Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Esta viagem chegou ao fim

. Tranquilidade e paz

. A cada um suas escolhas

. Quando os elementos se en...

. Ficar só

. Caminhos

. Ajudas

. Conviver

. Violetas

. Outro tipo de império pos...

. Famílias

. Modos de ver

. Há dias assim

. Emoções e relações

. Simbolismos

. Tudo tem importância

. Hábitos e mudanças

. Juventude em viver

. Olhares

. Dúvidas e perguntas

. Fátima, lugar de devoção

. Coisas bonitas que alegra...

. Estudantes e queima das f...

. O nosso planeta reflete o...

. Como as flores

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links

Sexta-feira, 30 de Abril de 2010

Espectáculo

coração e a mente clamam por justiça!

- Credo! Para que é isso tudo? Clama por serenidade e paz, isso sim! Mas melhor é ainda não clamares por nada e fazer silêncio em ti com serenidade interior e exterior.

- Mas isso não é nada que se veja!

- Que os outros vejam, queres dizer. A ideia é trabalhares na tua personalidade sozinho contigo e sem fazer marketing disso ou espectáculo para ninguém.

- Mas… que fama ou dinheiro é que essa atitude faz, ou favorece?

- Não é para tal finalidade, mas para a felicidade do próprio. A felicidade é um estado no íntimo de cada um, estado que não se incomoda com o exterior e que nada pode desfazer, a não ser o desequilíbrio do próprio.

- Pois… mas este é um meio de vida, o meu trabalho, e por isso preparo-me cuidadosamente e faço espectáculos ao público. Não obrigo ninguém a ir, nem a pagar. Vai quem quer, e mais nada!

- Pelo menos poderias esclarecer os que ali vão…

- Poder poderia…

 


publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Quinta-feira, 29 de Abril de 2010

Viagem

   

esquerda. Agora… humm… à direita, acho eu. Olha que é melhor perguntares… pronto, sempre era à direita. Exactamente, é ali ao fundo e podes começar a procurar um lugar.

- Podes ficar sozinha? Se sim, aproveito e vou comprar o que preciso. Até logo, pelas quatro então.

- Que bom, já estava cansada de andar de um lado para o outro. Isto de procurar o que se precisa pode ser muito desgastante, sobretudo se tiver data e hora marcada.

- Se é! Estou cansadíssimo também e desejoso de fazer o caminho de volta.

- Vamos embora de volta à nossa família e casa.

- Humm… Mas a direcção não é esta! Por onde vamos?

- Isso pergunto eu, tu é que estás ao volante e, por mim, não faço a mínima ideia onde estamos.

- Devemos ter desviado do caminho algures lá atrás…

- Sem dúvida, porque num só dia não é possível tanta alteração na paisagem…

- Talvez sim, talvez não. Já olhaste para baixo?

- Para baixo? Mas se estávamos de carro como podemos estar num avião?

- Não me perguntes a mim, que eu não fiz nada para isto. Nem saberia como fazer. A não ser que tudo isto seja ilusão… humm… a dois? Vamos ver onde vamos dar e depois logo se vê o que poderemos fazer por nós mesmos…

- Pois, isso é muito importante, o que podemos fazer por nós mesmos.

- Às vezes é. Noutras, apenas podemos contar com a nossa fé e esperança.

- Tudo junto deve resultar melhor, não?

 


publicado por eva às 00:36

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Quarta-feira, 28 de Abril de 2010

Mudanças contínuas

anto passado para esquecer. Tanto passado para lembrar com agrado. Tanto passado para resgatar e poder prosseguir livremente. Tanto passado para prosseguir em mudanças contínuas.

Todo um passado a enformar o presente. Todo o presente a enformar um futuro.

Tantos desacertos e tantas ajudas…

- O quê? Onde? Ah! Já estão à porta, já! Pronto! É só levar tudo o que já está embrulhado e encaixotado. O que não está é porque não pode estar.

- Isso! Vamos embora, que o Sol guarda-nos um refúgio no fim do arco-íris.

- Não é a história do pote de ouro?

- Não é bem isso. A tal riqueza em ouro é, simplesmente, a que construímos e levamos sempre connosco.

- Ou seja?

- A da nossa riqueza interior, a riqueza das nossas virtudes acumuladas. Delas são aquele brilho ofuscante da história.

- Ou seja, essa é outra das vertentes da história, porque deve prestar-se a muitas interpretações, não é?

- Tantas quantas as nossas possibilidades. A cada um a sua medida em cada instante e cada circunstância.

- Humm! Então é daí a frase – eu e a minha circunstância!

 


publicado por eva às 00:39

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |  O que é?

Terça-feira, 27 de Abril de 2010

Voar

- ão sou daqui!

- Não faz mal, eu também não!

- Também gostas de viajar, da aventura de conhecer novos mundos?

- Não, nem por isso!

- Então que fazes aqui?

- Vivo e devo morrer aqui.

- ?? Essa é a sorte de todos nós!

- Nem todos, há os que se regeneram ou os que se vão renovando.

- Como as borboletas e os casulos?

- Mais ou menos à semelhança desses.

- E isso é bom?

- Exactamente não sei porque não sou borboleta, mas elas aparecem na Primavera completamente novas e conseguem renovar-se periodicamente.

- Elas parecem tão frágeis quão belas…

- A beleza puramente bela tem sempre essa aparência frágil. O que não quer dizer que o sejam realmente.

- Pois não, às vezes quer dizer transparência, simplesmente.

- Tal e qual!

 


publicado por eva às 00:34

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Segunda-feira, 26 de Abril de 2010

Que bom é...

ue bom é ter companhia! Às vezes a solidão é atroz…

Assim a noite não é tão escura, nem o dia é tão longo.

Passo muito tempo sentado, vendo pelas janelas os outros de um lado para o outro… a vida a pulsar lá fora.

Que bom que estás aqui, que vens adormecer para o meu colo e me aqueces.

Que bom sentir o teu pêlo sedoso nas minhas mãos.

Que bom sentir que sou útil, que gostas que te faça festinhas, que te dê aquela comida que tanto gostas de lamber nos bigodes, mas que a mim cheira tão esquisito.

Que bom é sentir uma companhia que partilhe a minha casa, os meus momentos.

Que bom é falar contigo e apesar de não me responderes com palavras, acho que consigo perceber as tuas respostas de gato conhecedor dos assuntos que te falo.

Que bom é sentir este relacionar de vidas, este pulsar de vivências.

Que bom é ter uma companhia, preocuparmo-nos por outrem que não o próprio. Que bom é este doar de nós mesmos.

Que importa se não és pessoa. Essas não têm tempo para um velho como eu que já não tem capacidade para trabalhar, ou ser útil aos outros.

Que bom é olhar para os teus olhos meigos que nada pedem e que bom é deixares-te estar ao pé de mim.

Que bom é sentir a tua calma tão semelhante à minha quietude, por não me poder mexer como dantes.

Que bom é sentir que não empato o teu dia mas, pelo contrário, te ajudo a desfrutar as horas. Se calhar tanto como tu a mim.

Que bom partilhar sentimentos e emoções outra vez.

Sinto-me vivo, mas doutro modo, e vivo novamente para a vida!

 


publicado por eva às 00:37

link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
 O que é? |  O que é?

Domingo, 25 de Abril de 2010

Primavera

rer, crenças. Quereres, ambições. Isolamento, silêncios. Sociabilidade, risos.

Tudo isto são emoções, sentimentos e posturas do ser perante a vida, com os seus matizes de sofrimentos, desalentos e alegrias.

E o vosso trabalho será sobre esta temática.

Acham muito? Pois seleccionem ou expandam o tema conforme as vossas capacidades e inspirações.

Hã, sobre a Primavera? Não, essa não consta. É a mesma coisa? Então desenvolva essas semelhanças que encontra e cá estaremos para discutir o seu ponto de vista entre todos os que vierem.

Até para a semana.

- A que propósito vais ainda arranjar mais trabalho? Primavera! Que tem ela a ver?

- Não percebes? Ele falou da vida em todos nós. Todos temos aquelas reacções em menor ou maior grau de desenvolvimento.

- De prioridades, é o que queres dizer. Porque esse é o resumo, como o indivíduo aproveita a vida e escolhe – mesmo que sem a lucidez do consciente dessa escolha – o modo como vai usufruindo a vida que tem com as capacidades que vai adquirindo, ou perdendo, para sobreviver a cada dia, a cada complicação.

- E isso não é comparável com a Primavera e todas as mudanças que se vêem, a olho nu, neste ditoso tempo natural de renovação?

- Bem, é um modo de ver – que mais posso dizer?

- Podes começar por querer perceber se alguma vez compreendeste a Primavera em ti.

 


publicado por eva às 00:37

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Sábado, 24 de Abril de 2010

Ambientes

stamos na Primavera!

- E depois? Já viste o vento e a chuva que se faz sentir?

- Ohhh! E já viste os novos passaritos, as flores, o perfume cheio de variantes que se sente no ar?

- Não muito, não! Saio a correr e só volto de noite…

- E passas o dia…

- Encerrado num gabinete a trabalhar, sem janelas nem nada da natureza para admirar. Com os anos a passar em ambientes assim, acabamos por esquecer que existe um mundo inteiro lá fora para admirar… Esquecemos que existem passeios ao ar livre… água, simplesmente a água que pode aliviar a sede…

- Esquecemo-nos de nós mesmos e da nossa liberdade mental, ou de espírito.

- Esquecemos de nos oxigenar por dentro e por fora. Até carregamos, o mais possível, pensamentos e palavras desagradáveis.

- Pois, esse é um hábito triste, em vez de se cultivar o bom hábito de repetir assiduamente algo agradável pelos outros e por nós…

- Bem, às vezes sobrevivemos em ambientes mesmo desagradáveis, grosseiros e até agressivos…

- Seria melhor não os tornar mais agressivos ainda, porque tudo o que pensamos e fazemos é ampliado cosmicamente.

- Tens razão, mas nem sempre é fácil lidar com as contrariedades e, pior ainda, com as dificuldades.

- Talvez ajude o pensar que tudo o que damos volta a nós em qualquer altura ou, melhor, no momento justo.

- Falas do círculo de acções e energias!

 


publicado por eva às 00:38

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Sexta-feira, 23 de Abril de 2010

Diálogos de surdos

- á percebeste a diferença entre o canto da casa, ou do quarto, e o canto de cantar?

- E tu já percebeste que eu já percebi?

- Desculpa! Às vezes parece que estamos perante diálogos de surdos, uns querem dizer uma coisa mas o que se entende é outra completamente diferente.

- Pois sim!

- Noto alguma descrença?

- Talvez!

- Ser descrente não ajuda à felicidade. Até porque muitas vezes interpretamos as coisas como nos parecem, naquela hora, e não como elas efectivamente são. Entender o alcance global delas também não nos é possível, por melhores intenções ou capacidades que se tenham. Há todo um conjunto, uma globalidade que escapa à capacidade humana. Somos um ponto no espaço e somos apenas um pontinho na grandeza do entendimento do que gostaríamos saber e conhecer.

- Porque achas que somos tão pouco?

- Basta observarmos as capacidades da natureza e observarmos também esta nossa incapacidade perante o Todo que se move, se transforma e evolui constantemente.

- Mas… E… Ora! Nós também evoluímos constantemente, a cada instante.

- Exactamente. Bem, por uma vez dizemos, ou pensamos, a mesma coisa.

 


publicado por eva às 00:30

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Quinta-feira, 22 de Abril de 2010

Modo de vida

ravo! Bis! Então? Vão embora? Não, não! Mais uma! Mais u-m-a !!!!

- Tanta algazarra e nem sei para quê…

- Ora! São os entusiasmos de gente jovem.

- Os que dão tudo por tudo e por qualquer coisa que os anime?

- E não é disso que se vive? Não é dando tudo por tudo? Não é o que damos, a cada vez que nos preocupamos? Eles, pelo menos, dão pelo que gostam e não por aquilo que os preocupa.

- Ora pois! E por isso há os excessos e abusos e violências que há, logo de tenra idade.

- A violência sempre houve e, pior, geralmente é provocada e incentivada logo em casa desde crianças pequenas. Crescem aprendendo esse modo de vida.

- Isso não é desculpa, é apenas uma das razões, assim como os grupos com que se vão dando pela juventude fora é outra das razões.

- Não achas que os meios sociais com que convivem são razão suficiente para o descalabro moral em que vão vivendo?

- Acho que se verificam sempre excepções, pessoas que nunca se deixam manchar pelos que os rodeiam, se não os consideram dignos disso. Logo…

- Mas a maioria…

- A maioria deixa-se ir, é verdade. Mas seria melhor e mais oportuno dar a nossa atenção por aqueles que se distinguem e não por aqueles que dramatizam ainda mais a sua vida e a dos outros.

- Falar é fácil, não é?

 


publicado por eva às 00:31

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Quarta-feira, 21 de Abril de 2010

Livros novos

mprestaram-me livros novos para me inteirar de novos assuntos, ou dos assuntos conhecidos de um modo novo.

São novidades, são.

De tudo, de tudo o que se vai fazendo por aí e de tudo o que se vai lendo. Umas coisas com interesse, outras com piada e outras sem nada de interessante a não ser esta conclusão, adaptada, do poeta – sei que não quero ir por aí!

Há de tudo neste mundo livreiro e como sempre é necessário escolher mas, para escolher, é necessário inteirar-se, entender.

A cultura e a sabedoria estão cada vez mais facilmente à mão, mas também cada vez mais exigentes. Hoje, com toda a facilidade se conhece isto e aquilo, e com toda a facilidade nos desembaraçamos do que não interessa.

O que talvez se tenha complicado é a selecção que se deve fazer em virtude da profusão de informação que vai havendo, em crescente dia-a-dia.

Enfim, a conjuntura cultural continua de vento em popa e nós? Também continuamos a todo o vapor?

- Olha, eu continuo! Aliás o vapor é tanto que nem vejo nada!

- ???

- Estou a sair de um banho turco, mas é evidente que por telemóvel não podias saber isso. Sabes que mais? Vou mandar-te uma foto, já já!

 


publicado por eva às 00:31

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é? |  O que é?

. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds