Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Toda a gente quer algo qu...

. A soma das parcelas

. O cabelo comporta-se?

. O maravilhoso que há em n...

. Um jardim

. Todos podemos ser

. Escolas de vida

. Andarilhando

. Conhecimento

. Relações

. O tempo... "in tempo"

. Fardas e ética

. Eugénio de Andrade # Que ...

. Estava ali um polícia. Al...

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Terça-feira, 3 de Julho de 2007

O tempo... "in tempo"

3 de julho de 2007

Dia de correria, até parece uma segunda-feira. Todas as tarefas se prolongam e os atrasos sucedem-se num descambar dos tempos.
São minutos aqui e acolá que, à tarde, já levam uma hora de atraso.
Não sei como mas sou perita neste tipo de atrasos e, mais ainda, às segundas-feiras.
Nestes dias gosto especialmente das teorias do tempo sem medida temporal.
Ou seja, a teoria que defende que o tempo não corre, nós é que usamos do tempo para definir o que está parado. Dito ainda de outro modo, o tempo é como uma parede por onde nós vamos deslizando com as nossas horas, tarefas, dias e anos da nossa vida.
O tempo está lá, o tempo é.
Nós vamos patinando ao longo dele por esta vida e por toda a nossa existência que vai deixando como que um diário escrito nessa tal parede do tempo.
- Como se patinássemos no gelo e o gelo é o tempo. É isso?
- Sim, pode ser assim!
- Mas isso quer dizer que tudo o que fazemos fica registado algures.
- Sim, essa é uma conclusão lógica!
- Não sei se gosto dessa responsabilidade…
- Esse receio é só para os irresponsáveis relativamente às suas tarefas.
- A vida então será uma tarefa a cumprir. Certo?
- Assim parece. E de preferência…”in tempo”!
...........................................
Notícia: Dados do observatório P. Auger
♪: Le temps - Charles Aznavour

publicado por eva às 18:47

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2006

Fardas e ética

14 de dezembro de 2006

Fardas e profissões. As fardas, que estão mais uma vez na moda, ajudam a manter a roupa vulgar em bom estado.
As fardas têm ainda a vantagem do aspecto idóneo que dão a quem as usa e a elegância que as caracteriza, seja qual for o desenho do corpo que vestem.
É assim que os mais gordos ficam esbeltos, os mais baixos sobem de altura, os magros parecem peso médio e os altos mais vulgares.
A farda tem o significado de respeito. Contudo, vendo notícias agora observações de abusos perpetrados a coberto de fardas, parece que esse respeito se tornou um problema social.
É evidente que se "o hábito não faz o monge", a farda também não torna íntegro quem a usa.
E não será necessário usar uma farda para progredir na moral e na ética pessoal e social.
Tudo isto volta sempre ao princípio, ou à génese destas situações.
A essência é a educação pessoal.
Não propriamente a da família, apesar de ser uma ajuda inestimável.
Mas trata-se do esforço individual por si próprio.
Antes, até se chamava amor-próprio, mas parece ser um termo em desuso no presente.
Assim como o "orgulho" de ser se transformou em arrogância.
Parece ser tempo (mais que tempo) de recuperar estes termos e acrescentar "responsabilidade" a esta lista.
São três palavras que poderão ajudar a definir o futuro da humanidade.
Deseja-se tudo de bom e construtivo às novas gerações.
Mais uma vez, têm muito trabalho a fazer.

publicado por eva às 17:57

link do post | comentar | favorito

Domingo, 14 de Maio de 2006

Eugénio de Andrade # Que fizeste das palavras?

14 de maio de 2006


Que fizeste das palavras?
Que contas darás tu dessas vogais
de um azul tão apaziguado?

E das consoantes, que lhes dirás,
ardendo entre o fulgor
das laranjas e o sol dos cavalos?

Que lhes dirás, quando
te perguntarem pelas minúsculas
sementes que te confiaram?

Eugénio de Andrade


publicado por eva às 11:05

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 25 de Abril de 2006

Estava ali um polícia. Ali em frente à fonte com repuxo. Estava apático

25 de abril de 2006

Estava ali um polícia. Ali em frente à fonte com repuxo.

Estava apático o homem.
E sentado, cabeça para trás e pernas encolhidas.
Sentia-se esquisito, meio atordoado.

Alguns com ele que não lhe davam sossego.
Pedi-lhe que observasse á água e pensasse em coisas boas, alegres.

Mas ele ia partir e não estava nada virado para qualquer optimismo.
Fiz um esforço e consegui, ao fim de algum tempo, a sua colaboração para uma certa calma e paciência.
Ele estava de cinzento escuro. Aos poucos alterou-se para o uso de cores terra - castanho, bege e areia.

No entanto continuava a preferir os tons sem brilho.
Para o alegrar - disse-lhe - podia puxar um pouco de lustro e dar brilho.
Já estava por tudo. Concordou e adoptou o azul médio.
Ficou bonito na farda. Deixei-lhe uma flor - um lírio.
Ficou com ar satisfeito mas muito cansado.

Cansado de tanta responsabilidade.
Mas quem sente as responsabilidades é um dos escolhidos para cumprir tarefas mais elevadas.

Só alguns são os escolhidos.
A água continua limpa e a correr.

publicado por eva às 17:33

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds