Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Parece uma época irreal

. Viagem de Páscoa

. Os escolhidos

. Religiões, crenças e fé

. É já ali!

. Vamos para o Sol

. Valorizar o que é bom

. Contágios

. Ser feliz

. A força da fé

. Disciplina mental

. Tudo passa

. A cada um a sua música

. Fé e Esperança

. O esplendor da qualidade

. Que tudo seja melhor um d...

. Horizonte de perfeição

. Viagem

. O gosto de saber

. Dificuldades

. Da fé

. Da determinação no caminh...

. Hoje

. Barreiras

. Politiquices

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links


Quinta-feira, 1 de Novembro de 2012

Parece uma época irreal

- á ouviste sobre as últimas feituras de bombas nucleares?

- Já, já!

- São modos guerreiros de ver as sociedades…

- Sei lá! Parece uma época irreal, esta que estamos vivenciando. São subjugações do povo em toda a amplitude, desde o país ao mundo de países no planeta. Parece que uma nuvem pesada estacionou…

- Pois é isso que todos vamos pressentindo, de um modo menos ou mais lúcido.

- Achas que serão os princípios do fim?

- Acho que resta a esperança.

- Porquê?

- Talvez porque não tenha mais a que me agarrar para seguir em frente a cada dia… Talvez porque a minha fé me conduz a essa esperança.

- Lembras-me aquela canção… hummm… bem, há muitas semelhantes mas deixa ver se me lembro desta… ahh, sim, Amazing Grace!

- A dos escravos?

- Sim, mas com o poema completo, que muitos cantores há que apenas cantam os primeiros versos.

- Pois é, também não se percebe isso. Enfim, há tanta coisa incompreensível para mim…

- Acho que para todos. Mas…

- Já sei - mantenhamos a esperança em melhores dias!

- Tal como recomendam os poetas!


publicado por eva às 00:32

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Domingo, 8 de Abril de 2012

Viagem de Páscoa

- inda estás aqui?

- Pois… pois é!

- Não ias viajar?

- Ia, pois ia.

- E então?

- Então… não tive coragem de deixar tudo isto aqui. Gosto de estar aqui, de conviver com as mesmas pessoas, pessoas com quem compartilhei casa, caminhadas, supermercado, escola, que sei eu!

- Mas eram só 3 anos!

- Pois, pois eram!

- Não vais mesmo?

- Não, fico por aqui e vou tentar novamente. Também, alguém tem que ficar, não é?

- Os velhos ficam!

- Se calhar já estou velho!

- Bem, tudo se pode fazer melhor, sempre melhorando. E se dá para viver, força!

- Sei lá, tenho esperança que sim. Tenho fé, entendes?!

- Pois, pois!

 


publicado por eva às 00:48

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |  O que é?

Sexta-feira, 9 de Março de 2012

Os escolhidos

- quele ali só fala do fim do mundo neste ano, que a maioria de nós não passará da 4ª dimensão e que só os escolhidos, como ele e alguns dos amigos, é que seguem direto para a 5ª dimensão, etc. e tal.

- Que é isso de dimensões?

- É o equivalente a esferas evolutivas de vida.

- Ah! Mas que o faz pensar que existe um fim, se tudo é infinito? Se apenas estamos vivendo uma vida em nossa existência tão eterna quanto infinita de tempo, lugar e condições de evolução…

- Que queres tu, é tudo uma questão de fé.

- Pois é. Onde se viu que um Deus, ou seres celestiais podem pretender o fim das condições evolutivas, um holocausto para os seres vivos, para o planeta ou o universo?

- Exatamente. Ou se acredita ou não em seres melhores, mais virtuosos que nós e que eles são o espelho do que qualquer um poderá ser, da dignidade que cada ser poderá alcançar.

- Nem mais! Se Deus é infinitamente misericordioso, símbolo do supremo bem, como poderá querer que alguns evoluam e outros não? Cada um é responsável por seu próprio progresso, por seus erros e virtudes.

- Enfim… sabes, coitado é dele que não fala e, com certeza, nem pensa noutra coisa…

- Sim, pois é, só fala disso há dias. Mas ele julga-se um dos escolhidos!

- Ah! Bem, aí é o dourado da pílula, não só tem falha de fé como favorece a vaidade. Ok!

- A cada um a sua compreensão… e coitados dos infelizes que não vislumbram a magnitude do universo e suas leis reativas.


publicado por eva às 00:22

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Domingo, 26 de Fevereiro de 2012

Religiões, crenças e fé

uitas, pessoas refugiam seus penares em religiões ou práticas religiosas ou rituais.

Os rituais que se prendem às crenças, às esperanças de uma justiça tão especial como pessoal, individual.

A fé, essa está muito acima destas conceções.

Ela é fidelidade a um ideal.

É o desenvolver de uma intuição especial que provoca a elevação do indivíduo a outras esferas consciênciais.

Fé implica pureza, purificação de pensares, palavras e atitudes.

Fé refere sobriedade, individualidade, a tal centelha divina em nós.

Longe de sermos alguma divindade, temos em nós a essência de um bem supremo, de um amor sublime, de uma luz rara e de pureza desconhecida ainda da ciência.

A Fé religa o indivíduo à sua génese, à essência de ser.


publicado por eva às 18:09

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Segunda-feira, 25 de Julho de 2011

É já ali!

- lha, não desistas que é já ali.

- Mas isso já estás a dizer há quilómetros!

- Bem… sim! Mas é mesmo já ali, vamos!

- Como posso acreditar nisso?

- Ora, nem tens que acreditar nem nada, os caminhos são sempre em frente e mais nada!

- Ai, ai, aaai!!! Tu não fazes ideia por onde é sequer!

- Que disparate, já te disse vezes sem conta – em frente é o caminho!

- Mas qual em frente qual coisa! Tu não fazes ideia onde estamos, ou fazes?

- Nenhuma!

- Então porque não disseste antes?

- Porque não perguntaste e porque não me pareceu útil afirmar tal coisa na ocasião em que nos sentimos perdidos.

- Sentimos muito bem, pois estávamos mesmo! Atalhos!

- Bem, não interessa chorar sobre leite derramado, vamos, que assim não chegamos a lado algum!

- Olha a novidade, doutro modo também não!

- Ora essa, nunca andamos em círculos!

- Tens a certeza?

- Tenho, tenho! Fui deixando marcas conforme pude e sem tu veres, para não te preocupares tanto.

- Ohh, ohh!

- Que foi? Não vais desistir agora, pois não?

- Nem pensar! Olha para ali!

- Ohh! Finalmente chegámos!

- Estás a chorar?

- Que ideia, foi uma areia…


publicado por eva às 15:34

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
 O que é? |  O que é?

Domingo, 12 de Junho de 2011

Vamos para o Sol

hocolates e mais doces.

Era o que eu gostaria para a vida.

Uma doçura!

Todos os dias são dias da nossa doçura.

Todas as ocasiões são oportunidades de doçura.

Mas às vezes ficamos tolhidos.

De complicações, de tontices pensadas e repensadas.

De problemas que nos parecem insolúveis.

A fé ajuda a suportar e a passar.

O Sol está lá fora brilhando e aquecendo.

Vamos para o Sol, apanhar o seu calor e a sua luz.

Vamos seguir essa luz que nos guia.

Vamos…

- Vamos pois! Vamos até à praia e é já antes que escureça com alguma trovoada.

- Isso!

 


publicado por eva às 00:32

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Domingo, 22 de Maio de 2011

Valorizar o que é bom

- úsica no ar!

- Não oiço nada…

- Está cheio de sons melodiosos…

- Nada! Só os carros a passar e a fazer barulho. Só os pássaros a… ahhh!

- Percebeste? Os sons da natureza são cânticos.

- Deixa-te disso! Então e os sons dos bichos a lutarem, a destroçarem-se até à morte?

- Livra! Só te lembras disso?

- Só para te explicar que na natureza há horrores e não só o belo.

- Oh! Já sei que há horrores em todo o lado, assim como há beleza.

- Então?

- Então se eu observar o lado bom e o valorizar pode ser que este seja, um dia, superior ao lado do prejuízo.

- Isto não são colunas de contabilidade, de débito e haver.

- Não exactamente. É dualidade. Mas esta existe enquanto não quisermos ver a unidade. Os extremos tocam-se e o que dizemos ser mau, um dia virá que será transmutado em bem. Prefiro valorizar o que é bom, admirando precisamente esse valor. Tudo se resume em fé.

- São modos de ver.

- Sem dúvida e já agora, um bom dia para ti.

- Obrigado. Para todos!

 


publicado por eva às 00:35

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Quinta-feira, 19 de Maio de 2011

Contágios

- e novo o Sol aquece o nosso rosto, os nossos corpos.

- E deixa os carros e as casas a ferver. Se abrirmos as janelas somos picados por nuvens de mosquitos.

- E para onde dirigirmos o olhar há cores fantásticas que alegram o nosso dia.

- E como não tenho roupa nem sapatos tenho que gastar tempo e dinheiro para os ir comprar.

- O ar enche-se de sons e melodias. Parece que o céu até sobe e alivia nossas dores.

- Dores?! Nem sabes as dores que tive quando me levantei e para ir trabalhar ainda por cima!

- Hoje vou visitar doentes e a seguir vou tentar perceber se ainda podem voltar a trabalhar.

- Não quero gente a contagiar gente. Já chega o trabalho que não acaba.

- Podemos contagiarmo-nos de doenças através do ar que respiramos ou quando abrimos uma porta e seguramos a maçaneta, quando seguramos uma chávena, pegamos num artigo ou quando manuseamos, cheiramos, falamos, comemos, pisamos…

- Olha, fico em casa!

- Pois eu vou fazer o que acho que posso fazer. Conforme nos contagiamos também nos imunizamos. Senão… seja o que Deus queira!

- Isso assim é prático…

- Se é! Para mim chama-se fé e resolve muita coisa.

 


publicado por eva às 00:38

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |  O que é?

Quinta-feira, 9 de Dezembro de 2010

Ser feliz

odos querem ser felizes

Uns porque assim pensam

Outros porque assim o sentem

Uns tentam encontrar a felicidade

A todo o custo

A custo de si mesmos

da sua moral e das suas virtudes

Outros não a procuram

porque já não têm forças

A força da esperança

A força da fé que tudo muda

Eis que então para todos eles vem uma luz

Uma luz que ilumina uma única direcção

Todos a podem ver

Mas só alguns a querem seguir

Os outros ficam e lamentam sempre

Que querem ser felizes!

 


publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |  O que é?

Sábado, 6 de Novembro de 2010

A força da fé

m Fátima reza-se com aflição e com devoção.

A devoção a tudo o que é Divino sublima o ser, e o contrário é tão verdadeiro na inversa quanto essa.

Em Fátima encontramos os dois tipos principais de devoção ao Divino – por aflição ou por liberdade de escolha.

A primeira é a mais habitual e a força da aflição torna-se a força da devoção em fé, e esperança que todo o penar se transforme em bem.

Por liberdade de escolha emerge a caridade carinhosa por todos os que sofrem com abnegação do seu próprio sofrer, que nem se raciocina nem sente tão forte como o penar de todos, em determinadas ou em todas as situações.

A força da fé depende da claridade e abnegação da consciência do ser perante a infinitude de mundos e situações infelizes.

A fé é uma força que mantém a dignidade do ser perante ele próprio e perante o mundo.

Seja possível sentirmos a Paz em nossos corações.

 

Link – em directo da Capelinha

http://www.fatima.pt/capelinha.html

 


publicado por eva às 00:35

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?


. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds