Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escritos de Eva

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

Escritos de Eva

03
Jan11

Campos floridos

eva

o que se vê daqui – campos floridos!

Flores e flores atapetando tudo até ao horizonte que a vista alcança.

E depois o céu azul, muito azul e de um azul celeste.

De vez em quando ouvem-se sons mas são indistintos e ora parecem falas de gente, ora parecem música, ora parecem sons da natureza e todos reflectem harmonia com a paisagem que se avista. E…

- Mas, afinal onde estás?

- Estou aqui!

- Aqui, onde?

- Aqui, ora! Bem, deixa-me dizer… encontro-me junto a um rio de água transparente, tão límpida que se vê o fundo perfeitamente. Vou indo junto da margem e chego a outra planície, com árvores e montanhas mais além. Gosto disto, e vê lá tu que estão ali pessoas e parte deles eu conheço, outros não. Não percebo o que fazem, parecem muito ocupados…

- Mas onde estás tu vendo isso?

- Já te disse, aqui mesmo.

- Onde? Se estou ao teu lado e estás quieto de olhos fechados a falar alto…

- Está tudo dentro de mim mas não sei explicar onde, que queres que te diga? é assim!

- Não me faças perder tempo que isso são sonhos, fantasias tuas, etc.

- Não são nada, e são eles que me estão a dizer isso agora, agorinha mesmo. Porque não acreditas em mim?

- Porque não sou assim!


24
Dez10

Da utilidade dos sonhos

eva

s vezes sonho com tanta desgraça.

Vejo-me em tanta desgraça.

Sofrendo e sendo ainda desgraçado.

A possibilidade que os sonhos dão é a de podermos mudar a nossa atitude, ali mesmo.

Passar do gosto e desejos distorcidos para atitudes corrigidas.

Nem nos sonhos podemos mudar o comportamento dos outros, nem esse é o objectivo.

Mas podemos mudar, ir mudando, as situações que se pressentem e sentem mais penosas e até nojentas em relação a nós.

Podemos ir mudando as nossas atitudes perante elas.

E assim, a pouco e pouco, vamos mudando intimamente.

Digo a pouco e pouco porque as imagens continuam ainda por inércia, em virtude de anos em pesados erros.

Enfim, sonho pode ser uma hipótese do indivíduo conseguir melhorar-se interiormente.

Mas tem que ter ânimo para não fugir das situações, ou acordar delas em pesadelo, e tentar solucionar os sonhos do modo que lhe pareça mais positivo ou construtivo.

- E pode construir daí a projecção de uma nova realidade?

- Tudo é possível, por isso é bom que a direcção tomada seja a melhor direcção possível no contexto em que se encontrar.

 

16
Dez10

A força da esperança

eva

e já vi aqueles louva-a-deus? Nem sei o que são!

Ah, aqueles insectos! E para que servem? Digo, que utilidade têm na natureza?

Porque tudo é útil na natureza, pois não é?

Então para que servem?

Para nos inspirarmos? Essa agora!

Neste mundo de hoje não há contemplações!

Quem disse? Digo eu, dizemos todos? Não ouviste falar da crise?

Da financeira ou da económica?

Nada disso, da nossa crise, de nós, da nossa falha de esperança.

Esperança, sim! Ainda ontem vi um filme que retratava precisamente a força da esperança.

Pois claro que não é só para manter vivo um ser nas piores circunstâncias. Deverá servir para ser um móbil de progresso e sucesso. Algo que nos sustenta e faz sonhar…

Não, não esses sonhos de riqueza. Os sonhos de maravilhas e do maravilhoso que existe…

Algures? Pois, será algures, mas existe! E todos poderemos ser maravilhosos, um dia!

Não, não por um dia, mas a partir de um dia!

 

12
Set10

Sonhos e merecimento

eva

- ive um sonho tão bom, tão feliz, que tomara eu se pudesse tornar realidade!

- Os sonhos são muitas vezes prenúncio do que pode acontecer; noutros, somos levados a resolver problemas ou situações mal resolvidas no seu próprio tempo.

- Queres dizer que, pelos sonhos, podemos ir ao passado e ao futuro?

- Quero dizer que muitos sonhos são tratamento de sono.

- Daquelas terapias que nos põem a dormir ou nos hipnotizam?

- Eh Eh! Algo semelhante, porque essas terapias são situações forçadas a realizar-se em determinado sítio e em tempo demarcado com o indivíduo, numa situação de paciente. Pelo sono temos o mesmo, de modo natural e em tempo correcto quanto à acção e ao indivíduo. Uma terapia é exactamente isso – terapia – e pode funcionar mal ou bem, conforme seja apropriada ou não ao estado do paciente à época, ou ao tempo em que é realizada.

- Isso quer dizer que depende mais do indivíduo do que do terapeuta?

- Ou seja, o indivíduo tem que obter merecimento para resolver as situações que atravessa de modo global, na sua causa como em cada uma das consequências suscitadas e poderá ter então acesso ao registo dessas acções no conjunto final.

- Agora estás a referir-te aos registos akáshicos?

- Talvez…

 

09
Mai10

O medo tolhe

eva

ltimas palavras. Últimos gestos.

Parece que tudo foi um sonho, um pesadelo. Mas, se calhar não…

Tenho medo de acordar, de abrir sequer os olhos e ver se é verdade.

Ser verdade o que vi, o que sonhei, o que estava mesmo ali à minha frente…

Mas não posso ter medo...

Se tenho medo uma vez, possa não mais deixar de ter medo.

E o medo tolhe! Tolhe a verdade de ser mais verdade.

Tolhe o ser de ser melhor, de acreditar e ter esperança.

O medo não interessa… e, mesmo assim, às vezes continua a espreitar.

Bem, vou eu espreitar agora… está tudo na mesma… o quarto, a janela, a porta, o corredor… tudo?

E aquele sangue todo? E o crime? Onde estão todos os outros que estavam aqui agorinha?

Foi um pesadelo, só pode ser!

- É tudo mental menina. Está tudo só na sua cabeça. Nós, por aqui, continuamos com a cabeça entre as orelhas. Nem teríamos tempo para essas suas coisas. Aqui trabalha-se! Sabe o que isso é?

- Sei que está um dia lindo e que foi apenas mais um pesadelo. Que bom! Que bom são os sonhos, simplesmente sonhos…

 

08
Fev10

Sonhar

eva

 - stou cansada de tanto sonhar!

- Sonhar ou dormir, porque o dormir também pode ser cansativo. São muitas horas numa cama fofa e em que nos afundamos confortavelmente…
- Credo, fizeste-me sentir culpada de dormir e ter uma cama. Como foi possível? Paguei o que está no quarto e é para desfrutar enquanto posso, ora!
- Não foi essa a ideia, foi apenas referir a razão do cansaço descansando.
- Pois, pois! Mas o que foi mesmo cansativo foram os sonhos, que foram muitos e agitados.
- Lembras-te do que sonhaste pela noite fora, ou só do último, como a maioria?
- Acho que me lembro de muito mais que do último, ou então tudo aconteceu só no último. Mas foi muita coisa e muita gente envolvida, que nem se conhecem – incrível!
- Nos sonhos tudo se baralha.
- Nos meus não, eles reflectem as minhas preocupações e os meus sonhos dourados, digamos assim.
- Como?
- Os meus anseios, o que gostaria que acontecesse…
- Ah! Fazes futurologia a gosto e a dormir – que prático!
- Achas que desejo as coisas com muita força e convicção?
- Acho que todos merecemos os sonhos que temos, seja qual for a razão que os elabore e promova.
- Ah! Assim é melhor…
 
28
Jan10

Vivências

eva

- i!

- Oi, estás melhor hoje?
- Se estou! Dormi muito ou sonhei?
- Dormiste e com certeza sonhaste também. O que, aliás, faz parte da liberdade do espírito que todos somos. Somos um corpo finito do espírito eterno que é a nossa essência.
- Foi exactamente isso que sonhei. E que se atingirmos a fé, ou fidelidade, à energia suprema, cósmica e criadora de tudo, atingiremos o grau maior de evolução espiritual.
- Através da vivência, mas não apenas na vivência.
- Exactamente…
- Mais exactamente pela ética cada vez mais impecável.
- Impecável ou sem pecado.
- Exactamente. Hás-de explicar-me onde estiveste nos teus sonhos…
- Estive em escolas do céu, onde pensavas que tinha sido?
- Não pensei. Fui ouvindo.
- Também aprendi isso – a necessidade de ser bom ouvinte e intérprete das vozes caladas.
- Se calhar aprendeste mais a dormir que muito acordados…
- Talvez, e aprendi que há os mal acordados.
- E já que pareces melhor das febres, agora vou eu dormir.
- Também tens febre?
 
09
Nov09

Dos sonhos

eva

Nos sonhos estabelecemos uma relação íntima connosco, com os nossos temores e as nossas esperanças mais intrínsecas.
Durante o dia, nos afazeres quotidianos somos uma pessoa mas, no íntimo, quem somos afinal?
Quem poderá dizer que se conhece?
Apenas quem tenta conhecer-se a cada indício instintivo, quem se estuda em cada movimento ou palavra proferida de modo automático.
Apenas quem sonha reconhecendo que está, como personagem, em determinada história – mesmo que o seu aspecto seja diferente do actual.
Aquele que é capaz de se auto-analisar nos momentos de completo esquecimento de si…
- Ora, e como é que isso se faz?
- Pode fazer-se por uma espécie de hipnose em si próprio, querendo com toda a tenacidade saber de si e, sobretudo, com fé em Deus, na capacidade individual de evolução e no enriquecimento pessoal por valores divinos.

.
.

.
Maurits Cornelis Escher - A poça de água
Imagem retirada da net
.
.
Disse  William Shakespeare:  Nós somos o tecido de que são feitos os sonhos !
.

.

24
Jul09

Fugas

eva

Tanta complicação, tanta aflição e tantos problemas.
Apetece fugir, ou dormir e, ao acordar, pensar que talvez tivesse sido tudo um sonho.
- É a coragem que falta?
- Ou são os sonhos em que se sonham que são os sonhos longínquos.
- Ou próximos, porque às vezes sonhamos o que aí vem…
- Pois, pois. Quantas vezes é precisamente através dos sonhos que ganhamos coragem.
- São as forças que faltam?
- Não sei… sei que são dias, épocas da nossa vida em que ora queremos fugir ora encontramos forças para enfrentar tudo e todos.
- Isso depende muito se é apenas por nós ou por nós e os nossos mais queridos.
- Pois, pois. Por esses fazemos o que nem parece possível. Não medimos nada e atiramo-nos ao labor.
- Atiramo-nos ao abismo por amor, será assim?
- Saltamos os abismos, quererás dizer.
- Agora sou eu que digo: pois, pois!
.
.
.

Susana Bonnet - Abismo
Imagem retirada da net

.
.

Disse Jeremy Irons: Todos temos as nossas máquinas do tempo. Algumas levam-nos ao passado, chamamos-lhes recordações. Outras levam-nos ao futuro, chamamos-lhes sonhos !
.
.
17
Jul09

Paralelo inacabado XIV

eva

Deitada e dormitando, entre o cansaço e a preguiça, começa a sonhar.
Os sonhos que são filmes.
Sonhos que são visões de imagens ora lentas e rápidas, ora simples e sobrepostas.
Um ser estende a mão em jeito de ajudar a passar por uma rampa.
Outra espera que ela apareça e acompanha-a, guiando-a com cuidado nesse caminho.
Está tudo muito bem iluminado e, às tantas, no percurso entregam-lhe roupas, ou vestes.
- Mas ela não estava vestida?
- Oh! Estava, estava. Mas aquelas eram vestes honrosas, tinham significado próprio. Assim como as sua cores. Porém, ela não aceitou e disse que deveria ser engano e não serem para ela.
- Estavam grandes ou não gostou das cores?
- Nem percebeu isso, porque lhas deram passadas e dobradas, como novas. Ela apenas achou que não tinha condições para as usar. Ela não era nada, comparada com quem lhas estava a dar. De quem, aliás, ainda duvidava da identidade que via. Tudo lhe parecia uma ilusão.
- O que era lógico, pois era um sonho – não era?
- Era o sonho dela!
.
.
.

Fotografia de Gregory Colbert
Imagem retirada da net

.
.

Disse  Confúcio:  Nem todos os homens podem ser ilustres, mas todos podem ser bons !
.
.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema

ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2006
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D