser a eles mesmos, os que mentalizam essas fantasias, que as ditas fantasias podem acontecer como verdadeiras, apenas e só para eles com todo o lastro que trazem.

- Humm…

- Percebeste? Deixa de sonhar e de te desdobrares em figuras que ultrajam mais a ti que a qualquer outro e talvez então consigas entender melhor o que fazes e o que acontece…

- Humm… Ok! Está um dia lindo!

- Hoje não, mas talvez amanhã o Sol seja radioso para todos…

 

20
Set10

É tão mais fácil

eva

tão mais fácil quando se acredita em algo divino…

Acreditar que tudo tem uma causa para acontecer e que das consequências sobrará algo bom…

É tão mais fácil aceitar o dia-a-dia quando se acredita que tudo tem uma finalidade boa para nós…

É tão mais fácil viver sobrevivendo a cada instante, por amargo ou até demolidor que tal seja do ser que ainda somos…

É tão mais fácil arranjar esperanças e aceitar o novo dia como uma nova oportunidade para tudo melhorar…

A força interior poderá ser superior a tudo isto.

Acreditar em algo divino será então um complemento da vontade do indivíduo para se auto-melhorar.

Auto-progredir em ideais a cada dia mais exigentes, ou elevados.

A auto-análise permite ao indivíduo conhecer-se nos seus mais íntimos recantos mentais.

Mas para isso há que ter coragem para aceitar em nós algo que não seja nada divino, até ultrajante, no nosso viver diário.

É preciso coragem e amor por nós mesmos, por aquilo que somos ainda e desenvolver paciente e fervorosamente o ser que queremos, desejamos e podemos vir a ser.

Afinal, um ser muito mais perfeito daquele que aparentamos.

 

18
Set10

Arriscar

eva

rriscar! Arriscar tudo por um ideal, seja de amor, seja por melhor saúde, seja por melhoria de vida financeira, enfim pelo ideal que foquemos nessa altura - é um modo de viver a vida.

Outros arriscam sensatamente e até por ideais semelhantes. Outros não têm ideais por que lutar.

O bom senso é necessário em todas as ocasiões e o que arrisca deve ter em consideração a possibilidade de não conseguir atingir a finalidade do esforço.

- Isso seria planear e gerir e não viver para um ideal. Viver a perseguir ideais são modos de viver e não, propriamente, modos de sobreviver. Quem assim vive ou está disposto a ultrapassar as consequências mais desagradáveis ou tem alguém que aguente essas consequências.

- Mas, no último caso, isso é viver confortavelmente à custa de outrem e não viver por ideais.

- A primeira parte é linda – viver por um ideal – porém se o resultado for infeliz as consequências são desastrosas.

- … Mas… porque têm as consequências que ser desastrosas?

- Porque tudo está bem se corre bem e, para além disto, as pessoas estão habituadas a ter outros que lhes aguentam os arroubos e manias.

- Ahh!...

 

05
Fev09

Medida justa

eva
Às vezes queremos tanto fazer bem e ajudar… e só erramos.
Outros, sem querer, ou pensar sequer, acertam e benfazejos se tornam.
Que dizer? Pois é assim! Se é conveniente pensar e reflectir também é conveniente não ficar a pensar mais do que seja sensato.
Para tudo há sempre uma medida justa.
Se damos muito carinho e não damos lugar à necessária independência…
Ou se não damos muito carinho e cedemos lugar à personalidade independente e fechada…
Ou se exigimos em demasia e a resposta é desistência ou arrogância…
Ou ainda, se não exigimos e nasce o relaxe ou a despreocupação desrespeitosa…
- Será assim?
- Na maior parte das vezes é, mesmo, uma dessas situações referidas.
- Mas cada um percebe a vida e o mundo segundo os próprios elementos conjunturais. E o meio em que o indivíduo se desenvolve tem uma importância capital.
- Tem importância como os outros elementos. E todos os passos são úteis. Ano após ano, todos nos vamos transformando sempre, sem cessar.
.
.

.
Gregory Colbert
Imagem retirada da net
.
.
Disse  Ortega y Gasset:  Muitos homens, como as crianças, querem uma coisa, mas não as suas consequências !

.
30
Dez08

A importância dos actos

eva

Ele estava a rezar. Sim, a rezar, porque estava aflito consigo mesmo.
Os pensamentos não eram dos melhores e tinha ouvido dizer que não se deveria criticar outrem.
Primeiro, porque não tinha esse direito. Segundo, porque poderia prejudicar de algum modo (que ainda não tinha percebido bem como), a vida e o progresso espiritual do tal outro.
Ora acontece que estava ofendido porque tinha-o considerado como amigo e eis que se havia revelado uma pessoa pérfida e premeditada nos seus actos.
Portanto, nem a desculpa de não saber o que fazia lhe poderia dar.
Estava tão ofendido quanto desiludido. Nos seus pensamentos estava patente a vontade de não mais o ver, nem às amizades do amigo, que sabiam de tudo e tudo partilharam.
Afinal, que amizade era aquela? Só existia do seu lado, que lhe havia franqueado a casa e a família, julgando sempre sã a convivência.
E… que amargura sobrava agora. Era tão forte que parecia sobrar dele para o chão, para o ar, para tudo o que o rodeava.
Já tinha ido saber e, mais que aos outros, era a ele próprio que essa desilusão fazia mal.
Era o seu corpo que recebia as ondas amarguradas e, mais cedo ou mais tarde, iria dar o sinal de alarme.
Por sinal de alarme entenda-se doença. Por outro lado, o tal amigo também poderia ser prejudicado pelas mesmas ondas tristes pois que lhas enviaria sem querer, apenas por pensar com aquela gravidade sobre o assunto.
E agora, como fazer para evitar tanta consequência e conseguir a sua educação de perdoar, tolerar e compreender?
Como? Fixando os pensamentos em coisas agradáveis e nos bons momentos em família, todos juntos!
E depois? Ahh, aos poucos, muito lentamente, irá conseguir não só perdoar como compreender que era impossível ao outro ser melhor, nesse tempo presente. Que os actos têm a importância que lhes dermos.
Para uns poderão ser banalidades do quotidiano; para outros, atitudes muito primitivas.

.
.

 .

Imagem retirada da net
 

..
Disse  Dalai Lama:  Na prática da tolerância, os inimigos são os melhores professores !
.
.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema

ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2006
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D