Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Esta viagem chegou ao fim

. Tranquilidade e paz

. A cada um suas escolhas

. Quando os elementos se en...

. Ficar só

. Caminhos

. Ajudas

. Conviver

. Violetas

. Outro tipo de império pos...

. Famílias

. Modos de ver

. Há dias assim

. Emoções e relações

. Simbolismos

. Tudo tem importância

. Hábitos e mudanças

. Juventude em viver

. Olhares

. Dúvidas e perguntas

. Fátima, lugar de devoção

. Coisas bonitas que alegra...

. Estudantes e queima das f...

. O nosso planeta reflete o...

. Como as flores

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links

Terça-feira, 20 de Setembro de 2011

Vive!

ive!

Conforme achares correcto

Conforme discernires o caminho

Dentre os caminhos que percebes

Com o melhor coração dos corações

Com o melhor de ti nas mãos

Com a melhor palavra

Que lembrares de pronunciar

A melhor vibração

De pensamento

Que conseguires implementar

Traduz

Na mais agradável atitude

O gesto bem-aventurado

O desprendimento

E uma Luz te eleva então

A planos nem sonhados

Onde a tua luz assemelhará outras

E outras

Onde a luz de ser

É pura Luz.


publicado por eva às 00:33

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Segunda-feira, 19 de Setembro de 2011

Sol e lua

ol e Lua

São luz

Somos nós

Tu e eu

O mais brilhante

A serenidade

Que a nuvem não apaga

Apenas esconde

De tua vista e percepção

Adivinha-a então

Porque estamos sempre lá

E onde quiseres estar

Estamos contigo

Iluminando a ti

E a todos os seres

Tudo iluminando

Para o melhor Céu

Para o Divino Bem sonhado!


publicado por eva às 00:33

link do post | comentar | favorito

Domingo, 18 de Setembro de 2011

Viver vivendo Simplesmente

i! ‘Tou aqui!

Ora viva!

Viver vivendo

Simplesmente

Assim naturalmente

Deixando passar os dias

Por nós

Deixando correr

Amarguras e tristezas

Ambições e desejos fúteis

Alegrias e festejos sinceros

Mantendo-nos de pé

Digna e honrosamente

Sem qualquer oscilação

Como um rochedo

Como um baluarte

Vivendo e deixando viver

Reconhecendo o acertado

Corrigindo a nós próprios

Assim naturalmente

Viver vivendo

Simplesmente

Oi! ‘Tou aqui!

Ora viva!

tags:

publicado por eva às 23:54

link do post | comentar | favorito

Sábado, 17 de Setembro de 2011

Crer, ficcionar, raciocinar

onstruir uma vida alicerçada em família, trabalho, enfim, no bem de cada um e no do grupo próximo.

Crer em inúmeras coisas na razão da esperança tão pura quão vã.

Ficcionar então a vida, dirão alguns.

Raciocínio lúcido é tão necessário quão suficiente, dirão outros.

Por vezes é a intuição que rege o ser e a ficção nem assoma, o raciocínio mais fino cede…

Intuir conscientemente demanda raciocínio de permeio.

Fé raciocinada, dizem outros ainda.

Parece uma frase mais completa sobre o resumo do processo.

Seguir a intuição é necessário para esta não ser apenas conjecturas de outro, mentalmente influente do primeiro, ou de muitos.

Mentalizações colectivas é o que mais se encontra em grupos pequenos, famílias, associações e afins.

Satisfação de interesses tão pessoalíssimos quão viciosos de toda espécie é anátema de outros tantos.

Possibilitar uma intuição consciente, um conhecimento de si, suas qualidades pessoais e sublimar estas na vida diária é autopromover-se, é pairar acima dos dramas individuais e mundanos.

É reconhecer a força karmica doutras menos auspiciosas para o ser, é saber direccionar-se pela sua própria elevação e prover outros do seu bom exemplo.

A Verdade, essa, na altura certa, já virá ao encontro do ser consciente de si.


publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 16 de Setembro de 2011

Convém prover à nossa excelência

oje

Sabemos mais que ontem

Hoje

Entendemos melhor

Hoje

Somos melhores que ontem

E ontem

Quem éramos?

Saberemos descrevermo-nos

Saberemos analisar porque

Fomos como éramos?

Porque somos como somos?

Quem somos?

Em que nos tornamos?

Convém sermos o que queremos ser

Convém desejarmos o melhor

E sistematicamente

Prover à nossa excelência

De ser.


publicado por eva às 00:12

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 15 de Setembro de 2011

Linhas trocadas

- qui estamos novamente reunidos para…

- Para encontrar a verdade de tudo isto!

- Hã?

- É o que digo, tudo o que vem acontecendo tem que ter uma razão para ser assim e não doutro modo.

- Bem, mas isso é evidente.

- Ai é?! Então porque não se dá logo solução, ou conclusão, melhor dizendo?

- Porque nem sei qual a razão…

- Ora, adeus!

- Adeus.

- Francamente, uma conversa de parvos!

- De surdos, queres dizer.

- Tanto faz!

- Mas se ele não sabe a razão, verdade seja dita, não pode fazer nada de útil.

- Ai ai ai!

- Não achas?

- Claro que não e é horrível esta sensação de impotência, digo eu.

- Bom, isso!

- Vou fazer tudo eu mesmo, é o que é!

- Mas vais fazer o quê?

- Organizar um mini-mercado para abastecimento aqui da zona e assim os que não podem deslocar-se poderão comprar do que necessitam aqui mesmo.

- Mas era disso que estavas a falar?

- Pois era!

- Humm… acho que ninguém percebeu.

- E então achavas que era do quê?

- Bem, em boa verdade o tema nunca foi referido. Se calhar cada um pensou uma coisa diferente e mais de acordo com as suas opções de valores.

- Digo-te que falta é falar claro e directo, e que é horrível a dita sensação de impotência.

- Pois é, é!


publicado por eva às 23:58

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 14 de Setembro de 2011

E um dia...

deus

À vida, à morte

Ao pior como ao melhor

Adeus

Às peripécias nossas e doutros

Aos mal-quereres e dúvidas

Às certezas absurdas e às sensatas

Adeus

Aos tolos e aos joviais

Aos mal-intencionados como aos de bem

Adeus

A tudo e ao nada

Ao que não tem importância

E ao mais importante

Adeus

E um dia… olá! será talvez…


publicado por eva às 00:34

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 13 de Setembro de 2011

Trabalhar "de cordeiro"

- qui estou! Vim para trabalhar…

- E eu! E eu! E eu também.

- Ena tantos!

- Já agora pode dizer-nos quando poderemos usufruir o prémio?

- Qual prémio?

- O das viagens!

- Essa agora!

- Se não sabe, paciência…

- Vocês não disseram que vinham para trabalhar?

- Sim, mas não para trabalhar de cordeiro.

- Hã?!

- Pois, para trabalhar de cordeiro nada, não! Isto é, trabalhar aceitando tudo com paciência e abnegação; entender que os outros não nos prejudicam especialmente mas que são ignorantes apenas de bem-fazer; projectar paz e harmonia mesmo em pleno antro de vício e viciosos; compreender e perdoar ao mais cruel porque ele apenas é um mau instrumento; enfim, tudo assim por aí afora…

- Não havia entendido essa do cordeiro, mas tem alguma lógica a frase, isso tem! De qualquer modo é bom lembrar que recebemos sempre em troca, e retorno, de tudo o que formos dando, ou projectando…

- Pois, pois…

- Além de que não vivemos para justificar nem emendar nada que esteja imperfeito, mas para completar o que está por acabar e isso com a melhor qualidade que podemos dar de nós.

- Pois… bem…

- Gostei dessa do cordeiro, efectivamente ele cumpre os seus deveres sem exigências e na perfeição. À semelhança do sândalo que ainda perfuma o gume que o corta.

- Pois… bem… E sobre o trabalho, vêm dispostos a dar o litro ou quê?

- Humm… humm… bem… talvez, nunca se sabe!


publicado por eva às 23:59

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 12 de Setembro de 2011

O presente, o que é?

-  presente, o que é?

- O que está passando imediatamente a passado – toda gente sabe isso, até as crianças!

- Não é só isso, não.

- Lá começas tu a complicar tudo e a desviar conversas…

- Essa agora!

- Então vamos lá ver se não é isso que vais fazer.

- O presente é um tesouro para multiplicar em realizações tão lúcidas e de sã consciência quanto as que pudermos fazer.

- Trabalhar, queres dizer.

- O trabalho dignifica, sabes porquê?

- Nem imagino o que vais dizer!

- Porque enquanto trabalhamos estamos a exercer a nossa concentração de pensamentos e ideais em algo que será útil, tanto para nós mesmos como para outros e, muitas vezes, até poderá ser útil a várias gerações.

- Poético!

- Voltando ao presente, ele representa o tempo que temos para exercer o nosso livre-arbítrio e este é a possibilidade que temos de poder evoluir mais rapidamente em progresso ou liberdade espiritual. Senão evoluímos paulatinamente, como que sonâmbulos desse progresso.

- Já sabia!

- Então porque não és mais ágil e ficas pasmada, deixando os dias decorrerem?

- Ohh! Já sabia que ias complicar tudo!

- Ah! Chamas-lhe isso!


publicado por eva às 20:53

link do post | comentar | favorito

Domingo, 11 de Setembro de 2011

Viver vivendo

ndar em grupo. Andar sozinho.

Andar, caminhar, viver, sobreviver

Visitar, viajar, passear, sair, ficar

Viver vivendo. Viver sobrevivendo

Andar em grupo. Andar sozinho.

Vida, dezenas e dezenas de anos

Crescimento, desenvolvimento e declínio

Amadurecimento de vidas numa só

Andar em grupo. Andar sozinho.

Viver amando, harmonizando

Tudo e todos com sua presença

Transmitindo paz, sabedoria

Em qualquer circunstância

Seja em grupo, seja sozinho.


publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds