Eva diz o que sonha (e não só) sem alinhamento a políticas ou crenças conformes às instituições que conhecemos. Momentos de leveza, felicidade ou inspiração para melhorar cada dia com bons pensamentos. Um texto, uma imagem... para todas as idades

. posts recentes

. Esta viagem chegou ao fim

. Tranquilidade e paz

. A cada um suas escolhas

. Quando os elementos se en...

. Ficar só

. Caminhos

. Ajudas

. Conviver

. Violetas

. Outro tipo de império pos...

. Famílias

. Modos de ver

. Há dias assim

. Emoções e relações

. Simbolismos

. Tudo tem importância

. Hábitos e mudanças

. Juventude em viver

. Olhares

. Dúvidas e perguntas

. Fátima, lugar de devoção

. Coisas bonitas que alegra...

. Estudantes e queima das f...

. O nosso planeta reflete o...

. Como as flores

. arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. links

Quarta-feira, 31 de Maio de 2006

As árvores continuam a

31 de maio de 2006

As árvores continuam a ser destruídas.
As crianças continuam a ser utilizadas.
Os resíduos continuam a intoxicar o ambiente.
Dizem que quando não compreendemos o "outro lado", o melhor seria colocarmo-nos nesse outro lado e tentar perceber as razões.
Mas eu só percebo um interesse desmedido ( mesmo sem medida! ), um lucro. E um lucro fácil.
Agora caminho no meio de uma floresta.
Crianças lindas, verdes como as folhas das árvores brincam às escondidas entre elas, as árvores e o sol, que teima em acusar com a sua luz o esconderijo que elas vão arranjando.
Finalmente vêem-me. Espanto geral - não porque elas me vejam.
Mas porque percebem que eu as vejo.
Não perdem tempo e querem continuar a brincar também comigo.
São lindas! Como é possível tratá-las mal. Mutilá-las até.
As pessoas são também animais - respondem alguns.
Os ramos balançam. As crianças agora voam, alegres e rápidas.
O sol aquece mais o ar. O mesmo ar que todos respiramos.
A brisa sopra e diz-me para confiar nos tempos próximos.
Para manter a alegria.
Que seja esperança.
Esperança sempre.
Que a luz do sol ilumine os homens e aqueça os seus corações.

publicado por eva às 10:11

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Terça-feira, 30 de Maio de 2006

Um minuto e a vida.

30 de maio de 2006

Um minuto e a vida. Eis uma relação algo misteriosa.
Para uns, a vida corre num minuto e querem mais.
Porque não fizeram tudo o que pretendiam.
Mas ainda não sabem, também, se queriam mesmo fazer o que pretendiam.
Para outros, um minuto é a vida inteira.
Cada instante é aproveitado como se fosse o último instante de vida.
Muita loucura, muita coragem. Muita ansiedade, alguma serenidade.
Quando temos a vida nas mãos - a nossa vida - o tempo para a viver altera-se completamente.
A luz detém a cor das cores. As melodias, os sons mais nítidos.
As canções trazem poemas até nos "gemidos sonoros", na ilusão da rima.
Mas as pessoas parecem penduradas no ar.
Os mais chegados, não. Esses sorriem especialmente para nós, de modo cúmplice.
Às tantas, somos nós que nos elevamos no ar, afastando-nos do mundo habitual.
Chegados aí estamos a braços com a realidade e o que parece.
Enfim, outra versão do "ser ou não ser".
São os nossos, que estão connosco dia após dia, que fazem essa diferença.
Vejamos... são um pouco de nós e nós, um pouco deles.

publicado por eva às 12:00

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Segunda-feira, 29 de Maio de 2006

Pálida, sonâmbula no corredor

29 de maio de 2006

Pálida, sonâmbula no corredor sem fim entre o quarto e a porta.
Tudo branco - roupas, paredes, portas. Até os chinelos.
Os remédios entorpecem e dão muito sono.
Demasiada sonolência. As mãos e os pés parecem em câmara lenta. Às vezes estão longe.
Mas percebe o que se diz. A ela não dizem nada. Ou então, nada que lhe interesse.
Queria ficar boa e sair dali. Até lá nada interessa.
Nada tem valor. Nada a apreocupa também.
Comida e remédios. E sono. Ahhh! tanto sono.
Será dia ou noite?
E o corredor continua porque é só virar-se e recomeçar noutra direcção.
Sempre junto à parede ou ao corrimão.

Foi o que lhe ensinaram porque senão pode cair.
Vão deitá-la. Deve ser noite.
A cama é boa, pode descansar as pernas. Está tão cansada.
Dizem que já é dia. E o pequeno-almoço... e o banho...
Pronto, já pode ir para o corredor outra vez.
Mas hoje apetece-lhe sonhar que vai andar no céu, entre as nuvens.
E não vai tomar os remédios, mas vai respirar fundo.

Sorver o ar a plenos pulmões.
Se calhar, consegue voar entre nuvens.
São macias e frescas.
Tão brancas...

publicado por eva às 17:10

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Domingo, 28 de Maio de 2006

Fernando Pessoa - Ricardo Reis # Para ser grande, sê inteiro

 28 de maio de 2006

Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.
Assim em cada coisa a Lua toda
Brilha, porque alta vive.
a
a
Ricardo Reis (heterónimo de Fernando Pessoa)
a
a

publicado por eva às 22:04

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Sábado, 27 de Maio de 2006

Dores, mazelas. Aflição e

27 de maio de 2007

Dores, mazelas. Aflição e esperas.
Medidas sem a medida que a razão desconhece.
Sendo o desconhecimento - a ignorância das virtudes.
Importa entender, conhecer melhor. Assimilar os conhecimentos até fazerem parte de nós.
Construírem a nossa realidade. A nossa própria verdade.
Atingir o estado de serenidade perante a vida.
As suas dores e mazelas, mas também as suas alegrias e descanso.
Trabalhos e sonhos em harmonia.
Como a melodia e o ritmo. Juntos formam uma música.
Deste aperfeiçoamento sai a qualidade precisa para que a sua união seja uma verdadeira unidade.
Assim também da vida - a eternidade.

==========================

Quando o amor
é incondicional
A serenidade
é harmonia plena
E a partícula então
é uma unidade universal

publicado por eva às 20:26

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Sexta-feira, 26 de Maio de 2006

Sou crente em Deus e

26 de maio de 2006

Sou crente em Deus e peço-lhe muitas coisas.
Talvez em demasia. Sei lá.
Peço que seja digna da benção de viver esta vida, porque ela é uma oportunidade de ser melhor.
Peço que possa ser um instrumento de paz e amor.
De perdão e tolerância.
De fé, esperança e harmonia.
Do conhecimento da sua integridade, verdade e equilíbrio.
Peço que as minhas acções não prejudiquem os outros seres vivos com que me possa cruzar.
Peço que os meus pensamentos sejam sempre melhorados no burilamento dos anos vividos. Em experiências difíceis, mas também muito felizes.
Peço que haja mais para compreender que ser compreendida. Mais para amar e apaziguar que ser amada.
Peço pela harmonia e equilíbrio entre o homem e a natureza.
Peço pela abundância de comida e água para todos os povos.
Pela saúde física e mental de todos.
Peço que o homem se reconheça como homem de bem e de bem promover na vida alheia a felicidade que gostaria para si próprio.
Ámen.
tags: ,

publicado por eva às 16:27

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Quinta-feira, 25 de Maio de 2006

Pareciam um barco de papel

25 de maio de 2006

Pareciam um barco de papel no lago.
Mas eram flores em base de jasmins na água prateada do mar.
Boiando, sem ondas, tranquilamente, afastavam-se da praia.
Na direcção do sol no horizonte.
Os reflexos da luz do sol iluminavam-nas. Transformavam-se os verdes e as cores variadas em tons azul celeste e prata.
A água era azul com rastros brancos, cheios de brilho pela acção do sol, agora mais alto.
Creio que poderia adormecer com esta imagem, na esperança de temperar os meus sonhos com esta luz.
Gostaria que esta luminosidade azulada e serena abrangesse o planeta. O mundo.
Traz significantes de paz, harmonia, integridade.
É isso! Faz que tudo, o todo diferenciado, seja unido.
Unificado numa só vontade - integridade.
Quantos valores poderiam ser ultrapassados. Outros procurados.

Descobertos, até, tornando-se imprescindíveis.
Atingir o ponto zero para recomeçar com escolhas mais pausadas.
Mais fortes e seguras de que, contra as tempestades, o caminho é a rota desenhada pelo próprio eu.
Um eu que emerge como um repuxo cristalino.
E a força de um sol na própria vida.

publicado por eva às 16:57

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Quarta-feira, 24 de Maio de 2006

Fome, cólera. Já nem falo na

24 de maio de 2006

Fome, cólera. Já nem falo na pobreza extrema.
Pobreza física e sacrifícios sem descanso.
Crianças com olhos esbugalhados, barrigas dilatadas, ossos "à vista".
Dou-lhes papas de arroz, bolinhos e pequenos pães.
Leite e água límpida precisa-se também.
Às mães - frutas, legumes, cereais e papas.
Precisam comer bem para ter leite para os seus filhos bebés.
Animais e crias, mais além na terra seca, também querem água e folhas verdes.
Tudo tão seco. Até o ar sufoca.
As tendas do hospital possível estão cheias de crianças doentes e mães chorosas.
Outros filhos puxam pela roupa e, ora querem sair dali, ora querem ficar com os irmãos.
Angústia em todos os olhos.
Peço ou rezo para que todos os povos possam progredir no conhecimento de um Deus, ou Alá, ou Buda, ou... etc.
No conhecimento de leis morais mais justas e amorosas.
No conhecimento do saber como se aliar à natureza e dela extrair as suas necessidades de alimentação, cura, higiene e bem estar com a vida.
No conhecimento de tornar as suas vidas tão significantes quanto possível da sua salvação.
Aparece uma das crianças - agora de aspecto saudável e alegre.
Uma flor para ti e para Deus.

publicado por eva às 09:16

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Terça-feira, 23 de Maio de 2006

Coração de mãe. Muitos corações.

23 de maio de 2006

Coração de mãe. Muitos corações.
De dentro do coração, outros saem.
E voam brilhando e volteando nos céus.
À sua volta, flores. Dezenas de flores volteiam os corações.
O coração de mãe é único. Isto é, é de todas as mães.
Como o coração de pai é de todos os pais.
São gerações de dádiva. De bençãos e deveres.
E oh! como eles latejam e vibram com a felicidade dos filhos.
Mas também sabem chorar.
Lágrimas que correm em rio, sem ruído. Sozinhas.
Formando correntes de força. Orações de força pela piedade e abnegação do pedido.
Persistência na esperança que se transfere para uma fé crescente.
E a fé da crença é agora uma fé que reflecte desejo.
Desejo que se transfere também para a serena realidade que se enfrenta.
A acção é agora outra reacção.
A angústia cede à harmonia.
O céu é mais azul; a água mais pura.
A terra cheira outra vez a flores.
O coração adormece devagarinho.
Tudo se acalma.
A felicidade vem.
Por vezes de outro modo.
Inesperadamente nova.
tags: ,

publicado por eva às 15:15

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

Segunda-feira, 22 de Maio de 2006

Zangados, desconfiados,

22 de maio de 2006

Zangados, desconfiados, precipitados nas conclusões. Ofensivos até entre eles.
Enfim, um dia desagradável, talvez.
Logo pela manhã, dor de cabeça e preguiça quanto baste.
A seguir as pressas do atraso evidente mais o trânsito que não ajuda nada. "Nadinha"!
Toda a gente parece estar na mesma onda de agravo e desagravo.
Temos que reagir pois senão a situação alastra.
Olha, que passarito engraçado naqueles pulos ou a esvoaçar pulando. Não percebo bem.
Deve estar nas tentativas de primeiros vôos.
Ouvem-se discussões. Hoje todos parecem zangados.
Parece-me mais útil observar os pássaros.
Eles, pelo menos, estão entretidos em assunto útil - aprender a voar.
Bom, e a cair - aos tropeções e com mais ligeireza. Ena... já voa.
Aí está o que preciso agora - tentar melhorar o meu dia. Torná-lo mais ligeiro e agradável.
Mais silencioso também. Pelos outros e para calar esta voz desordeira do meu eu.
O pequenito já voa para os galhos entre as árvores.
Ai, que calor que está chegando ao meu rosto.
O sol já vai aquecendo. O corpo e a alma, que vão serenando.
E o passarito já desenha curvas no céu.
tags: ,

publicado por eva às 09:12

link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?

. ESCRITOS de EVA

Bem vindos! Namastê!

. Reflexão

Aquilo que pensas ser o cume é apenas mais um degrau - Séneca

. mais sobre mim

. Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


. pesquisar

 

. links

. Alguns favoritos (mais em Ver Perfil)

. A Casa do Passal - Cabana...

. Aristides de Sousa Mendes...

. Maria João Brito de Sousa...

. Sophia de Mello Breyner A...

. Mercedes Sosa

. Jalal Rumi # A evolução d...

. Cecília Meireles # A arte...

. Cecília Meireles # Cântic...

. Teilhard de Chardin # O M...

. Natália Correia # Ó Véspe...

. tags

. todas as tags

. Simpatias recebidas

@@@@@@@@@@@@@@@ Campanha da Amizade, amizade de Aida Nuno @@@@@@@@@@@@@@@ É um blog muito bom, sim senhora! , amizade de Coffee Cup @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Dardos, amizade de Lady Magenta, poetaporkedeusker, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Blog de Ouro, amizade de poetaporkedeusker, Maria José Rijo, Velucia @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Magic Blog, amizade de Maria José Rijo @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Seu Blog tem Néctar, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Mimo Samoga, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Prémio Medalha de Ouro, amizade de poetaporkedeusker @@@@@@@@@@@@@@@ Selo Best Blog, amizade de Alice Alfazema
blogs SAPO

. subscrever feeds