Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Simplicidades

. Das atitudes

. Mudar de atitude

. O problema

. Um sentimento de mil dose...

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Quinta-feira, 29 de Julho de 2010

Simplicidades

- odes dar-me um copo de água?

- Água? Não queres um sumo?

- Vais tomar o quê?

- Eu vou agora fazer um cafezinho para mim. Queres um?

- Não. Preferia água.

- Aqui tens. Porque gostas tanto de água?

- Porque sabe bem, tira-me mesmo a sede e não deixa sabor algum na boca. Tudo o demais deixa um travo a qualquer coisa – doce, amargo…

- Como o sumo e o café, não é?

- Exactamente. Prefiro a água, mas às vezes tenho problemas em pedir um copo de água num café ou restaurante, mas a questão é que não bebo toda uma garrafa, mesmo das pequenas.

- Levas o resto.

- Mas quero ter as mãos livres de garrafas, etc. Poderia ser simplesmente – um copo de água.

- Isso – já foi! Agora é uma garrafa de água por questões de higiene, etc.

- Etc. e tal… isso sim!

- Seja como for, vivemos agora e os costumes são estes. Passar os dias em lamentos, ou rabugices, só estragam os dias que poderiam ser alegres e despreocupados. Tenta arranjar espaço mental para as novidades e para o que não queres, senão os dias são um suplício.

- Ou seja, não há outra atitude positiva a não ser tentar, tentar sempre…

 


publicado por eva às 20:29

link do post | comentar | favorito

Sábado, 14 de Novembro de 2009

Das atitudes

Quantos sonhos… quantos projectos… quantos dizeres… quantas palavras caladas…
Isso somos todos nós e cada indivíduo.
Quantas vezes calamos o que deveria ser dito e falamos o que não interessa?
- Como saber o que fazer?
- A melhor atitude é a que contém a verdade que ilumina, não a que acabrunha quem a ouve ou quem a diz. Mais vale manter a harmonia que apregoar o que está certo no tempo ou no lugar errado. A verdade tem ocasião para ser ouvida, tem ambiente próprio para ser admirada e aceite pelo seu valor. Senão, é vilipendiada e ultrajada por vários modos e não serve a ninguém.
- Então tudo tem uma harmonia própria?
- Incluindo o uso da palavra, ou da escrita, ou da arte, ou de qualquer outro modo de transmitir ideias e pensamentos. Porque tudo tem uma energia própria que pode interferir com qualquer outra energia, quer tenhamos, ou não, condições para perceber esses critérios e ambientes com facilidade.
- Então as boas palavras podem ser deitadas fora ou aproveitadas com sumo proveito conforme a situação em que são proferidas e não tanto pelo seu bom conteúdo?
- A sensatez é sempre boa conselheira…

.
.

.
Imagem retirada da net
.
.
Disse  Clarice Lispector:  E descobri que não tenho um dia-a-dia. É uma vida-a-vida !
.

.


publicado por eva às 00:32

link do post | comentar | favorito

Sábado, 4 de Julho de 2009

Mudar de atitude

Uma gaivota voava, voava… asas de…
E aqui, no areal, estão gaivotas, mas não estão a voar. Estão a debicar tudo o que encontram e o que as pessoas deixaram espalhado.
- Incluindo sacos plásticos.
- Todos os anos é a mesma coisa, talvez um pouco melhor, mas ainda há muito para aprender.
- Pois, enfim… mas o comestível sempre serve para as gaivotas. E… o céu está com um azul lindo e não vou estragar o meu dia por causa disso e desses tais.
- Talvez tenhas razão, não podemos tratar de tudo e, além disso, atirar a primeira pedra?
- Quer dizer que já deixaste lixo espalhado?
- Não! Não? Vendo bem, nestes meus anos de vida já devo ter deixado outra coisa qualquer, inadvertidamente ou por desleixo, e outros apanharam – que remédio.
- Sim, todos erramos aqui e ali, hoje ou ontem. Mas também vamos observando…
- Observar e dar o exemplo! Acusar não vale a pena e, ademais, o outro só percebe quando quiser perceber.
- Porquê?
- Porque só nessa altura é que estará mentalmente disponível para mudar de atitude.
- Não estamos sempre?
- Nem pensar! Alguns há que efectivamente estão atentos a si mesmos e aos outros de um modo constante – mas são uma minoria. A grande generalidade corre – para não dizer que foge – pela vida e por tudo o que lhe diz respeito, como se a vida fosse uma estrada para percorrer depressa e não repara em nada que não seja essencial para a sua sobrevivência.
- Não desfrutam os momentos! Mas quantos há que os momentos não são desfrutáveis, mas penosos e para serem olvidados.
- Sim, pois é…
- Chegamos sempre ao mesmo – ao meio-termo, ao caminho do meio, à sensatez.
- Sempre!
.

.

.
Imagem retirada da net
.
.
Disse  Dalai Lama:  Faça o bem sempre que possível; se não puder fazer o bem, tente não fazer o mal !
.
.

publicado por eva às 13:08

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 17 de Maio de 2007

O problema

17 de maio de 2007

- Aquela colega nova põe toda a gente em polvorosa.
- Porquê? Porque é bonita, feia, antipática ou porque trabalha bem ou porque não faz nada?
- Nada, nada disso! É pela maneira de agir ou, se quiseres, pela maneira de estar. Enerva!
- Não entendo!
- É assim: estamos todos a falar disto e daquilo e, claro, começamos logo a criticar.
- Até aí nada de novo!
- Pois! Mas começa logo por aí. É que mal diz uma palavra. E acabamos por nos sentir pouco à vontade.
- Mas não diz porque não conhece ou não sabe do que estão a falar?
- Não! Diz apenas que não se sente capaz de julgar seja quem for ou o que for.
- Se calhar tem alguma razão porque, bem vistas as coisas, é preciso conhecer ambas as partes para falar sobre assuntos com acerto.
- Ohh, mas não é tudo! Ainda diz que é abusivo falar de pessoas sem elas saberem o que se diz delas e não terem ocasião de se defenderem.
- Não costumo ver as coisas assim mas, vendo bem, até não acho mal.
- E quem disse que achávamos mal? Isso é o pior! É que todas achamos que ela tem carradas, paletes de razão.
- Então qual é o problema?
- É que foi uma novata a trazer à baila esta novidade e não nós, as mais velhas e mais experientes.
- Novidade?
- Pronto, esta nova maneira de ver as coisas, esta nova atitude! Cabia-nos a nós, percebes, e não àquela novata. Ou não é da juventude que se diz que “este mundo está perdido”?
- Pelos vistos também é um ditado… hum… abusivo?

publicado por eva às 09:42

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 23 de Abril de 2007

Um sentimento de mil doses

23 de abril de 2007

Como dosear o amor, esse sentimento de mil doses?
Se muito, é paixão; se pouco, é desprezo ou indiferença.
Por filhos ou netos é desmesurado e até avassalador.
Por crianças é, geralmente, ternura abnegada e compassiva.
Dos amigos de longa data até aos desconhecidos, os sentimentos sofrem inúmeras gradações.
No entanto, muitas religiões e filosofias explicam que o objectivo é atingir uma calma interior, de modo a que os sentimentos não oscilem tanto nos extremos.
Deve tentar dar-se espaço aos outros, pois o amor deve ser para libertar e não para cativar.
De visita a vários idosos apercebo-me também do peso da solidão, por eles considerada mais como abandono pelos filhos ou família mais chegada, que outra coisa.
Há tempos, uma amiga minha a quem aconselharam a não chorar a mãe que falecera pouco tempo antes (porque isso iria prejudicar o descanso eterno que ela poderia finalmente atingir), andava enervadíssima pelo esforço.
O que parece ser acertado é uma atitude mediana, ou seja, perceber que existe um tempo para cada coisa e, sem deixar de viver esse tempo com as emoções e os sentimentos apropriados, tentar reagir e corrigir as atitudes excessivas na vida de cada um.
É evidente que não se fala aqui de atitudes violentas nem extremistas.
As polaridades aqui referidas são passíveis de cada um auto-analisar e melhorar.
Resumindo: amar, sofrer por amor, alegrar-se por amor, deve ser sem excessos que perturbem o bom que é amar e ser amado.
tags: ,

publicado por eva às 17:11

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds