Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. O que é amar?

. Emoções

. Encontrar-se

. Olhas ou observas?

. Juno, Junho

. Romance com a vida

. A paz

. Coração e emoções

. Luz e luz…

. O todo e as partes

. As emoções que projetamos

. Diferenças de opinião

. Pureza

. No silêncio de ti saberás...

. Entre uns e outros

. O cabelo comporta-se?

. Ladram os cães

. Psicometria?

. Disciplina mental

. Amar

. Primavera

. Educar os pensamentos

. Dores

. Emoções fortes

. Do coração

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Quinta-feira, 9 de Fevereiro de 2012

As emoções que projetamos

 importância das emoções que projetamos em nossa vida.

Para a família, pessoas e sociedade em que nos inserimos.

Para o trabalho, trajetos, enfim… as nossas emoções para o que vivemos têm uma importância capital.

As boas promovem os nossos projetos, as outras nada disso.

Lembrando experiências sobre a reação de plantas e água às nossas reações; na formação de cristais horrendos ou belos a propósito das tais emoções que atingem tudo em nosso redor…

Tenhamos cautela com as emoções que temos e as consequências que geramos, tantas vezes por ignorância ou relaxe.

Tenhamos educação firme sobre nossas emoções.

E saberemos promover nossas vidas, reconstruir conscientemente nosso presente e melhorar o futuro.

O futuro que se promove na projeção do presente, em cada instante.

Escolher sabedoria?

Escolher o melhor que conseguirmos para nós e para o todo de que somos parte integrante.

Importar para nós mesmos o melhor de nós, nas amargas situações como nas melhores.

Importarmo-nos será escolher sabedoria?

Talvez seja apenas e simplesmente - isso!!!!


publicado por eva às 00:49

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 24 de Novembro de 2011

Diferenças de opinião

gora chove, logo entra o Sol em nossa vida, em nossa casa.

A vida é composta de variantes e o que importa é avaliar o que somos mais do que o que temos. E…

- Vamos, vamos!

- Onde?

- Para a viagem no tempo.

- Que viagem é essa?

- É naquele transporte ali e voltamos aqui à noite.

- Mas não disse que era uma viagem no tempo?

- Pois, pois, mas voltamos segundo esta medida de tempo, a nossa, aqui. Entende?

- Mal.

- Pois é o seguinte…

- Humm…

- Se não quiser não vai, nem paga.

- Digo que não preciso ir. Na minha opinião tudo está em nós mesmos, apenas falta estudar e aprender. Aprender, e muito, sobre as capacidades mentais, as incapacidades, as estruturas do intelecto, das emoções e sentimentos, dos pensares.

- Então não vem? Olhe que aqui estão amigos seus…

- Pois, mas eu acho que cada um pode decidir por si, salvo razoáveis excepções e nesses casos estão aqueles que não conseguem usar a mente de modo lúcido – ou por não terem saúde mental, ou por serem infantis ou senis. E é sempre uma situação muito delicada, esta de alguém se responsabilizar por outrem.

- Adeus! A sua opinião não convém...

- Temos diferenças de opinião, sem dúvida, simplesmente.


publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | favorito

Domingo, 13 de Novembro de 2011

Pureza

ureza

É brancura

É transparência.

Pureza

É requerida para a leveza do ser

A subtilidade das emoções

E sentimentos.

Pureza

É tão só o que é necessário

Para viver e passar adiante.

Pureza

É meio de cristalinidade

De luz.

Pureza

Permite evolução rápida

Eficiente e fiel

Ao Bem

 ao ser Pureza, enfim.


publicado por eva às 23:55

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 26 de Setembro de 2011

No silêncio de ti saberás falar

uem és tu para falar?

Quem serás, se ainda escreves sem analisar nem pensar?

Se sentencias sem projectar o bem para outros, que fazes tu por ti mesmo?

Nada és?

Desse nada só podes evoluir se assim o pretenderes.

Renascendo de ti mesmo, das agruras como das alegrias…

Reacendendo em ti a luz da esperança por todos, pensando em ti como em todos…

Aprendendo que cada um é uma parcela do global, que interagimos intrinsecamente uns com os outros.

Do Sol à folha, do insecto ao elefante, do mar à gota de água…

Tudo interage reciprocamente.

Causando horror e paz, medos e bem-estar.

Urge entender, transferir, apaziguar os corações e as mentes.

Perceber as emoções, pensamentos e sentimentos.

Encontrar o meio – da sensatez, da calma, do caminhar em frente.

E no silêncio de ti saberás falar.

Sem meios saberás escrever universalmente.

Das sentenças sobrará pedagogia para outros que começam a entender…

Que a harmonia é paz, que a humildade é abnegação.

Que todos têm um trilho apropriado ao encontro com caminhos luminosos além da imaginação.

Que no íntimo de cada um existe um centro de pureza que ilusão alguma pode alterar, mas pode iluminar todo o ser e mais além. 


publicado por eva às 23:37

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 7 de Setembro de 2011

Entre uns e outros

oje, se calhar como sempre, estamos que não estamos nem deixamos de estar.

Percorremos a vida como se caminhássemos em cima de uma linha.

Vamos gozando ou chorando, impacientes ou passivamente.

Mas o hoje e agora também passa à velocidade do relâmpago. E o que poderíamos ter de melhor, na mor das vezes, nem damos conta.

Parece que uns só esperam o horror, a infelicidade. Outros reúnem seus esforços para inquietar os demais.

Entre uns e outros, nesse torvelinho de emoções e sentimentos, nessa mistura de quereres tão dissonantes, vamos sobrevivendo.

Mas não vivendo.

O mundo é um palco de ilusões, os inimigos e os amigos ora o são ora trocam de papéis.

E nós?

Nós podemos deixar ser tolhidos pelo medo e pela desgraça ou seguir.

Seguindo devagar ou desvairadamente em fuga.

Seguindo em frente, em resumo, ao ritmo que formos capazes de imprimir a nós mesmos.

- Eis o tema para este semestre. Bom trabalho.


publicado por eva às 00:38

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 4 de Julho de 2011

O cabelo comporta-se?

- om dia! Agradecia um corte radical.

- Credo! Não gosto nada quando as clientes dizem isso. Eu corto e depois não voltam cá porque cortei muito e ficaram diferentes, mas não como queriam ficar. Não gosto, não!

- Mas eu trouxe uma foto duma revista para a senhora fazer igual.

- Pior ainda! Ninguém fica igual às fotos e depois eu é que tenho a culpa toda…

- Juro que não! Aceito o que ficar.

- Isso é o que dizem antes de se ver. Não, não. A senhora tem que ser responsável pelo que escolhe. Mostre lá a foto… Posso fazer-lhe esse corte porque tem cabelo para isso, mas não vai ficar igual. A senhora é uma pessoa e essa aí é outra. Até lhe digo mais, se fizermos o mesmo corte de cabelo a gémeas, elas nem ficam iguais nem se penteiam de igual. A não ser que sejam muito crianças ainda. Porque a personalidade dá traços diferentes à face e até o cabelo se comporta doutro modo.

- O cabelo comporta-se?

- Pois claro que comporta. Se a senhora estiver zangada o cabelo age como tal, igual para a tristeza, alegria, etc. O nosso modo de viver está patente nas emoções que sentimos e elas condicionam o nosso corpo, desde os órgãos à pele e cabelo. Tudo!

- A senhora deveria ter estudado para psicóloga.

- Em todos os negócios que tratem directa ou indirectamente com público temos que ser também psicólogos e muito práticos. Bem, voltando ao assunto…

- Olhe, fico na mesma, apare só as pontas e vou ver melhor o que faço a seguir. Olhe, nem isso, penteie só ao estilo da foto e depois logo vejo…

- Ora aí está uma decisão que aprovo 100%. Assim é que deveriam fazer todas.

- Pois, pois… mas eu tinha-me mentalizado que sairia daqui diferente.

- E sai, garanto-lhe que sai!

 


publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 19 de Junho de 2011

Ladram os cães

adram e ladram os cães, mas apenas a alguns que passam.

Doutros nem um som, apenas atenção e quietude.

Para outros agitam-se, demonstrando alegria.

Pelos animais facilmente compreendemos o valor das emoções.

Como elas nos movem e sustentam. Porque os seres vivos mostram semelhanças emocionais.

O Homem pode, entretanto, com a sua inteligência, disciplinar as emoções e transferir as mais infelizes, de modo a não se prejudicar por elas.

De modo a que amargura, dor, trauma, possam ser amaciados em paz e esperança.

Esperança e fé de que tudo tem alguma causa para assim ser.

E que tudo tem uma resolução, pois nada fica estático.

Tudo se transforma constantemente.

Dias felizes aqueles em que podemos contemplar com agrado e paz todo o belo que nos rodeia e de que fazemos parte integrante.

 


publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 14 de Fevereiro de 2011

Psicometria?

trabalho é para ser executado do melhor modo que soubermos fazer, seja por conta própria ou por conta de outrem.

É a nossa dignidade que assim o diz, é a nossa postura perante nós mesmos.

E a partir de determinada idade, sobretudo, é isso que mais conta, que mais importância tem para cada dia de nossa vida.

Essa vida de que aprendemos, também com a idade, a respeitar a dádiva.

A vida não é para correr mal ou bem, é para ser vivida do melhor modo que soubermos, do modo mais sereno e alegre que pudermos.

No meio dos problemas, das situações piores ou melhores, na falta de saúde que vai tomando conta de nós e de nossas forças, a vida segue imperturbável a cada dia, depois de outro dia, e depois ainda doutro dia que virá com a nossa presença ou não.

Ninguém é insubstituível, ninguém é igualmente substituível. As tarefas podem ter outros a fazê-las, as tarefas podem ainda deixar de necessitar serem realizadas, mas a pessoa é tão substituível como insubstituível.

- Então onde fica a diferença?

- A diferença pode ficar nas emoções que se transferiram naquele local, naquela altura, naquela situação. Porque as emoções são traduções de pensamentos sentidos fisicamente e assim projectadas. Os lugares, as situações, ficam impregnados do sentir de cada um e também de todos os que viveram aqueles momentos, nesses ou nestes minutos de vivência semelhante e individualizada.

- Isso é a tal psicometria que ouvi falar?

- Pode assumir várias interpretações e nomes, mas essencialmente é o mesmo.

 


publicado por eva às 00:35

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 5 de Novembro de 2010

Disciplina mental

s sentimentos traem as emoções pois não conseguimos, geralmente, ser tão disciplinados mentalmente quanto o necessário.

Se, por nós, conseguimos ser altruístas, quando algo inferior ataca os nossos mais queridos, sejam pessoas, sejam animais de companhia ou outros por quem nutrimos simpatia, por eles mesmos ou pela situação que vão vivendo, tal já não sucede do mesmo modo.

Temos tendência para nos arvorarmos em defensores dos que consideramos mais desvalidos…

Porém, se a fé justifica todas as orações que elevamos por eles, nem sempre as nossas próprias atitudes são justificadas.

Podemos, então, cair facilmente em análises acusatórias e outras atitudes que serão vãs, na medida que não vão alterar a realidade da situação de outrem, mas serão importantes para alterar a nossa própria.

Atenção, pois, em não resvalar por tudo o que já é medíocre em si mesmo e que assim poderá ser reforçado em vez de enfraquecido e transferido para algo melhor.

Atenção para que o progresso esteja sempre em prol da mente, alicerçado em amor misericordioso e paz por tudo o inferior que ainda nos rodeia.

 


publicado por eva às 17:09

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 21 de Junho de 2010

Amar

MOR é alegria por tudo, por todos, por estar vivo.

Amor pode ser apenas paixão, ou uma erupção de tudo o que de melhor somos e o que conseguimos ser nesse momento.

Amor pode degenerar com toda a facilidade e com expansão de força igual ou maior ainda, porque se torna mais focada e concentrada apenas em determinados feixes.

E porque, infelizmente, estamos mais acessíveis ao baixo teor de emoções do que a emoções mais elevadas.

Vale a amplitude do ser e dos extremos que conseguimos tocar com a força da vontade. Vale a amplitude da força intrínseca de amar e do amor.

Vale o que somos perante tudo o que conseguimos ser quando nos expandimos como seres potenciais que somos.

Tantas e tantas vezes exigimos dos outros qualidades, qualidades interpessoais connosco, qualidades profissionais, qualidades humanistas, etc.

E de nós?

Vale a vontade de preferir a qualidade para nós, de nós mesmos em nós próprios e de nós por todos os outros que vamos encontrando no nosso caminho.

 


publicado por eva às 01:21

link do post | comentar | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds