Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Esta viagem chegou ao fim

. Tranquilidade e paz

. A cada um suas escolhas

. Quando os elementos se en...

. Ficar só

. Caminhos

. Ajudas

. Conviver

. Violetas

. Outro tipo de império pos...

. Famílias

. Modos de ver

. Há dias assim

. Emoções e relações

. Simbolismos

. Tudo tem importância

. Hábitos e mudanças

. Juventude em viver

. Olhares

. Dúvidas e perguntas

. Fátima, lugar de devoção

. Coisas bonitas que alegra...

. Estudantes e queima das f...

. O nosso planeta reflete o...

. Como as flores

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links

Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009

Juntar os trapinhos

Casamentos mais ou menos felizes. Divórcios que são oportunidades para o acabar de uma vida contrariada e oportunidades de renovação ou isolamento.
Outras vezes a situação resolve-se no juntar de trapinhos sem responsabilidades.
O pior acontece quando esta facilidade reage em contrário, isto é, quando se estabelece uma situação de fácil subjugação, mais do que de liberdade comum.
- Mas isso também acontece com os casos de casamento e até nos divórcios.
- Verdade, sem dúvida.
- E a lei nem sempre ajuda, sobretudo no caso das crianças…
- Tudo isso acontece. O que pretendia referir era o sentimento do maior ou menor planeamento da vida familiar.
- Ora, pode planear-se ou não, em qualquer dos casos, até ao ínfimo pormenor.
- Pois claro que pode mas, geralmente, as opções são indicativas do modo como se encara a situação de uma vida partilhada: ou como responsabilidade de tentar formar uma família, com tudo a que tem direito e deveres, ou como experiência a ver o que dá.
- E muitos casam por causa da festa e do vestido…
- E muitos ficam sós porque não têm coragem para formar uma família. Mas isso tudo depende, na maior parte das vezes, das intenções e pressupostos. Contudo, há igualmente muitas situações com pressupostos de êxito que se goraram nas dificuldades que enfrentaram.
- Ou seja?
- Ou seja, continuo com a opinião que o casamento prenuncia intenções de lutar pelo bem comum e de formar e preservar uma união familiar. A união de facto é útil para aqueles que ainda não têm opinião consolidada nem sobre si nem sobre o outro que irá partilhar a vida consigo e quer experimentar a ver o que dá.

.
.

.

Mural de Sabin Balasa
Imagem retirada da net

.
.

Disse David Reuben: O casamento é como uma longa viagem num pequeno barco a remos: se um passageiro começar a balançar o barco, o outro terá que estabilizá-lo; caso contrário, os dois afundar-se-ão juntos !

.
.


publicado por eva às 00:33

link do post | comentar | favorito

6 comentários:
De irineu a 28 de Janeiro de 2009 às 11:26
será que ja houve tempo...emque tantos barcos se afundam como nos dias de hoje?


De eva a 29 de Janeiro de 2009 às 16:45
Caro Irineu, já houve tempos em que a mulher suportava tudo e mais alguma coisa porque nem sequer lhe era autorizado o divórcio.
Quantas vezes o barco navegava com um dos passageiros a tirar permanentemente a água que entrava, de modo a que não afundasse completamente.
Outras vezes um dos passageiros levava o barco até onde o pudesse encalhar e ali ficava até apodrecer!
Mas reconheço que um dos problemas de hoje é a facilidade com que uma das partes desiste da outra e de si mesma.
E pergunto-me até que ponto não fomos nós todos a contribuir para os educar assim.
Cumprimentos


De Anónimo a 28 de Janeiro de 2009 às 16:14
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Casamento, casório ou matrimônio/matrimónio é o vínculo estabelecido entre duas pessoas, mediante o reconhecimento governamental, religioso ou social e que pressupõe uma relação interpessoal de intimidade, cuja representação arquetípica são as relações sexuais, embora possa ser visto por muitos como um contrato.

Na maior parte das sociedades, só é reconhecido o casamento entre um homem e uma mulher. Em alguns países (em Novembro de 2008, a Holanda, a África do Sul, o Canadá, a Noruega, a Bélgica e a Espanha), estados federados (o Massachusetts e o Connecticut) e confissões religiosas (protestantes), é também institucionalmente reconhecido o casamento entre duas pessoas do mesmo sexo.

Embora o casamento seja tipicamente entre duas pessoas, muitas sociedades admitem que o mesmo homem (ou, mais raramente, a mesma mulher) esteja casado com várias mulheres (ou homens, respectivamente). Embora muito raros, há algumas situações de sociedades em que mais que duas pessoas se casam umas com as outras num grupo coeso.

As pessoas casam-se por várias razões, mas normalmente o fazem para dar visibilidade à sua relação afetiva, para buscar estabilidade econômica e social, para formar família, procriar e educar seus filhos, legitimar o relacionamento sexual ou para obter direitos como nacionalidade.

Um casamento é freqüentemente iniciado pela celebração de uma boda, que pode ser oficiada por um ministro religioso (padre, rabino, pastor etc.), por um oficial do registro civil (normalmente juiz de casamentos) ou por um indivíduo que goza da confiança das duas pessoas que pretendem se unir.



De Anónimo a 28 de Janeiro de 2009 às 16:22
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

União de facto
Reconhecimento legal dos casais do mesmo sexo na Europa.União de facto é um instituto jurídico que regulamenta a convivência entre duas pessoas sem que a mesma seja oficializada de alguma forma (como, por exemplo, através do casamento civil).



De eva a 29 de Janeiro de 2009 às 16:37
Agradeço a participação e o contributo.
Relativamente a este comentário em particular permita-me um acrescento. Diz: "União de facto.
Reconhecimento legal dos casais do mesmo sexo na Europa".
No resto da Europa não sei mas, em Portugal, união de facto refere-se ao reconhecimento do casal como casal, independentemente do sexo.
Cumprimentos


De Çblue a 28 de Janeiro de 2009 às 20:40
Ç de trapos


Comentar post

. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds