Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Agora e sempre

. Luz da luz

. Eu sou, Deus é

. Mais uma semana de vida

. Capacidade de entendiment...

. Domingo, dia do Senhor

. Um modo diferente de vive...

. Metacomunicações

. O esplendor da qualidade

. Provas de vida

. Sebastião da Gama # Florb...

. Projecções

. de Deus

. Maria João Brito de Sousa...

. O jardim de cada dia

. Que serei eu para Deus?

. João de Deus # O Dinheiro

. João de Deus # Dia de Ano...

. Dia de Reis

. Jalal Rumi # Morri como m...

. Mais lá que cá

. Encontros

. Dois poemas; duas preces

. V. Nemésio # Chamo verbo ...

. Sou crente em Deus e

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Domingo, 1 de Novembro de 2009

Sebastião da Gama # Florbela

.
Florbela
(em sua memória)

Sou eu, Florbela! Aquele que buscaste.
Falam de mim Teus versos de Menina.
Tua boca p'ra mim se abriu, divina,
mas foi só o Luar que Tu beijaste.

Hás-de voltar, Florbela!… Em débil haste,
por entre os trigos cresce, purpurina,
a mais fresca papoila da campina
que, só por me veres, não cortaste.

Eu tenho três mil anos: sou Poeta.
Surgi dos lábios secos dum asceta,
de uma oração que Deus deixou de parte.

Redimi tantos corpos, tantas vidas
neles vivi, que sinto já nascidas
asas com que subir para alcançar-Te..
.
Arrábida, 6-11-1943
 
.
de Sebastião da Gama
in "Revista Alentejana"
.
.
Disse  Sebastião da Gama:  Cá estou eu,/ a julgar que vou remando.../ Cá vai Deus a remar/ E eu a ser um remo com que Deus/ Rasga caminhos pelo Mar...
.

.


publicado por eva às 19:34

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 28 de Outubro de 2009

Projecções

Para uns há só um Deus, para outro muitos deuses ou santos e para outros nenhum Deus nem nada a não ser a realidade que vêem diariamente.
- Apercebi-me da solidão interior destes últimos quando lhes falece alguém muito querido do seu coração, do seu amor…
- A maioria necessita manter o seu pensamento elevado em Deus, ou em alguém, ou algo, que contenha a magnificência de todos os sentimentos e emoções que temos. Um ser superior, acima das controvérsias que enfrentamos, acima da nossa pobreza espiritual e sensibilidade, acima de todos os percalços da nossa vida. Algo que simbolize a esperança que nos dá força para continuar e avançar no meio das tempestades virtuais de nós mesmos por nós próprios.
- Precisamos disso, não é?
- Precisamos de ter um ideal para seguir, um símbolo de toda a maravilha que se pode ser porque, senão, muito de nós a quem o ideal falta, acabamos por soçobrar em lodo de vivências que se repercutem na nossa família, no trabalho e em todas as secções sociais da nossa vida, incluindo a solidão.
- Mas não estamos a projectar nessa entidade, em tudo superior a nós, as nossas ambições e quereres mais ocultos? Não estamos a personificar uma deidade?
- Muitos fazem isso, ou seja, projectam uma personalidade ideal num deus ou santo, ou em Deus. Personificam em inúmeros santos a bênção superior para a solução específica deste ou aquele problema, desta ou aquela dificuldade. E, em boa verdade, isso lhes mantém acesa, senão a fé, pelo menos a esperança e conseguem prosperar, dando o impossível de si mesmos na convicção da almejada ajuda.
- Mas, então, é tudo falso e nós é que fazemos tudo!
- Há leis cósmicas, ou divinas, que tudo regem e essas leis determinam que conforme fazemos assim encontramos no nosso caminho…
- Conforme a medida que julgas assim serás julgado?
- Exactamente, e agora proponho eu uma questão: se personificamos Deus à nossa imagem e cremos Nele, será que Ele não gostaria que o personificássemos nessa magnificência que lhe outorgamos, tentando imitá-Lo?
- Ahhh!

.
.
.

Salvador Dali - A gare de Perpignan
Imagem retirada da net
.
.
Disse  Albert Einstein:  Deus não joga aos dados !
.

.


publicado por eva às 00:38

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 1 de Outubro de 2009

de Deus

- Afinal o que é para ti mais importante que tudo? Deus?
- Deus é Amor infinito ou misericórdia infinita, caridade infinita, dignidade infinita, paz infinita, etc. etc.
- Então Deus é um ser supremo?
- Será a supremacia de toda e qualquer virtude, de todas as energias que se juntam na energia mais poderosa – a energia gerada pelo amor sublime.
- Como a luz e as cores?
- Como a luz mais brilhante e a cor branca que é o princípio e o fim de todas as cores e tonalidades dela declinadas.
- Deus é o absoluto?
- O absoluto de toda relatividade, o começo e o objectivo final de qualquer ser, a supremacia absoluta do virtuosismo.
- Então qualquer um que sinta em si desabrocharem virtudes pode ser um deus a caminho de Deus?
- Todos temos a possibilidade de transformar em infinito o ser finito que somos enquanto formos ampliando este nosso ser.
- E o ser amplia-se?
- Tudo se amesquinha e amplia. As qualidades, as virtudes que se tornam os sentimentos íntimos e constantes do ser são, e serão, ampliação do seu íntimo de modo constante. Há quem chame de centelha divina a essa capacidade inerente, que se desenvolve em conformidade com o nosso livre-arbítrio e se consolida com a nossa vontade de assim sermos.
- E como poderemos ser assim?
- Por escolha própria do caminho que queremos seguir. E é um caminho muito espinhoso esse de nos querermos transformar em virtude, em querer para os outros tanto bem e felicidade como para nós próprios. Em conseguir não só perdoar outrem como que o outro, de quem porventura sentimos prejuízo, seja feliz e progrida ele também. Em amar e acarinhar todos os seres entendendo que todos caminhamos na trilha da nossa evolução íntima o melhor que conseguimos.
- Então todos poderemos atingir o absoluto?
- O progresso é infinito também!
.
.

.
Aurora Boreal
Imagem retirada da net
.
.
Disse  Séneca:  Grande parte do progresso está na vontade de progredir !
.

.


publicado por eva às 00:34

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Domingo, 5 de Julho de 2009

Maria João Brito de Sousa # Eu quero este soneto e A ilha 2

.
Eu quero este soneto
. 
.

Eu quero este soneto como quem
Procura o dealbar de um horizonte!
Negada, ainda, a Barca de Caronte,
Retomo a estranha estrada de ninguém.

Eu quero este soneto e vou além,
Descubro o germinar da nova fonte…
Entre a Vida e a Morte há uma ponte
Erguida entre Nenhures e mais aquém.

Não fora a dor, quase estaria bem…
Não fora este cansaço, este esvair-me,
Diria que já está, que já passou…

De tudo hei-de falar! Eu sou alguém
E, antes de cantar, não quero ir-me!
Depois, porque o cantar mal começou!




A Ilha 2


Aqui me sento e tento erguer a voz
E desespero e sei que não consigo…
Chego a fugir dos braços de um amigo
Como quem foge às armas de um algoz.

Não mais maçã, assim converto em noz,
Escondendo em grossa casca – o meu abrigo –
Aquilo que me punha em maior p´rigo,
Como afinal fazemos todos nós…

Ilha deserta, escarpa, alta montanha…
Desvendo a solidão que me acompanha,
Defendo-a com a vida até poder!

Mas deixo-me habitar e multiplico
As sementes do verso. Eu frutifico!
Ilha e Poeta enquanto Deus quiser! 
 

 

de Maria João Brito de Sousa
in "
http://poetaporkedeusker.blogs.sapo.pt/" 
 
.
Disse  Maria João Brito de Sousa:  Somos todos aspirantes. É condição "sine qua non" para estarmos vivos...
.
.

publicado por eva às 11:21

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quarta-feira, 27 de Maio de 2009

O jardim de cada dia

Assinaturas e rabiscos. Umas vezes com vontade de confirmar os papéis, outras sem entender sequer o que se assina. Outras ainda para liquidar assuntos ou demais constrangimentos administrativos.
Tanto papel e tantos impressos, uma vez ou uma via, ou possibilidade de várias vezes.
No embalo até se chega a pedir assinatura de quem já faleceu. Depois, as desculpas porque não se reparou na questão do óbito. Às tantas falham as palavras.
Mas tudo terá uma razão de ser, que há-de ser passível de entendimento.
Até porque há as leis e a Lei. E as pessoas de bem cumprem o que devem cumprir.
Há quem diga que Deus escreve direito por linhas tortas. Ou talvez nós é que desviamos, ou entortamos, as linhas direitas de Deus.
Como se pudéssemos resumir tudo numa prezada contabilidade, em que o resto deve ser sempre zero e todas as parcelas devem estar justificadas.
Finalmente, hoje e agora, é possível voltar ao jardim.
Este, pelo menos, continua na mesma com as flores e os pássaros, a fonte e relva bem regadas. Com umas árvores que dão sombra q.b. e os bancos – oh! esses bancos aprazíveis que parecem clamar por nós…
Já vou… Oh! Sim, que dia!
Já vou…
Todos podem ter um jardim, ou um cantinho preferido no jardim de cada dia, plantado com as flores preferidas e imaginado mentalmente à nossa espera para diluir os problemas e afazeres do dia.

.
.

.

Décio Soncini - Banco de Jardim
Imagem retirada da net

.
.

Disse  Alphonse Karr:  Creio no Deus que fez os homens e não no Deus que os homens fizeram !

.
.


publicado por eva às 00:25

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 13 de Abril de 2009

Que serei eu para Deus?

Eu creio em Deus. E pergunto então: que serei eu para Deus?
Se Deus é tudo, é tão infinitamente tudo – piedoso, amoroso, caridoso, misericordioso, etc. – que serei eu para Deus?
Sendo Deus omnipotente – que serei eu para Deus?
É difícil para mim – na minha insignificância perante o cosmos ou perante a natureza que nos rodeia e que tem forças ainda não explicadas – perceber o que sou para Deus!
Tudo o que me dedico a construir para os outros, para mim e em mim, que significado tem isso para Deus?
As diferenças que se vêem um pouco por todo o lado – que significado têm para Deus e a sua criação?
Que sou eu nessa criação divina?
Olhando o céu, tão alto, e olhando para mim, que faço eu de mim?
Que faço da minha vivência aqui?
- Não sei, o modo de viver é responsabilidade tua.
- Pois é e não sei se está correcto.
- Está a ser como gostas, segundo os teus princípios?
- Talvez… O resto é dourado pela paciência e pela tolerância.

.
.
.

Isabel Marques da Silva, Zabé da Loca
Zabé de Isabel, da loca por ter vivido 25 anos numa gruta (loca)
Imagem retirada da net

.
.

Disse Teilhard de Chardin: Ninguém no Mundo pode salvar-nos ou perder-nos, contra a nossa vontade !

.
.


publicado por eva às 19:42

link do post | comentar | favorito

Domingo, 29 de Março de 2009

João de Deus # O Dinheiro

.
.

O dinheiro é tão bonito,
Tão bonito, o maganão!
Tem tanta graça, o maldito,
Tem tanto chiste, o ladrão!
O falar, fala de um modo...
Todo ele, aquele todo...
E elas acham-no tão guapo!
Velhinha ou moça que veja,
Por mais esquiva que seja,
.........................Tlim!
.........................Papo.


E a cegueira da justiça
Como ele a tira num ai!
Sem lhe tocar com a pinça;
E só dizer-lhe: «Aí vai...»
Operação melindrosa,
Que não é lá qualquer coisa;
Catarata, tome conta!
Pois não faz mais do que isto,
Diz-me um juiz que o tem visto:
.........................Tlim!
.........................Pronta.


Nessas espécies de exames
Que a gente faz em rapaz,
São milagres aos enxames
O que aquele demo faz!
Sem saber nem patavina
De gramática latina,
Quer-se um rapaz dali fora?
Vai ele com tais falinhas,
Tais gaifonas, tais coisinhas...
.........................Tlim!
.........................Ora...


Aquela fisionomia
É lábia que o demo tem!
Mas numa secretaria
Aí é que é vê-lo bem!
Quando ele de grande gala,
Entra o ministro na sala,
Aproveita a ocasião:
«Conhece este amigo antigo?»
— Oh, meu tão antigo amigo!
.........................(Tlim!)
.........................Pois não!
.
 
.
de João de Deus
in "Campo de Flores"
.
.
Disse  João de Deus:  O amor é, em suma, Essencia de todo o ser !

 
.
.

publicado por eva às 00:41

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Domingo, 22 de Março de 2009

João de Deus # Dia de Anos

.
.

Com que então caiu na asneira
De fazer na quinta-feira
Vinte e seis anos! Que tolo!
Aida se os desfizesse…
Mas fazê-lo não parece
De quem tem muito miolo!

Não sei quem foi que me disse
Que fez a mesma tolice
Aqui o ano passado…
Agora o ano que vem, aposto,
Como lhe tomou o gosto,
Que faz o mesmo? Coitado!

Não faça tal; porque os anos
Que nos fazem? Desenganos
Que fazem a gente velho:
Faça outra coisa; que em suma
Não fazer coisa nenhuma,
Também lhe não aconselho.

Mas anos, não caia nessa!
Olhe que a gente começa
Às vezes por brincadeira,
Mas depois se se habitua,
Já não tem vontade sua,
E fá-los queira ou não queira!
.
 
.
de João de Deus 
in "Versos de João de Deus"
.
.
Disse  João de Deus:  Que vindes cá fazer, oh mocidade?    Despedir-vos de mim? Quanto vos devo!    Também levo de vós muita saudade   E em lá chegando à outra vida... escrevo!
.
.
tags: , , , ,

publicado por eva às 22:14

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 6 de Janeiro de 2009

Dia de Reis

Hoje é dia de Reis. Dia de iguarias e ofertas imitando a tradição da história bíblica dos Reis Magos e sua adoração a Jesus, anunciado como Profeta.
Por isso as ofertas são de ouro, incenso e mirra – símbolos de felicidade na Terra e no Céu.
Enfim, tantas histórias sobre o assunto, tanta ignorância delas e tanta simbologia que se vai adulterando e perdendo.
Cada época e cada região têm características próprias e inúmeras crenças populares.
A espiritualidade que se foi perdendo parece regressar ao interesse individual, pois que de modo ávido e, por vezes, à toa, muitos estão procurando soluções e conhecimentos de todo o tipo em qualquer sítio.
Debalde surgem os avisos de trapaças mais ou menos óbvias. As pessoas que se decidem pela solução dos problemas na via espiritual acabam, na grande maioria, por se dedicar a causas menores.
Debalde se explica que a integridade moral é o caminho e o resto vem por acréscimo.
Um dia, porém, já não será debalde e o indivíduo assumirá, em si próprio, toda a exigência moral que conseguir, exigindo-se sempre o melhor da sua vida e do exemplo a dar na sua família e na sociedade em que vive.
Na Bíblia está referido que só se chega a Deus Pai através do Filho e os ensinamentos de Jesus são, efectivamente, tão numerosos quanto belos em moralização.

.
.

.

Imagem retirada da net

.
.

Disse  Isaac Newton:  Do meu telescópio, eu via Deus caminhar! A maravilhosa disposição e harmonia do universo só pode ter tido origem segundo o plano de um Ser que tudo sabe e tudo pode. Isto fica sendo a minha última e mais elevada descoberta !

.
.


publicado por eva às 00:34

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Domingo, 28 de Dezembro de 2008

Jalal Rumi # Morri como mineral e tornei-me planta

.
Morri como mineral e tornei-me planta.
Morri como planta e renasci animal.
Morri como animal e tornei-me Homem.
Por que devo temer? Quando fui eu diminuído por morrer?
Ainda outra vez morrerei, como Homem, para me elevar
com os anjos abençoados; mas até da angelitude
terei de sair. Tudo, excepto Deus, perece.
Quando tiver sacrificado a minha alma angélica,
Tornar-me-ei aquilo que nenhuma mente jamais concebeu.
Oh, deixem-me não existir! Porque a Não-Existência
proclama, em sons melodiosos,
que a Ele regressaremos.
.
.
in "Poemas Místicos"
de Jalāl ad-Dīn Muhammad Rūmī
.
.

Disse Rumi: Faltam-te pés para viajar? Viaja dentro de ti mesmo, e reflecte, como a mina de rubis, os raios de sol para fora de ti !
.
.

publicado por eva às 00:29

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds