Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Esta viagem chegou ao fim

. Tranquilidade e paz

. A cada um suas escolhas

. Quando os elementos se en...

. Ficar só

. Caminhos

. Ajudas

. Conviver

. Violetas

. Outro tipo de império pos...

. Famílias

. Modos de ver

. Há dias assim

. Emoções e relações

. Simbolismos

. Tudo tem importância

. Hábitos e mudanças

. Juventude em viver

. Olhares

. Dúvidas e perguntas

. Fátima, lugar de devoção

. Coisas bonitas que alegra...

. Estudantes e queima das f...

. O nosso planeta reflete o...

. Como as flores

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links

Segunda-feira, 31 de Dezembro de 2007

Bom Ano de 2008

Os pais trabalham uma vida. De dia e em muitas, muitas noites em branco – por trabalho, pelos filhos, pela família.
Noites dedicadas às festas, quando eram novos, não contam.
Depois vem a carga dos anos, as doenças que paralisam e tornam dependentes.
E deixam de poder viver sozinhos. Passam a estar ora com um filho, ora com outro.
Ou, apesar de tudo, ficam sózinhos. Logo se vê o que comem e se conseguem lavar-se e manter a casa.
Se não… que os vizinhos os cuidem.
Claro que também podem ir para um lar de terceira idade.
Alguns são de luxo, outros nem parecem ser para pessoas.
Os de luxo têm tudo a preços exorbitantes – fisioterapia, remédios, limpeza, médicos, etc.
Mas há algo que não tem preço porque está acima de tudo o que pode levar essa etiqueta. É o amor, o carinho humano.
Felizmente há muita gente que dedica as suas forças a ajudar os que estão em idade avançada.
Que lhes provocam lágrimas de gratidão nos seus olhos tão enrugados.
Que os fazem olhar para cima, emocionados. Eles, que agora olham quase sempre para o chão. E não é só para ver onde põem os pés…
Felizes sejam os que dão tanta felicidade aos que já não podem com o peso dos anos e das doenças.
Bem hajam! Bom Ano de 2008 para todos nós, vós, eles!
.
.

.
Imagem retirada da  net
 
.

♪: Namoro - Sérgio Godinho
tags: , ,

publicado por eva às 19:14

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é? |  O que é?

Domingo, 30 de Dezembro de 2007

Natália Correia # Ó Véspera do Prodígio - IV

.
Creio nos anjos que andam pelo mundo,
Creio na deusa com olhos de diamantes,
Creio em amores lunares com piano ao fundo,
Creio nas lendas, nas fadas, nos atlantes,
.
Creio num engenho que falta mais fecundo
De harmonizar as partes dissonantes,
Creio que tudo é eterno num segundo,
Creio num céu futuro que houve dantes,
.
Creio nos deuses de um astral mais puro,
Na flor humilde que se encosta ao muro,
Creio na carne que enfeitiça o além,
.
Creio no incrível, nas coisas assombrosas,
Na ocupação do mundo pelas rosas,
Creio que o amor tem asas de ouro. Ámen.
.

de Natália Correia
in "Sonetos Românticos"
.
.
.
♪: Credo - Janita Salomé

publicado por eva às 08:26

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
 O que é? |  O que é?

Sábado, 29 de Dezembro de 2007

Sentimentos

Idosos e cuidados que são necessários para eles.
São os remédios em grande quantidade.
São os colchões e protecções anti-escaras.
São as casas a temperaturas constantes por causa dos problemas respiratórios.
São as vacinas, ginásticas e fisioterapias.
São as "aulas" de música e teatro para se manterem activos e alegres.
São os jogos de mesa como damas, xadrez ou dominó, que entretêm e ajudam à concentração e raciocínio.
Em tudo, a preocupação é manter a alegria de viver.
Porque é essa que, nesta altura da vida, tem o papel preponderante.
Isto porque a maior parte perdeu o grande afecto das suas vidas - normalmente a esposa ou o esposo.
Porque os filhos já há muito tempo que vivem independentes sem precisar de nada.
Porque os netos também já vão tendo os seus próprios afazeres, especialmente nos estudos.
E porque a grande maioria deles não quer sentir-se dependente dos filhos mas, pelo contrário, continuar a sentir que são o seu apoio.
Quando finalmente se apercebem que isso já não é possível, quando as ideias os alheiam para muito longe, então sentem mais vontade dos cuidados, da aproximação familiar.
- Isso é orgulho? Ou querer manter a seu status na família?
- É mais, muito mais. É querer sentir-se válido para auxiliar os mais novos, que vieram depois deles e sob a sua responsabilidade.
Porque essa protecção passou a fazer parte dos seus sentimentos, do seu modo de ser.
.
.

.
Idosos a praticar Tai Chi 
(Imagem retirada da net)
 
.

♪: Toca o Sino (Jingle Bells)

publicado por eva às 21:37

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
 O que é? |  O que é?

Sexta-feira, 28 de Dezembro de 2007

O futuro

Na escuridão do céu brilham luzes por instantes.
Esses instantes permitem-nos continuar a vislumbrar o caminho.
Não estando perdidos, é bom confirmar a estrada sempre que possível.
Estradas alagadas, camiões que iluminam, por vezes em excesso, e encandeiam os carros mais baixos.
Olhitos brilhantes escapam-se rasteiros – são gatos vadios que vão trepando por onde podem, para não atravessar pela água que inunda a estrada.
A trovoada continua e os clarões, agora maiores, continuam a mostrar-nos o caminho. Há sítios em que nem se vêem as bermas.
Chegamos a uma vila, também mal iluminada.
Das janelas, a luz que transparece aparenta ser de velas ou semelhante.
Parece que as descrições do passado vêm até nós e quase achamos que as pessoas trazem lampiões nas mãos.
Mas não. Foi só durante a trovoada. No dia seguinte o sol brilhava.
Chegámos a pensar seriamente se tudo não fora sonho ou ilusão. Estradas secas, pessoas a passear, ou mais apressadas, enchiam as ruas.
Da tempestade nem uma palavra. Só falavam do lindo dia que estava.
Bem, a verdade é que o que passou – já passou!
E amanhã virá, por certo, outro dia a anunciar que o futuro é já ali!
Aliás, daqui para ali!
.
.

.
Imagem retirada da net
.

♪: Vai Nevar (Let it Snow, Let it Snow, Let it Snow)

publicado por eva às 08:24

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Quinta-feira, 27 de Dezembro de 2007

Os erros

Inverno que continua. Chuvas, ventos frios, dias curtos e escuros.
As falhas de electricidade provocam sempre distúrbios nas casas, principalmente nos electrodomésticos e graves consequências nos equipamentos electrónicos.
Nas casas e apartamentos de prédios onde a segurança é controlada por equipamentos mais sofisticados a perturbação ainda é maior.
Por essa razão, por exemplo, uma família não podia sair de sua casa porque as portas com comando eléctrico trancaram, incluindo a que dava acesso à escada de segurança. Os elevadores, idem. As persianas eléctricas, igual, e ficaram todos às escuras até que viesse auxílio, através de outros vizinhos.
Os alarmes dispararam sozinhos e também tiveram de ser os técnicos a resolver o problema.
Mas passos largos são dados constantemente nas novas tecnologias, a favor da sociabilidade, apesar de, às vezes, o que se pensa bem - e para o bem comum - redundar em fracasso.
Na ciência e na tecnologia, como na vida, acontecem erros que nos obrigam a avançar mais depressa e melhor.
Os erros são sempre para ser ultrapassados pela qualidade, ou não teriam razão de ser.
E tudo tem razão de ser, de existir, de se tornar excelente.

.
.

.
Imagem retirada da net 
.

♪: O Mundo é Todo Luz (Joy to the World)

publicado por eva às 20:20

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2007

Parabéns, mãe!

.
Parabéns e muitas felicidades! Desejo assim porque já não pode ser pessoalmente.
Já não te posso comprar o perfume, como fazia.
Mas posso imaginar o teu sorriso e as palavras que poderias dizer, mesmo quando já só podiam ser murmúrios.
O teu olhar, os teus olhos de água - esses, posso continuar a vê-los a olhar para mim.
Onde estejas, que possas ser feliz.
E os parabéns que te dou, que possam ser tão doces como a palavra «mãe»!
.
.

.
A Árvore da Vida
Gustav Klimt

.
♪: Nasceu o Rei dos Reis (Hark! The Herald Angels Sing)

publicado por eva às 08:31

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Terça-feira, 25 de Dezembro de 2007

Green God - Eugénio de Andrade

.
Trazia consigo a graça
das fontes quando anoitece.
Era um corpo como um rio
em sereno desafio
com as margens quando desce.
.
Andava como quem passa
sem ter tempo de parar.
Ervas nasciam dos passos,
cresciam troncos dos braços
quando os erguia no ar.
.
Sorria como quem dança.
E desfolhava ao dançar
o corpo, que lhe tremia
num ritmo que ele sabia
que os deuses devem usar.
.
E seguia o seu caminho,
porque era um deus que passava.
Alheio a tudo o que via,
enleado na melodia
duma flauta que tocava.
.

.
in "Poesia"
de Eugénio de Andrade
.
.
♪: A Caminho (La Peregrinacion)

publicado por eva às 16:47

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Segunda-feira, 24 de Dezembro de 2007

Véspera de Natal

.
Véspera de Natal! Dia de reunião de familiares e amigos, para os mais tradicionais.
Ou de viagens e festas longe do sossego em casa, para os outros mais.
Ou dia de desolação, para os sem-abrigo.
Dia feliz e festivo ou dia para esquecer e passar depressa.
Dias que, do mesmo modo que os nossos gostos e desejos, mudam connosco e se transformam.
Dia que pretende também pontuar uma data de esperança por melhores qualidades, um pouco por todo o mundo cristão.
Jesus e os seus ensinamentos são lembrados anualmente como o melhor que podemos fazer por nós mesmos.
Abrir o coração à centelha divina que cada um pode desenvolver em si.
Promover assim, em melhores pensamentos e atitudes, o melhor progresso para cada um e, como um espelho, isso poderá reflectir-se pelo mundo fora.
Enquanto houver bons exemplos a seguir, e quem os queira seguir, estamos bem.
E estaremos sempre melhor, sempre que tivermos uma paz melhor nos corações.
.
.
...

 .
Voluntariado de apoio aos sem-abrigo

.

♪: Noite da Paz (Silent Night)

publicado por eva às 18:23

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Domingo, 23 de Dezembro de 2007

Natal # na Bíblia e no Al-Corão

.
Bíblia Sagrada
.
Lc. 2, 1-14
.
Por aqueles dias, saiu um édito da parte de César Augusto, para ser recenseada toda a terra. Este recenseamento foi o primeiro que se fez, sendo Quirínio governador da Síria. E iam todos recensear-se, cada qual à sua própria cidade.
Também José, deixando a cidade de Nazaré, na Galileia, subiu até à Judeia, à cidade de David, chamada Belém, por ser da casa de David, a fim de recensear-se com Maria, sua mulher, que se encontrava grávida.
E quando eles ali se encontravam, completaram-se os dias de ela dar à luz e teve o seu filho primogénito, que envolveu em panos e recostou numa manjedoura, por não haver para eles lugar na hospedaria.
Na mesma região, encontravam-se uns pastores , que pernoitavam nos campos, guardando os seus rebanhos durante a noite. O anjo do Senhor apareceu-lhes, e a glória do Senhor refulgiu em volta deles, e tiveram muito medo.
Disse-lhes o anjo:«Não temais, pois vos anuncio uma grande alegria, que o será para todo o povo: Hoje, na cidade de David, nasceu-vos um Salvador, que é o Messias Senhor. Isto vos servirá de sinal para o identificardes: Encontrareis um Menino envolto em panos e deitado numa manjedoira».
De repente, juntou-se ao anjo uma multidão do exército celeste, louvando a Deus e dizendo:«Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens do Seu agrado».
.
.
Edição de 1968 de Difusora Bíblica (Missionários Capuchinhos) 
.
.

.

Presépio

.

.

O Sagrado Al-Corão
.
19: 21 a 35
.
21. Ela disse, “Como posso eu ter um filho quando nenhum homem me há tocado, nem eu tenho deixado de ser casta?”
22. Ele respondeu, “Assim será. Diz o teu Senhor, ‘Isso é fácil para Mim: e Nós assim faremos para que Nós possamos fazer dele um sinal para os homens, e uma mercê da Nossa parte, e é uma coisa ordenada´.”
23. E ela concebeu-o e retirou-se com ele para um lugar muito distante.
24. E as dores de parto levaram-na para junto do tronco duma tamareira. Ela disse, “Oh! quem me dera que eu tivesse morrido antes disto e tornasse uma coisa por completo esquecida”.
25. Então ele (anjo) chamou-a por debaixo dela, dizendo, “Não te aflijas. O teu senhor há colocado um ribeiro abaixo de ti;
26. E sacode na tua direcção o tronco da tamareira; isso fará com que frescas tâmaras maduras caiam sobre ti;
27. De modo que come e bebe, e refresca os teus olhos, E se tu vires algum homem, diz, “Eu fiz um voto de jejuar ao Clemente; por isso eu não falarei neste dia a nenhum ser humano”.
28. Então ela trouxe-o ao seu povo conduzindo. Eles disseram, “Oh Maria, tu fizeste uma estranha coisa.”
29. Oh Irmã de Aarão, teu pai não era um homem perverso nem tua mãe era uma mulher desonesta!”
30. Então ela apontou para ele. Eles disseram, “Como podemos nós falar a alguém que é uma criança no berço?”
31. Ele disse, “Eu sou um servo de Allah, Ele me há dado o Livro, e fez-me um Profeta;
32. E Ele me há feito abençoado onde quer que seja que eu possa estar; e há imposto sobre mim Oração e dar esmolas por tanto tempo quanto eu esteja vivo;
33. E Ele me há feito obediente para com minha mãe, e Ele não me há feito soberbo ou miserável.
34. Houve paz comigo no dia em que eu nasci, e paz haverá comigo no dia em que eu morrer, e no dia em que eu serei outra vez erguido para a vida”.
35. Tal foi Jesus, filho de Maria. Esta é uma declaração da verdade a respeito da qual eles duvidam.
.

.
Edição de 2003 (texto árabe e tradução portuguesa) da Islam International Publications Lt.
.
.


.
Em Nome de Deus o Clemente o Misericordioso

(caligrafia islâmica)
.

♪: Adeste Fidelis - atribuído a D. João IV

publicado por eva às 08:14

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
 O que é? |  O que é?

Sábado, 22 de Dezembro de 2007

Torradas e café

Flores cor de laranja. Não é uma cor habitual mas são tão bonitas assim a abrir em cachos e a cair pelos muros ou a enrolarem-se nos varões da varanda.
Os rosas e laranjas do pôr-do-sol reflectem mais um dia que passou e que se viveu.
Às vezes penso se não seria de o riscar no calendário.
Como uma tarefa feita e acabada – bem ou mal, melhor ou pior.
Mas isso era o mesmo que dizer que se vive a esperar a morte – o que seria sinónimo de uma enorme desilusão (ou ilusão) pela vida.
O que também não seria muito normal.
Não quero falar sobre o que é normalidade, que não é hora disso nem de relativos ou absolutos.
O pôr-do-sol parou estático 
- Ou seja, o tempo parou.
- Não! Eu continuo a escrever. O que parou foi o pôr-do-sol. As flores também. Mas os carros e as pessoas continuam a mexer-se
- Queres dizer que a natureza parou e a humanidade continua a mexer-se.
- Sim, deve ser por força da rotina. Movem-se e fazem o que sempre fizeram. Eu incluída.
- Uma paragem do tempo e, se calhar, do espaço. Já agora…
- Qual das coisas para ti é ilusão?
- Nenhuma. A tua cabeça é que é diferente. Como se funcionasse noutra onda.
- Hum, que cheirinho a torradas e café…
- Olha, agora está a funcionar correctamente!
.
.

. .

Pôr-do-sol no Vale de Yosemite 

Albert Bierstadt

.

♪: Palavra de Gabriel (La Anunciacion) - Samuel

publicado por eva às 19:54

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds