Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Pensar diferente

. Transtornos

. Aprendizagem constante

. Vida dedicada ao amor

. Uns, outros e os demais

. Responsabilidades

. Todos?

. Comemorações

. Darfur e um grão de mosta...

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Terça-feira, 6 de Novembro de 2012

Pensar diferente

- u’ é isso da consagração?

- Referes-te a…?

- Refiro-me a essa história da consagração dos corações.

- Não sei do que falas, sinto muito.

- Sabes sim! Falo da que citam como consagração do coração… hum… deixa ver se me lembro de mais… ah, sim! Da consagração do coração de Nossa Senhora… coitada!

- Coitada?!

- Sim, se era mulher séria não pode ser de todos nós, não é assim?

- É um modo de dizer…

- Pois será, mas se eu fosse ela não gostaria nada, nada, nadinha de nada.

- Bom, voltando ao assunto, acho que já percebi a pergunta. Trata-se de compaixão pelos outros, por tudo, a ponto de interceder por todos nós. Daí, aliás, o tal Nossa Senhora.

- Esquisito, digo eu. Então se devemos melhorar-nos a nós, sem nada pedir em troca pois que essa atitude, só por si, já indicia evolução, e isso é muito bom para nós… então… para quê pedir e esperar a intercessão de alguém que já foi boa na vida que teve. Além de que sofrimento não lhe faltou, pois ver um filho sofrer assim é pior que sofrer a própria mãe…

- Olha… sabes que mais… acho que tu e todos os outros que pensam diferente têm todos o seu quinhão de razão nos seus pensamentos e…

- E…

- E vou embora que tenho mais que fazer. Fica com os teus pensamentos que eu sigo com os meus, que bom trabalho me dão…


publicado por eva às 00:35

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 18 de Setembro de 2012

Transtornos

- oitado, está transtornado com tudo isto…

- E quem não está?

- Às vezes as gentes nem pensam, nem raciocinam.

- Pois, pois. É mais fácil deixar ir no embalo.

- Às vezes não sentem força para agir com firmeza.

- Ou não são encorajados para isso. A personalidade não é firme, tanto lhes faz desde que não se mexam mais que o menos que puder ser.

- Eheheh, pois é isso mesmo, compadre. É bom sentir compaixão por esses também.


publicado por eva às 00:26

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quinta-feira, 6 de Setembro de 2012

Aprendizagem constante

éu nublado

Abrindo para um novo céu

Um céu azul claro

Este, no olhar positivo

Roda a visão para o alto

Para o inconcebível

Inatingível…

E, no entanto, tão fácil de observar

Em Leis

 Tão naturais quão divinas

Leis universais

Permitem obter resultados

Cósmicos

Que alteram o futuro

De quem as quiser entender

Aprender

E afinal…

Trata-se de compaixão, caridade

Amor depurado

Em cada dia de vida

Em aprendizagem constante…


publicado por eva às 00:31

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 22 de Junho de 2012

Vida dedicada ao amor

ida dedicada ao amor

Amor como compaixão

Caridade e benevolência

Vida dedicada ao amor

A jogos de cama e mesa

Luxúria e excessos

Vida dedicada ao amor

Em romance angelical

Constituindo família

Em vidas simples e amorosas

Vida dedicada ao amor

Amor de vida!


publicado por eva às 00:24

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 7 de Novembro de 2011

Uns, outros e os demais

ns sentem-se desprezados da sorte.

Dos amigos, familiares, colegas.

De namoros e filhos.

De trabalho, promoções e dinheiros.

Outros sentem-se afortunados e consideram tudo merecido.

Outros mais, pensam em si e nos outros todos que vão encontrando.

Compreensão e compaixão podem alterar o modo de ver a vida.

Caridade pode prover ao dia-a-dia.

Em tudo há diversos modos de ver e viver.

Ou de não a observar…

A cada um a sua evolução e entendimento, menos ou mais alargado.

A cada um o seu mundo…


publicado por eva às 00:35

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 5 de Janeiro de 2011

Responsabilidades

ostas deste casaco? É quente não é?

Pois foi, recebi no Natal e se assim não fora não o poderia ter hoje comigo.

Pois é! Sem dúvida que o Natal-festa é uma oportunidade para muitos conseguirem ter algum conforto que durante o ano vai passando ao lado, digamos assim.

Outros, coitados, nem no Natal sentem algum bem-estar.

Às vezes parece que o mundo funciona às avessas e a nossa capacidade de justiça fica de rastos.

Então descobrimos que nem essa nos compete, apenas ser justos em nós.

Porque dos outros… eles mesmos cuidam e a responsabilidade do que fazem pertence a cada um.

A cada um pertence a sua interpretação da vida e o que nela fazem, como se caminhassem em estrada por desbravar.

A cada um as suas obras e para todos a maior tolerância e benevolência possíveis.

Porque há os que não entendem melhor, há os que entendem e tentam tirar o maior proveito de tudo, como é uso dizer-se à chico-esperto, e há os outros que tudo percebem e se horrorizam ou, já sem se constranger, tudo aceitam com humildade e caridosa benevolência.

O que sobra, o que resta do ser a cada ordem de vida, a cada ordem evolutiva é o Amor e a Piedade em abrangências cada vez maiores.

Resta um ser transparente e radioso de luz, sem nada mais que possa ensombrar um pontinho que seja dessa imagem transparente de si.

Se é assim que as coisas se passam? Ah, pois é!!!



publicado por eva às 00:32

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 7 de Outubro de 2009

Todos?

- E se a música é parte intrínseca de nós, ou em nós?
- E se não a podes ouvir?
- Se isso for possível, então o impossível também é possível?
- O melhor é pensar que tudo é possível.
- E, então, qual é a amplitude do desespero? Incomensurável?
- Por vezes chega ao suicídio…
- Mas o suicídio pode ser físico e real tanto para o próprio como para todos os que conhecem o suicidário.
- Mas… se tudo é ilusão…
- Mas… o suicídio pode ser também mental…
- O desespero é mental, também, e não deixa de ser bem sentido emocional e fisicamente.
- Então, tudo o que acontece ao indivíduo, já lhe aconteceu mentalmente?
- Isso é uma enormidade que pode ser considerada bem verdadeira… O acertado é viver sempre do modo mais recto que se conseguir, perdoando e amando todos – os que desconhecemos e conhecemos, os que nos injuriam e os que nos provocam amarguras e preocupações, os que nos são agradáveis e amamos simplesmente e de modo imediato.
- Todos?
- Compaixão e benevolência para com os outros gera benevolência por nós próprios. Então o tal desespero não tem lugar em nós.
- E seguiremos em frente no caminho com a nossa vidinha e a nossa Vida?
- Tal e qual.
.
.

 

Imagem retirada da net
.
.
Disse 
Pe. António Vieira:  A maior parte do que sabemos é a menor do que ignoramos !
.

publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 22 de Junho de 2007

Comemorações

22 de junho de 2007

- Sabes o que estive a pensar?
- Não faço ideia mas, pela tua cara, parece coisa boa…
- Por acaso, acho que é! Sabes estes dias comemorativos disto e daquilo? Ainda agora, por exemplo, foram os santos populares, o Sto. António, o S. Pedro e o S. João.
- E depois?
- Estive a pensar! E se nós fizéssemos o mesmo particularmente?
- Hum… não percebo!
- Pensei assim: e se dedicássemos cada dia a uma causa? Por exemplo, hoje, 6ª feira, dedicava-o à paz entre os povos; amanhã, ou seja, aos Sábados, ao perdão de quem se sente ofendido e de quem ofendeu; aos Domingos, pela instrução de todos; às Segundas, pelo amor fraterno entre todos; às Terças pela protecção aos trabalhadores e no trabalho; às Quartas, pela saúde e alívio dos doentes; às Quintas, pela tolerância e sabedoria entre todos e das diferentes raças!
- Fartaste-te de pensar, não? E como farias, ou faríamos isso? Sim, porque já percebi que essa receita era para todos!
- Qual! Só para quem gostasse da ideia e sem qualquer responsabilidade a não ser para si próprio.
- Está bem! Mas, e como é que isso se faria?
- Não te acontece, às vezes, estares a comer algo de que gostas e lembrares-te dos que passam fome? Então, em qualquer altura em que houvesse lembrança, era dedicar um minuto de pensamento pela melhoria da intenção daquele dia!
- Vamos a ver, hoje… era o dia de… ?
- Da paz!
- Da paz! Então, olhava ali para aquela fonte, por exemplo, lembrava-me que era 6ª feira ou que era o meu dia dedicado à paz e pensava nos povos em guerra e desejava pela paz entre eles durante uns momentos, em silêncio, era isso?
- Pois! Isso ou algo que te parecesse apropriado!
- Bom, tenho de admitir que dá uma certa sensação de fraternidade a nível mundial, e um minuto por dia não custa nada, lá isso… e além de ser pessoal, é reconfortante, e inócuo!
♪: Pra não dizer que não falei de flores - Geraldo Vandré

publicado por eva às 08:55

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 10 de Maio de 2007

Darfur e um grão de mostarda

10 de maio de 2007

Ainda hoje se sente a força do chicote!

Um pormenor de força bruta que se vê nos filmes e nas bandas desenhadas.
No entanto a pressão, seja física ou moral, continua com a imagem de um chicote que dobra as vítimas.
Nestes dias, mais uma vez, Darfur esteve nas notícias.

Já não sei há quantos anos aquela gente sofre e sofre. Como escravos sob um chicote.
E, como estes, outros povos ou etnias sofrem pelo facto de existirem, ali, naquele momento.
Por serem mulheres, ou crianças, ou homens, sofrem.

Sofrem e às vezes, parece que já não há palavras para descrever esta humanidade e este planeta.
Que força arrasta o homem a estas atitudes, a estas guerrilhas e genocídios de arrogância ou ganância?

Nem sei o que está em primeiro lugar.
Valem os contrários que, em gestos e pensamentos de amor e compaixão desmedidos, tentam contrariar estas brutalidades.
O amor é a maior força do universo, por ele até o que parece impossível se torna um grão de mostarda.
Desejável seria distinguir a essência das coisas e os valores que realmente valem, ser personificados nesta vida.
“Esta vida são dois dias” – diz o povo.

Dois dias, ou mais, ou menos, mas que sejam dias valorizados no melhor que pudermos ser de nós.
E concerteza que todos podemos ser melhor do que somos, pois em todos nós bate um coração com sentimentos de amor.
Há então que direccionar esses sentimentos em compaixão e generosidade para todos os que nos rodeiam e talvez se consiga uma protecção feliz de amor até ao infinito.
E a dádiva do amor atingirá todos, por fim.

publicado por eva às 23:59

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds