Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Esta viagem chegou ao fim

. Tranquilidade e paz

. A cada um suas escolhas

. Quando os elementos se en...

. Ficar só

. Caminhos

. Ajudas

. Conviver

. Violetas

. Outro tipo de império pos...

. Famílias

. Modos de ver

. Há dias assim

. Emoções e relações

. Simbolismos

. Tudo tem importância

. Hábitos e mudanças

. Juventude em viver

. Olhares

. Dúvidas e perguntas

. Fátima, lugar de devoção

. Coisas bonitas que alegra...

. Estudantes e queima das f...

. O nosso planeta reflete o...

. Como as flores

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2007

O instinto

Sabes que assim como o corpo se divide em partes, também a mente se divide em partes.
Dito assim de modo simples, com palavras simples.
Não, não é porque não possas entender o vocabulário mais utilizado para este tema, mas porque isso iria antes complicar o que é tão simples.
Continuando… na mente temos a inteligência racional ou de raciocínio.
E temos a consciência, ou melhor, as consciências. Há uma delas que nos dá, a todos, muito trabalho.
Sim, Trabalhinho! Desse meticuloso e ao pormenor.
Sim, esse mesmo, o das miudezas, pois!
Muita gente até lhe chama instinto.
Não, não é o dos pressentimentos.
Não, chamam-lhe instinto porque, antes de racionar, já fizemos um juízo de valor.
E, na maior parte das vezes, sem grande valor. Daí, o tal trabalho que dá educar, explicando muito bem à nossa primeira consciência que não devemos pensar assim porque todos têm direito a mais oportunidades.
Pois, nós próprios também.
E quando ajuizamos precipitadamente, estamos a negar qualquer melhoria e adaptação dos outros, das coisas e de nós mesmos, à evolução.

À oportunidade que cada novo dia nos dá.
Exactamente, isso é a vida – uma oportunidade em cada dia, a cada momento…
Sim! É isso mesmo… de renovarmos as possibilidades de sermos felizes!

.

Fragmento de tecido de seda
Pérsia, séc. XVII - Museu Calouste Gulbenkian

.

♪: Telepatia - Lara Li

publicado por eva às 21:05

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Domingo, 9 de Setembro de 2007

Stephen Hawking - Breve História do Tempo

Portanto, se acreditarmos que o Universo não é arbitrário, mas sim governado por leis definidas, ter-se-á finalmente que combinar as teorias parciais numa teoria unificada completa que descreva todo o Universo. … … … … … ...
… … : as nossas descobertas científicas podem perfeitamente acabar por nos destruir a todos e, mesmo que o não façam, uma teoria unificada pode não fazer grande diferença quanto às nossas hipóteses de sobrevivência. Contudo, desde que o Universo tenha evoluído de modo regular, pode esperar-se que a capacidade de raciocínio que nos foi dada pela selecção natural seja válida também na nossa busca de uma teoria unificada, não nos conduzindo a conclusões erradas.
Como as teorias parciais que já temos são suficientes para fazer predições exactas em todas as situações, excepto nas mais extremas, a busca da teoria definitiva do Universo parece de difícil justificação em termos práticos. (De nada vale, no entanto, que argumentos semelhantes possam ter sido utilizados quer contra a relatividade quer contra a mecânica quântica, e estas teorias deram-nos a energia nuclear e a revolução da micro-electrónica!) A descoberta de uma teoria unificada, portanto, pode não ajudar à sobrevivência das nossas espécies. Pode mesmo nem afectar a nossa maneira de viver. Mas desde a alvorada da civilização, as pessoas não se contentam com ver os acontecimentos desligados e sem explicação. Têm ansiado por um entendimento da ordem subjacente no mundo. Ainda hoje sentimos a mesma ânsia de saber por que estamos aqui e de onde viemos. O mais profundo desejo de conhecimentos da humanidade é justificação suficiente para a nossa procura contínua. E o nosso objectivo é, nada mais nada menos, do que uma descrição completa do Universo em que vivemos.

.
in “Breve História do Tempo”
de Stephen W. Hawking

.
.
♪: Harlem's Nocturne - Alicia Keys

publicado por eva às 20:17

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Sábado, 8 de Setembro de 2007

Felizmente

O céu, o sol, a terra e o mar são paisagens maravilhosas de Portugal.
Um país que a natureza marca pelo esplendor da paisagem e do clima.
Olhando para longe, como querendo prolongar o horizonte, um casal jovem conseguia prolongar a beleza do que a vista alcançava.
Felizmente que, hoje em dia e um pouco por todo o lado, há já muita sensibilidade pela preservação de zonas ambientais.
Felizmente também que já não se vêem tantas pessoas a jogar objectos no chão, em vez de se deslocarem até ao lixo mais próximo para os deixar.
Felizmente, ainda, que já não se vêem tantas pessoas a deitar objectos sujos nas águas das praias ou ao mar, como se ele fosse um enorme contentor.
Mas todos sabemos que ainda há muito a fazer pela educação cívica e a poluição ambiental.
A internet e a televisão têm sido, nos últimos tempos, as grandes educadoras das massas populacionais – tanto das mais novas como das mais velhas.
Com esperança e fé na humanidade, creio que tudo poderá melhorar e em curto espaço de tempo.
Penso até que a maioria das pessoas já está cansada de tanto desprezo pela natureza e uns vão educando outros pelo exemplo vivo.
O futuro a todos diz respeito e nesse futuro parece estar a ventura de todos nós e do ambiente em que vivemos – disso, pelo menos, parece já não restarem dúvidas.
.

.

.

Clear Water..

© Sergio Segantin

.

♪: Nessum Dorma - Luciano Pavarotti

publicado por eva às 21:04

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 7 de Setembro de 2007

Perspectivas

Um passeio de helicóptero permite ver a paisagem de modo e de perspectivas completamente diferentes do habitual para a maioria.
Todos os tipos de transporte são úteis e cada um dá a sua perspectiva nas viagens que empreendemos.
Horários e trabalhos são deveres, e felizes os que os têm e ainda mais felizes os que se sentem úteis ao próximo e a si mesmos.
As várias visões e perspectivas que vamos tendo nas nossas vidas, permitem também viver com conhecimentos mais complexos.
O conhecimento é então um entendimento em escala alargada. E a vida floresce de vidas das quais, durante anos, não tivemos consciência.
A vida, nas diferentes acepções conhecidas, mais as que se prevêem vir a ser descobertas, dão uma perspectiva de cada mundo que as rodeia e onde se inserem.
O respeito pelas outras vidas é também o respeito pela nossa própria, em todos os níveis que se desdobram.
- Ora aí está uma conclusão interessante: respeitar os outros é, enfim, respeitar-se a si próprio como um ser íntegro e conhecedor de si.

. .

.

Fotograma do filme  E. T.

.

♪: Riders in the sky - The Shadows

publicado por eva às 20:43

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 6 de Setembro de 2007

Respiração

Praias com mar calmo e céu enevoado. Enfim, um Verão alterado e instável.
Manhãs de preguiça e tardes de bom trabalho. São vantagens de quem trabalha por turnos.
Porque quando calha a trabalhar as manhãs e princípios de tarde, os fins de tarde, geralmente, não são de preguiça mas de corre-corre no aproveitar das horas.
Neste caso essas horas incluem os filhos que estão a sair das escolas e fazem-se compras em pequenos grupos.
O trabalho e a família devem fazer uma boa simbiose pois grande parte da nossa felicidade reside no bem-estar em casa e fora dela.
A saúde ocupa outro lugar de destaque, complementado com um modo de vida saudável.
Estas componentes ajudam a estar em paz consigo próprio e promove a alegria e a paz com os outros.
- A mim, o que me dá muito resultado são as técnicas de respiração. É como se o meu interior também ficasse leve e feliz: a tal paz interior.
- Há quem defenda que a prática de técnicas de respiração promove a oxigenação de todos os órgãos, músculos e canais internos que irrigam e influenciam todo o nosso organismo. Daí a sensação de bem-estar, porque o oxigénio vivifica até as partes menos usadas, como alguns músculos, por exemplo, em virtude de adoptarmos certas posições em detrimento doutras.
- E o melhor de tudo é que podem praticar-se em qualquer sítio, com mais ou menos tempo.

Afinal, uma oportunidade tão simples de nos auto-ajudarmos energeticamente.
.
.
.
.

.
Profundidade Escondida

.

♪: Oxygen - Marie Serneholt

publicado por eva às 21:23

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 5 de Setembro de 2007

Amor e desapego

Pais e filhos, por vezes, nutrem sentimentos de grande amor e carinho que levam a excessos.
Nestes casos, os excessos costumam ser por quase devoção e certo aprisionamento das liberdades individuais.
Evidentemente que isto é comparável a excessos por amor como por ódio.
Por vezes esses sentimentos de amor – dos mais belos que existem – são laços tão fortes que nem pais nem filhos sentem grande liberdade em afastamentos para escolas ou trabalhos em cidades mais distantes.
Há uma certa necessidade de aprovação do outro pelos actos do primeiro, e toda a vida gira em torno deste eixo de querer agradar, e o estar perto é uma necessidade.
O desapego, também sem excesso, é uma atitude correcta e que deveria ser fomentada sobretudo se há boa saúde, pois nada deveria alterar a normalidade dessas vidas.
O desapego ajustado no relacionamento carinhoso permite a liberdade de movimentos, de vivências sem culpas e um modo mais correcto de viver.
O amor, se considerado excessivo no relacionamento familiar, poderia ser ampliado ao resto do mundo e transformar-se em qualidade e dádiva para os mais carenciados.
Mesmo que nunca se tenha pensado nisso, há muita gente que não faz ideia sequer do que é um amor fraterno, daquele que não quer nada em troca e para o qual a simples visão de um sorriso de bem-estar já é recompensa que basta e sobeja.
O amor já foi cantado, pintado, esculpido, mas o ideal era ser sentido e vivido por cada um, em todas as famílias – próprias ou adoptivas – pois ajuda a viver cada dia com uma nova luz de esperança.
.
.. .
.
.

.

The Letter
.
© 
http://www.wildskiesgallery.co.uk/
.

♪: Mona Lisa - Nat king Cole

publicado por eva às 20:48

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 4 de Setembro de 2007

Bela é a criação

- Sabes que há, pelo menos, dois modos de entender todas as coisas: a interpretação masculina e a feminina.
- Ahahan! É um ponto de vista! Reconheço que ainda não tinha visto as coisas por esse prisma.
Mas faz sentido, faz… Aliás, deve ser por isso que, lá em casa, há sempre diferenças.
- Ou melhor, todos somos úteis mesmo nas diferenças que, se forem respeitadas, podem levar a melhores soluções.
O mesmo acontece na natureza e no seu equilíbrio. Isto porque o Homem não ajuda muito. Contudo ultimamente assiste-se a um esforço para respeitar a natureza e as suas obras.
- Se calhar porque ela mostra agora a força bruta para se reequilibrar. Por isso assistimos a estas alterações de clima que provoca tanta desgraça para as populações.
- Sim, ver um noticiário, hoje em dia, faz impressão. Às vezes parece que está tudo louco ou desvairado.
- De qualquer modo também se vêem reportagens com imagens lindíssimas ou divulgando situações que ilustram sentimentos elevados.
- E são essas que nos iluminam os dias de esperança na humanidade.
- Sobretudo com a tal dicotomia do feminino-masculino. Os dois têm características úteis e belas, mesmo quando parecem opostas.
- Bela é a criação!

.
.

.

.

Modelo quadridimensional do Universo em expansão

retirado de Wikipédia

.

♪: Aguaviva - Viajar por el espacio

publicado por eva às 22:40

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Segunda-feira, 3 de Setembro de 2007

O caminho das estrelas

Numa rua, no passeio junto ao cruzamento, estão mãe e uma filha já crescida.
Procuram tanto no chão como olham para o céu, bem azul e com algumas nuvens brancas.
Isto passa-se muito longe daqui, noutro continente. Elas agora olham o céu e questionam a sua fé em Deus.
Sentem essa fé mas não a Fé, como pretendem. A filha decide consagrar a sua vida a Deus mas, mesmo assim, não tem a certeza se esse modo de vida lhe dará a tal fé que procura.
Ela quer sentir uma fé que lhe ultrapasse as agruras dos dias.
Uma fé que, haja o que houver, ela acredite mais em Deus e na Sua ajuda do que na sua própria capacidade de resolução.
Quer sentir o benefício da fé numa influência divina ilimitada.
Não ilimitada a favor da preguiça de nada fazer porque Deus decide. Não, não é isso!
Fé ilimitada de que Deus ajuda sempre, desde que tal lhe seja pedido.
Assim ela poderia dedicar-se aos trabalhos que quisesse sem perigos de contágio nem de nada que fosse prejudicial – bastava-lhe ter a tal fé.
Entretanto, no céu, formou-se uma nuvem, em forma de coluna vertical, na direcção da mãe e da filha.
Esta nuvem tinha luz e mãe e filha ficaram envolvidas nessa brancura brilhante e…
- Ó avó… mas isso é igual à coluna do Caminho das Estrelas!
- Tens a certeza?

.

.
♪: Star Trek - tema
tags: ,

publicado por eva às 20:31

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Domingo, 2 de Setembro de 2007

Florbela Espanca # Abrir os olhos, procurar a luz

.
Abrir os olhos, procurar a luz,
De coração erguido no alto, em chama,
Que tudo neste mundo se reduz
A ver os astros cintilar na lama!
.
Amar o sol da glória e a voz da fama
Que em clamorosos gritos se traduz!
Com misericórdia, amar quem nos não ama,
E deixar que nos preguem numa cruz!
.
Sobre um sonho desfeito erguer a torre
Doutro sonho mais alto e, se esse morre,
Mais outro e outro ainda, toda a vida!
.
Que importa que nos vençam desenganos,
Se pudermos contar os nossos anos
Assim como degraus duma subida?
.

de Florbela Espanca
In “Sonetos”

.
.

.

.

.
Notícia: Ala dos Namorados
♪: Ser poeta (perdidamente) - Trovante

publicado por eva às 16:14

link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito

Sábado, 1 de Setembro de 2007

Objectivos

Supermercado, trabalho, médico, família, almoço, etc., etc.
Tudo bom de se fazer ou dar atenção em tempo útil e agradável.
Dias cheios de tarefas ou rotinas que têm uma particularidade: são organizadas e conseguidas se… bem, se tudo decorre na normalidade.
É assim que nos habituámos a ver as coisas, um pouco “de nariz no chão” ao longo da vida.
No entanto a vida não é para ser boa ou má. É para se ir levando com paz no coração e integridade mental.
Se não houver a preocupação de tirar o melhor partido desta ou daquela situação… se não houver a teimosia de fazer prevalecer a nossa opinião… se não houver a preocupação de defender sempre os nossos interesses… então o nosso coração está em paz e nós estamos serenos perante os problemas e as boas surpresas desta nossa vidinha.
Seguimos na pretensão de um caminho recto que traçámos algures para nós e, talvez no nosso caminhar, outros – que não sabem bem por onde andam nem o que estão exactamente a fazer por aqui – encontrem o seu próprio trilho, a exemplo das nossas dificuldades e desafios.
Lembrando sempre que temos, em qualquer circunstância, liberdade de opção no conduzir das nossas vidas.
A felicidade, nas nossas opções, é um dos maiores objectivos a alcançar: a serena felicidade.

.
.
. .

. Crossroads1

© Paulette Insall
.
♪: Song of India - Tommy Dorsey

publicado por eva às 19:20

link do post | comentar | favorito

. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds