Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. A casa de todos nós

. Que fazemos nós de nós?

. Verdes são os campos

. Mundo humano

. Terra-mãe

. Felizmente

. Correrias

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Terça-feira, 18 de Dezembro de 2012

A casa de todos nós

- ra muito bom dia, não mais o tenho visto!

- Verdade que não, tenho estado muito ocupado, sabe…

- Pois não sei não. Que tem sido então de sua vida? Algum problema?

- Nada, não. Estou com os movimentos a favor do bom ambiente, saúde, ecologia, etc. etc.

- Hã, e isso dá assim tanto trabalho?

- Oh se dá! Chego a ter a garganta seca de tanto falar…

- Hã, é só falar?!

- Não, não. Também escrevemos, e organizamos eventos de sensibilização e…

- E isso tudo dá frutos ou…

- Olhe, se quer que lhe diga, nem sei. Há dias que tudo parece bem encaminhado, que as pessoas entendem que mais que os lucros no bolso está em causa a saúde dos seus filhos, inclusive. Que o planeta onde vivemos está a ser destruído por mãos humanas. Os seres superiores que deveriam usar a inteligência para melhorar o planeta e não para amortalhá-lo, mas quê!!!

- Eu concordo com o que diz, mas também se ouve cada coisa exagerada dos ecologistas, que nem lhe digo…

- Pois, pois, a sensatez é preciosa nestas e em todas as situações, sem dúvida.

- Ora bem, desejo felicidades para esses projetos a bem desta grande casa de todos nós.

- Obrigado, mas os meus projetos também incluem as melhorias para cada ser, é claro, como os mais desfavorecidos, os escravizados por outros humanos…

- Isso! Boa sorte!

- Pois, pois…


publicado por eva às 00:32

link do post | comentar | favorito

Sábado, 8 de Dezembro de 2012

Que fazemos nós de nós?

umanidade

Homens e mulheres

Velhos e crianças

Que fazemos nós de nós?

Animais e plantas

Crescendo, evoluindo

Animais há que enlaçam

Seus filhotes ao colo

Os ensinam sem cessar

Até aprenderem a ser adultos

Animais há que escolhem

Um companheiro

Para toda a vida

E se este morre

Continuam sozinhos.

Animais e plantas

Trocam energias

Com o ambiente

E protegem os seus.

Homens

Que fazemos nós de nós?

Do planeta, a nossa casa?

Humanidade delineou Humanismo

Homens

Somos UM.


publicado por eva às 00:29

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 26 de Outubro de 2011

Verdes são os campos

- ampos e campos relvados - vejo eu daqui.

- Eu também.

- Quer-me parecer que poderão ser os jardins do Éden.

- A mim também.

- Se calhar chega-se assim ao paraíso…

- Eu também acho.

- Mas quem és tu?

- Sou…

- Porque te colas assim a mim?

- É que…

- Também queres desfrutar deste ambiente?

- Bom, sim, lá isso gostaria, mas…

- Então respira fundo, amigo, observa e usufrui de tudo o que vês daqui.

- Tem a certeza?

- Porque não? Basta olhar para nos deleitarmos com esta calma e beleza natural. Não se ouve nem um pio humano.

- Pois lá isso, a esta hora!!!

- Hã? E olha além, amigo… água asperge do chão, como na minha terra, para regar os jardins relvados.

- Então mas… o senhor não é daqui?

- Meu amigo, acabei de chegar. Entrei a sufocar no hospital e a seguir vi-me aqui. Deve ser o paraíso, não acha?

- Eeeeeeuu?! Pobre de mim, já vejo fantasmas!

- Fantasma, eu? Então… e você?

- Eu sou o jardineiro da manutenção aqui dos campos de golfe e gosto de confirmar que está tudo em ordem, regas a funcionar, etc. mesmo que seja na madrugada.

- Madrugada?

- Sim, são 5 horas!


publicado por eva às 00:34

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Sexta-feira, 2 de Julho de 2010

Mundo humano

 planeta Terra é um berlinde azul no espaço cósmico, segundo dizem os astronautas.

E, vendo as imagens que nos vão chegando, parece um comentário muito a propósito.

Realmente, com os brancos das nuvens, os verdes, castanhos e os tais azuis um pouco por todo o lado – parece tão belo!

O planeta é a nossa casa maior nesta vida e, se cuidamos devotadamente da nossa casa de família, parece ser de cuidar da casa de todos com maior cuidado ainda.

Já se ouve falar, pois há muitas – imensas – tentativas para sensibilizar a opinião pública, sobre a necessidade de preservar o ambiente, mas apenas alguns resultados estão à vista.

Ouvimos falar de razias nas florestas que não se podem travar…

Ouvimos falar de mares negros de óleo à superfície e no fundo do mar maior…

Assistimos a mantos de morte perpetuados pelos homens sem razão sensível…

Ouvimos falar do bem para o meio ambiente…

Ouvimos falar de direitos de todos os seres…

Será que não se percebe o que é a unidade do bem por todos os seres?

Será que ainda não se entendeu a valorização do conceito do bem comum?

A inteligência, a capacidade de formular raciocínios complexos e conceitos abstractos, tão característicos do ser humano, significam exactamente o quê para a consecução do bem comum?

Será afinal, e simplesmente, a lei natural do mais forte que prevalece sempre?

Se assim é, não tem sentido construtivo a capacidade intelectual do humano em relação aos outros seres…

Será que as histórias de Gulliver são precursoras de alguma realidade?

Bem hajam os simples de coração – sempre!

 


publicado por eva às 00:39

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 1 de Junho de 2010

Terra-mãe

edras e mais pedras.

Rochas, que até os turistas pagam para ver. Vão vê-las em grupos e formam magotes de gente entre os que vão ver, os que estão lá para vender as suas coisas e os filhos dos filhos da terra.

Terra-mãe que tudo dá e mais daria se fosse bem nutrida, bem administrada.

Se ela, terra, não rebentasse também pelas costuras.

Costuras dos lixos e venenos que deixam ao ar, aos bichos, às gerações que se transformam e transformaram sempre.

Porque a terra é transformadora do ambiente.

Tudo o que lhe subtrairmos e tudo o que lhe dermos, assim receberemos nós e nossos filhos e seus filhos e os filhos dos últimos filhos.

Assim é a vida a pulsar em todo lado.

Assim deve ser o nosso comportamento – respeitoso e digno de nós e dos outros em todo o lugar e em todos os instantes – vivendo e deixando viver ainda melhor que nós.

 


publicado por eva às 00:39

link do post | comentar | favorito

Sábado, 8 de Setembro de 2007

Felizmente

O céu, o sol, a terra e o mar são paisagens maravilhosas de Portugal.
Um país que a natureza marca pelo esplendor da paisagem e do clima.
Olhando para longe, como querendo prolongar o horizonte, um casal jovem conseguia prolongar a beleza do que a vista alcançava.
Felizmente que, hoje em dia e um pouco por todo o lado, há já muita sensibilidade pela preservação de zonas ambientais.
Felizmente também que já não se vêem tantas pessoas a jogar objectos no chão, em vez de se deslocarem até ao lixo mais próximo para os deixar.
Felizmente, ainda, que já não se vêem tantas pessoas a deitar objectos sujos nas águas das praias ou ao mar, como se ele fosse um enorme contentor.
Mas todos sabemos que ainda há muito a fazer pela educação cívica e a poluição ambiental.
A internet e a televisão têm sido, nos últimos tempos, as grandes educadoras das massas populacionais – tanto das mais novas como das mais velhas.
Com esperança e fé na humanidade, creio que tudo poderá melhorar e em curto espaço de tempo.
Penso até que a maioria das pessoas já está cansada de tanto desprezo pela natureza e uns vão educando outros pelo exemplo vivo.
O futuro a todos diz respeito e nesse futuro parece estar a ventura de todos nós e do ambiente em que vivemos – disso, pelo menos, parece já não restarem dúvidas.
.

.

.

Clear Water..

© Sergio Segantin

.

♪: Nessum Dorma - Luciano Pavarotti

publicado por eva às 21:04

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 18 de Maio de 2007

Correrias

18 de maio de 2007

- Uff! Cheguei a tempo ou já fecharam? Não? Obrigado!
- É só isto aqui e… sim tenho o dinheiro certo. Mais uma vez, obrigado!
- Então, conseguiste?
- Por um triz, mas já está! Esta vida é uma correria vertiginosa. Já não aguento muito mais este ritmo.
- Olha, em compensação, temos aí um colega que, ao contrário, até parece que gosta de andar a correr!
- Pois é, ainda me lembro de há uns anos atrás – quando não tinha que fazer ou quando conseguia um intervalo dos bons – começava a pensar se não teria esquecido qualquer tarefa.
- Eh, Eh, eu também já fui assim! Que parvoíce! Conseguia estragar os raros momentos livres que tinha!
- Ou seja, ou temos menos energias ou estamos mais sensatos.
- Hum, se quando dizes menos energias, estás a querer dizer mais idade, prefiro a parte da sensatez!
- Pois sim, seja por que razão seja, gosto mais de mim assim, mais descansado com os tempos e conseguir entregar-me às tarefas com mais interesse.
- Dá outra satisfação, não dá? Até conseguimos ser mais compreensivos com aqueles que não conseguem!
- É, não tinha associado isso assim, mas é verdade!
- Ou seja, a partir daqui, «os dados estão lançados» e só podemos melhorar-nos a nós mesmos.

- Já agora, também ao ambiente que nos rodeia, pois está tudo interligado!

publicado por eva às 09:17

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds