Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Esta viagem chegou ao fim

. Tranquilidade e paz

. A cada um suas escolhas

. Quando os elementos se en...

. Ficar só

. Caminhos

. Ajudas

. Conviver

. Violetas

. Outro tipo de império pos...

. Famílias

. Modos de ver

. Há dias assim

. Emoções e relações

. Simbolismos

. Tudo tem importância

. Hábitos e mudanças

. Juventude em viver

. Olhares

. Dúvidas e perguntas

. Fátima, lugar de devoção

. Coisas bonitas que alegra...

. Estudantes e queima das f...

. O nosso planeta reflete o...

. Como as flores

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links

Quarta-feira, 30 de Junho de 2010

A Mentira, a Verdade

uem somos? O que somos?

Alguém sabe quem é?

Alguém descobre se as respostas que vai obtendo, são pura mentira ou pura verdade?

Alguém sabe quem é?

Alguém sabe ou calcula, bem calculada, a projecção das atitudes que tem?

Alguém sabe quem é?

Alguém percebe que a sua dignidade está nas escolhas que vai fazendo, nas respostas que vai dando, na identificação atenta de tudo o que o rodeia, seja gente sejam coisas…?

Alguém sabe quem é?

Alguém calcula bem a dignidade da Verdade na sua vida?

Alguém sabe quem é?

Alguém sabe o que acontece quando sonha o melhor de si e dos outros?

Alguém sabe quem é?

Alguém descobriu a força do Amor fraterno e benevolente em sua própria vida?

Alguém sabe quem é?

Alguém pretende, e consegue, juntar os dois – Amor e Verdade – em prol da sua dignidade?

Afinal, alguém sabe quem é?

 


publicado por eva às 00:34

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Terça-feira, 29 de Junho de 2010

AVÉ MARIA’S

 tão bom ser religioso! Ter a quem pedir, a quem confiar as nossas mais prementes aflições e necessidades…

Mas nem sempre somos tão lestos para agradecer a esse quem.

Alguns há que nunca se lembram de formular tal agradecimento sequer.

Mas a qualquer um, em qualquer repartição ou lugar onde nem sequer nos tenham atendido como deveriam – agradecemos – e, quanto mais importante creiamos essa pessoa, mais efusivo é o nosso agradecimento.

…??

A maioria é assim… para pedir – belíssimos pedintes!

E, como em tudo, há a maioria e a minoria.

A minoria tenta fazer o melhor que pode, tenta ser o melhor que consegue e nem sempre apela à religião.

Porque, nesta minoria, também há os que são religiosos, que agradecem ajuda possível e louvam a Deus pelos resultados.

Há os que sabem soletrar cada palavra das orações que rezam, porque já as analisaram e aprovaram o seu significado.

Há os que percorrem lugares santos com humildade…

Enfim, há de tudo… para todos os gostos e tradições…

Resta sempre uma espécie de fé, em si próprio, a comum da rua ou a esmerada em conventos e altares, a que é mais ou menos cega ou a criteriosa, a caprichosa ou a racionalizada.

E ainda há outra Fé, como há outro Amor, como há todas as virtudes em estado sublimado e excelso que estão acessíveis a qualquer um porque pertencem ao íntimo de cada indivíduo e não dependem de mais nada que dele mesmo.

Ou seja, dependem do seu esforço em encontrá-las, promover-lhes o florescer e fazê-las vibrar nessa amplitude maior ou celestial em que o ser projecta o Ser.

 


publicado por eva às 14:16

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Segunda-feira, 28 de Junho de 2010

Amor de mãe

mor de mãe deve ser parecido com amor de pai e amor de filhos porque tudo isto é relação e troca do sentimento de amor.

A maternidade é outra troca de sentimentos semelhantes que envolvem, ainda em acréscimo, uma relação de meses em completa duplicidade de emoções e forças físicas.

Esses laços perduram e perduram…

Depois, também há outras pessoas que vamos encontrando pela vida fora e que fazem as vezes da mãe, do pai ou de um filho tal como sonháramos que fossem.

E tudo se vai completando e encaixando como se a nossa vida fosse simplesmente um puzzle de inquietudes e ilusões bem sonhadas.

Rosas, flores lindas e perfumadas…

Ou céus muito azuis, e rosas, e amarelos…

Enfim, o belo e a felicidade estão presentes sempre que há quem tenha sentimentos bons por quem sentir e para repartir por tudo o que rodeia.

 


publicado por eva às 00:39

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Domingo, 27 de Junho de 2010

Palavras raras

raças. Gracioso. Obrigada. Agradecida.

Palavras cada vez mais raras na utilização quotidiana.

Porquê? Porque não estamos agradecidos? Porque não nos sentimos agradecidos a nada? Ou porque não há nada a agradecer?

A situação está em nós? Ou em quem conhecemos?

Será que não sentimos nenhum favorecimento dos outros para nós porque somos tão bons em egocentrismo… ou porque estamos tão abatidos que nem notamos o que acontece em redor… ou porque nos isolamos e alheamos de tudo em redor… apenas somos nós connosco…

Será que apenas convivemos com quem não se convive em igualdade mas… a quem se prestam informações da nossa vida… convivemos com outros porque tememos, receosos, a sua fúria se não lhes contarmos a nossa vida e a de quem vive connosco…

Conviver é conviver em igualdade de prazer nessa companhia, sem necessidade de contar seja o que for… apenas observar e comentar partilhando a vida em redor… sem qualquer maledicência, sem oportunismos… apenas o partilhar desconhecimentos ou ignorâncias assim como conhecimentos e ensinamentos.

Conviver é partilhar emoções e conhecimentos úteis para os intervenientes.

Conviver culturalmente… conviver em abundância de conhecer com sabedoria.

Quem convive, então?

 


publicado por eva às 00:37

link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
 O que é? |  O que é?

Sábado, 26 de Junho de 2010

Passou o dia e não consegui fazer

- assou o dia e não consegui fazer nem metade do que tinha pensado…

- Não te preocupes tanto, porque isso acontece a quase todos.

- Alguns não, conseguem ter tudo em ordem.

- Ora, alguns até nem querem fazer nada, por isso o que fazem já é de sobra.

- Não tinha visto o assunto assim.

- Tinhas visto como? Como seres perfeitos?

- Pois… se calhar… pelo menos mais ordenados e atempados que eu.

- Geralmente isso implica que tenham quem lhes faça muitas das coisas necessárias e eles ficam só a fazer as específicas, aquelas que não podem alienar. Ninguém é super, podem é parecer, sobretudo se utilizam os meios ao seu alcance para tal.

- Ninguém é assim tão bom, é isso?

- Todos os que parecem acima da média têm quem lhes suporte as rotinas. E convenhamos que as rotinas levam metade do dia.

- Mas… as rotinas?

- Rotinas ou a manutenção, a logística como agora se chama, enfim, o suporte de um dia dedicado ao trabalho tem sempre alguém que faça as tarefas básicas ou, então, o trabalhador suporta estoicamente a fome e a sede, a sujidade, etc.

- Mas há quem supere isso tudo e até viva para trabalhar e produzir.

- Esses são mesmo um em mil, ou milhares.

- São os génios, a excepção da humanidade!

 


publicado por eva às 00:32

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Sexta-feira, 25 de Junho de 2010

A sensatez

- ue é de nós sem sensatez?

- É loucura, é emoção à solta… é viver em toda a pujança que a vida tem e nos dá possibilidade de usufruir… é… sei lá!

- Sensatez tem só a ver com a idade, conforme vamos avançando pela vida fora?

- Sensatez tem a ver com a sabedoria, com a serenidade do ser. Quem a adquiriu não a quer perder por nada deste mundo…

- Mas quem vive muito ligado a emoções cansa-se e chega um dia que quer mudar e não sabe como…

- Geralmente assim é… Mas também há os que vão desenfreadamente pela vida fora, sem fazer caso dos que desgostam ou amarguram pelo caminho. Apenas apreciam os que lhe vão fazendo companhia, os adulam e os puxam até para o refinamento das loucuras. Porque essas loucuras só têm sentido enquanto lhes são admiradas e bazofiadas. Senão, atingem estados extremos, entre a tristeza ou a arrogância bruta.

- Então o estado a atingir é a serenidade, a pasmaceira de viver?

- A serenidade nunca foi pasmaceira de nada. Serenidade é saber muito mais do que se aparenta, é saber estar aqui e lá e sobretudo, saber onde é o e ter dignidade e permissão de estar ali.

- Então a serenidade pode considerar-se, digamos, um nível de vida?

- Digamos… que a serenidade é um estado próprio, apropriado a um nível evolutivo de vida que se atingiu.

- E consideramos a vida… a vida eterna que transcende esta vida.

- A vida que existe antes desta forma actual e a que prossegue esta mesma. A vida é eterna, como os seres são eternos… o que muda são os níveis de vida que cada ser vai atingindo conforme sua evolução individual e mental. Já Jesus o dizia – somos o que pensamos!

 


publicado por eva às 00:35

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
 O que é? |  O que é?

Quinta-feira, 24 de Junho de 2010

O pulsar da vida

antas flores!

Chama-se Primavera!

Ou florista!

Ou campos floridos!

Ou…

Tanta complicação! Chamam-se – flores! São rosas e parecem envolvidas em pérolas…

Pois… também não sei porquê. Mas sei que as pérolas, como muitos outros artigos, perderam parte da emoção que causavam pela sua beleza, quando sabemos os enormes sacrifícios, tormentos e tiranias, que passam crianças e adultos pobres, para que cheguem até nós, etc., etc.

No entanto, a Natureza contém um belo encantador. A beleza que nos mantém vivos e disponíveis a viver com melhores auspícios em mente.

Sejam as torrentes de água limpa e as lagoas transparentes, sejam as flores multicolores a matizar as encostas ou a aridez beije até ao horizonte.

Tudo tem formas de vida, o pulsar da vida.

Possa sempre ser promovida, ou cada um fazer a sua quota-parte, para a limpidez de vida que gostaríamos desfrutar.

Um dia feliz! Uma vida feliz!

 


publicado por eva às 00:38

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Quarta-feira, 23 de Junho de 2010

Vida e saúde

h! É tão bom beber esta água tão fresca!

Bem, sobretudo é tão bom beber quando se tem sede e comer quando se tem fome.

É sinal que o corpo reage bem e é saudável.

Também é sinal que podemos chegar à água, como à comida.

Ou seja, é sinal que estamos equilibrados com a vida.

Por outro lado, os muito gordos, os flácidos e os muito magros são sinal de que algo não está bem ou com a despensa ou com as pessoas.

Se o caso é da despensa que só tem um certo tipo de produtos, ou que não tem nenhum, então o problema tem a ver ou com a má escolha dos artigos ou com a falta de dinheiro para os comprar.

Se o caso é da pessoa e das suas escolhas, será conveniente perceber se é um problema mental, ou um problema físico-hormonal, ou outro.

Resumindo, seja qual for o problema o que importa é conseguir equilibrá-lo minimamente e recuperar a saúde.

Hoje em dia as calamidades do indivíduo sobre si mesmo são de tal ordem que em dezenas desses casos a solução passa mais por esforço próprio e pela consciência das escolhas negligentes que faz sobre si mesmo.

Afinal, não estamos todos a voltar para a hortinha em casa, na varanda, no quintalzito?

E viva o Sol e a água – fontes de vida…

E viva o equilíbrio para a saúde.

 


publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Terça-feira, 22 de Junho de 2010

Cada dia é uma oportunidade

ivemos dias, semanas, tempos de exames. Vivemos tempos de testes.

Testes pelos nossos conhecimentos. Testes dos nossos nervos.

E os exames são sempre uma prova para quem sabe e uma oportunidade para quem não estudou nada.

Por isso, através dos exames, resultam totais imprevistos e previstos.

Saem toda a espécie de resultados. Saem toda a espécie de oportunidades.

Mas apenas alguns têm acesso a essas oportunidades e o que fazem delas ninguém prevê.

No quotidiano os exames são constantes e o modo de os encarar é completamente novo para cada um.

Cada dia é uma oportunidade, cada noite é a amplitude dessa oportunidade e cada momento é a nossa oportunidade de mudar ou continuar na senda que buscamos para nós.

Sejamos sensatos nos exames, no quotidiano.

Continuar de cabeça erguida é o melhor dos resultados desta vida.

 


publicado por eva às 00:34

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Segunda-feira, 21 de Junho de 2010

Amar

MOR é alegria por tudo, por todos, por estar vivo.

Amor pode ser apenas paixão, ou uma erupção de tudo o que de melhor somos e o que conseguimos ser nesse momento.

Amor pode degenerar com toda a facilidade e com expansão de força igual ou maior ainda, porque se torna mais focada e concentrada apenas em determinados feixes.

E porque, infelizmente, estamos mais acessíveis ao baixo teor de emoções do que a emoções mais elevadas.

Vale a amplitude do ser e dos extremos que conseguimos tocar com a força da vontade. Vale a amplitude da força intrínseca de amar e do amor.

Vale o que somos perante tudo o que conseguimos ser quando nos expandimos como seres potenciais que somos.

Tantas e tantas vezes exigimos dos outros qualidades, qualidades interpessoais connosco, qualidades profissionais, qualidades humanistas, etc.

E de nós?

Vale a vontade de preferir a qualidade para nós, de nós mesmos em nós próprios e de nós por todos os outros que vamos encontrando no nosso caminho.

 


publicado por eva às 01:21

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds