Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Integridade

. Lobos e cordeiros

. Questões de moral

. A clareza no falar

. Corpo humano

. Voar

. Um modo diferente de vive...

. Do hábito da leitura

. Realidades subtis

. Aparências

. Amizade sincera

. Os pratos da balança

. Pontos de ética

. Merecimentos

. Radiografias

. Ética e integridade

. Fardas e ética

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Quinta-feira, 18 de Outubro de 2012

Integridade

ntegridade

De ser, estar e viver

Consigo e com outros

Isolado e em sociedade

Integridade pessoal

É ética vívida

É moral exemplar

Que convida a ser seguida

Integridade

É dignidade

É harmonia

É Paz.


publicado por eva às 00:38

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 12 de Julho de 2012

Lobos e cordeiros

ns são lobos

Outros querem sê-lo

E outros mais são as vítimas

Os cordeiros

Mas sem trabalho nem mestria

Não são nada

São apenas vítimas

De circunstâncias

Sem opção que não seja

Pela inércia

Nesse momento

A questão está na opção

Verdadeiramente assumida

Dentre as diversas atitudes

A questão está na opção

Do tipo de ética a imprimir

Mediante a força da vontade

Da lucidez da análise

Do pensamento bem trabalhado

A gerar ação por sabedoria.


publicado por eva às 00:19

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 12 de Dezembro de 2011

Questões de moral

- abes o que descobri?

- Oh. lá ‘tas tu! Se não dizes…

- Pronto! Descobri que posso fazer mentalmente exactamente igual ao que faço na realidade.

- Olha a novidade! Até chamam a isso o sonhar acordado.

- Ai, sim?! Bom, mas é mesmo útil. Olha, consigo falar com os outros, incutir-lhes as minhas ideias, pedir-lhes desculpas, convencê-los a irem almoçar comigo, a…

- Isso é muito feio. É falta de ética.

- Ohh, mas não é tudo! Consigo ir a casa das pessoas e espreitá-las em tudo o que fazem.

- Que horror, como te atreves a invadir a privacidade familiar?!

- Olha, olha!!! E até consigo trazê-las comigo quando quero.

- Pareces um monstro!

- Não, é por boas razões. Umas porque as quero, simplesmente. Outras, porque quero transferir energias e tudo o que consigo para melhorarem.

- Tudo isso são irreverências de quem não tem princípios morais nem a noção da realidade.

- Hã?

- Ninguém se pode armar em um deus perante os outros, sem sofrer as consequências dessa ambição desgovernada da razão e da moral mais cedo ou mais tarde. Muito pior se esses outros são mantidos na ignorância dos procedimentos. É por vezes evidente que vivemos entre seres monstruosos e seres angelicais, e que duns e doutros são as suas acções que os classificam socialmente nesses níveis. As capacidades da mente são ainda mal conhecidas mas, acima de tudo, penso que tudo o que pensamos e fazemos deve ser criteriosamente avaliado em termos morais. Temos a possibilidade de distinguir o bem e o mal, temos o que muitos chamam de centelha divina, ou o símbolo do Divino em nós. Seja esse signo desconhecido ou reconhecido por um ser, ele não lhe dá uma posição superior a ninguém, mas uma condição de progresso a ser bem avaliada. Como tal, a ética e a dignidade são essenciais para conseguir atingir um nível elevado de consciência.

- Ora, senão é o quê?

- É uma autêntica derrapagem e…

- Ora, divirto-me e muito, é o que é!

- Em um coitado é o que alguns se transformam, pior ainda se nem sequer percebem a distinção e teimam na decadência com todo o prazer.

- Interpretações, é o que é!

- Evidentemente e a cada qual a sua, por vontade e livre-arbítrio.


publicado por eva às 00:32

link do post | comentar | favorito

Sábado, 19 de Novembro de 2011

A clareza no falar

- ue dizes?

- Era o que eu mesmo ia perguntar...

- Mas… não ouviram nada?

- Pouco, distraí-me…

- Lamento, tive que atender o telefone.

- Bom, vou repetir…

- Não entendi! Se calhar até ouvi antes, mas como não entendi também não me apercebi que não tinha ouvido tudo.

- Se quer que diga, também não percebi bem qual é a ideia geral nem tampouco os objectivos que pretende atingir.

- Mas falamos a mesma língua!

- Com certeza, a questão é a clareza que põe nas frases e no tema que expõe. Se não lhe deu uma forma entendível, se não o organizou com índice de temas não pode esperar que compreendamos tudo conforme lhe interessa.

- Ok, vou dizer de outro modo…

- Ah! Agora entendi perfeitamente!

- Igual.

- Ora, pensei que em conversa ligeira os assuntos ficavam mais claros.

- Às vezes é um engano. Os índices, o desenrolar metódico dos temas são o melhor meio de expor as ideias.

- Então… e a conversa amiga, onde fica?

- Fica nos cochichos e na consolação de aflições. São fraternidades, não são exposição de assuntos de trabalho.

- Mas olhe que há situações que uma conversazinha resolve muito!

- Isso depende do interlocutor que tem e da ética dele.

- Hum… hum…


publicado por eva às 00:31

link do post | comentar | favorito

Domingo, 17 de Julho de 2011

Corpo humano

oração, pulmões.

Estômago, rins e intestinos.

Vista, ouvido e tacto.

Ossos e músculos.

Circulação sanguínea e linfática.

Tudo a funcionar.

Tudo a promover a vida física.

E a vida mental.

A cabeça, o cérebro e suas ligações.

A moral e a ética

Também têm que estar em condições de vida.

Nada de constrangimentos, menos ainda de contrariedades.

Mas tudo a funcionar.

E a vontade, a esperança, mais frescas e vivas que nunca.

Para que a vida brilhe no organismo.

Para que a vida exalte em cada respiração.

Em cada batida.

Não é tanto o viver que importa.

Mas como se vive.

Referimos a viver com fé, virados para o Alto.

Compreendendo que o homem não poderia ter feito o Universo nem promulgado a vida.

Compreendendo que o objectivo da vida é proteger a vida.

Proteger o planeta, fonte de toda a vida que nele existe.

A vida é obviamente vital!


publicado por eva às 00:38

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 6 de Junho de 2011

Voar

orboletas, abelhas, vespas.

Pássaros – pardais, andorinhas, pintassilgos.

Corvos, gaivotas, pombos.

Enfim, tanta espécie de voadores quantos a imaginação alcance.

O homem também quer voar e arranja mil estratagemas para o conseguir.

E consegue na maior parte das vezes esse intento.

- Porquê?

- Porquê, o quê?

- Porque consegue voar?

- Porque nunca desistiu de tentar. Por maiores que fossem os riscos, sempre foi tentando até conseguir. E hoje voa de avião, helicóptero, ultra-leve, pára-quedas e outros mais que haja por aí a servir de asas para o homem. Aquilo que a humanidade consegue tem relação, na maior parte das vezes, com a persistência nos propósitos.

- Sejam certos ou errados?

- Certos ou errados? O que para uns é certo pode ser profundamente errado para outros, não é? Mas quem porfia segue um objectivo com todas as suas forças. E o seu objectivo é o que mais deseja. Não tem a ver se está certo ou errado, se é ou não conveniente. Contudo, para a própria evolução, convinha os propósitos estarem acertados com éticas evoluídas, também.

 


publicado por eva às 13:08

link do post | comentar | favorito

Sábado, 23 de Outubro de 2010

Um modo diferente de viver a vida

- u amo Deus em toda a minha vida. A Ele me dedico e consagro todos os momentos do dia.

- Bem, entendo o maravilhoso e a sintonia íntima com o Divino cósmico e o divino no íntimo de cada um que pode ser ampliado e harmonizado até ao infinito. Queira o infinito significar algo tão grandioso quanto incogitável pelo meu, ainda pobre, desenvolvimento mental.

- Hã? Não tens fé, não rezas?

- Refiro outro modo de estar que, na essência, é capaz de ser semelhante ao que dizes mas que é um modo diferente de viver a vida. Para mim, a vida é para ser desenvolvida em formação ética individual tanto quanto em responsabilidade familiar e social, ou no trabalho, tudo com a maior dignidade que me for possível.

- Pois, eu referia um certo isolamento para dedicar a vida a Deus. Como antigamente faziam os eremitas, mas agora com mais algum conforto, apesar do trabalho ser duro na agricultura, pecuária e tudo o mais que sirva ao auto-sustento do corpo físico. Assim a mente vai sendo desenvolvida…

- Vai?

- Temos opiniões diferentes!

- E depois? A cada um a sua e os meus direitos terminam no limite dos direitos do próximo.



publicado por eva às 00:39

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 7 de Outubro de 2010

Do hábito da leitura

- Mas… ele está sempre a ler?

- E então, qual é o problema?

- Nenhum. É estranho, apenas isso.

- Ora essa!

- Sim, tens razão, era bom costume, agora é uma excepção. Que queres? São os tempos que mudam os hábitos.

- Ainda hoje muito se estuda e muito se lê.

- Sim, mas os jogos e a internet põem mais pessoas à frente do computador que à frente dos livros.

- Há livros que se podem ler no computador e ainda têm a vantagem de se ajustar a letra e o brilho à comodidade dos olhos que vão ler.

- Sim, pois…

- Em todas as épocas há quem queira e procure mais conhecimentos além dos que tem, ou imagina ter. Em todos os tempos essa busca teve diferentes modos de se concretizar. Umas vezes foram conversas entre sábios, homens-velhos ou anciãos, escritos em forma de figuras, algarismos ou letras, agora são através do computador-dvd-pen; no futuro será por outro meio ainda mais útil.

- Tens assim tanta esperança nas pessoas? Há guerras e guerrilhas por toda a parte e por nada que mereça as vidas que se perdem dos inocentes…

- Tenho fé na Humanidade, sim! Enquanto houver pelo menos um indivíduo com integridade e ética elevada, acho que vale a pena esperar melhores opções da Humanidade neste planeta.

 


publicado por eva às 13:03

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 8 de Junho de 2010

Realidades subtis

udo o que não se conhece é misterioso.

Às vezes, o que conhecemos também assim é.

A realidade pode não ser consistente com a verdade.

Onde pairará a verdade?

Quem somos?

Porque somos o que somos?

Para quê toda a nossa luta? Por que vivem outros tão facilmente, através de tudo e todos…

Por que não somos capazes desse modo de vida?

Porque somos como somos?

Que subtilezas nos rodeiam e impregnam o nosso ser?

Qual é o preço da ética na vida?

Mas… a ética nunca teve preço mundano!

Para além deste mundo há outros mundos?!

 


publicado por eva às 00:35

link do post | comentar | favorito

Domingo, 14 de Fevereiro de 2010

Aparências

  céu luminoso do dia e radioso pelo Sol que brilha. O céu escuro está rendilhado de branco dos astros iluminados pelo mesmo Sol que até a Lua ilumina sem ninguém ver.

- Ora! E nós, quantas vezes pensamos algo que, bem vistas as coisas, não é mais que ledo engano…
- E que só mais tarde, por vezes demasiado tarde, verificamos não ser nada semelhante ao que pensámos e que decidimos em conformidade.
- Então que fazer? Deixamos de pensar e decidir em relação às coisas?
- Olha ali, parece uma chuva de luz, que poderia ser de estrelas ou cometas ou outrossim… Como saber, agora, o que é, sem os instrumentos necessários?
- Porque…?
- Porque a luz que hoje vemos mais não é que o reflexo de algo que já foi, já aconteceu há muitos e muitos anos antes. Hoje a realidade, naquele lugar, pode e deve ser completamente diferente do que nos aparece agora à vista desarmada.
- Porque…?
- Porque tem a ver com a velocidade e a propagação da luz no espaço até ser possível a sua visão da Terra a olho nu.
- Então…?
- Então tudo pode ser ilusão, neste momento, e poderemos mal ajuizar precisamente por essa aparência.
- Então…?
- Então podemos analisar os acontecimentos, formar os nossos ideais de ética, mas não devemos julgar nem culpar, mas ter pensamentos cristãos e, se for da nossa fé, pedir a Deus por essas vítimas de engano ou infortúnio conforme nos parecem ser.
- Tudo se passa como no céu que vemos?
- A Natureza pode ser nosso espelho e é nossa sobrevivência física e mental, se deixarmos.
 

publicado por eva às 00:34

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds