Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escritos de Eva

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Escritos de Eva

12
Dez12

Conhecer a si mesmo

eva

ugimos

Quantas vezes

Rebelamo-nos, lutamos

Por um ideal

Pela certeza de justiça

Por motivos próprios

Por bem-fazer

Crendo que detemos

A verdade

Acreditando entender

Saber e aconselhar

Sobre o melhor e adequado

A cada um e a todos

Crendo tudo saber

Estamos na vida

Ficamos na certeza

De saber, conhecer

Compreender…

O que, afinal,

Tanto pode ser nada

Como tudo

Conhecer então

A si mesmo

Em unidade

E integridade de si.

20
Dez11

O ritmo de vida

eva

orvelinho, turbo

É o ritmo de vida dalguns

Calma, ralenti

É o ritmo de vida doutros

A melodia de vida

Onde está?

Procura-se…

E deve ser valiosa

Pois não se encontra por aí…

Vamos andando sem saber como

Vamos suportando e gozando

Sem saber bem o quê

Vamos rolando dia-a-dia

Na inquietude

De não conseguir fazer

Na quietude

De deixar andar

Na certeza

De que ter não é ser.

06
Fev11

Lembrar com exatidão

eva

- embras-te?

- Do quê?

- Das aventuras de ontem, ali mesmo na baixa da cidade…

- Pois não lembro bem, não.

- Não te lembras é de nada!

- Francamente… não.

- Como é isso possível? Tens a certeza que não estás doente?

- Certeza, certeza, não tenho.

- Pois bem, estávamos nas compras quando foi todo aquele alarido de gente, confusão…

- E tu tens a certeza que isso aconteceu?

- Bem, a certeza-certeza não tenho mais, se dizes que não tens ideia e não estás doente…

- Olha, sabes que mais? O melhor é cingirmo-nos ao presente e o que passou já passou. Estamos aqui tomando o cafezinho da manhã e somos felizes por nos podermos levantar de modo independente, podermos ir para um emprego, encontrar amigos pelo caminho, saborear algo quente que corte o frio que sentimos e estarmos em tempo de paz. Não é bom?

- Esplêndido, digo eu!


11
Jan11

Convencimentos

eva

- uvi um grito muito agudo!

- Não ouviste nada disso!

- Ouvi, então já não sei o que ouço?!

- Acredita que não ouviste nada, isso foi um grito na tua cabeça.

- Essa é boa! Agora tenho gritos na minha cabeça. Na cabeça tenho a mioleira, a cara e o cabelo, isso sim!

- Pois, também, sim senhor… E muito mais que isso, asseguro-te…

- Mas afinal que queres dizer com isso do grito na minha cabeça?

- Exactamente, tal e qual, o que as palavras dizem – foi um grito na tua cabeça!

- Achas que estou ouvindo coisas estranhas?

- Nem por isso, se disseste que era um grito, foi porque assim pareceu…

- Exactamente, mas achas que pode ser outra coisa, algo grave?

- Grave? Um grito nunca pode ser grave, mas sim como achaste – agudo.

- Pois, pois… mas achas que estou doente?

- Acho que não te podes deixar convencer por qualquer um ou por qualquer coisa. Deves ter a certeza do que és, do que ouves, do que fazes, etc. e não te deixares convencer…

- Então? Mas tu sabes o que foi?

- Sei que se ouviu um vocalizo mais agudo que os anteriores.

- Um vocalizo? Alguém afinando a voz? Então, mas eu teria ouvido outros sons que não apenas aquele, não era?

- Era, mas se calhar não tomavas grande atenção ao que te rodeava e só ouviste o que realmente feriu o ar.

- Feriu, não foi?! Credo! Que grito! Pronto… vocalizo… seja! Não foi de aflição, tudo bem!

 

13
Jul10

A última palavra

eva

- oje é dia de passeio!

- Não, não – hoje é dia de ir passear!

- …? Não é a mesma coisa?

- Não exactamente, porque uma disseste tu e a outra frase disse eu.

- Ahh! Pois, não tinha pensado nisso assim.

- Mas isso é extremamente importante!

- Sem dúvida! Há quem necessite ter a última palavra, seja em que assunto for, seja como for.

- Pois é isso mesmo que importa.

- Mas todos temos falhas, todos somos imperfeitos, todos gostaríamos de ter dito e feito de outro modo, de modo melhor. Isto é que é a generalidade, a maioria…

- Eu não! Já sei muitas coisas, já estive em sítios muito sabedores destas coisas da vida e doutras que a vida tem. Sei muito bem o que faço e porque o faço.

- Parabéns para ti. Eu então, a cada vez que aprendo algo, parece que ainda sou mais ignorante do que a mim própria pareceria nos minutos antecedentes…

- Sabes porquê?

- Pois não!

- Eu digo-te: porque és exigente demais para aquilo que és capaz e porque duvidas de ti mesma. Quando tiveres, como eu, a certeza de que aquilo que fazes é para bem dos outros já não passas por nada disso.

- Para bem dos outros? Isso faria de mim um juiz dos outros, do que eles querem e do que são.

- Nada disso. Se és melhor só podes pensar e fazer melhor que eles.

- Ninguém é perfeito nem tem o direito de julgar ninguém.

- Ah! Só temos deveres, não? Quem é superior assim o é – mais nada!

- Quem deveras é superior não julga ninguém e tenta ser o melhor de si mesmo a cada momento, seguindo o caminho recto que traça para si a cada instante do seu caminho.

- Agora!! Quem pode, trata dos outros como acha que eles devem ser tratados.

- Bem, cada um vê o que pode…

- Adeus! (como vês, a última palavra é a minha!) … Hei? Onde estás? Como te atreveste a ir embora antes de eu acabar de falar? Heeei???!

 

12
Fev08

Cursos e escolas

eva
Cursos e escolas, aulas teóricas e práticas,
Conhecimentos que uns pretendem partilhar com outros.
Usualmente adapta-se um esquema geral que depois se subdivide cada vez mais.
E começam as explicações, por vezes dissertações, sobre os temas.
Olhar observador vai vendo a plateia assistente, esquadrinhando as suas reacções.
Perante o que se observa, redobra-se na minúcia das explicações.
E pede-se à assistência o resumo do resumo ou então as dúvidas ou contestações. Seguem-se aulas partilhadas com noções teóricas e práticas dando a impressão de outro tipo de dinamismo.
Nesta altura florescem dúvidas quando, minutos atrás, havia certezas.
Esclarecidas as situações possíveis, mais as inventadas porque estruturadas em erros básicos, segue-se a conversação animada.
Da conversa útil passa-se à conversação bem-humorada a daí às despedidas.
Tudo é arrumado, novas despedidas, apaga-se a luz e fecha-se a porta.
Fica a esperança de ter sido útil repartir informação e conhecimento.
É tão bom Saber !
.
.

.

Iluminura do Séc. XIV em "Os Elementos" de Euclides
.

.

Disse  Albert Einstein :  Se a minha Teoria da Relatividade estiver correcta, a Alemanha dirá que sou alemão e a França declarar-me-á um cidadão do mundo. Mas, se não estiver, a França dirá que sou alemão e os alemães dirão que sou judeu !
.
.

04
Abr07

Exacta...mente

eva
4 de abril de 2007

- Aquele que ali vai é o meu marido!
- Não pode ser. Ele não está por aqui! Está a trabalhar!
- Então eu não haveria de conhecer o meu marido?
- Digo-te que não é ele!
- Olha lá, se é o meu marido, quem é que sabe dele?
- Serias tu. Mas como a tua vista já não vê bem, estás a confundir as pessoas.
- Não estou nada! Aquele modo de andar, a figura e… olha, aquele casaco é o dele.
- Ai, ai, ai! Telefona-lhe a ver se aquele ali atende ou se atende noutro lado!
- Olá! Onde estás? Ainda? Não, só queria saber onde estavas…
- Eu não te disse? É por essas e por outras que ocorrem as difamações a pessoas de bem.
- Eu não estava a difamar ninguém! Até estava feliz de o poder encontrar assim, a meio do dia, de surpresa.
- Tu não o fizeste mas outros, mais impulsivos, poderiam não poder, ou querer, confirmar. E há pessoas muito parecidas. E casacos iguais…
- ‘tá bem, é preciso confirmar sempre o que parece ser, se não as ilusões podem tomar conta da mente!
- Exacta…mente.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema

ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2006
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D